Sportz8ne - Revista de Esportes by Fraja8


Possibilidade de chuva para o domingo é de 80%

Último dia da temporada 2008 terá sol entre nuvens pela manhã e chuva à tardeSegundo os sites "Clima Tempo" e "Weather Channel", a chance de chover durante o domingo em São Paulo é de 80%.

Pela manhã, o sol deve aparecer entre nuvens, mas a tarde será de tempo chuvoso. As temperaturas vão ficar entre 15 e 25ºC.

Neste começo de noite de sábado, uma neblina paira sobre Interlagos, com temperatura de 19ºC.


Alonso diz que acidente com Hamilton é coisa de videogame

 
Ele larga logo atrás de Lewis Hamilton no GP do Brasil de Fórmula 1, neste domingo, e sua história de rivalidade com o inglês é mais do que conhecida. Porém, o espanhol Fernando Alonso voltou a refutar a possibilidade de provocar um acidente com o adversário para facilitar Felipe Massa na briga pelo título.

Alonso larga em sexto lugar no circuito de Interlagos, logo atrás de Hamilton, que sai do mesmo lado do grid, mas na quarta posição. Mas a chance de uma colisão para o espanhol é plausivel apenas no videogame.

"Vamos a mais de 300 km/h e chocar-se contra outro carro é muito bom no Playstation, nos jogos, mas não é real. Quem vai dentro do carro nunca pensaria nesta possibilidade", disse o espanhol.

E foi justamente no videogame que muitos fãs de Alonso simularam um acidente do bicampeão mundial com Hamilton em Interlagos, que fez sucesso na internet após o GP da China. Na semana, sites de jornais espanhóis também colocaram jogos a disposição dos internautas em que Hamilton deixaria o GP Brasil, facilitando a vida de Massa.

Na avaliação do espanhol, os torcedores brasileiros precisam mesmo esperar uma quebra do inglês para celebrar o título de Massa. "Os brasileiros deverão torcer mais para que Hamilton tenha um problema mecânico do que um acidente. Acho que essa é a única forma do Massa ser campeão", disse.

O piloto da Ferrari está sete pontos atrás do rival da McLaren e precisa vencer a prova, além de esperar que Hamilton não fique entre os cinco melhores.



Escrito por fraja8 às 21h21
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Juventus vence clássico contra Roma e vê rival se afundar na crise

 
Do UOL Esporte
Em São Paulo
 
Definitivamente, a Roma atravessa um péssimo momento. A atual vice-campeã italiana fez uma pífia apresentação, perdeu o clássico diante da Juventus por 2 a 0, neste sábado, em Turim, e segue próxima da zona de rebaixamento da temporada 2008/2009. Já a rival, que completou 111 anos de existência neste sábado, começa a se aproximar dos primeiros colocados.

A situação do time dos brasileiros Doni, Juan, Taddei, Cicinho e Julio Baptista não é nada confortável. Trata-se da quinta derrota seguida, sendo quatro pela competição. Assim, soma apenas sete pontos. Não bastasse isso, o astro Francesco Totti voltou a sentir uma lesão no joelho direito.

Para piorar, os romanos terão pela frente, na próxima terça-feira, o embalado Chelsea, no estádio Olímpico de Roma, pelo Grupo A da Liga dos Campeões. O time de Luiz Felipe Scolari reassumiu a liderança do Campeonato Inglês, após uma goleada sobre o Sunderland por 5 a 0, neste sábado, e o tropeço do Liverpool.

Já a situação da Juventus é bem mais tranqüila. Com esse triunfo, o quinto na atual edição do Italiano, o time de Turim chegou aos 18 pontos, apenas três atrás da Internazionale, que derrotou a lanterna Reggina por 3 a 2 e assumiu provisoriamente a primeira colocação. A Udinese, que soma 20 pontos e pode retomar a ponta, caso vença o Genoa, amanhã.

A Juventus, aliás, soube aproveitar esse melhor momento do que o adversário da capital italiana. Foi melhor desde o início. Porém, esbarrava na forte marcação romana e, principalmente, num bom dia do goleiro Doni. Exemplo disso ocorreu aos 33min, quando Chiellini cabeceou em cima do brasileiro, que evitou o primeiro.
 
De tanto insistir, chegou ao seu primeiro gol. Aliás, um golaço. Aos 37min, Del Piero acertou uma cobrança de falta perfeita no ângulo direito de Doni. 1 a 0. Após isso, o time romano não encontrou forças para se recuperar. Essa fragilidade ficou evidente no início da etapa final.

Logo a 1min, Amauri quase fez um golaço de bicicleta. Doni defendeu. Um minuto depois, Marchionni recebe passe de Del Piero, dá um belo drible no norueguês Riise e tocou por cima do goleiro brasileiro para definir a vitória da Juventus.

Com essa importante vitória, o time de Tuim vai com moral para o duelo diante do Real Madrid, na quarta-feira, em Madri, pela quarta rodada do Grupo H da Liga dos Campeões. Até o momento, os italianos lideram a chave, com sete pontos.
 


Escrito por fraja8 às 21h18
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Xavi faz dois, Barça goleia e é líder

El Barça fue muy superior

Genro de Maradona faz os dois gols da vitória do Atlético de Madri

GLOBOESPORTE.COM Málaga, Espanha

Não teve nem graça. O Barcelona foi a Málaga enfrentar o time local pela nona rodada do Campeonato Espanhol e venceu por 4 a 1, com dois gols de Xavi, um de Messi e um contra do zagueiro brasileiro Weligton. Duda descontou. O resultado jogou o Barça para a liderança do campeonato, com 22 pontos, mas o Valencia enfrenta o Racing ainda neste sábado e pode recuperar a ponta da tabela. O Málaga permanece em sexto, com 13 pontos.

O Barça mostrou o que seria o jogo logo aos 5 minutos de jogo. Messi sofreu falta dura de Apoño na frente da meia lua, e Xavi não brincou em serviço: mandou um balaço no ângulo direito, sem chances para o goleiro Arnau.

O Málaga ensaiou uma reação e empatou o jogo oito minutos depois, aos 13 minutos. Nabil Baha deu um lançamento primoroso para Adrián, que soltou a bomba no meio do gol para grande defesa de Valdés, mas o goleiro deu rebote e Duda bateu da meia lua e deixou tudo igual.

Agência/EFE

A alegria da torcida no estádio La Rosaleda não durou mais do que cinco minutos, pois aos 18 Messi aproveitou um rebote dentro da área e bateu quase de canhota, botando o Barça na frente de novo. A chuva aumentou e o jogo ficou mais pesado, de modo que o time azul-grená só voltou a atacar com vontade no segundo tempo. E aí, foi uma festa.

Aos 7, Eto’o avançou pela esquerda e cruzou na área para Henry, que não foi egoísta e ajeitou de cabeça para Xavi chegar de trás e soltar a bomba, fazendo seu segundo gol no jogo. Com o jogo nas mãos, o time catalão baixou o ritmo novamente, mas continuou dando as cartas. Aos 35, finalmente, Daniel Alves bateu uma falta da intermediária com violência, a bola bateu no zagueiro brasileiro Weligton e enganou o goleiro, fechando a goleada em 4 a 1. 

Agência/EFE

Agüero dá vitória ao Atlético

Em Madri, O Atlético liquidou a fatura com o Mallorca ainda no primeiro tempo. Aos 13, Sergio Agüero, genro do novo técnico da seleção argentina Diego Maradona, recebeu um passe de cabeça de Forlan e bateu no canto, inaugurando o placar. Quinze minutos depois, Agüero recebeu de Forlan dentro da pequena área e tocou para o gol vazio, fechando o jogo em 2 a 0. 

Confira todos os jogos da 9ª rodada do Campeonato Espanhol

Sábado
17h – Málaga 1 x 4 Barcelona
17h - Athletic Bilbao 1 x 4 Villarreal
17h – Atlético de Madri 2 x 0 Mallorca
19h - Valencia x Racing

Domingo
14h - Recreativo x Getafe
14h - Valladolid x Sevilla
14h - Espanyol x Osasuna
14h - Sporting x Numancia
16h - Almería x Real Madrid
18h - Bétis x La Coruña


Valencia perde jogo, invencebilidade e a liderança ao tropeçar no Racing Santander

Barcelona assume a ponta isolada após o tropeço do rival

Mesmo atuando em sua casa, o estádio Mestalla, o Valencia tropeçou no Racing Santander e perdeu a sua invencibilidade, deixando a liderança nas mãos do Barcelona. O atacante Tchité foi o grande destaque do confronto. Ele marcou três gols na vitória por 4 a 2 dos visitantes. David Villa e Joaquím descontaram.

O Barcelona lidera o Campeonato Espanhol com 22 pontos ganhos, um a mais do que o Villarreal, que neste sábado goleou o Athletic Bilbao por 4 a 1. O Valencia perdeu a chance de ultrapassar o Barça ao perder e ficou com apenas 20, na terceira colocação. Com a vitória, a equipe de Santander chega aos nove e se afasta da zona de rebaixamento.

Tchité abriu o placar para os visitantes aos 23 minutos. Mas David Villa igualou seis minutos. A partida continuou equilibrada, até que a estrela de Tchité resolveu brilhar novamente. Aos 4 da etapa final, ele fez o segundo. E o Valencia igualou novamente aos 25.

Mais uma vez o confronto ficou emocionante. O Valencia tinha mais a bola e criava mais chances, mas o Racing era perigoso nos contra-ataques. Em um deles, aos 35, conseguiu uma falta que resultou no terceiro gol de Tchité. E o golpe final veio aos 40, quando Albelda fez



Escrito por fraja8 às 20h59
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Carlos Mota/GLOBOESPORTE.COM

O Flamengo cumpriu a promessa feita pelo vice de futebol Kléber Leite na sexta-feira e entrou em campo com uma faixa de agradecimento ao apoio dos torcedores do Nordeste do país. Com os dizeres: "Torcida nordestina: um dos orgulhos da nação rubro-negra", o clube expressou sua indignação com o protesto apresentado pela torcida do Vitória no Barradão, na última quarta-feira



Escrito por fraja8 às 20h52
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Ronaldo Angelim não poupa as palavras: 'Fazem muito oba-oba'

Zagueiro diz que só Jaílton, Fábio Luciano e Toró jogaram bem no empate contra a Portuguesa e lamenta mais uma atuação decepcionante

Sempre sincero, Ronaldo Angelim revelou o principal problema do Flamengo nas sucessivas decepções na temporada: o oba-oba. Depois de perder por 3 a 0 para o América do México, na Libertadores, e para o Atlético-MG, neste Brasileirão, o Rubro-Negro mais uma vez decepcionou o torcedor que compareceu no Maracanã, empatou em 2 a 2 com a Portuguesa, e praticamente deu adeus a qualquer chance de conquistar o título. Sereno, o zagueiro analisou a partida.

- Deixamos a desejar. Não fizemos um bom jogos. Temos que ter consciência de que o empate ficou de bom tamanho. Quando ganhamos de cinco como foi, e em um jogo que poderia ter se complicado, fazem muito oba-oba. Agora, pegamos uma equipe difícil de jogar, mas não jogamos bem. Só três jogadores foram bem, Jaílton, Toró e Fábio Luciano ,o resto deixou a desejar. Não fizemos um bom jogo.

Com 57 pontos e um jogo a mais que os adversários na ponta de cima da tabela, o Flamengo segue na quinta colocação


Ibson: 'Saímos decepcionados'

Volante externa frustração após empate com a Portuguesa no Maracanã

Poupado das vaias do torcedor dessa vez, Ibson não conseguia esconder a decepção após o empate por 2 a 2 com a Portuguesa, neste sábado, no Maracanã, pela 33ª rodada do Brasileirão, que praticamente colocou um ponto final a qualquer possibilidade de conquista de título.

- Infelizmente, sofremos dois gols em erros nossos, apesar dos méritos da Portuguesa. Quando entramos no jogo, não conseguimos virar. Saímos decepcionados. Vamos continuar trabalhando. Temos um jogo importante no domingo, contra o Botafogo, e precisamos vencer a todo custo.



Escrito por fraja8 às 20h51
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Mais uma vez, Fla tropeça em casa e praticamente dá adeus ao hexa

Agência / Agência Estado

Diante de 44 mil torcedores, time carioca fica no 2 a 2 com a Portuguesa e desperdiçam a oportunidade dormir na liderança da competição

O público foi quase metade, 44 mil presentes, a derrota deu lugar ao empate por 2 a 2, mas a decepção da torcida na partida diante da Portuguesa foi a mesma. Se no último dia 11 de outubro 81 mil rubro-negros deixaram o Maracanã revoltados com a derrota por 3 a 0 para o Atlético-MG, neste sábado, a igualdade no placar praticamente decretou o fim das possibilidades de hexacampeonato para os cariocas.

Fábio Luciano, Maxi, para o Fla, Jonas e Athirson para a Lusa, marcaram os gols do jogo que poderia deixar os cariocas na liderança do Brasileirão, mas os manteve na quinta posição, agora com 57 pontos, um a menos que Cruzeiro e Palmeiras, terceiro e quarto colocados, e a dois dos líderes Grêmio e São Paulo. Todos eles ainda entram em campo neste domingo. Já a Lusa, com 36, segue em 14º, fora da zona de rebaixamento.

Na próxima rodada, o Flamengo encara o Botafogo, domingo, às 19h10m, em partida marcada inicialmente para o Maracanã. A Lusa também tem um clássico pela frente, contra o São Paulo, sábado, às 18h30m, no Canindé.

Ficha técnica: 

FLAMENGO x PORTUGUESA
Bruno, Jaílton (Maxi), Fábio Luciano e Ronaldo Angelim; Leonardo Moura, Toró, Ibson, Kleberson (Fierro) e Juan; Marcelinho Paraíba (Everton) e Obina. Gottardi, Ediglê (Halisson), Bruno Rodrigo e Erick; Patrício, Gavilán, Rai, Preto e Athirson; Jonas (Héverton) e Edno.
Técnico: Caio Júnior. Técnico: Estevam Soares.
Gols: Fábio Luciano, aos 5 do primeiro tempo. Jonas, aos 8, Athirson, aos 15, e Maxi, aos 38 do segundo tempo.
Cartões amarelos: Everton e Maxi (Flamengo); Bruno Rodrigo e Preto (Portuguesa). Cartão vermelho: Obina (Flamengo) e Patrício (Portuguesa).
Estádio: Maracanã. Data: 01/11/2008. Árbitro: Héber Roberto Lopes (Fifa/PR). Auxiliares: Aparecido Donizetti Santana (PR) e José Carlos Dias Passos (PR).


Escrito por fraja8 às 20h40
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Tottenham encerra invencibilidade do Liverpool, e Chelsea vira líder

 
Do UOL Esporte
Em São Paulo
 
Uma semana após acabar com uma invencibilidade de quase cinco do Chelsea em sua casa pelo Campeonato Inglês, o Liverpool provou de seu próprio veneno. Com gol sofrido nos acréscimos do segundo tempo, perdeu de virada para o então lanterna Tottenham por 2 a 1, em Londres, conheceu seu primeiro revés na temporada 2008/2009 e, de quebra, viu o Chelsea reassumir a ponta da tabela

Após esse tropeço, o Liverpool permanece com 26 pontos, mas é superado pelo Chelsea, que tem a mesma pontução, após show e goleada sobre o Sunderland por 5 a 0, no Stamford Bridge. O time de Luiz Felipe Scolari leva vantagem no critério de saldo de gols, o primeiro de desempate na Premier League.

O Tottenham, por outro lado, ganha uma sobrevida na atual temporada. Enfim, deixou a lanterna (oito pontos). Coincidentemente, o time melhorou desde a saída do técnico Juande Ramos. Primeiro, ganhou do Bolton (2 a 0) no dia que foi anunciada a contratação do treinador Harry Redknapp.

Depois, na quarta-feira passada, perdia para o Arsenal por 4 a 2 até aos 43 min do segundo tempo. Mostrou forças e conseguiu um heróico empate no clássico londrino por 4 a 4, em pleno Emirates Stadium. Hoje, a história não foi muito diferente.

Considerado favorito, o Liverpool já mostrou sua força no começo da partida. Logo aos 3min, abriu o marcador. O holandês Kuyt recebeu de Robbie Keane e bateu cruzado, sem defesa para o brasileiro Gomes. Após isso, passou a dominar a partida.

O Tottenham tinha dificuldades até para chegar ao ataque. Faltava qualidade ao seu meio-campo. Para se ter idéia, seu único lance perigoso em todo o primeiro tempo ocorreu aos 40min, quando Modric bateu forte da entrada da área e exigiu a primeira complicada defesa de Reina.

O panorama do segundo tempo era idêntico. O Liverpool criava as principais oportunidades. Aos 4min, Gerrard bateu de longe e, após desvio num defensor do Tottenham, a bola acertou a trave de Gomes. Aos 13min, outro chute perigoso do próprio Gerrard, que assustou o brasileiro.

A vitória e a manutenção da tranqüila liderança do Liverpool pareciam certas. Mas o Tottenham mostrou, mais uma vez, poder de recuperação. Aos 24min, após cobrança de escanteio, Carragher tentou afastar o perigo, mas acabou marcando contra. 1 a 1.

Tudo levava a crer que o duelo acabaria empatado. Mas os donos da casa voltaram a encontrar um resultado histórico. Nos acréscimos da etapa final, o russo Pavlyuchenko bateu cruzado e fez o gol do Tottenham que ponto final na invencibilidade do Liverpool na temporada.



Escrito por fraja8 às 18h26
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Bloomberg

 

 


Nike's Knight Gives $100 Million for Cancer Research

Oct. 29 (Bloomberg) -- Nike Inc. Chairman Philip Knight has pledged $100 million for cancer research to the Oregon Health & Science University.

The donation from Knight and his wife, Penny, is the largest gift in the Portland, Oregon, school's history, the university said in a statement today. The money will be used to bolster a cancer center to be renamed the OHSU Knight Cancer Institute. Its director, Brian Drucker, developed Gleevec, a drug used to treat leukemia.

The gift will help the university, which has campuses in Portland and Hillsboro, ``continue to expand to become a world class institute,'' said Jim Newman, a school spokesman.

The school, formerly called the University of Oregon Health Sciences Center, has been independent since 1974. The university, which educates about 2,700 students and trainees, has five schools and grants doctoral degrees in medicine, dentistry and nursing.

Knight, 70, also pledged $105 million in 2006 to Stanford University in California, and $100 million last year to the University of Oregon in Eugene. Knight received his bachelor's degree from Oregon and a master's in business administration from Stanford.

In August, Stanford began constructing a 360,000-square-foot business campus to be named after Knight. His gift to the University of Oregon was the largest in that school's history.

Nike, based in Beaverton, Oregon, creates shoes, clothing and equipment for sports and fitness.

To contact the reporter on this story: Andrew Pollack in San Francisco at apollack1@bloomberg.net


Arlen Kantarian to Step Down After Nine Years as USTA's CEO

Oct. 30 (Bloomberg) -- Arlen Kantarian is resigning as the United States Tennis Association's chief executive officer for professional play after nine years marked by multimillion-dollar growth and the start of instant replay at the U.S. Open.

Kantarian, 55, will step down at the end of the year and has agreed to work closely with the USTA on a succession plan, the governing body of U.S. tennis said in a news release.

Kantarian joined the USTA in 2000 after holding executive positions at Radio City Entertainment and the National Football League.

``I have enjoyed one of the finest rides in sports and entertainment for the last 25 years,'' Kantarian said. ``We have now accomplished all that we set out to do at the USTA, and I attribute that to one of the finest staffs in the business. The best time to move on is when the business is at an all-time high, and a solid foundation has been built for the future.''

Under Kantarian's direction, the U.S. Open increased revenue more than 80 percent, adding instant replay with player challenges, in-stadium viewing screens, blue courts and a prime- time women's final.

The USTA also created the U.S. Open Series, a circuit of summer hard-court tournaments that led into the year's final Grand Slam event.

This year, the Open earned more than $100 million on revenue of more than $200 million, according to the SportsBusiness Journal, which first reported Kantarian's departure. This year's two-week tournament in New York drew more than 720,000 fans.

Kantarian said he will take some time off to start the new year before looking for a ``next challenge.''

``His unique talents have made the U.S. Open the highest- attended annual sporting event in the world,'' said Jane Brown Grimes, president of the USTA. ``More importantly, Arlen has helped spark a resurgence in the growth and popularity of professional tennis, and has provided the momentum to continue our growth in future years.''

To contact the reporter on this story: Mason Levinson in New York at mlevinson@bloomberg.net.


Time Warner Cable Ordered by FCC to Carry Sports Programmer

Oct. 30 (Bloomberg) -- Time Warner Cable Inc. unlawfully discriminated against a sports programmer in North Carolina by refusing to carry Major League Baseball games on the most widely watched service tier, federal regulators said.

The Federal Communications Commission's Media Bureau, in an order posted on its Web site today, upheld an arbitrator's ruling in the dispute between the second-largest U.S. cable company and TCR Sports Broadcasting Holding LLP. The agency said Time Warner must carry TCR programming on an analog tier within 30 days.

``We disagree with the Media Bureau's decision and plan to appeal to the full commission,'' Time Warner Cable spokesman Alex Dudley said in an e-mailed statement.

TCR, which does business as Mid-Atlantic Sports Network, carried games by the professional baseball Baltimore Orioles and Washington Nationals, which are designated home teams for parts of North Carolina by Major League Baseball, the FCC said.

Time Warner's interest in competing sports programming gave it an economic incentive to ``thwart'' Mid-Atlantic Sports Network's widespread availability, the agency said.

To contact the reporter on this story: Todd Shields in Washington at tshields3@bloomberg.net



Escrito por fraja8 às 18h16
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Leão e Autuori empatam no Qatar

Al-Sadd e Al-Rayyan ficam no 2 a 2 e se distanciam do líder Al Garrafa

O Al-Rayyan, do técnico Paulo Autuori, recebeu neste sábado o Al-Rayyan, do técnico Emerson Leão e do meia Felipe, e saiu no empate em 2 a 2, resultado ruim para as duas equipes, que acabaram deixando o Al Garrafa, do atacante Araújo, disparar na liderança com 18 pontos.

O time de Leão chegou aos 14 pontos, e o de Autuori tem agora 13 pontos. Os gols do jogo foram de Imad Al-hawsani e Amara Diane, de pênalti, pelo Al Rayyan; e de Yousef Ahmad Ali e Pascal pelo Al-Sadd.



Escrito por fraja8 às 18h09
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Beijos após a pole position

Agência/Reuters

Feliz com o desempenho do marido no Autódromo de Interlagos, Raffaela tascou um beijo em Felipe Massa. Pole position no GP do Brasil, ele comemorou muito com a família

Divulgação/Grelak Comunicação

O pai também fez questão de beija-lo. Recém-recuperado de uma crise renal, Titônio vibrou com a primeira missão cumprida do filho. Agora, o piloto da Ferrari tem que vencer e torcer contra Lewis Hamilton, que tem vantagem de sete pontos


Hamilton parabeniza Felipe, mas reforça que não precisa vencer para levar o título

Agência/EFE

Líder do Mundial, inglês da McLaren se mostra contente com estratégia

GLOBOESPORTE.COM São Paulo

Os telões no autódromo de Interlagos mostravam a cara de espanto de Anthony Hamilton ao ver Felipe Massa fechar o treino classificatório na pole position e seu filho ficar com o quarto posto no grid deste domingo, em Interlagos. Enquanto isso, as arquibancadas do autódromo paulistano riam do britânico.

Mas Lewis Hamilton, líder do Mundial de Fórmula 1 com 94 pontos, preferiu não entrar em desespero com a situação. Em vez de lamentar o fato de sair atrás de seu principal rival pelo título, o inglês preferiu ser político e congratular o adversário.

- Parabéns ao Felipe por conquistar a pole em frente aos seus torcedores. Ele fez um grande trabalho hoje. Mas amanhã, eu estarei focado na minha própria corrida. Será uma tarde dura, mas eu estou contente com a estratégia que escolhemos. Os caras da frente, provavelmente, têm uma estratégia diferente – diz o piloto da McLaren, referindo-se ao italiano Jarno Trulli e ao finlandês Kimi Raikkonen, segundo e terceiro colocados do grid, respectivamente.

Hamilton também reforçou o fato de não precisar vencer para levar o título para a Inglaterra. Ele destacou que, se a corrida terminar da mesma maneira em que os carros partirão do grid, sua taça estará confirmada.

- Estamos em uma boa posição para terminar nas mesmas posições que neste sábado. Não precisamos fazer nada de espetacular. Nós fizemos o melhor que podíamos. Acho que tenho um carro bom e nós estamos competitivos para a corrida e para o campeonato.

O GP do Brasil começa às 15h (de Brasília) deste domingo. Para ser campeão, Massa precisa vencer e torcer para Hamilton chegar em sexto. Se for o segundo, Massa ganha o título caso Hamilton seja o oitavo. A Rede Globo transmite a corrida ao vivo



Escrito por fraja8 às 18h08
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Médico diz que lesão pode tirar Nadal de Xangai e da Davis


 
Paris (França) - Depois de abandonar a partida de quartas-de-final do Masters Series de Paris contra o russo Nikolay Davydenko devido a uma lesão no joelho direito, o espanhol Rafael Nadal tem o futuro nesta temporada ameaçado. De acordo com Angel Ruiz Cotorro, médico da Real Federação Espanhola de Tênis (RFET), o número 1 do ranking mundial está com uma tendinite e fará exames mais detalhados para saber a gravidade da lesão.

Dessa forma, dependendo do resultado dos exames, que deve sair nesta segunda-feira, o tenista de Maiorca poderá ficar da Masters Cup de Xangai, que começará em 9 de novembro e reunirá os oito melhores tenistas do ano. Além disso, Nadal poderá não disputar a final da Copa Davis contra a Argentina, em La Plata, no final do mesmo mês.

'Temos que ser realistas', explicou Cotorro. 'A Masters Cup de Xangai começará no dia 9 e o tempo para recuperá-lo (Nadal) é muito apertado. O Rafa sofre com uma tendinite no quadríceps direito e o ideal agora é que ele descanse pelas próximas 48 horas', explicou o médico.

Nadal fará uma ultra-sonografia para, depois, ser anunciado um diagnóstico completo. 'Vamos realizar mais exames e, nesta segunda-feira, comparando os resultados com o estado físico dele, tomaremos uma decisão”, contou Cotorro, que se mostrou otimista. 'Em outras ocasiões, conseguimos reverter o quadro', garantiu.



Escrito por fraja8 às 18h05
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Brasil bate recorde: quatro nas oitavas. Machucado, Mineirinho sai do top 5


                Leonardo Neves, um dos quatro brasileiros
                    classificados às oitavas-de-final em Imbituba

Leo Neves, Marco Polo, Bernardo Pigmeu e Heitor Alves se classificam. Americano CJ Hobgood passa a ser o quinto do mundo

Gabriele Lomba Direto de Imbituba, SC

Às 8h30m, Leo Neves sentiu que o sábado.seria bom para os brasileiros. Ele tinha acabado de ver o catarinense Marco Polo virar, nos últimos minutos, contra o australiano Kai Otton. O carioca, integrante da elite (WCT), tomou aquilo como motivação. Venceu a sensação sul-africana Jordy Smith e se classificou às oitavas-de-final, fase em que enfrentará justamente Marco Polo. Heitor Alves, também top-45, foi outro que se classificou, garantindo ainda um lugar entre os que se mantêm para 2009. Convidado, Bernardo Pigmeu virou contra o americano Taylor Knox. Nas areias da Praia da Vila, um recorde: nas nove etapas anteriores, o Brasil não tinha conseguido levar mais do que dois surfistas às oitavas. A notícia ruim foi para Adriano de Souza, o Mineirinho. Machucado, ele não veio para o Hang Loose Santa Catarina Pro, e perdeu a quinta colocação do ranking para o americano CJ Hobgood. O GLOBOESPORTE.COM, em parceria com o SporTV, transmite ao vivo.

Seis brasileiros que competiam como convidados se despediram. Raoni Monteiro e Alejo Muniz perderam para os australianos Taj Burrow e Bede Durbidge, segundo e terceiro colocados do ranking, respectivamente. Márcio Farney caiu diante do francês Jeremy Flores. Hizunomê Bettero foi derrotado pelo havaiano Fred Patacchia.

O único brasileiro integrante da elite eliminado foi Jihad Kohdr. O paranaense passou frio, não achou boas ondas e perdeu para o australiano Dayyan Neve. Jano Belo caiu diante de CJ Hobgood, para a tristeza de Mineirinho.

- Garantimos uma vaga para o Brasil nas quartas – diz Leo.

Oitavas-de-final:

1: Marco Polo (BRA) x Leonardo Neves (BRA)
2: Ben Bourgeois (EUA) Jeremy Flores (FRA)
3: Tom Whitaker (AUS) x Daniel Ross (AUS)
4: Mikael Picon (FRA) Taj Burrow (AUS)
5: Bede Durbidge (AUS) x Damien Hobgood (EUA)
6: Bernardo Miranda (BRA) Dayyan Neve (AUS)
7: C.J. Hobgood (EUA) x Heitor Alves (BRA)

8: Fredrick Patacchia (HAV) x Tim Reyes (EUA)

Terceira fase:

1: Marco Polo (BRA) 14,17 x 14,00 Kai Otton (AUS)
2: Leonardo Neves (BRA) 12,33 x 11,40 Jordy Smith (AFS)
3: Ben Bourgeois (EUA) 13,10 x 10,60 Ben Dunn (AUS)
4: Jeremy Flores (FRA) 17,97 x 12,00 Márcio Farney (BRA)
5: Tom Whitaker (AUS) 14,00 x 11,20 Aritz Aranburu (EUK)
6: Daniel Ross (AUS) 16,83 x 13,33 Chris Ward (EUA)
7: Mikael Picon (FRA) 15,84 x 12,86 Mick Campbell (AUS)
8: Taj Burrow (AUS) 18,10 x 13,10 Raoni Monteiro (BRA)
9: Bede Durbidge (AUS) 14,83 x 11,10 Alejo Muniz (BRA)
10: Damien Hobgood (EUA) 15,00 x 13,90 Tiago Pires (POR)
11: Bernardo Miranda (BRA) 14,34 x 13,84 Taylor Knox (EUA)
12: Dayyan Neve (AUS) 12,33 x 7,83 Jihad Khodr (BRA)
13: C.J. Hobgood (EUA) 14,34 x 7,10 Jano Belo (BRA)
14: Heitor Alves (BRA) 12,83 x 4,43 Roy Powers (HAV)
15: Fredrick Patacchia (HAV) 15,50 x 9,60 Hizunomê Bettero (BRA)
16: Tim Reyes (EUA) 13,67 x 5,20 Travis Logie (AFS)


Brasileiros Alison e Pedro conquistam o título mundial da etapa do Bahrein

Divulgação/CBV

Alison e Pedro Cunha asseguraram neste sábado o 10º título do Brasil no Circuito Mundial de Vôlei de Praia 2008. Nas areias de Manama, no Bahrein, a parceria brasileira superou os irmãos franceses Andy e Kevin Ces por 2 sets a 0 (22/20 e 21/19) e subiu ao lugar mais alto do pódio da 19ª e penúltima etapa da temporada. Os alemães Dollinger e Windscheif conquistaram o bronze.

Com o título em Manama, Alison e Pedro Cunha se tornam a quarta dupla brasileira a vencer uma etapa do Circuito Mundial nesta temporada. Com seis títulos, os campeões antecipados Pedro Solberg e Harley são os recordistas: Austrália, China, Itália, Suíça, Espanha e Brasil. Pentacampeões do Circuito Mundial, Ricardo e Emanuel venceram na Polônia e na Alemanha, enquanto os medalhistas de prata nos Jogos Olímpicos de Pequim, Márcio e Fábio Luiz, foram campeões na França.

O título em Manama é o primeiro de Alison no Circuito Mundial. O capixaba, de 22 anos e 2,02m, venceu as etapas Challenger da República Tcheca e da Estônia, além da etapa Satélite da Suíça nesta temporada, jogando ao lado de Bernardo. Alison é o 21º jogador brasileiro a conquistar uma medalha de ouro no Circuito Mundial.  

Divulgação/CBV

Alison conquista seu primeiro título mundial, enquanto levanta a sua terceira taça no circuito

- É uma grande honra fazer parte desta lista de brasileiros campeões de uma etapa do Circuito Mundial, que conta com nomes tão importantes. Devo muito desta conquista ao Pedro, que fez um grande trabalho no fundo da quadra. Um atleta não vence uma competição sozinho, especialmente no vôlei de praia, onde o trabalho coletivo é essencial - comenta Alison.

Por sua vez, Pedro Cunha, eleito o melhor jogador da etapa do Bahrein, chega a seu terceiro título no Circuito Mundial. Em 2007, ele foi campeão na França, formando parceria com Franco. Na temporada 2004, jogando com Pará, ele foi campeão em Porto Rico.



Escrito por fraja8 às 17h33
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Argentinos escolhem quadra "espanhola" para final a da Davis
Empresa responsável pela construção é radicada em San Sebastián de los Reyes, na Espanha

José Eduardo Aguiar

Teoricamente, a quadra de carpete que será utilizada na final da Copa Davis deve favorecer os argentinos. David Nalbandian e Juan Martin Del Potro são especialistas em quadras mais rápidas, enquanto Rafael Nadal e David Ferrer preferem as quadras de saibro. Porém, uma curiosidade chama a atenção nas obras do Ginásio Poliesportivo de Mar Del Plata, local das partidas: a empresa responsável pela construção da quadra é espanhola.

 

Quadra da final é semelhante a do torneio de Lion, na França
Considerada de nível 5 - o mais rápido - a quadra deve estar pronta entre hoje e amanha, faltando apenas a pintura. O grupo escolhido para a construção foi, curiosamente, a Composan, empresa radicada em San Sebastián de los Reyes, na Espanha.

 

A ITF divide os tipos de superfície em 5 níveis: lentas, média lentas, médias, médias rápidas e rápidas. A Composport Cushion, quadra que está sendo construída para a final, se encontra na última categoria, estando entre as mais rápidas do mundo. O piso se assemelha ao do torneio de Lion, disputado na última semana.

 

Para o próximo ano, a ATP anunciou que não vai mais permitir este tipo de quadra em seus torneios oficiais. A medida promete gerar muita discussão entre os tenistas profissionais. Jô-Wilfred Tsonga e Mario Ancic já dispararam contra a entidade, insinuando que a medida teria sido tomada para atender pedidos de Federer e Nadal.


a/Divulgação

A americana Venus Williams desembarcou neste sábado, em Doha, onde disputará o WTA Championship a partir de terça-feira. Ela chegou acompanhada de sua mãe, Oracene. Sua irmã, Serena, também já está na capital do Qatar. Os grupos do WTA Championship serão sorteados em cerimônia neste domingo


Namorada de Murray leva torcida ao delírio em Paris
Modelo apareceu no telão da quadra central, para alegria dos torcedores

José Eduardo Aguiar

Kim Sears nas arquibancadas do US Open
Se nas quadras o desempenho de Andy Murray não foi o ideal em Paris, já que foi derrotado hoje nas quartas-de-final pelo argentino David Nalbandian, fora dela o britânico, ou melhor, a sua namorada, fez grande sucesso entre os franceses.

 

Antes de conquistar a sua 54ª vitória na temporada, contra Sam Querrey, na segunda rodada, Murray passou por incidente constrangedor enquanto fazia o aquecimento para a partida. Sua namorada, Kim Sears, caminhava para se sentar nos camarotes localizados ao lado da quadra, quando o canal de tevê responsável pela transmissão a localizou e dirigiu a câmera para a belo modelo.

 

Para azar do escocês, a imagem foi transmitida no telão da quadra central, diante de mais de 7000 torcedores. A reação do público foi imediata e gritos e assobios foram designados para a moça. Para o número 4 do mundo, que se preparava para entrar em quadra, só restou um tímido e sem graça sorriso.

 

Com a derrota para Nalbandian, Murray perdeu a chance de fazer história em Paris. Caso conquistasse o título, o britânico seria o primeiro tenista na história a conquistar três Masters Series consecutivos.



Escrito por fraja8 às 17h30
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Massa dribla a polêmica: ‘Eu não posso me responsabilizar pelos torcedores’

EFE/Agência

Jornalista inglês fez pergunta sobre provocações a Lewis Hamilton

GLOBOESPORTE.COM São Paulo

A guerra psicológica entre Brasil e Inglaterra na Fórmula 1 já começou fora das pistas. Após conquistar a pole position do GP do Brasil em Interlagos, Felipe Massa teve de tomar cuidado para escapar da polêmica pergunta de um jornalista inglês. 

A questão era sobre a atitude de humoristas brasileiros que jogaram uma camisa do Vasco e um gato preto de pelúcia para Lewis Hamilton, durante a apresentação do inglês da McLaren no evento “Piloto da Vez”, na noite da última quinta-feira, em São Paulo.

- Você acompanha futebol? Qualquer esporte é assim. São os torcedores e eu não posso me responsabilizar por eles no Brasil. Tem gente boa e ruim em qualquer lugar. Tem gente que faz trabalho sério, tem gente que vai (aos eventos) para fazer piadas. É assim no mundo todo. Claro que seria diferente se Hamilton fosse agredido, mas me parece que não foi o caso - explicou.



Escrito por fraja8 às 17h30
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Sem Adriano, Inter vence lanterna com gol nos acréscimos

Agência/Reuters

Córdoba garantiu a vitória em uma jogada de escanteio, aos 46 minutos

GLOBOESPORTE.COM Roma

O Inter de Milão quase perdeu a oportunidade de assumir a liderança do Campeonato Italiano, ainda que provisoriamente, ao deixar o lanterna Reggina empatar o jogo em casa, depois de estar ganhando por 2 a 0. Mas Córdoba acreditou na vitória até o fim e garantiu a vitória dos milaneses já nos acréscimos. Adriano foi barrado por Mourinho por indisciplina e não foi sequer relacionado. Os visitantes agora tem 21 pontos e estão em primeiro, mas ainda pode perder a posição na tabela até o fim da rodada. Os anfitriões seguem em último lugar.

O brasileiro Maicon abriu o placar para o Internazionale logo aos 9 minutos de jogo, depois de receber um passe na medida de Ibrahimovic. No meio da área, o lateral pegou de primeira e estufou as redes. O time de Milão não demorou a ampliar, aos 23, com Patrick Vieira. Ibrahimovic roubou a bola na intermediária, tocou rápido para Quaresma, que emendou para o francês bater quase na pequena área: 2 a 0.

Achando que o resultado estava garantido, o Inter baixou o ritmo e acabou punido ainda antes do intervalo. Cozza arriscou da meia lua e balançou as redes de Julio César. O Reggina voltou cheio de disposição para o segundo tempo e empatou o jogo logo aos 8 minutos, mostrando que não estava morto. Franco Brienza mandou um balaço de canhota de fora da área (o Reggina praticamente só finalizou de longe) impossível para Julio César pegar.

Quando a partida já se encaminhava para o final, e nem mesmo os jogadores pareciam muito interessados em mexer no marcador, Maicon bateu um escanteio no segundo pau e Córdoba chutou de qualquer maneira, estufando novamente as redes e garantindo os três pontos e a liderança provisória do campeonato, aos 46 minutos.

Confira os outros jogos da 10ª rodada do Campeonato Italiano

Sábado
15h - Reggina 2 x 3 Inter de Milão
17h30m - Juventus x Roma

Domingo 12h - Atalanta x Lecce
12h - Cagliari x Bologna
12h - Lazio x Catania
12h - Palermo x Chievo
12h - Sampdoria x Torino
12h - Siena x Fiorentina
12h - Udinese x Genoa
17h30m - Milan x Napoli



Escrito por fraja8 às 17h28
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





Pato relembra estréia contra o Napoli

Agência/Reuters

Atacante fala com felicidade sobre o jogo deste domingo e confessa que mudou muito desde que trocou o Internacional pelo Milan

O Milan continuará a sua caminhada no Campeonato Italiano neste domingo, contra o Napoli, no Estádio San Siro. O time da cidade de Nápoles é um adversário marcante na carreira de Alexandre Pato. Foi contra ele que o ex-jogador do Internacional fez a sua estréia na Série A da Itália. E marcou o seu primeiro gol.

- Foi uma experiência inesquecível: primeira partida pelo Milan, joguei com Ronaldo, que sempre foi meu ídolo, e ainda fiz um gol. Poderia pedir mais? - disse Pato, ao jornal "La Gazzetta dello Sport".

Desde então, Pato passou por bons e maus momentos. Esteve bem e foi titular, mas chegou a ficar fora de alguns jogos. Humilde, ele diz que isso é parte do processo e confessa que já melhorou muito desde que trocou Porto Alegre por Milão.

- Estou mais experiente, mais voluntarioso, mais atento, mais disciplinado e também mais maldoso. No começo, levava as pancadas dos adversários. Agora, me defendo - explicou



Escrito por fraja8 às 17h23
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Hostilizados por associação a Bush, americanos apóiam o surfista Obama

Filho de um queniano que foi estudar no Havaí, candidato à presidência dos Estados Unidos se aventurava sobre as pranchas quando era criança

Gabriele Lomba Direto de Imbituba, SC

Divulgação/Divulgação

Criança, Obama brincava com o avô no Havaí

CJ Hobgood estava em Portugal disputando o ISA Games, as Olimpíadas do surfe, quando um grupo de torcedores começou a xingá-lo: “Fora, George Bush”. O americano deve, então, ter se lembrado de 2001, ano em que se consagrou campeão mundial. Aquela foi uma temporada atípica, com apenas cinco campeonatos. Motivo? Depois dos ataques terroristas, em setembro, as etapas foram canceladas por segurança. CJ está no Brasil para o Hang Loose Santa Catarina Pro. Não poderá votar, assim como Taylor Knox e outros compatriotas. Aos 37 anos, Knox, o surfista mais velho da elite, fala abertamente sua preferência política. Por sinal, é a mesma de Kelly Slater. O eneacampeão do mundo está nos Estados Unidos e poderá ir à urnas, neste domingo, para tentar ajudar Barack Obama rumo à presidência. Filho de um queniano que foi estudar no Havaí, o candidato, quando criança, se aventurava em cima das pranchas. 

 

                'Jacaré' nas ondas de Sandy Beach
             
'Jacaré' nas ondas de Sandy Beach

Obama nasceu no Kapolani Medical Center, na Ilha de Oahu, no Havaí, em 4 de agosto de 1961. O pai dele conheceu Ann Dunham na Universidade de Manoa. Eles se casaram, mas, dois anos depois que o filho nasceu, se separaram. Antes de voltar ao Quênia, deu ao pequeno sua prancha preferida, feita por ele mesmo. A mãe de Obama casou-se novamente, desta vez com um indonésio, e foi morar em Jacarta. Voltou aos Estados Unidos quando o filho tinha 10 anos.

Embora não tenha nenhum projeto específico para o surfe, o candidato à presidência carrega o esporte nas veias. Em agosto, aproveitou uma folga e pegou onda em Sandy Beach, no Havaí. Mas o que mais o aproxima dos surfistas é sua política contra a guerra.

- Eu apóio o Obama e odeio o Bush. Ele não é bom para o meio ambiente e gosta de guerra – diz Taylor Knox. 

Divulgação/Divulgação

Prancha feita em homenagem à campanha

Em entrevista ao GLOBOESPORTE.COM no ano passado, Slater fez piada sobre Bush. Naquele mesmo campeonato, usou uma prancha que tinha um desenho anti-guerra pintado. Falando em prancha, uma famosa empresa de surf wear pediu a um shaper que fizesse uma em homenagem a Obama.

A crise econômica deixou CJ Hobgood balançado. Ele conta que o preço da gasolina subiu muito nos Estados Unidos. O jeito foi andar menos de carro.

- Se eu pensasse em mim, financeiramente, de repente seria melhor votar o no John McCain, mas não posso ser egoísta – diz CJ



Escrito por fraja8 às 17h07
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





Painel FC

RICARDO PERRONE -
painelfc.folha@uol.com.br

Mês de 40 dias

Atletas do Palmeiras não tinham recebido até ontem à tarde o direito de imagem de setembro, que deveria ter sido pago no dia 20. O atraso é pequeno, mas incomoda, pois normalmente os jogadores recebem mais pelo uso de suas imagens do que de salário. Segundo conselheiros, os dirigentes não conseguem dinheiro para os vencimentos de outubro. Correm para resolver a situação antes do dia 9, data do jogo decisivo com o Grêmio. E para honrar acordo com Vanderlei Luxemburgo de manter os pagamentos em dia.

Bola fora. Luiz Gonzaga Belluzzo, diretor de planejamento do Palmeiras, deixou parte da diretoria descontente por reclamar do gol do Botafogo anulado contra o São Paulo. A avaliação é que despertou atenção dos rivais para erros a favor do alviverde.

Cal. Para rebater Belluzzo, o São Paulo levantou os pênaltis a favor dos líderes do Brasileiro: dez para o Flamengo, nove para o Palmeiras, oito para o Cruzeiro, cinco para o Grêmio e quatro seus. Usou como fonte o site da FPF.

Na carne. O Palmeiras foi multado pela prefeitura em R$ 1.000 por cortar duas palmeiras no Parque Antarctica sem autorização. Alega que as árvores poderiam cair e machucar os sócios, se esperasse os trâmites burocráticos.

Tesouro. Opositores do São Paulo têm como prioridade evitar que o clube venda em dezembro o meio-campista revelação Jean. Acreditam que a diretoria já pensa nisso.

Forcinha. Cesar Maia vê dedo do governo do Rio no veto da PM a Bota x Fla no Engenhão, por falta de segurança no estádio mais moderno do país. O prefeito desconfia de manobra para melhorar as finanças do Maracanã.

Meu lugar. O Corinthians ainda não renovou com a Medial, mas assegura que ela seguirá no clube. Ainda que para um acordo que não seja de patrocínio na camisa.

Megalomania? O departamento de marketing corintiano fala em colocar um telão no Vale do Anhangabaú ou no sambódromo para que a torcida assista ao jogo com o Avaí, o último em casa na série B.

No trono. "O que mais me irritou foi ver o Dinamite dando gargalhadas na minha cadeira no jogo com o Flamengo. Não é momento para rir." A declaração é de Eurico Miranda, explicando porque ameaçou o seu sucessor no Vasco se o time for rebaixado.

Dama. Executivo da Globo diz que a emissora não tomará a iniciativa de tentar adquirir da Record os direitos dos Jogos-2012. Só vai se mexer se a concorrente se oferecer.

No armário. A imagem de Lewis Hamilton está sendo menos explorada nas propagandas do Santander no Brasil do que em outras provas do Mundial. A assessoria do banco, patrocinador do GP de F-1, diz não ter a ver com o inglês disputar o título com Massa.

Colaborou MARIANA LAJOLO, da Reportagem Local

Dividida

"O elogio do Belluzzo foi injusto. Se somos Ph.Ds em atemorizar juízes, atuamos mal. Dos líderes, somos quem menos "conseguiu" pênaltis"
De JOÃO PAULO DE JESUS LOPES, diretor do São Paulo


MOTOR

Ironias

FÁBIO SEIXAS
EDITOR-ADJUNTO DE ESPORTE


MASSA MATOU a charada na quinta-feira, num dos vários eventos de que participou nesta semana de GP Brasil. "O carro é o sonho de todo projetista."
Traduzindo: o F2008 é um modelo muito, muitíssimo equilibrado.
Tão equilibrado que consome pouquíssimo pneu. Tão equilibrado a ponto de se tornar problema.
Sim, pois projetistas não pilotam.
Um carro que "flutua" é uma dádiva teórica. Num carro de rua, pode até funcionar. Num de corridas, não.
É um encadeamento lógico. É preciso haver um certo nível de consumo de borracha, o pneu precisa atingir uma temperatura xis que dê a aderência necessária para, em conjunto com o pacote aerodinâmico, grudar tudo no asfalto e tirar o maior proveito possível da tração.
O carro da Ferrari, e isso não é segredo, sofre para levar os pneus à temperatura ideal. Quando o asfalto está quente, claro, essa tarefa é mais fácil. Quando a pista está fria ou úmida, é muito mais complicado.
E qual é a previsão para o fim de semana mais importante da história de Interlagos? Chuva, garoa, temperatura máxima nos 25C, mínima de 15C. "Bem-vindo a Londres", disse, sorrindo, um colega inglês.
Só mais uma ironia.
A primeira, o fato de o carro ser tão equilibrado a ponto de isso significar um problema. A segunda, a lembrança de que em 2004 mudaram a corrida de data, do início para o fim da temporada, justamente para fugir das "chuvas de março".
A terceira, a possibilidade de Massa superar tudo isso. Porque, se há elementos físicos-técnicos-climáticos-matemáticos que jogam para baixo suas chances de título, há um quê de inexplicável que lança às alturas suas chances de vitória: ele sobra em certas pistas: Istambul; Bahrein; Interlagos. Ontem, com 16C no asfalto, foi o mais veloz no primeiro treino livre. No segundo, com 22C, só ficou atrás de Alonso.
É a aposta prometida na coluna da semana passada. Vitória de Massa, baseada neste relacionamento especial que ele tem com o circuito paulistano. E título de Hamilton. Porque, afinal, Londres é aqui.

GIRA-GIRA
A oferta de Bruno para correr na Toro Rosso é tentadora. O próximo Mundial terá ainda Massa na Ferrari e pode ver Nelsinho na Renault e Di Grassi na Honda. O recorde de participação de pilotos brasileiros aconteceu no GP do Canadá de 2001, cinco: Barrichello, Zonta, Burti, Bernoldi e Marques.

QUASE LÁ
Quando é para elogiar, elogio: Interlagos já estava ótimo em 2007, melhorou mais. A nova cobertura do paddock, o novo lance de arquibancada e o novo hospital são de nível de circuitos europeus. O próximo passo da prefeitura poderia ser arrumar o entorno do autódromo...

fseixas@folhasp.com.br


CBF PROMETE AJUDA EM COPA DO BRASIL FEMININA

A competição começa hoje, com 15 jogos e a participação de 32 equipes de todos os Estados do país mais o DF. Entre as agremiações que disputam o torneio estão Atlético-MG, Corinthians, Santos e Sport. Como no ano passado, a CBF promete, no regulamento da competição, ajudar os times em despesas de transporte, alimentação e hospedagem. No ano passado, porém, houve reclamação de algumas equipes de que essa verba demorou para ser liberada, gerando dívidas nos clubes.


JOSÉ GERALDO COUTO

Índio quer apito...


DE TODOS os mitos de origem do futebol, o mais gaiato deve ser o concebido por Mário de Andrade em "Macunaíma".
O herói construía um papiri (abrigo) junto com os irmãos Maanape e Jiguê quando estes resolveram se vingar de uma traquinagem sua.
Jiguê transformou um tijolo "numa bola de couro duríssima" e Maanape atirou-a contra o rosto de Macunaíma. "Esborrachou todo o nariz do herói."
De raiva, Macunaíma chutou a bola para bem longe, dizendo: "Sai, peste!". A bola caiu no campo.
O herói inventava ali o futebol, na visão do narrador uma das pragas nacionais, ao lado do bicho-do-café e da lagarta-rosada.
Como o futebol parece tão integrado ao solo brasileiro, é grande a tentação de buscar uma "origem autóctone" do esporte. Gilberto Freyre flertou com a idéia, ao apontar a "contribuição positiva do menino ameríndio aos jogos infantis e esportes europeus", o que abriu caminho para outros estudiosos mais afoitos especularem sobre um eventual surgimento do futebol por aqui, antes de rebater na Europa e voltar.
Seja como for, as relações entre os índios e o futebol são um tema fascinante e recorrente, que emerge na biografia romanceada do cafuzo Garrincha, no surgimento eventual de um futebolista indígena (como o xucuru-kariri Índio, lateral-direito do Corinthians bicampeão em 98-99) ou mesmo numa expressão como "atacar como um índio".
Com exceção da passagem de "Macunaíma", tirei essas idéias e informações de um livro extraordinário, "Boleiros do Cerrado - Índios Xavantes e o Futebol", recém-lançado pela editora Annablume.
O autor, o antropólogo Fernando de Luiz Brito Vianna, relata ali seu trabalho de campo (em mais de um sentido) entre os índios de uma aldeia xavante em Mato Grosso.
Ex-futebolista profissional com o nome Fedola, jogou no Juventus da Moóca e no Noroeste de Bauru , ele atuou junto aos índios como pesquisador, treinador, motorista e, ocasionalmente, até jogador.
Claro que o livro, baseado na tese de mestrado do autor, tem uma parte teórica um tanto árida para nós outros, que não somos versados em etnologia. Mas os relatos de Fedola sobre a vivência cotidiana do futebol pelos índios (os treinamentos, os torneios entre aldeias, as excursões à cidade, os projetos de profissionalismo) são deliciosos, emocionantes e iluminadores. O mais interessante de tudo é a discussão de como uma prática exterior à cultura xavante acaba sendo incorporada por ela e servindo até como elemento de afirmação de identidade.
É um processo análogo ao que ocorreu com o futebol no quadro mais amplo do país: importado da Inglaterra, acabou sendo visto como um dos meios mais poderosos de expressão cultural brasileira.
O livro de Vianna/Fedola comprova mais uma vez que não existe cultura "pura", estática, incontaminada, e que o futebol, ao ser abraçado entusiasticamente pelos povos mais diversos da Terra, serve como elemento de troca simbólica e de enriquecimento geral do humano.
Se é uma praga, como queria o criador de Macunaíma, então é uma praga às avessas, que fecunda e faz florescer.

jgcouto@uol.com.br


CAMPEÃ OLÍMPICA EM ATENAS PODE SER PRESA

Fani Halkia, ouro nos 400 m com barreiras em 2004, foi indiciada ontem na Grécia junto com seu técnico e mais dois atletas. Ela pode pegar até cinco anos de prisão por violar a legislação antidoping.



Escrito por fraja8 às 17h04
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Duelo de titãs

Rivalidade recente (alguém não se lembra da decisão da Libertadores de 2006?), times e técnicos de ponta. De um lado, uma equipe cascuda, experiente, com uma bola parada mortal. De outro, o time mais técnico do campeonato, a melhor equipe no papel. Seria o jogo mais esperado do campeonato, se o Inter não tivesse acordado tarde pra competição e não fosse poupar jogadores para o duelo com o Boca Juniors pela Copa Sul-Americana. No primeiro turno, o Inter atropelou: 2 x 0, dois gols de Nilmar. E agora?

ANÁLISE TÁTICA
Se o Inter jogasse com a equipe principal, o São Paulo assumiria a postura que tem adotado nos confrontos diretos: se fechar na defesa e jogar no erro do adversário, explorando os contra-ataques e a bola parada. Contra uma equipe mista, o time de Muricy terá de assumir a iniciativa da partida, sua principal deficiência.



SÃO PAULO

Ponto forte: Hernanes. Voltou à boa forma. Jogando com mais liberdade, foi responsável direto pelos últimos 9 pontos conquistados pelo São Paulo, fazendo gols em três partidas consecutivas. Segundo Vanderlei Luxemburgo, é o único craque no país hoje. Você concorda?

Ponto fraco: O comando do ataque. Borges não voltou bem ao time. André Lima vive péssima fase. Se tivesse um goleador como Kléber Pereira ou Alex Mineiro, o São Paulo poderia estar na liderança, até com alguma folguinha.
 
Os pendurados: Para um time que não tem mais reservas confiáveis, o fato de entrar em campo com uma penca de pendurados com dois amarelos é um temor. Rogério Ceni, Rodrigo, André Dias, Hernanes, Jorge Wagner e Borges não podem levar cartão se quiserem enfrentar a Portuguesa no próximo fim-de-semana.

Baixas: Joilson (machucado)

INTERNACIONAL

Ponto forte: Guiñazu. Segundo Muricy, é o melhor jogador do campeonato. O gringo defende, arma e ataca. Um motorzinho constante. Voltou contra o Náutico de contusão e encara o São Paulo para pegar ritmo e estar tinindo no duelo com o Boca Juniors.
 
Ponto fraco: Goleiro. Lauro até que entrou bem, depois que Clemer engoliu alguns frangos. Mas desde a saída de Renan, o Inter está órfão numa posição fundamental no futebol. Para passar pelo Boca e seguir na Sul-Americana, o badalado time do Inter merecia um goleiro à altura.
 
Prioridade?: Poupar ou não poupar? Menos pelo interesse do rival Grêmio no jogo, mais por interesse próprio. Tite viveu esse dilema durante a semana. Colocar o time principal pra jogar e ganhar ritmo numa partida difícil (às vésperas do duelo com o Boca) ou deixar todo mundo de molho, evitando qualquer contusão inesperada? Certeza só na hora da partida.

Baixas: Magrão, Nilmar, Ricardo Lopes e Andrezinho (machucados), D´Alessandro e Lauro (contundidos, são dúvidas); Índio, Bolívar, Edinho e Alex (podem ser poupados)


 Arnaldo Ribeiro, redator-chefe da Revista Placar, comenta, analisa e ainda destrincha taticamente o principal jogo da rodada
 


Escrito por fraja8 às 16h48
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Diego foi o grande destaque da goleada do Werder Bremen por 5 a 1 diante do Hertha Berlim, no Weserstadion. O brasileiro marcou um gol e participou de outros dois. Sem vencer há cinco partidas, o camisa 10 chamou a responsabilidade e comandou a vitória. Kacar, gol contra, Rosenberg e Pizarro, duas vezes, completaram o passeio. Do outro lado, Cícero marcou o gol de honra do Hertha. Com os três pontos, o Werder, do também brasileiro Naldo, alcançou a 8ª posição, a nove pontos da liderança. O Hoffenheim voltou a ser líder, ao golear o Karlsruhe por 4 a 1.

Depois de alguns tropeços no início da Bundesliga, o atual campeão alemão voltou a fazer boa campanha. O Bayern de Munique, com Lúcio e Zé Roberto em campo, venceu o Arminia Bielefeld por 3 a 1, no Allianz Arena, e entrou no G3 alemão. Klose, Ribéry e Podolski marcaram os gols da equipe de Jürgen Klismann. O polonês Wichniarek descontou. E o Arminia, com a derrota, continua respirando fora da zona da degola, mas precisa torcer pelos tropeços de Bochum e Borussia Mönchengladbach.

Outros resultados: Hannover 3×0 Hamburgo; Energie Cottbus 0×2 Schalke 04; Stuutgart 1×3 Colônia; Hoffenhiem 4×1 Karlsruhe

Artilheiro: Ibisevic (Hoffenheim) – 13 gols

Agenda de domingo: 14h - Borussia Mönchengladbach x Eintracht Frankfurt; Borussia Dortmund x Bochum.



Escrito por fraja8 às 16h41
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




advertisement 1

Escrito por fraja8 às 16h21
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





"Hay equipo para llevarnos Liga, Copa y Champions"

"Que quede claro, la culpa fue de Bojan, me había quitado las llaves del coche", se defiende Gerard Piqué, cuya persecución, sólo ataviado con una toalla, del 'ladrón' Krkic, por su parte en paños menores, por la sala de prensa del Camp Nou salió en todos los telediarios "y seguirá siendo motivo de cachondeo en el vestuario hasta que acabe la temporada". Pero Piqué es mucho más que el encargado de animar el cotarro, "junto a Xavi y Valdés", como apostilla, y de hacer reír hasta al seriote de 'Keite': Piqué es un señor central, que por fortuna ahora vuelve a vestir de azulgrana.

Estoy muy agradecido al Manchester por la oportunidad que me brindó y por las facilidades que dio para que yo pudiera regresar al Barça. Yo acababa contrato en junio de 2009 y aunque tenían una oferta de otro equipo superior en términos económicos aceptaron la del Barcelona. Guardo un buen recuerdo de mi paso por allí. En el Manchester me hice hombre: llegué con 17 años, crecí, adquirí experiencia y fortaleza; engordé 9 kilos, sin grasa.

¿Sigue en contacto con sus ex compañeros?

Sí, mantengo contacto con algunos jugadores y Ferguson llama de vez en cuando. El ambiente en vestuarios y en el club era extraordinario.

¿Fue todo de color rosa?

El Barcelona se puso en contacto con nosotros en febrero pasado y se lo comunicamos al Manchester. En un principio querían que me quedara, pero Rio Ferdinand y Vidic tenían preferencia para Ferguson. Era normal que contara más con ellos, y yo quería jugar: en la temporada que pasé en el Zaragoza me demostré que podía jugar en Primera. Cuando nos medimos al Barça en el Camp Nou en las semifinales de Champions con el ManU, yo esperaba ser titular. Vidic fue baja de ultimísima hora, pero Ferguson vino a verme tras la siesta y me dijo que no me alinearía, que no podía ser por lo del interés del Barça. Acabó jugando Wes Brown y yo me llevé una decepción monumental.

"Es en campos como Málaga donde se gana la Liga. Y la Champions, a ganarla con ManU en la final. ¡Qué grande sería!"

¿Alguna anécdota especial?

Bueno, hace poco un tipo, un inglés, se hacía pasar por mí y pedía entradas para los partidos, 6 a Rio (Ferdinand) y 6 más a Wes (Brown). Y así una y otra vez, hasta que un día me llamaron los dos para decirme que vaya jeta la mía. Les dije que yo no sabía nada y quisimos saber quién era ese 'Piqué'. Le tendimos un trampa y cuando fue a buscar las entradas quedó desenmascarado. No sé cómo habrá conseguido mi número de móvil...

Usted ha jugado con ambos. El 'Balón de Oro', ¿para Cristiano Ronaldo o para Messi?

Me llevo muy bien con Cristiano Ronaldo. Ni él ni yo hablábamos bien el inglés al principio; nos entendíamos en portugués y castellano. Es un extraordinario futbolista, como Messi, pero son diferentes. Cristiano es decisivo, pero Messi el que más.

¿Qué tal con Guardiola?

Cuando fiché, no sabía a quién tendría de entrenador. Al enterarme de que sería Pep Guardiola, pensé "perfecto"; pero si hubiera sido otro, no hubiera pasado nada porque había de comenzar de cero con quien fuera. Ni pregunté quién sería el entrenador. Yo lo que quería era regresar al Barça. Sabía que tarde o temprano lo haría y justo se dieron las circunstancias.

"No me esperaba jugar tanto. Cuando fiché no sabía quién sería el entrenador. Noto que con Guardiola hay 'feeling'"

¿Las cosas le han ido bien?

La verdad es que no me esperaba jugar tanto. Ha sido una grata sorpresa e intento darlo todo para seguir gozando de la confianza de Guardiola. Noto que hay 'feeling' con él. Yo lo veía de pequeño y ya como jugador era un gran entrenador. ¿Estilo inglés? No, lo de Pep es 'estilo Barça'. Sí es importante, creo, que haya tantos jugadores que hayan pasado por la Premier. Forman una mezcla perfecta con tantos canteranos.

¿Ha sido complicada la vuelta?

Era consciente de que habría gente que no entendería mi fichaje o mi vuelta a casa. Sabía que me mirarían con lupa, que recelarían y que habría críticas, pero lo tenía asumido porque era hasta lógico que sedudara. La gente no sabe cómo y por qué me fui. Pero poco a poco se ha ido viendo quién soy y qué puedo ofrecer.

¿Cómo se ve usted mismo?

Me falta agresividad, soy una madre en el campo. Puyol es junto a Alves el ejemplo a seguir en ese aspecto. Es increíble lo que llegan a dar y yo estoy trabajando en ello. De todos los centrales hay algo que aprender, de Márquez, de Cáceres, de Milito.

"Sabía que habría quien no entendería mi fichaje. Era lógico que recelaran, pero poco a poco se ha ido viendo quién soy"

¿Sus virtudes?

Creo que dar salida al balón y subirlo. Y el juego aéreo. ¿Marcar más goles, meter 6 esta temporada? Vaya reto.

¿Qué tal está Gabi Milito?

Le veo muy animado. Nos hace ilusión que pueda volver a estar con nosotros y a mí especialmente. Coincidí con él en el Zaragoza; compartíamos habitación en desplazamientos y concentraciones. Es un maestro de la motivación. Antes de los partidos nos pegábamos y gritábamos para estar a punto. Ahora dormimos solos, pero quizá lo rememoremos.

¿Las rotaciones son clave?

Guardiola sólo nos dice quién jugará muy tarde. Así todos mantenemos la guardia alta hasta el día del partido. No hay miedo a quedar fuera.

"Me falta agresividad, soy como una madre en el campo. En el Zaragoza con Gabi Milito nos pegábamos para motivarnos"

¿Ha tenido algún ídolo?

Siempre he dicho que mi referente ha sido Fernando Hierro. El del Madrid, sí. Lo tenía todo: sabía subir el balón, mandar, marcar goles... ¿Migueli? Que hable de mí en términos elogiosos es un honor. Lo ha sido todo en el Barça.

¿Ficharía por el Madrid, que llegó a formalizar un interés?

Estos temas los lleva mi representante Arturo Canales. Sería muy complicado que yo pudiera acabar en el Madrid.

¿La Liga será azulgrana?

La Liga, la Copa y la Champions. Hay que aspirar a todo porque hay equipo para ganarlo todo. La Champions, a poder ser tras ganar al Manchester en la final. ¡Sería lo más grande! Y es en campos como el del Málaga donde se ganan las Ligas.

"Cristiano Ronaldo es decisivo, pero Messi el que más. Le conozco del fútbol base, era muy reservado, hasta que un día en Suiza se soltó"

¿Usted también le insiste a Cesc para que vuelva al Barça?

No tengo que decirle nada, él ya sabe que regresará. Somos muy amigos, coincidimos en el fútbol base, al igual que con Messi. Cuando Leo llegó, era bajito y reservado al máximo. Hasta que un día, en un desplazamiento a Suiza, se soltó... Es un gran tipo


MOURINHO SE DEFIENDE

Jose Mourinho espera que esta tarde al Inter le salgan mejor las cosas ante la Reggina

El técnico portugués pidió que le comparen con Mancini "en mayo" y volvió a dejar fuera de la lista a Adriano

Jose Mourinho se defendió ayer de las críticas que ha recibido su Inter y explicó las razones que le han llevado a dejar nuevamente fuera de la lista, esta vez para el partido de hoy en casa de la Reggina y de nuevo por motivos disciplinarios, al brasileño Adriano. En cuanto a las comparaciones entre su Inter y el de su predecesor, Roberto Mancini, pidió que "si vamos a hacerlas, que sea en mayo".

Pero 'Mou' no tiene problemas en analizar cuál es la situación actual del Inter. "El pasado año, el 1 de noviembre el Inter no había ganado la Supercoppa y había perdido el primer partido de la liguilla de Champions. Tenía 3, 4 ó 5 puntos más que nosotros ahora en la Serie A, pero no 20", declaró el técnico portugués al respecto.

El penalti del Milan

El Inter afronta hoy la 10ª jornada de la Serie A como cuarto en la tabla, a dos puntos de los colíderes Udinese y Nápoles y a uno del tercer clasificado, el eterno rival ciudadano, el Milan. Mourinho habló del conjunto de Carlo Ancelotti con cierta ironía: "Cuando atravesaba dificultades y no tenía penaltis a su favor como el del miércoles para ganar, yo ya decía que el Milan era un gran equipo", dijo el luso sobre los rojinegros.

'Mou' no está dispuesto a perdonar todavía la salida nocturna de Adriano en la noche del sábado, horas después del decepcionante 0-0 del Inter ante el Genoa, en un encuentro en que el brasileño no brilló precisamente. Así, como el miércoles ante la Fiorentina, esta tarde ante la Reggina el técnico del conjunto negriazul tampoco contará con Adriano. "Me he dedicado más a él que a nadie en estos últimos meses, como entrenador y como compañero de trabajo. Pero las normas del grupo, las que deben cumplir los jugadores profesionales, todos por igual, son primero que nada. Claro que Adriano hubiera sido importante en el partido ante la Reggina, pero esas reglas están por encima de todo y yo tengo que defender al club y al equipo", dijo Mourinho.


"El Barça es el que hace el mejor fútbol de España y Europa"

Fernando Sanz, hijo del ex presidente del Madrid Lorenzo Sanz, manda en  el Málaga

Fernando Sanz, hijo del ex presidente del Madrid Lorenzo Sanz, manda en el Málaga

Tras dos temporadas en el 'Infierno' La Rosaleda vivirá otra vez un partido ante todo un Barça y con su equipo en puestos UEFA. Cuesta creerlo, ¿no?

La verdad es que no me imaginaba llegar a este partido así ni por asomo. Primero, porque a pesar del ascenso estuvimos a punto de desaparecer y segundo, porque el inicio de Liga no fue nada bueno. Lo mejor es que el Málaga va a más, sobre todo, tras el último triunfo ante el Sevilla. Hay que disfrutar del momento pero sabiendo que nuestra meta es la permanencia.

Superaron al Sevilla pero ahora les llega un Barça que lleva diez victorias consecutivas. ¿Le asusta?

No es cuestión de asustarse, pero sí que hay que respetar muchísimo al Barça, no sólo por su espectacular racha de resultados, sino por ser el equipo que es. Para mí, el Barça está haciendo el mejor fútbol de España e incluso de Europa.

Todo el mundo coincide en indicar que Guardiola es el responsable de este cambio. ¿Es así?

Sí pero no me ha sorprendido. Igual que Laporta, en su día yo también aposté por un técnico novel como Juan Manuel Muñiz y al final nos dio el ascenso. Son apuestas arriesgadas pero, si salen bien, te llenan de satisfacción. Con lo que está haciendo Pep se ha ganado el respeto de todos y va a estar allí los años que él quiera.

¿Comparte la campaña arbitral que denunció Mijatovic contra el Madrid, usted que jugó allí?

Para nada. Coincido mucho con Guardiola, que no sólo está demostrando ser un gran entrenador sino que también es muy sensato en sus afirmaciones, en que ni Barça ni Madrid pueden quejarse de los arbitrajes.

¿Cómo es su relación con su homónimo en el Barça?

Muy buena. Coincidimos en las reuniones de la Federación y Laporta conmigo siempre se ha mostrado como una persona cercana y muy afable, algo que en su día me llamó mucho la atención.

¿Con Calderón le ocurre lo mismo?

No existe la misma relación que con Laporta. Joan intenta mantener un diálogo, pero Calderón no.

Ha pasado de ser el "el hijo del presidente" a presidente. ¿Así mejor?

Sin duda. En su día fue algo que me dolió mucho porque aunque lo hiciera bien me machacaban igual. En el Málaga me quité esos prejuicios y disfruté, prueba de ello es que sigo siendo el jugador con más partidos. Eso sí, ser presidente es muy ingrato.

¿Es de los que baja al vestuario para echar bronca?

Bajo antes y después de los partidos. Primero les doy ánimos, luego, si ganamos, les felicito y si perdemos, a veces les echo bronca.

Teniendo en cuenta su pasado madridista, ¿ganar al Barça aún le motiva más?

No. Mi pasado con el Madrid es pasado y sólo pienso en que los tres puntos contra el Barça valen lo mismo que los que nos jugaremos la semana que viene en el Bernabéu.

Apueste por el título. ¿Barça o Madrid?

A día de hoy Barça. El Madrid está a un nivel menor, pero esto es muy largo.

Por cierto, ¿cómo vivió la detención de su padre?

Fue algo desagradable y quedó demostrado que en este país, antes de que uno pueda explicarse y defenderse, ya te han condenado


Laporta habló con Xavi para evitar confusiones

Xavi negocia su renovación

Joan Laporta habló ayer con Xavi Hernández para desmentirle personalmente que el Barça se hubiese planteado su venta antes de la Eurocopa para acometer el fichaje de Cesc Fàbregas tal y como aseguró Ona FM el pasado jueves. El presidente quiso tranquilizar así al jugador y evitar confusiones en un momento especialmente sensible, pues Xavi está negociando la renovación de su contrato, que acaba el 30 de junio de 2010. El club, a través de su página web, también desmintió oficialmente que pensara en traspasar a Xavi al término de la pasada campaña: "Es una pieza fundamental, su continuidad es innegociable". Un mensaje idéntico al lanzado ayer por Guardiola en rueda de prensa.

Fuentes del Barcelona consultadas por MD no temen que la aparición de esta información vaya a entorpecer unas negociaciones que, eso sí, están resultando complejas. Tanto el centrocampista como el club no se imaginan un futuro por separado, pero lo cierto es que hoy por hoy, a un año y medio de que Xavi cumpla contrato, las posturas están alejadas.

El egarense, de 28 años (30 cuando acabe su contrato actual), ha ganado peso específico en el juego del equipo con la llegada de Pep Guardiola, ha asumido más responsabilidades y se ha convertido en una pieza insustituible. Su rol ha cambiado, él lo sabe y lógicamente pide un aumento salarial en su nuevo contrato. Es la consecuencia directa de haber sido elegido mejor jugador de la Eurocopa y de aparecer entre los nominados al Balón de Oro y al FIFA World Player.

Respecto a la información de Ona FM, el club no ha negado la reunión con el entorno de Cesc Fàbregas para intentar su contratación antes de la Eurocopa. El internacional tiene contrato con el Arsenal hasta 2014


Schuster: "No se interpreta bien lo que digo"

 El entrenador del Real Madrid, Bernd Schuster

Bernd Schuster, técnico del Real Madrid, se ha mordido la lengua para no responder a Gonzalo Arconada, entrenador de su próximo rival, el Almería, y sobre sus quejas arbitrales se ha limitado a decir que "no se interpreta bien" lo que dice.

Schuster ha mantenido la línea de sus últimas comparecencias ante los medios de comunicación, seco en sus respuestas y con pocas ganas de hablar, en una fugaz rueda de prensa en Valdebebas. Preguntado por las declaraciones de Arconada en las que dice que le dan "risa" las quejas arbitrales madridistas, que se producen con la "intención de condicionar al árbitro", Schuster ha lamentado no poder responder como le gustaría. "Es una lástima que como soy entrenador del Real Madrid no me puedo permitir esto. La culpa es que no se interpreta bien lo que digo", ha manifestado.

"Para mantener la posición, debemos ganar al Almería"

Por eso, se ha centrado en lo deportivo. "Tenemos un partido importante. En Liga tenemos que mantener la posición y para eso necesitamos un buen partido mañana, ganar en Almería". Recordando la derrota que sufrió la pasada temporada, el técnico madridista ha avisado a sus jugadores de la extra motivación de su rival en este tipo de encuentros. "Han tenido un cambio de entrenador y ahora juegan diferente, pero está claro que en estos partidos hay mucha motivación y estos equipos quieren hacer un gran partido frente al Real Madrid. Lo sabemos", ha admitido.

Schuster ha confirmado que ha aclarado la polémica surgida con Sergio Ramos y que también ha hablado con Rubén De la Red, que ha tranquilizado a todos con sus palabras tras sufrir un desvanecimiento en el partido de Copa del Rey en Irún. Por último, ha lamentado la baja del delantero holandés Ruud Van Nistelrooy. "En principio creíamos que se iba a recuperar del golpe que había recibido en la rodilla ante el Juventus, pero sigue teniendo problemas. No esta listo jugar en Almería", ha concluído.



Escrito por fraja8 às 16h06
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Após a pole, Felipe Massa diz: 'Tenho uma ótima estratégia para a corrida'

Agência / Reuters

Piloto diz que largar na frente é um bom começo, mas precisa vencer

A primeira missão de Felipe Massa foi cumprida. Neste sábado, o brasileiro da Ferrari conquistou a pole position do GP do Brasil, no Autódromo de Interlagos, onde acontece neste domingo a decisão do título mundial da Fórmula 1. Seu adversário direito na briga pelo campeonato, Lewis Hamilton, vai largar na quarta posição.

- Difícil descrever em palavras o que estou sentindo agora. Sem dúvida nenhuma, largar na frente é um excelente começo. Mas o importante, além de sair na frente, é vencer. Tenho uma ótima estratégia para a corrida - diz ele, durante a coletiva de imprensa logo após o treino classificatório.

- É uma missão muito dura, mas são 71 voltas na corrida. Sei é que o carro está ajustado, bem competitivo e eu tenho que vencer.



Escrito por fraja8 às 15h48
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Mano descarta estrelas, desconversa sobre trio do Bota, mas elogia 'gringos'

Agência/Diário SP

Treinador não espera que Timão traga reforços de peso para 2009 e promete que elenco será guerreiro no retorno à Primeira Divisão

Carlos Augusto Ferrari São Paulo

O Corinthians divulgou no início da semana que não montaria um time de estrelas para o retorno à elite do Campeonato Brasileiro. E a estratégia ganhou um adepto: o técnico Mano Menezes. Apesar de esperar a vinda de reforços, o treinador reconheceu que não espera pela chegada de craques ao Parque São Jorge nos próximos meses, mas prometeu uma equipe guerreira em 2009.

- Não podemos criar na cabeça do torcedor que vamos ter um supertime em janeiro. Depois dessa expectativa vem a frustração, que é o pior sentimento para eles. O Corinthians vai ter um time forte, competitivo na linha que eu penso ser o futebol e que o torcedor gosta de ver aqui. Não tenho o sonho de receber contratações que resolvam por si só as questões da equipe – afirma.

Mano Menezes aproveitou para negar o interesse no zagueiro Renato Silva, no volante Túlio e no atacante Jorge Henrique, todos do Botafogo. Apesar de elogiá-los, o treinador garante que a notícia surgiu por conta do péssimo momento financeiro vivido pelo clube carioca. O diretor técnico Antônio Carlos Zago esteve recentemente no Rio de Janeiro para negociar com o atacante.

- Não gosto de trabalhar com pacote. Não é assim no futebol. Essa notícia não partiu do Corinthians. Ela é mais uma especulação em função das dificuldades que o Botafogo vem atravessando. Mas são três bons jogadores – acrescenta.

O treinador não esconde que uma das prioridades para 2009 seja a contratação de um centroavante. O presidente Andrés Sanches e o diretor técnico Antônio Carlos Zago estão na Europa para negociar com atacantes. Na pauta, Liédson, do Sporting-POR, Deivid, do Fenerbahce-TUR, e Brandão, do Shakhtar Donetsk-UCR.

- São jogadores de características diferentes. O Brandão é de área, mas não conseguimos acompanhá-lo tanto porque os jogos não passam com freqüência. O Liédson é de movimentação, mais rápido, e está tendo uma temporada difícil, sem tanta seqüência – completa.



Escrito por fraja8 às 15h43
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Do Liverpool need a new stadium?

Annfield_1_orig_272528a

Anfield is our home. It always has been and always will be.

No matter what this new ground is going to be called, it'll still be built in Anfield, in the shadow of our shrine, but it'll never be Anfield. It could have the best facilities in world football, the greatest comfort available for football fans anywhere, with great sight-lines and superb facilities for hospitality. But it won't be a football ground. You only have to visit The Emirates to realise that.

Maybe I'm stuck in the dark ages and scared of moving on, but give me an Anfield, a Goodison Park or an Elland Road over an Emirates, a Wembley or a Riverside Stadium any day of the week. Proper football grounds with character. Stadiums that induce an atmosphere and allow passion and raw support to roll down from the stands. Homes designed to accommodate supporters, and not just spectators. The new grounds popping up around the country these days may have no obstructed views, lots of leg room and plenty of refreshment bars; but are they geared towards the traditional football supporter? The man that likes to stand with his friends, sing and support his side like decades gone by? Creating the atmosphere's that made English football the envy of the world? Not even close.

For me, things have gone way too far, with everything now geared towards those looking to sit and sample the atmosphere, rather than contribute to it. So what happens when the fans that used to create that atmosphere can no longer do so? How much of the attraction for the spectator then disappears? The English game and support is already a mere shadow of its former self. How much longer can the regression go on before the spectators replacing the supporters also start to turn their backs on the game?

Another striking point from the past decade or so; how many clubs that have moved into new stadiums have actually progressed as a club? How many clubs have been taken to the next level through building a new stadium? I'm struggling. The likes of Southampton and Coventry are now playing lower league football in half empty stadiums with not even half the atmosphere of The Dell or Highfield Road.



Escrito por fraja8 às 15h38
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




TheGame - football blog

Spurs won't fill new stadium

Lane

Tottenham Hotspur announced plans for a 60,000-capacity stadium yesterday but would they fill it? The idea is for a new ground close to White Hart Lane, which is an awful place to get into and away from - the worst stadium in London in terms of transport links. And after the initial novelty factor of the new place has worn off, I wonder how many fans will turn up unless the club are doing something they haven't managed for decades – consistently challenging near the top of the table.

Wednesday night’s London derby was a fantastic game but as much as I enjoyed it, that 4-4 scoreline showed why Arsenal won’t win the title and why Spurs are bottom. Tottenham are defensively awful and when they don’t have the ball – always a test of how good players really are – the midfield is non-existent. Arsenal went straight through the likes of Luka Modric and Tom Huddlestone.

As for Arsenal, the goalkeeper and the centre-back pairings – William Gallas and Mikael Silvestre on Wednesday – are not good enough. Arsenal don’t have a partnership at the heart of defence to rival John Terry and Ricardo Carvalho at Chelsea, Jamie Carragher and Martin Skrtel or Daniel Agger at Liverpool or Nemanja Vidic and Rio Ferdinand at Manchester United. And all three clubs have goalkeepers miles better than Manuel Almunia.

OK, David Bentley’s long-range goal was amazing, take nothing away from him, but it was made possible by Arsenal’s shortcomings. It’s basic defending – go forward, block and hurry the opponent. But Silvestre backpedalled, giving Bentley the time and space to shoot.

With Theo Walcott a bright light and Robin van Persie fit there’s a lot to be excited about up front for Arsenal but what a difference a top defensive midfield player such as Javier Mascherano would have made on a night such as Wednesday. Yet Arsene Wenger, the manager, doesn’t even enter the bidding process for expensive stars. I don’t see him changing his transfer policy in January. But you don’t hold on to the likes of Cesc Fabregas by finishing third or fourth every year.

Daniel Levy, the Tottenham chairman, said there will not be much money for Harry Redknapp to spend in the next transfer window but if the club are still in serious trouble then the necessary funds will surely be made available. I expect Harry to improve the side but they’ve got some tricky games coming up. Anyway, he’s certain to wheel and deal, either by using loans or selling in order to buy.

From fans to boardroom, Spurs have had an inferiority complex about Arsenal for a number of years. The team, after all, has been so much worse. A new stadium that’s exactly the same capacity as the Emirates might help the club grow and bring them closer to the days when they were competing on a level playing field, but for the crowds to brave the traffic or trains and fill the place week-in and week-out like they do at the Emirates, Tottenham will have to provide their fans with a team that’s capable of far more than mid-table. And how many times in the past couple of decades, let alone seasons, have they done that?


Tony Cascarino

Tony Cascarino

He's been there, done that and you know the rest. The incisive voice of experience



Escrito por fraja8 às 15h35
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Chelsea arrasa o Sunderland com hat trick de Anelka

Técnico havia pedido para que time mudasse desempenho em casa. Vitória por 5 a 0 faz a festa da torcida em Londres

Nesta semana, o técnico Luiz Felipe Scolari deu um puxão de orelhas nos seus jogadores, cobrando uma melhora no desempenho do Chelsea nos jogos em casa. E o time respondeu positivamente neste sábado, atropelando o Sunderland por 5 a 0, no estádio Stamford Bridge, em Londres. O zagueiro brasileiro Alex abriu o caminho para a vitórias dos Blues. Anelka (três) e Lampard completaram.

Atuando pelos lados do campo, com Joe Cole e Malouda, o Chelsea pressionou o Sunderland até conseguir abrir o marcador. Aos 27, Joe Cole driblou McCartney e chutou cruzado. O goleiro Fulop desviou, e a bola sobrou para Alex empurrar para o gol vazio.

A partir daí, o que se viu foi um jogo de um time só, um massacre. O Sunderland era uma presa fácil, abatida e à espera de novos gols. Aos 30, Anelka ampliou. E aos 45, pouco antes do fim do primeiro tempo, ele aproveitou cruzamento de Lampard para marcar o terceiro.

Felipão era a imagem da alegria no banco de reservas. Sorriso de orelha a orelha. E em campo, o Chelsea continuava acabando com o Sunderland. Aos oito minutos da etapa complementar, já havia marcado mais dois gols, com Lampard e novamente Anelka. Com o 5 a 0, o time da casa reduziu o ritmo e passou a tocar mais a bola. O jogo caiu, mas a festa já estava armada em Stamford Bridge.

Agência/Reuters

Resultados deste sábado
Everton 1 x 0 Fulham
Chelsea 5 x 0 Sunderland
Manchester United 4 x 3 Hull
Middlesbrough 1 x 1 West Ham
Portsmouth 1 x 2 Wigan
Stoke City 2 x 1 Arsenal
West Bromwich 2 x 2 Blackburn



Escrito por fraja8 às 15h30
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Na luta pelo título, Massa arranca a pole e larga na frente no domingo

Divulgação

Lewis Hamilton fica em quarto, atrás de Trulli e Raikkonen

Felipe Massa depende de uma combinação pouco provável de resultados no GP Brasil de Fórmula 1 para assegurar o título mundial. Mas as coisas podem ter ficado mais simples neste sábado, quando o brasileiro da Ferrari assegurou a pole position para a corrida de domingo com o tempo de 1min12s368.

A situação ficou ainda melhor para o paulista quando Lewis Hamilton, seu rival pelo título mundial, conseguiu apenas o quarto melhor tempo da sessão. Kimi Räikkönen, da Ferrari, ainda fez sua parte e garantiu a terceira colocação, com um surpreendente Jarno Trulli, da Toyota, largando em segundo lugar.

Nelsinho Piquet e Rubens Barrichello não passaram pela Q2 e ficaram com a 11ª e a 15ª posição, respectivamente. Mais rápido nos treinos livres, Fernando Alonso vai largar em sexto lugar.

O GP Brasil acontece neste domingo, às 15h, com acompanhamento do Placar UOL. Para conquistar o título, Massa precisa ficar em primeiro ou segundo lugar e torcer para que Hamilton não passe da sétima colocação.

Agência / EFE

O treino oficial

A primeira bateria do treino classificatório ficou marcada pela evolução clara de Felipe Massa na pista. Após um início discreto, o brasileiro retornou ao traçado nos minutos finais e cravou 1min11s830, sendo o primeiro piloto, até então, a correr abaixo da casa de 1min12s neste final de semana em Interlagos. Ainda no primeiro quali, os cinco eliminados não causaram surpresa: Adrian Sutil, Giancarlo Fisichella, Nico Rosberg, Jenson Button e Kazuki Nakajima.

Na Q2, Kimi Räikkönen também correu abaixo de 1min12s, sendo superado logo em seguida por Lewis Hamilton. Felipe Massa entrou na pista e conseguiu se colocar entre os outros dois pilotos. No final, o melhor tempo da segunda sessão e de todo o final de semana foi registrado por Heikki Kovalainen, da McLaren: 1min11s768.

Enquanto isso, lá atrás, Barrichello e Nelsinho tentavam se segurar para a superpole, mas nenhum dos dois conseguiu. O piloto da Honda ficou na 15ª posição. Já o corredor da Renault, que esteve próximo de avançar ao Q3, teve seu 10º lugar tomado por Sébastien Bourdais na volta final e caiu para a 11ª colocação. Além deles, ficaram pelo caminho Mark Webber e David Coulthard, da Red Bull, e Robert Kubica, que não conseguiu se acertar com sua BMW em nenhum momento deste final de semana.

"Tenho certeza de que não posso lutar pela primeira posição e tenho que sorrir mesmo, saber que o 15º tempo é o máximo que o carro pode", comentou um resignado Barrichello em seu retorno aos boxes.

Na terceira e última bateria, com apenas 10 minutos para fazerem seus tempos, os pilotos entraram juntos na pista, e Hamilton e Massa fizeram suas voltas rápidas no mesmo giro. Melhor para o brasileiro, que cravou 1min12s368 e viu seu grande rival fazer 1min12s830 e ficar em 4º lugar, após cometer algumas falhas durante o percurso.


GRID DE LARGADA

1°) FELIPE MASSA - Ferrari: 1m12s368.

2°) Jarno Trulli - Toyota: 1m12s737.

3°) Kimi Raikkonen - Ferrari: 1m12s825.

4°) Lewis Hamilton - McLaren: 1m12s830.

5°) Heikki Kovalainen - Mclaren: 1m12s917.

6°) Fernando Alonso - Renault: 1m12s967.

7°) Sebastian Vettel - STR: 1m13s082.

8°) Nick Heidfeld - BMW: 1m13s297.

9°) Sebastien Bourdais - STR: 1m14s105.

10°) Timo Glock - Toyota: 1m14s230.

Segunda Sessão

11. Nelsinho Piquet - Renault, 1min12s137

12. Mark Webber - Red Bull, 1min12s289

13. Robert Kubica - BMW, 1min12s300

14. David Couthard - Red Bull, 1min12s717

15. Rubens Barrichello - Honda, 1min13s139

Primeira Sessão

16. Kazuki Nakajima - Williams, 1min12s800

17. Jenson Button - Honda, 1min12s810

18. Nico Rosberg - Williams, 1min13s002

19. Giancarlo Fisichella - Force India, 1min13s426

20. Adrian Sutil - Force India, 1min13s508



Escrito por fraja8 às 15h16
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Com elenco quase completo, Muricy Ramalho relaciona 20 jogadores

Agência/VIPCOMM

Time paulista recebe o Internacional neste domingo, no Morumbi

GLOBOESPORTE.COM São Paulo

Com um elenco quase completo para escolher o time do São Paulo que enfrenta o Internacional neste domingo, às 19h10, no Morumbi, o técnico Muricy Ramalho relacionou 20 jogadores, que já estão concentrados no CT da Barra Funda. A única ausência no grupo é Joilson, que se recupera de entorse no tornozelo esquerdo há quase um mês.

- É uma coincidência termos o elenco quase completo, pois em todos os jogos estávamos perdendo jogadores, mas é importante porque escolhemos o que achamos melhor para todos os times - comemora Muricy.

Goleiros: Rogério Ceni e Bosco

Zagueiros: Juninho, André Dias, Miranda, Anderson e Rodrigo

Laterais: Júnior e Jancarlos

Meio-campistas: Jorge Wagner, Hernanes, Hugo , Richarlyson, Zé Luis, Oscar e Jean

Atacantes: Éder Luis, Borges, André Lima e Dagoberto



Escrito por fraja8 às 15h15
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Tsonga passa por James Blake e faz a final contra David Nalbandian em Paris

Agência/AFP

Francês volta a jogar bem, não dá chances ao rival americano e disputa título e vaga na Masters Cup contra argentino, que luta pelo bicampeonato

GLOBOESPORTE.COM Paris

O francês Jo-Wilfried Tsonga garantiu a sua vaga na final do Masters series de Paris ao derrotar, neste sábado, o americano James Blake, por 2 sets a 0 (6/4 e 6/3) em 1h07m de partida. Com a vitória, Tsonga avança à final do torneio e elimina Blake da disputa da Masters Cup, que será disputada em Xangai, na China, pelos oito melhores jogadores da temporada. A final em Paris será diante do argentino David Nalbandian, atual campeão do torneio e também postulante à uma vaga na Masters Cup. A final acontece neste domingo, às 13h (de Brasília), com transmissão ao vivo do SporTV 2.

A vitória de Tsonga sobre James Blake garantiu uma vaga em Xangai a outro argentino, Juan Martin del Potro, que só não estaria no torneio se seu compatriota batesse o americano na final em Paris. Assim, del Potro tem vaga assegurada no último torneio do ano.



Escrito por fraja8 às 15h13
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Manchester sofre para vencer o Hull


                Cristiano Ronaldo comemora o seu primeiro gol na
                    vitória do Manchester sobre o Hull

Mesmo atuando fora de casa, time de Geovanni faz jogo duríssimo com os Diabos Vermelhos. Geovanni lidera a reação tardia dos Tigers

GLOBOESPORTE.COM Manchester, Inglaterra

O caçula Hull, surpresa do Campeonato Inglês, mostrou que não está na Primeira Divisão para brincar. Mesmo atuando em Old Trafford, o time do brasileiro Geovanni fez um jogo duríssimo com Manchester United. Perdeu por 4 a 3, mas honrou a camisa e mostrou que será um adversário duro a ser batido nesta temporada.

Com o resultado, os Diabos Vermelhos chegaram aos 21 pontos ganhos, se aproximando dos líderes e entrando definitivamente na briga pela liderança.

E a situação do Hull, apesar de ainda ser boa, já que possui 20 pontos, começa a preocupar o técnico Phil Brown, pois o time perdeu a segunda partida seguida, se afastando do topo da tabela de classificação. 

Cristiano Ronaldo deu um banho de água fria nos visitantes logo no terceiro minuto. Após má finalização de Berbatov, ele chutou cruzado. A bola passou pelo goleiro Myhill e tocou na trave antes de entrar. O gol assustou o Hull, que demorou para se encontrar na partida. Deu sorte, pois deveria ter sofrido outros. Mas aos 23, a equipe do brasileiro Geovanni aproveitou jogada de bola parada, sua principal arma, para igualar o confronto. Cousin desviou após cobrança de Dawson e venceu Van der Sar.

Ao contrário do que havia acontecido com o Hull, o Manchester não sentiu o golpe. Com toques de primeira e jogadas em velocidade nas costas da zaga adversária, o time da casa precisou de apenas seis minutos para passar novamente à frente no placar. Berbatov coloca Fletcher de frente para Myhill. O escocês tirou do goleiro, fazendo a galera explodir.

O Manchester United seguiu na pressão, sem dar chances para o Hull pensar em empate. Antes do intervalo, Cristiano Ronaldo fez o seu segundo gol ao desviar de cabeça uma cobrança de escanteio.

No segundo tempo, os Diabos Vermelhos administraram o resultado. Mas sempre pensando no ataque. O técnico Alex Ferguson sacou o meia Nani e lançou o atacante Tevez, na tentativa de motivar o argentino (ele tem ficado no banco desde a chegada de Berbatov). O time ficou ainda mais criativo e passou a criar boas chances. Aos 11, o zagueiro Vidic aumentou a diferença, também após escanteio.

A reação seria difícil. Perder por três gols de diferença para o Manchester, fora de casa, e ainda pensar no empate é algo complicado, mas o Hull não desistiu. É um time brioso, comandado pelo meia Geovanni. Aos 24, o esforço dos visitantes foi recompensado quando Evra falhou ao tentar contar lançamento. A bola sobrou para Mendy, que tocou por cima de Van der Sar. E aos 35, Cousin foi derrubado na área por Ferdinand. Geovanni cobrou bem, fazendo o terceiro do Hull e deixando a partida emocionante.

Os dez minutos finais foram emocionantes. Imprevisíveis. Jogadas duras, marcação e chances de gol. As torcidas cantavam na arquibancada, na tentativa de fazer a diferença no gramado. O Manchester se encolheu e foi pressionado, mas conseguiu segurar a vitória.



Escrito por fraja8 às 15h11
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Jihad: ‘Passei vergonha, raiva e frio’

Paranaense abre mão da roupa de borracha e vê australiano se classificar às oitavas-de-final do WCT Brasil

Gabriele Lomba Direto de Imbituba, SC

Quando saiu da água, Jihad Kohdr levou 20 minutos para conseguir chegar à área de atletas do Hang Loose Santa Catarina Pro. Algumas crianças de Matinhos estavam nas areias da Praia da Vila, em Imbituba, e aproveitaram a presença do ídolo do surfe paranaense. Parecia até que ele tinha se classificado. Ledo engano. Jihad não usava roupa de borracha. De bermuda, passou frio, não pegou boas ondas e foi eliminado pelo australiano Dayyan Neve na terceira fase. Agora, terá que apostar na divisão de acesso (WQS) para tentar se manter na elite. O GLOBOESPORTE.COM, em parceria com o SporTV, transmite ao vivo a etapa brasileira do Circuito Mundial (WCT).

Morrendo de frio, Jihad tirou a camiseta de competição e se atirou na banheira de água quente que ficava ao lado do palanque. Um amigo passou por ali e perguntou: “Passou sua bateria?”

- Passei vergonha, raiva e frio – disse, rindo.

Antes de a etapa brasileira começar, o paranaense estava na 42ª colocação do ranking que mantém os 27 primeiros na elite em 2009. Ficou em 17ª na etapa brasileira. No WQS, é o 20º da lista que classifica os 15 primeiros para o WCT.

- Agora o jeito é ir muito bem lá no Havaí.



Escrito por fraja8 às 15h09
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Agência/EFE

De ouvidos tapados por conta do barulho dos carros, Anthony Hamilton, pai do piloto da McLaren, e Nicole Scherzinger, namorada de Lewis, marcam presença no box da equipe inglesa durante o treino classificatório deste sábado, em Interlagos



Escrito por fraja8 às 14h48
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




De la Red: 'Estou muito bem agora'

Agência/EFE

Meia do Real Madrid está se recuperando do desmaio sofrido durante jogo da Copa do Rey, no meio desta semana

O meia De la Red, do Real Madrid, que desmaiou em campo no jogo da última quinta-feira contra o Unión, pela Copa do Rey da Espanha, garantiu aos jornais da Espanha neste sábado que se encontra em bom estado de saúde. Ele também agradeceu por todas as demonstrações de carinho recebidas.

- Foi apenas um susto. Os exames médicos não acusaram nenhum problema, mas, por precaução, me pediram para passar o final de semana em casa. Só depois de ver as imagens que eu entendi a preocupação de todos - afirmou De la Red, em entrevista ao site oficial do Real Madrid.

O jogador espanhol recebeu alta do Centro Hospitalar de Irún na manhã da última sexta-feira e demonstrou bom humor em seu retorno ao clube. Ao entrar no vestiário do Centro de Treinamento de Valdebebas, cumprimentou todos os companheiros, que não paravam de fazer brincadeiras.

- Aproveitarei o fim de semana para ficar com meu filho, que tem apenas cinco meses. Ele é a alegria da minha casa - disse o jogador.



Escrito por fraja8 às 14h47
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




D'Alessandro e Daniel Carvalho estão fora do jogo contra o São Paulo

Lucas Uebel/VIPCOMM

Jogadores são vetados pelo departamento médico e sequer viajam

ClicRBS Porto Alegre

O Internacional tem mais dois desfalques para o confronto contra o São Paulo, neste domingo, pela 33ª rodada do Brasileirão. D'Alessandro e Daniel Carvalho foram vetados pelo departamento médico do clube e estão cortados da delegação que viaja para São Paulo na tarde deste sábado. 

D'Alessandro voltou a sentir as dores musculares que já haviam deixado o jogador de fora do confronto contra o Atlético-MG. Já Daniel Carvalho, segundo o departamento médico, se apresentou para o treino desta manhã no Beira-Rio com febre e estado gripal avançado. Os jogadores se somam aos desfalques do time, que poupará jogadores para o confronto contra o Boca Juniors pela Sul-Americana.

Apesar das dificuldades, o time ainda mantém chances matemáticas de garantir no Campeonato Brasileiro uma vaga na Libertadores de 2009. Por isso, o treino desta manhã foi fechado. O zagueiro Bolívar ressalta que o Inter permanecerá lutando enquanto houver chances.


Roth estuda tirar Douglas Costa domingo

Agência/AGENCIA ESTADO/AE

Apenas o nome de Amaral está confirmado para o jogo contra o Figueirense

Zero Hora Porto Alegre

Após a derrota por 3 a 0 para o Cruzeiro, em Belo Horizonte, pode sobrar para o caçula. Ao contrário das últimas cinco partidas, quando tornou-se o fato novo do Grêmio, Douglas Costa não tem mais presença certa no time que enfrenta o Figueirense, neste domingo, às 19h10m (de Brasília), no Olímpico, pela 33ª rodada do Brasileirão.

Depois do treino com portões fechados desta sexta, Celso Roth confirmou apenas um nome para começar o jogo: o volante Amaral, que substituirá o suspenso Rafael Carioca. Douglas Costa poderá ficar na reserva para que Makelele entre no meio-campo – ao lado de Mattioni, Amaral, Tcheco e Souza. A idéia é que o ex-jogador do Palmeiras entre na vaga de Willian Magrão, também suspenso com três cartões amarelos. Souza, na ala-esquerda, foi muito elogiado por Roth.

Com uma atuação fraca diante do Cruzeiro – como quase todo o time –, Douglas conversou com amigos em Porto Alegre. Entre os conselhos, ouviu que a parte boa do futebol ele já havia conhecido, a de ter o nome cantado pela torcida, ser elogiado pela imprensa e sondado por clubes europeus. Chegou a hora de escutar as críticas para crescer.

— O Douglas ainda é um menino. Ele não teve a participação que a gente esperava no Mineirão, mas já nos ajudou bastante. Contra o Cruzeiro, o nosso conjunto não foi bem — disse Roth, justificando uma possível saída de Douglas Costa do time. 

Como o sonho do jogo épico pulverizado com o gol sofrido a 14 segundos, a ordem contra os catarinenses é não repetir erros. Roth pede paciência à torcida. Ainda que no primeiro turno o Grêmio tenha feito humilhantes 7 a 1 no Figueirense, projeta dificuldades.

— Aquele 7 a 1 (do primeiro turno) foi atípico. É como dizer que o Souza veio para ser meia e agora é ala. Nada é definitivo na vida. — alertou o técnico. 

Time

Sem Pereira, lesionado, além de Rafael Carioca e Willian Magrão, ambos suspensos, o Grêmio deverá enfrentar o Figueirense com a seguinte escalação: Victor; Léo, Réver e Thiego; Mattioni, Amaral, Makelele (Douglas Costa), Tcheco e Souza; Perea e Reinaldo.


Tardelli sonha voltar ainda neste Brasileirão e ser decisivo para o hexa

Carlos Mota/GLOBOESPORTE.COM

Atacante será reavaliado por José Luís Runco segunda-feira, e projeta entrar em campo contra o Goiás, pela 37ª rodada

Cahê Mota Rio de Janeiro

Fora dos gramados desde o dia 3 de agosto, quando fraturou o braço direito na partida contra o Cruzeiro, no Maracanã, pelo primeiro turno do Brasileirão, Diego Tardelli sonha novamente ser decisivo em um título do Flamengo. Um dos heróis da conquista do Estadual, o atacante será reavaliado pelo médico José Luís Runco na próxima segunda-feira e pode defender o Rubro-Negro ainda neste Brasileirão.

- Vou fazer uma radiografia na segunda-feira para saber como está o osso, como está a calcificação. Vamos ver o que o Runco vai falar e se ele me libera pra treinar com o grupo já. O nossa expectativa é voltar na partida contra o Goiás (37ª rodada) – diz o atacante.

Treinando com os companheiros há pouco menos de um mês, Tardelli tem participado apenas de atividades leves na Gávea e ainda não disputou nenhuma coletivo. Ainda sentindo dores no local fraturado, ele admite que ainda não tem a confiança necessária para o contato com outros jogadores.

- Fisicamente já estou fazendo um trabalho, falta apenas um complemente. Sinto alguma dor, falta um trabalho de fortalecimento, que vai ajudar bastante. Ainda não fiz um coletivo, o Caio (Júnior) me bota mais para ter o gosto de voltar a trabalhar com bola e pegar confiança.

Mesmo ciente de que terá que correr contra o tempo para jogar ainda neste Brasileirão, o atacante não esconde que o bom retrospecto em finais o faz pensar alto.

- Entrar em uma partida e ajudar de alguma forma, dar um passo para um título, é o que passa na minha cabeça. Sou muito iluminado, e isso não foge do meu pensamento, não.

Diego Tardelli já está fora da equipe rubro-negra há 15 rodadas.


Guilherme pode ser o maior artilheiro do clube em uma edição do Brasileiro

Agência/AGENCIA ESTADO/AE

Atacante também está de olho na artilharia do campeonato deste ano

GLOBOESPORTE.COM Belo Horizonte

O atacante Guilherme tem a perspectiva de atingir uma marca histórica com a camisa Cruzeiro até o fim do ano. O gol marcado na vitória sobre o Grêmio foi o 17º pela competição e o colocou como o quarto jogador que mais vezes balanço as redes pelo clube em uma mesma edição de Campeonato Brasileiro. O meia Alex, hoje no Fenerbahçe, lidera com os 23 gols, feitos na campanha do título de 2003.

Guilherme, que completou 20 anos na semana passada, superou o meia Kelly, que em 2005 anotou 16 vezes. Na sua frente estão os atacantes Fábio Júnior, com 18 em 1998, e Alex Alves, com 22 em 1999.

O camisa 11 tem mais seis jogos até o término do Brasileirão para marcar sete gols e ultrapassar Alex, que em 2003 disputou a competição com 24 clubes e 46 rodadas. Este ano, são 20 participantes e 38 partidas para cada time.
A tarefa é difícil e não tira o sono do cruzeirense. Ele quer mesmo é levantar a taça.

- Espero marcar mais gols, independentemente de estatísticas, e ajudar o Clube a ser campeão. Se eu puder marcar mais gols, ficarei muito alegre e agradecido a Deus – diz, em entrevista ao site oficial do clube.

O desempenho nas rodadas finais pode levar Guilherme a uma outra façanha. O jogador disputa a condição de principal goleador do Brasileiro 2008. O líder no momento é o santista Kléber Pereira, com 21 gols. Alex Mineiro, do Palmeiras, e Washington, do Fluminense, têm 18.

- Seria uma situação privilegiada alcançar a artilharia com tão pouca idade. Mas não vejo problema algum se ficar atrás desses três, que na minha opinião são os melhores atacantes, hoje, do país. Como ainda faltam seis jogos, tudo pode acontecer – avalia.

O jovem atacante começou nas categorias de base do clube em 2003 e ganhou destaque na campanha do título da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2007, quando foi vice-artilheiro da competição, com sete gols. O jogador foi promovido ao profissional naquele mesmo ano.

Ao todo, Guilherme já disputou 80 jogos pelo time principal do Cruzeiro e fez 35 gols. O atacante é o artilheiro do time na temporada, 22 em 47 jogos, sete a mais que Marcelo Moreno, que ocupa a segunda posição, mas já deixou o Clube rumo ao Shakhtar Donetsk, da Ucrânia


Torcida compra mais de 25 mil ingressos e cria expectativa de Morumbi cheio

Agência/VIPCOMM

Ceni e Muricy se animam com possível presença em massa dos tricolores

Carolina Elustondo São Paulo

Depois do pedido de Muricy Ramalho para que o Morumbi receba 50 mil pessoas para o jogo do São Paulo deste domingo, contra o Internacional , o torcedor deu a resposta. Até o fim da tarde desta sexta-feira foram vendidos 25.100 ingressos para a partida. O treinador entende que o público não vinha sendo bom porque o time não empolgava. Mas agora espera muito apoio.

- A gente tem que entender que o torcedor do São Paulo quer bom espetáculo, e até agora o time oscilava, não era merecedor de um grande público, sou técnico e tenho consciência. Não podíamos reclamar da torcida, mas agora merecemos muito, estamos nos esforçando, a torcida reconhece e com certeza domingo vai lotar o Morumbi - acredita o comandante.

Após o triunfo por 2 a 1 sobre o Vitória , na semana passada, Rogério Ceni disse que o público do São Paulo seria maior se o time conseguisse um bom resultado diante do Botafogo , fora de casa. O Tricolor venceu por 2 a 1 e agora terá mais torcida, acredita Ceni.

- O time venceu com muita raça, com vontade. Quem estava na TV viu esse desejo de vencer e isto vai fazer com que o torcedor compareça neste domingo. Os 17 mil contra o Vitória já foram importantes e agora teremos torcida em maior número para incentivar o time - acrescenta o goleiro.



Escrito por fraja8 às 14h43
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Unibet patrocina Valência

Unibet patrocina Valência thumbnail

O Valência assinou um contrato de patrocínio para as suas camisolas, com a casa de apostas online Unibet, com sede na Suíça. O contrato entra em vigor imediatamente e até ao final da presente época, por um valor de 1,5 milhões de Euros. A partir da temporada de 2009/2010 o clube Espanhol irá receber 6 milhões de Euros anuais pelo patrocínio.

A Unibet irá substituir o actual patrocinador Valencia Experience, com o qual o clube mantêm uma disputa nos tribunais, pelo não cumprimento dos pagamentos previstos no contrato. Os logótipos de ambas as empresas farão parte das camisolas do Valência até ao final da temporada de 2008/2009, sendo que a partir da 2009/2010 a Unibet será a única marca nas camisolas do clube.

http://www.futebolfinance.com/



Escrito por fraja8 às 14h27
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Senna espera testar pela McLaren em 2009

Bruno Senna é entrevistado em Interlagos

Se tiver um bom ano na equipe, brasileiro aguardaria ser titular em 2010

O brasileiro, que desmentiu o pagamento de US$ 14 milhões para correr pela Toro Rosso no ano que vem, segundo havia informado o jornal "Folha de S. Paulo", disse que um acordo com a McLaren seria ideal para iniciar sua carreira na F-1 em 2009.

"Na verdade, não preciso de uma vaga de titular desde o começo. Já disse várias vezes que não me importaria em ser piloto de testes por um ano", disse Senna. "Adoraria testar por uma equipe como a McLaren, para ter um bom ano de aprendizado", ponderou.

Para Senna, um bom ano na equipe inglesa poderia aumentar suas chances de conseguir uma vaga de titular em 2010, visto que Heikki Kovalainen tem um contrato com o time até o fim da próxima temporada, com a opção de renovar por mais um ano.

"Se o contrato de Kovalainen terminar no final de 2009, poderia ser uma vantagem para mim. Mas não vou especular o que está no contrato de outra pessoa. Veremos o que acontece quando chegarmos lá", finalizou.



Escrito por fraja8 às 14h18
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




PROHIBIDA LA VENTA DE ALCOHOL DESDE LAS 9 DE LA MAÑANA HASTA LAS 11 DE LA NOCHE

'Ley seca' en Roma para recibir al Chelsea

Las arbitrarias medidas que acostumbran a tomar en Italia en lo que rodea a un estadio de fútbol suman un nuevo capítulo. En este caso el motivo es la visita, el próximo martes, de los seguidores del Chelsea al Olímpico de Roma. En el centro de la capital romana y en los aledaños del estadio estará prohibida la venta de cualquier tipo de bebida alcohólica.

El Delegado del Gobierno italiano en la provincia de Roma, Carlo Mosca, así lo ha anunciado. "Las medidas son teniendo en cuenta que, en ocasiones precedetes, los partidos entre los equipos de la capital y conjuntos británicos se han registrado episodios de desórdenes públicos y otros incidentes", manifestó Mosca.

La prohibición durará desde las 9:00 hasta las 23:00 horas del 4 de noviembre. En ese tiempo no se podrá vender ni suministrar alcohol en los municipios del centro de Roma y en los colindantes con el estadio al Olímpico. En los restaurantes sí se podrán consumir bebidas alcohólicas, pero no llevárselas. También estará vetado entrar latas o cascos de botella en un radio de 200 metros al estadio


AL NO CORRER SANGRE ESCOCESA POR SUS VENAS

La selección de Escocia cierra sus puertas, de forma oficial, a Nacho Novo

Nacho Novo es uno de nuestros emigrantes más destacados en el Viejo Continente, se postuló para defender los colores de la selección de Escocia. “"Si la Federación Escocesa me propusiese jugar para Escocia probablemente diría que sí... pero uno tiene que esperar a que se lo pregunten", reconoció el delantero gallego del Rangers.

A los pocos días George Peat, el presidente de la Federación Escocesa (SFA) hizo pública su oposición a la posibilidad de que Novo pudiera jugar con Escocia si conseguía la ciudadanía británica.

Y ahora ha sido la SFA la que ha cercenado de raíz las esperanzas de Novo se enfundarse la camiseta de Escocia. La Federación Escocesa ha dicho, de forma oficial, que sólo podrán jugar para Escocia aquellos jugadores por los que corra por sus venas sangre escocesa (si uno tuviese un abuelo de origen escocés podría jugar).


Luis Fabiano sí estará en Zorrilla

El técnico del Sevilla, Manolo Jiménez dio a conocer la lista de dieciocho jugadores convocados para el desplazamiento a Valladolid y en la que la que finalmente podrá estar Luis Fabiano tras superar el esguince leve acromioclavicular que sufrió el viernes.

Manolo Jiménez ha decidido convocar al canterano Fernando para el enfrentamiento contra el equipo pucelano, donde también podrá estar Crespo, que superó su gastroenteritis y este sábado se entrenó con normalidad. Mosquera y Diego Capel, por su parte, no viajarán.

Los dieciocho jugadores convocados por Manolo Jiménez son los siguientes: Palop, Javi Varas, Konko, Crespo, David Prieto, De Mul, Renato, Armenteros, Squillaci, Fernando, Escudé, Fernando Navarro, Fazio, Maresca, Duscher, Luis Fabiano, Romaric y Jesús Navas.



Escrito por fraja8 às 14h16
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Sport


Liverpool y Arsenal sueñan con Xavi

En Inglaterra sueñan con Xavi

El buen momento de forma que atraviesa Xavi Hernández no deja indiferente a nadie. Según publica la prensa inglesa, Liverpool y Arsenal sueñan con hacerse con los servicios del jugador azulgrana, quien todavía no ha llegado a un acuerdo con el Barça para renovar su contrato

Galardonado con el premio al mejor jugador de la pasada Eurocopa, Xavi Hernández se ha convertido en el tramo inicial de la temporada en la prolongación de Guardiola sobre el terreno de juego. Pero el técnico azulgrana no es el único que sigue de cerca las evoluciones del jugador catalán.

Según el rotativo inglés 'Daily Mail', Liverpool y Arsenal sueñan con incorporar a Xavi a sus filas. Un sueño al que desde Inglaterra dan vida gracias al hecho que el azulgrana no haya cerrado todavía su renovación.

Y es que según este mismo rotativo, las negociaciones con el club para la mejora de su contrato, que acaba en 2010, no satisfacen hasta el momento al jugador. "La actitud del Barcelona en la renovación de Xavi está siendo arrogante", apunta una persona cercana a Xavi, según el 'Daily Mail'.


Eto’o va lanzado

Eto'o, el gran goleador

Dos goles frente al Sporting, el tanto decisivo contra el Athletic Club y un ‘hat trick’ ante el Almería. ‘Samu’ quiere seguir la racha en Málaga

Seis goles en los tres últimos partidos de Liga, un ‘hat trick’ frente al Almería incluido. Esta es la tarjeta de presentación con la que llega Samuel Eto’o esta noche en La Rosaleda para disputar el Málaga-Barça. Las cifras del camerunés son tan buenas que vuelve a luchar por el Pichichi y por la Bota de Oro, los galardones individuales que ambicionan todos los ‘cazagoles’. Para ‘Samu’ existe un valor añadido y es que todavía no ha podido conquistar el segundo de ellos.

Eto’o está manteniendo en la competición doméstica un pulso espectacular con el valencianista David Villa (ambos suman nueve dianas) que también se encuentra en estado de gracia. Josep Guardiola, decidido a contar con toda la plantilla y a dosificar esfuerzos, ha dado descanso al ‘nueve’ blaugrana en la Liga de Campeones y la Copa del Rey.

La jugada le ha salido redonda al técnico pues en los tres últimos encuentros de Liga Samuel ha ofrecido sus mejores prestaciones: dos goles al Sporting, uno al Athletic Club que valió tres puntos y el ‘hat trick’ frente al Almería, incluido el que abrió la cuenta de la goleada a los cinco minutos.

Eto’o ha disputado los ocho encuentros de Liga y ha marcado en cinco de ellos, en todos menos uno desde la tercera jornada. Es de esperar que en semejante estado de gracia, no falte a su cita con la portería rival esta noche en La Rosaleda.

No se le da mal el Málaga. Se ha enfrentado a él en diez partidos de Liga y ha conseguido cinco tantos. Como blaugrana se ha medido a los andaluces cuatro veces, ganando tres y empatando uno. Le ha marcado dos dianas, en el 4-0 de la temporada 2004-05.

El Málaga es el décimo equipo menos goleado, con nueve tantos encajados, y viene de ganar al Sevilla en el Sánchez Pizjuán por 0-1. Pero también el Almería llegó al Camp Nou con un buen balance de sólo ocho goles encajados, y se llevó una ‘manita’, tres obra de Eto’o...

Sólo David Villa le aguanta el pulso de goleadores a nivel de la Liga española pues los inmediatos seguidores son Messi, Negredo e Higuaín que llevan cinco dianas cada uno. Aunque quedan por delante treinta jornadas del campeonato, Samuel y David apuntan como los principales candidatos, no sólo al ‘Pichichi’, sino a luchar por la Bota de Oro que acredita al atacante más eficaz.

LA BOTA DE ORO

Por el momento, sólo el bosnio del 1889 Hoffenheim de la Bundesliga, Vedad Ibisevic, y el atacante del AZ Alkmaar holandés, Mounir El Hamdaoui, suman más tantos entre los artilleros de las principales ligas europeas, once. Sin embargo, el coeficiente de la Eiredivisie holandesa es de sólo 1,5 puntos por gol.

Los organizadores de la ‘Bota de Oro’ han establecido un baremo compensatorio para la Liga, la Premier League, la Serie A, la Bundesliga y la Ligue 1 francesa. Así, los goles de Samuel tienen dos puntos de coeficiente y, a efectos prácticos, sólo Ibisevic se mantendría por delante de él y de Villa.

En Francia, el líder es Karim Benzema con siete tantos, los mismos que el por ahora mejor artillero de la Premier League, Amr Zaki (Wigan) y el ‘capo cannonieri’ de la Serie A, Alberto Gilardino (Fiorentina). Ahora toca que Samuel siga manteniendo a raya a sus rivales.


El récord de victorias de Rijkaard, al alcance

Al Barça de Guardiola le faltan ocho triunfos para igualar la marca que el holandés firmó el curso 2005-2006

El FC Barcelona está lanzado. Lo prueban la racha de aciertos y el nivel de juego. Hoy debe seguir en ruta...

David Salinas

Partido a partido, el FC Barcelona de Josep Guardiola acumula un triunfo tras otro. Ya son diez los que suma el equipo catalán desde que entrara en racha el 16 de septiembre al ganar 3-1 al Sporting de Lisboa en duelo de Champions League. Y paso a paso espera seguir recorriendo un camino que puede llevarle a superar la marca que el Barça de Frank Rijkaard, el de la temporada 2005-2006, firmó entre octubre y enero, al encadenar la friolera de 18 triunfos en partidos oficiales. A ellos, incluso, se añadieron otros dos: uno de la Copa Catalunya (ante el Gimnàstic de Tarragona y por goleada, 0-6) y un amistoso contra el Peace Team (2-1), una selección integrada por jugadores de Palestina e Israel.

Aunque al actual timonel del conjunto barcelonista es partidario de vivir el momento, de pensar en el próximo rival y dejarse de hipótesis, se hace difícil no comparar la racha que encadenó el holandés y la que está firmando el catalán en su primera campaña al frente del equipo.

En estos momentos, con diez victorias seguidas, Guardiola ha igualado ya al Barça de Louis van Gaal (1998-1999), al de Johan Cruyff (1992-1993) y al de Helenio Herrera (1958-1959). Todos ellos firmaron, como máximo, diez triunfos.

Hoy, de seguir en la exitosa senda del triunfo, alcanzaría la victoria número once e igualaría al Barça de Ferenc Plattko (1955-1956) y James Bellamy (1929-1930). Luego tendría que equipararse con el del curso 1915-1916 (sin técnico), que encadenó 12 victorias. El siguiente paso sería alcanzar el Barça de la temporada 1923-1924, que con Jack Greenwell sumó 13 victorias y, después, el de Romà Forns, que en la campaña 1927-1928 sumó 14 partidos sin perder.

Así pues, al Barça 2008-2009 todavía le queda mucho camino por recorrer. Ahora debe centrarse en el partido de hoy en La Rosaleda de Málaga y, a partir de ahí, en caso de triunfo, podría empezar a soñar dado que le vendrían tres encuentros consecutivos en el Camp Nou y, sobre el papel, asequibles: Basilea (Champions), Valladolid (Liga) y Benidorm (Copa). Podría plantarse en 14 triunfos y, de ganar uno más, el de Huelva, alcanzaría la segunda mejor marca de la historia.

Pero no adelantemos acontecimientos. El equipo es consciente de lo que se trae entre manos y sabe a la perfección que sólo podrá seguir en esta travesía si sigue como hasta ahora. Apelando al trabajo y a la humildad. Y tomando como ejemplos las caídas del Villarreal y Real Madrid (derrotados recientemente en la Copa del Rey), Sevilla (que perdió el último partido de Liga en casa y precisamente ante el Málaga) o Atlético de Madrid, que después de pisar muy fuerte se ha deshinchado. De momento, sólo el Barça y el Valencia aguantan.


ESTO ES LO QUE HAY

Eto’o, el mejor “fichaje”

Joan Mª Batlle

Golpe del destino. El 17 de junio, Eto’o era carne de traspaso según anunciaba Guardiola en su presentación como entrenador del Barça. El 12 de agosto, el propio técnico confirmaba oficialmente que Eto’o se quedaba en el Camp Nou. Cincuenta y siete días de suspense, negociaciones paralelas, rumores de compro, vendo y cambio para llegar a un final feliz, el más feliz posible, que no era otro que Samuel siguiera vistiendo la camiseta blaugrana.

Estamos ante un golpe del destino que esta vez ha favorecido al Barça. Todo estaba pensado y preparado para hacer un equipo nuevo sin Ronaldinho, Deco y Eto’o. El análisis de los técnicos y directivos concluyó que los tres eran culpables de los fracasos de las dos anteriores temporadas.

Así lo decidieron Laporta y Txiki y así lo bendijo Guardiola. Y así se marcharon Ronaldinho y Deco y así se iniciaron conversaciones con los posibles sustitutos del camerunés, que Guardiola quería que fuera un delantero grande y potente, un ‘9’ de referencia de los de toda la vida. Pero llegado el momento, Eto’o puso problemas para marcharse... ¡bendito momento! Ya dije en verano que el traspaso de Eto’o sólo podía entenderse desde un punto de vista disciplinario, jamás deportivo, dado que en el mercado no había otro goleador como él. Hoy, los número no engañan. Samu da sopas con honda a Drogba, Ibrahimovic, Adebayor o Benzema, los que le tenían que sustituir. Fue el mejor fichaje del verano... ¡y sin costar un euro!


Viñeta Caye

Escrito por fraja8 às 14h00
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





Exportaciones La Masia SL

Desde Escocia hasta Grecia llegan las exportaciones de La Masia

Desde Escocia hasta Grecia, son cada vez más los que se buscan la vida lejos del Camp Nou, donde deben adaptarse a otras culturas y otros idiomas

El primer objetivo de la cantera del Barça es formar futbolistas. Ese es el objetivo para el que deben trabajar todos los que forman el fútbol base. Para que todo esto funcione, las categorías inferiores deben ser un reloj de precisión, una maquinaria bien engrasada que, al llegar al final de su proceso, obtenga un producto con garantía de calidad, capaz de competir, de igual a igual, con otros productos importados de fuera.

Pero existe una frase que la mayoría de canteranos, conscientes de que triunfar en el Camp Nou está reservado a unos pocos elegidos de los miles que pasan por las categorías inferiores, se repiten a sí mismos y a quienes quieran escucharles de forma insistente: “El fútbol no se acaba en el Barça”. La prueba de ello es que los futbolistas que salen del Mini Estadi ya no sólo se buscan la vida en el fútbol estatal, sino que miran más allá de los Pirineos –en algún caso, más allá de Extremadura, como pasa con Sergio Rodríguez, ‘Rodri’, que juega en el Marítimo de Funchal, en la isla de Madeira–.

El fútbol griego es uno de los grandes importadores de los últimos años. El agente de futbolistas Manel Ferrer, tras su desembarco como accionista en el Aris de Salónica, abrió la puerta para que muchos futbolistas probaran fortuna en el fútbol heleno. Allí juegan muchos jugadores que vistieron la camiseta blaugrana, como Javito, Toni Calvo, Sito Riera, Felipe o Urko, que, tras su paso por el Iraklis, ahora está en el Rapid de Bucarest, en Rumanía, donde también juega David Sánchez. Otro de los filones que se han abierto en los últimos años es el Gran Bretaña. Tanto en Escocia como en Inglaterra se encuentran actuando muchos jugadores llegados desde el fútbol español. Hombres como Jordi Gómez, Andrea Orlandi o Arnau se han sumado a futbolistas que, de forma más precoz, fueron seducidos por los grandes del fútbol británico, como Fran Mérida en el Arsenal, que llegó después de que lo hiciera Cesc, Pacheco en el Liverpool, o, anteriormente, el propio Gerard Piqué en el Manchester United. La fortaleza de la libra esterlina respecto al euro y unos sueldos más que dignos han sido clave en esta diáspora lenta pero continua.

Todas estas ‘exportaciones’, lejos de ser tomadas como algo negativo, se interpretan desde Barcelona como una manera de prestigiar el fútbol base blaugrana, que nutre, no sólo al Barça, sino al fútbol europeo. José Ramón Alexanko, director del fútbol base, considera que “es un éxito que haya tantos jugadores repartidos por toda Europa. Es una demostración del trabajo bien hecho en el fútbol base”. Aunque tiene claro que “el objetivo es formar profesionales para el primer equipo porque el reto es que jueguen aquí, pero, si no es posible, que triunfen fuera. Lo importante es su desarrollo deportivo y personal. Son un orgullo para nosotros y es gracias al trabajo realizado por el fútbol base y el alto nivel de los ojeadores”.


“Es duro adaptarse a otro país, a otra lengua...”

Dani Fernández, luciendo la camiseta del NEC Nimega

Arnau Caldentey creció en el Mini, pero ahora juega en el Falkirk y se entrena cada día en los mismos escenarios en los que se rodó ‘Braveheart’

Arnau Caldentey vive solo en Falkirk, una ciudad escocesa de poco más de 30.000 habitantes. Allí se habla inglés, con ese acento típico de la zona, el clima es totalmente distinto al de su Mallorca natal, y el fútbol de la Premier escocesa, evidentemente, no se parece en nada al fútbol que practicaba en el filial del Barça. Por si fuera poco, los horarios tienen muy poco en común.

Pero Arnau es afortunado, sobre todo, porque lleva ya varios años y ha logrado adaptarse, pese a que los inicios fueron difíciles: “Es una experiencia curtidora. Llegas a un país nuevo, con un idioma diferente, la comida, los horarios, el clima... todo cuesta y, si además, como me pasó a mí, no juegas, pues todo se complica. Y está claro que todo el mundo va a la suya. Por orden, lo más difícil es el idioma, el clima y los horarios”, explica el ex canterano, cuyo primer equipo en Gran Bretaña fue el Sunderland, por aquel entonces en la First Division. Ahora sale de una lesión y ha jugado poco esta temporada, pero está consolidado en el equipo. Esta campaña, además, ha coincidido en el campeonato escocés con Marc Crosas, que milita en el Celtic de Glasgow. Ambos ya se han podido saludar.

El caso de Arnau es uno de los muchos que existen. David Sánchez, ex del filial blaugrana y del Albacete, está, en estos momentos jugando en la Politécnica de Timisoara. En Rumanía está viviendo una realidad muy diferente a la que ha vivido siempre en España y la adaptación no está siendo nada fácil. Otro de los jugadores que se marchó hace ya algunos años es Dani Fernández, que estuvo jugando en el Metalurg de Donetsk. Ahora juega en el NEC Nimega. En Holanda su adaptación ha sido mucho más sencilla. El fútbol y el país son más similares a lo que había ‘mamado’ desde pequeño.



Escrito por fraja8 às 13h42
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Blatter ganha o apoio do COI para implantar “6+5”


Zurique (Suíça) - Na metade de seu terceiro mandato como presidente da Fifa, Joseph Blatter finalmente vê uma de suas promessas ganhar alguma força. O suíço, que sucedeu o brasileiro João Havelange em 1998, assumiu a entidade projetando colocar um fim a elencos repletos de estrangeiros no futebol europeu. Dez anos depois, conseguiu convencer o Comitê Olímpico Internacional (COI), entidade com quem entre freqüentemente em conflito por causa das Olimpíadas.

Jacques Rogge, presidente do COI, manifestou seu apoio à idéia que Blatter chama de “6+5”, na qual cada time é obrigado a escalar no máximo cinco estrangeiros, que devem ter no mínimo seis jogadores locais como companheiros nos jogos. Desta maneira, teoricamente, as nações teriam mais condições de revelar bons atletas.

Para expressar sua solidariedade ao dirigente suíço, Rogge prometeu os mesmos esforços para implantar uma regra que mudaria significativamente o atual cenário do futebol. E garante que a Fifa tem mais companheiros na causa do que imagina.

“Se o Blatter diz que está batendo a cabeça na parede, ele não está sozinho. Estamos juntos com ele. Apóio o ‘6+5’ e não é só o COI. Todas as federações internacionais apóiam a regra. O mundo do esporte é a favor desta mudança”, discursou Rogge, que costuma entrar em conflito com a Fifa principalmente pelo 'desprezo' do futebol masculino em relação aos Jogos Olímpicos.

Dentre as modalidades que também sonham com o “fim das influências da globalização no esporte” estão o rúgbi, o basquete e o handebol. Porém, todas elas, assim como o futebol, têm um forte ‘inimigo’ na briga para diminuir o número de estrangeiros em suas ligas: a União Européia (UE).

Sempre a favor do fim das limitações entre seus membros, a UE é amplamente contra o “6+5” e ameaça punir os países que adotarem a regra com ações legais na Corte Européia de Justiça. Blatter, no entanto, espera que seu lobby, agora reforçado por Rogge, seja suficiente para convencer cada um dos ministros dos esportes das 27 nações que compõem a UE.

A causa deve entrar novamente na pauta de discussões da entidade em novembro. Mas Blatter, que promete deixar o comando da Fifa no fim de seus terceiro mandato, em 2011, sabe que dificilmente conseguirá romper a resistência à sua idéia. Mesmo assim, não desiste de ver pelo menos uma de suas promessas se realizar durante sua gestão.



Escrito por fraja8 às 13h31
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




David Nalbandian vence Davydenko e está na grande final do Masters Series de Paris

Agência/Reuters

Argentino chega à sua segunda decisão consecutiva no torneio, e fica a uma vitória de garantir uma das duas vagas restantes na Masters Cup

GLOBOESPORTE.COM Paris

No duelo entre os dois últimos campeões do Masters Series de Paris, o argentino David Nalbandian, cabeça-de-chave número oito e atual detentor do título, confirmou a boa fase e derrotou, neste sábado, o russo Nikolay Davydenko, sexto cabeça-de-chave e vencedor em 2006, por 2 sets a 1 (6/1, 5/7 e 6/4), em 2h04m de jogo, e classificou-se para a final do torneio. O argentino depende da conquista do bicampeonato na capital francesa para garantir sua vaga na Masters Cup de Xangai, que reúne os oito melhores tenistas da temporada - Davydenko já tem sua vaga assegurada. Na decisão, Nalbandian enfrentará o vencedor da outra semifinal, entre o americano James Blake e o francês Jo-Wilfried Tsonga, que acontece também neste domingo.

A partida, décima entre os dois tenistas, marcou a sexta vitória de Nalbandian no confronto, contra quatro de Davydenko. Antes da semifinal em Paris, o último encontro entre os dois havia acontecido na semifinal da Copa Davis, em Buenos Aires. Apesar da Argentina ter chegado à final, Davydenko bateu o rival por 3 sets a 1, fazendo um improvável 6 a 0 no quarto set.



Escrito por fraja8 às 13h28
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




GP de Interlagos garantido até 2014

Prefeitura de SP assina contrato e confirma corrida por mais seis anos

O Grande Prêmio de Interlagos está garantido por mais seis anos. Neste sábado, a prefeitura de São Paulo e representantes da F-1  confirmaram a realização da corrida na cidade até 2014.

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, o promotor do GP do Brasil, Tamas Rohonyi, e Bernie Ecclestone, presidente da Formula One Administration (FOM), encontraram-se no início da tarde deste sábado.

Neste ano, durante os três dias de competição, a corrrida atrai 140 mil pessoas, gerando uma receita de cerca de 230 milhões. Entre os eventos da cidade, o GP de Interlagos perde apenas para a Parada Gay em número de pessoas mobilizadas.


Camarote da Rio-2016 em Interlagos fica vazio nesta sexta

 
Por Mariana Lajolo
Da Folhapress
 
As arquibancadas e mesas do camarote da candidatura do Rio à Olimpíada de 2016 ficaram quase vazias no primeiro dia de treinos para o GP Brasil.

A ausência de convidados e as mesas intactas contrastavam com as instalações vizinhas. Convidados de McLaren, Ferrari, Petrobrás, entre outras empresas, encheram os camarotes, almoçaram e acompanharam os primeiros movimento dos carros na pista, além de formarem uma imensa fila para visitar os boxes.

Crianças assistidas por um programa social também faziam a festa nas cadeiras durante as sessões de treino.

O Ministério do Esporte investiu R$ 595 mil em ações para a promoção da candidatura carioca durante o GP de F-1. Além do camarote, haverá placas de publicidade na pista e serão veiculados comerciais nas TVs espalhadas pelo circuito.

Segundo a assessoria de imprensa da pasta, não havia confirmação de muitos convidados para hoje. Movimento maior é esperado neste sábado, na definição do grid, e no domingo, na prova.

Mesmo assim, as mesas estavam arrumadas, com taças e arranjos de flores. Durante a primeira sessão de treino livre, os garçons assistiram tranqüilamente ao movimento dos carros da pequena arquibancada.

À tarde, algumas pessoas apareceram no camarote. Quando passou pelo local, por volta às 15h (o treino acabou às 15h30), a reportagem viu só três adultos e um garoto assistindo ao treino. Duas mulheres espiavam os carros na pista enquanto comiam em pé, com os pratos nas mãos.

As ações em Interlagos serão usadas como forma de dar visibilidade nacional e internacional à candidatura aos Jogos-2016. 'O GP Brasil é um momento particular, devido ao volume e à abrangência da audiência", disse o ministério, via assessoria de imprensa.

O ministro Orlando Silva Jr. irá neste sábado ao autódromo de Interlagos. O prefeito eleito do Rio, Eduardo Paes, e a ministra responsável pela Olimpíada de Londres-2012, Tessa Jowell, também estão confirmados.


Escrito por fraja8 às 13h25
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Austríaco é campeão no Air Race

Divulgação/Red Bull

O austríaco Hannes Arch consagrou-se campeão do Air Race World Series 2008, neste sábado em Perth, na Austrália, com um primeiro lugar na fase classificatória para a corrida deste domingo, que encerra o circuito mundial de corrida aérea. Com o tempo recorde de 1m14s05, que garantiu ao austríaco ao menos a oitava posição e um ponto na última corrida, Hannes não tem mais como ser alcançado pelo rival Paul Bonhomme, que estava nove pontos atrás na classificação. Os britânicos Nigel Lamb e Bonhomme fizeram respectivamente o segundo e terceiro melhor tempo da classificatória.



Escrito por fraja8 às 13h20
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Thiago Pereira é ouro em Cingapura

Agência/EFE

Nadador brasileiro fatura três medalhas em etapa da Copa do Mundo

GLOBOESPORTE.COM Cingapura

Thiago Pereira voltou a subir ao lugar mais alto do pódio neste sábado. O brasileiro foi ouro na prova de 100m medley da etapa de Cingapura da Copa do Mundo de Natação em Piscina Curta. Pereira ainda faturou mais duas medalhas de prata (400m medley e 200m borboleta). Fabíola Molina e Eduardo Fisher também subiram ao pódio da competição.

Após ficar em segundo lugar nos 400m medley e nos 200m borboleta, Thiago Pereira conseguiu chegar em primeiro nos 100m medley. O brasileiro, que liderou toda o percurso, bateu antes com o tempo de 52s74. O tunisiano Oussama Mellouli terminou em segundo com o tempo de 53s12. O sul-africano Cameron Van der Burgh completou o pódio em 53s26.

Fabíola Molina, que está em busca do título geral da Copa do Mundo, conquistou mais uma prata neste sábado nos 50m costas. A brasileira perdeu a medalha de ouro na última braçada, por apenas um centésimo de diferença (27s57), para a australiana Sophie Edington (27s56). O bronze ficou com a russa Anastasia Zueva, que encerrou a prova com o tempo de 27s62.

Nos 50m peito, mais uma medalha para o Brasil. Eduardo Fisher conquistou o bronze com o tempo de 27s12. O sul-africano Cameron Van Der Burgh foi ouro (26s37), e o australiano Christian Sprenger prata (26s86).



Escrito por fraja8 às 13h18
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Brasileiro irrita Minotauro no “TUF”

O sétimo episódio do reality show “The Ultimate Fighter” contou com uma cena vista raríssimas vezes no mundo do vale tudo. Vinny Magalhães, membro da Equipe Mir, deu uma polêmica declaração sobre Rodrigo Minotauro, irritando o campeão do UFC quando soube do que foi falado.

 

Minotauro encontra Vinny na academia, levando a um confronto épico na história do TUF. Minotauro está claramente puto porque falava bem de Vinícius para os americanos, e diz: Tu vacilou comigo. Vacilou, moleque.” Vinny tenta explicar que o resto do pessoal falou besteira sobre ele, e que não é bem assim, mas o Minota enfatiza: “Agora é inimigo. Não fala mais comigo.” Vinícius diz que admira o Minota e nunca desrespeitaria ele, dizendo que o pessoal da equipe é que falou besteira, mas Minotauro está inconformado. Nogueira diz que queria ele na equipe, e que estava louco para ajudá-lo, mas o Vinny estragou tudo. Além de furioso, Minotauro também parece desapontado com o compatriota, que é pior ainda”, narrou Pedro Coelho, no review do episódio.

 

Para saber tudo que aconteceu, clique aqui e confira todos os detalhes de mais um polêmico episódio da oitava temporada do reality show “The Ultimate Fighter”.

Equipe PVT

Escrito por fraja8 às 13h13
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




No último treino livre, Alonso volta a superar Hamilton e Massa em Interlagos

Agência/Reuters

Em segundo lugar, inglês fica duas posições à frente do brasileiro

GLOBOESPORTE.COM São Paulo

Com uma excepcional volta no último minuto do treino, Fernando Alonso marcou o melhor tempo no terceiro treino livre para o GP do Brasil, que será disputado neste domingo, em Interlagos. O espanhol da Renault superou os dois candidatos ao título, Lewis Hamilton e Felipe Massa, que ficaram em segundo e quarto, respectivamente. O terceiro foi o finlandês Heikki Kovalainen, companheiro do inglês na McLaren.

O inglês e o brasileiro ficaram durante quase todo o treino nas duas primeiras posições da tábua de tempos, mas sempre com o inglês na frente. Nos minutos finais, Massa tentou uma volta rápida, mas entrou forte demais na curva da Junção e perdeu tempo. Com isso, ele foi superado por Kovalainen. Alonso, que sempre esteve abaixo da décima posição, reagiu com uma volta perfeita a um minuto do fim e superou os três.

A revelação alemã Sebastian Vettel, da STR, ficou na quinta posição, logo à frente do compatriota Nick Heidfeld, da BMW Sauber. O francês Sebastien Bourdais foi o sétimo, enquanto Mark Webber, da RBR, esteve uma posição atrás. Nelsinho Piquet, companheiro de Alonso na Renault, marcou o nono tempo e Jarno Trulli, da Toyota, completou a lista dos 10 primeiros colocados na sessão.

Kimi Raikkonen, atual campeão mundial, não conseguiu um bom desempenho e foi apenas o 12º colocado, o pior resultado entre os pilotos das equipes grandes em Interlagos. Rubens Barrichello, da Honda, continua a sofrer com o carro da escuderia japonesa e marcou o 17º tempo, uma posição à frente de seu companheiro, o inglês Jenson Button.

Às 14h, os pilotos voltam à pista para o treino classificatório, que define o grid de largada. A Rede Globo mostra ao vivo, e o GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real. 

Confira os melhores tempos do último treino livre em Interlagos:

1 - Fernando Alonso (ESP/Renault) - 1m12s141 (19 voltas)
2 - Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) - 1m12s212 (18)
3 - Heikki Kovalainen (FIN/McLaren-Mercedes) - 1m12s225 (18)
4 - Felipe Massa (BRA/Ferrari) - 1m12s312 (17) 5 - Sebastian Vettel (ALE/STR-Ferrari) - 1m12s389 (19)
6 - Nick Heidfeld (ALE/BMW Sauber) - 1m12s402 (19)
7 - Sebastien Bourdais (FRA/STR-Ferrari) - 1m12s426 (18)
8 - Mark Webber (AUS/RBR-Renault) - 1m12s453 (18)
9 - Nelsinho Piquet (BRA/Renault) - 1m12s457 (24)
10 - Jarno Trulli (ITA/Toyota) - 1m12s457 (19)
11 - Nico Rosberg (ALE/Williams-Toyota) - 1m12s625 (16)
12 - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) - 1m12s698 (18)
13 - Timo Glock (ALE/Toyota) - 1m12s712 (22)
14 - Robert Kubica (POL/BMW Sauber) - 1m12s971 (22)
15 - Kazuki Nakajima (JAP/Williams-Toyota) - 1m13s054 (19)
16 - David Coulthard (ESC/RBR-Renault) - 1m13s058 (22)
17 - Rubens Barrichello (BRA/Honda) - 1m13s135 (24) 18 - Jenson Button (ING/Honda) - 1m13s278 (23)
19 - Giancarlo Fisichella (ITA/Force India-Ferrari) - 1m13s460 (21)
20 - Adrian Sutil (ALE/Force India-Ferrari) - 1m13s680 (22)



Escrito por fraja8 às 13h08
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Nelson Piquet afirma: 'Hamilton não passará da primeira curva'

Agência/EFE

Para tricampeão mundial, tudo está conspirando a favor do título de Massa

O tricampeão mundial de F-1, Nelson Piquet, acompanha neste sábado a participação de seu filho, Nelsinho, nos treinos do GP do Brasil. É apenas a segunda vez nesta temporada que o pai do piloto aparece em uma prova.

Bastante bem-humorado, o ídolo brasileiro atendeu aos fãs que se aglomeravam nos boxes da Renault por pedidos de fotos e autógrafo. E também não perdeu a chance de opinar sobre a decisão do título em Interlagos.

- Estou achando que Lewis Hamilton não passará da primeira curva da corrida. Tem muito piloto no grid que não vai com a cara dele - afirma o tricampeão.

O pai de Nelsinho Piquet também deu outra forte demonstração de confiança de que mais um título da F-1 será conquistado pelo brasileiro neste domingo.

- Não sou de apostar, mas, se tivesse que fazer isso, colocaria todo meu dinheiro no título de Felipe Massa – afirma.


Viviane Senna se emociona com elogios ao irmão e diz estar na torcida por Massa

Divulgação/Divulgação

Mãe de Bruno Senna, amiga dos dois candidatos ao título, não esconde preferência pelo piloto da Ferrari

GLOBOESPORTE.COM São Paulo  

Na última quinta-feira, o primeiro título de Ayrton Senna na F-1 completou 20 anos. Na semana do GP do Brasil, os dois candidatos ao título da temporada, Lewis Hamilton e Felipe Massa, rasgaram-se em elogios a um dos maiores ídolos da categoria. As declarações emocionaram a irmã do tricampeão, Viviane Senna.

- Sinceramente, são coisas que a gente não imagina. Quando Ayrton vivia, nós não imaginávamos (o quanto ele era admirado). Saber que Felipe e Lewis o admiram até hoje é algo muito emocionante. Cada declaração dessas deixa a gente com o coração mais mole – afirma Viviane, em entrevista ao jornal “O Globo”.

Amiga dos dois pilotos, a mãe de Bruno Senna, piloto da GP2, porém, não esconde a torcida por Massa.

- Vamos torcer para o Brasil ter um novo campeão. A mãe do Felipe é muito fofa. Quando o Bruno corria no mesmo fim de semana, uma mãe ficava mandando mensagens para a outra. O Felipe é uma gracinha, além de excelente piloto. Se não tivessem sido tantos erros da Ferrari, ele teria maiores chances de títulos –diz.



Escrito por fraja8 às 13h07
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Muricy diz que Maradona é inteligente ao se cercar de outros técnicos na seleção

Agência/AFP

Novo treinador da Argentina terá ajuda principalmente de Carlos Bilardo

Carolina Elustondo São Paulo

Depois de Mano Menezes, do Corinthians, não achar que Maradona era a melhor escolha para a seleção argentina, Muricy Ramalho, do São Paulo, deu sua opinião sobre o novo desafio do ex-jogador. O treinador tricolor acha que Maradona não terá problemas no cargo porque há uma verdadeira equipe de técnicos para ajudá-lo.

- Escolheram ele e mais uns cinco técnicos atrás dele? O Maradona não teve sucesso em outras experiências como técnico, mas vai ser o cara que sentará no banco. E, inteligente demais para ser o gênio do futebol que é, não está indo sozinho. Tem gente experiente ao lado dele, pessoas que sabem lidar com um grupo, como o Bilardo, que tem bagagem e é campeão do mundo - aponta Muricy.

Carlos Bilardo, que conquistou a Copa de 1986 como treinador, será diretor-geral da seleção argentina. Além dele, Sergio Batista e José Luis Brown, também treinadores, farão parte da comissão técnica de Maradona.


Maradona decide adiar viagem para a Inglaterra

 
Das agências internacionais
Em Buenos Aires (Argentina)
 
O novo treinador da seleção argentina, Diego Maradona, adiou por alguns dias a viagem que deveria fazer este sábado para a Inglaterra, mas segundo a imprensa do país ele seguirá escolhendo os jogadores que disputarão as próximas partidas contra Escócia e França.

Maradona tinha previsto se reunir com Carlos Tevez (Manchester United) e Javier Mascherano (Liverpool), para começar a montar as peças da equipe que atuará no dia 19 de novembro contra a Escócia em Glasgow.

A viagem de Maradona inclui visitas para a Alemanha, Itália e Espanha, para contatar os argentinos que atuam em equipes européias, segundo havia adiantado uma fonte da Associação de Futebol Argentino (AFA).

Mas Maradona permanecerá no país pelo menos até esta terça-feira, quando será apresentado oficialmente como técnico e anunciará a lista de convocados para o duelo contra a Escócia.


Escrito por fraja8 às 13h03
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Denver Nuggets vence a primeira com grande atuação de Nenê

 Mark J. Terrill/AP

Pivô brasileiro faz duplo-duplo na vitória sobre os Clippers em LA

Com uma bela atuação do pivô brasileiro Nenê, o Denver Nuggets conquistou a sua primeira vitória na temporada regular da NBA, depois de estrear com uma derrota na quarta-feira para o Utah Jazz. Em jogo que terminou na madrugada deste sábado, o Denver derrotou em Los Angeles os Clippers por 113 a 103, na prorrogação, após empate em 94 pontos no tempo normal.

Nenê obteve um duplo-duplo (dois dígitos em dois fundamentos), com 22 pontos e 11 rebotes (além de uma assistência). Mas o cestinha da equipe foi o ala Allen Iverson, com 25 pontos.

Nos Clippers, que sofreram sua segunda derrota em dois jogos, o grande nome foi o ala Al Thornton. Ele foi o cestinha da partida com 30 pontos e ainda pegou 11 rebotes (além de ter dado duas assistências).

Garnett brilha na noite do milésimo jogo e Boston vence Chicago

Em Boston, o ala Kevin Garnett marcou 18 pontos, pegou dez rebotes e levou os Celtics a conquistarem sua segunda vitória na temporada regular da NBA, nesta sexta-feira (horário local), sobre o Chicago Bulls, por 96 a 80. Garnett fez o
seu milésimo jogo como profissional na NBA, aos 32 anos e 165 dias, superando a marca de Shawn Kemp, que em 20 de dezembro de 2002 havia chegado à partida mil com 33 anos e 24 dias.

Resultados desta sexta-feira

Philadelphia 76ers 116 x 87 New York Knicks
Toronto Raptors 112 x 108 Golden State Warriors
Miami Heat 103 x 77 Sacramento Kings
Boston Celtics 96 x 80 Chicago Bulls
Memphis Grizzlies 86 x 84 Orlando Magic
Portland Trail Blazers 100 x 99 San Antonio Spurs
Los Angeles Clippers 103 x 113 Denver Nuggets



Escrito por fraja8 às 12h04
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Flavio Briatore revela preferência por Massa na briga pelo título mundial

Agência/AFP

Chefe da Renault leva em conta proximidade com brasileiro

GLOBOESPORTE.COM São Paulo

No que depender da torcida de algumas pessoas influentes da Fórmula 1, Felipe Massa será o campeão mundial da categoria, neste domingo, em Interlagos. Nesta sexta-feira, mais um nome de peso deu sua palavra de apoio ao brasileiro da Ferrari: Flavio Briatore.  A princípio, o dirigente da Renault manteve um discurso neutro na conversa com jornalistas, no paddock do autódromo.

- Meu palpite? Que vença o melhor.

Mas, ao ser questionado sobre quem gostava mais, o dirigente da Renault – e grande amigo de Fernando Alonso – não titubeou e lançou o nome do brasileiro Felipe Massa.

- Temos um relacionamento mais próximo (em comparação com Lewis Hamilton). Felipe é mais carismático - diz o dirigente da escuderia francesa, ressaltando ainda que o brasileiro teve muito azar nesta temporada.



Escrito por fraja8 às 12h00
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Ericsson 4, de Torben Grael, segue na liderança da volta ao mundo

 
Das agências internacionais
Na África do Sul
 
O barco sueco Ericsson 4, do brasileiro Torben Grael, continua à frente de seus concorrentes na disputa da volta ao mundo, a Volvo Ocean Race. Os competidores são aguardos para chegarem à Cidade do Cabo, na África do Sul, este domingo, encerrando a primeira etapa da competição.

"Seguimos lutando até a chegada, esperando terminar em primeiro", disse neste sábado o capitão Torben, que abriu distância na etapa, com cerca de 100 milhas de vantagem para os rivais mais próximos, os norte-americanos da Puma Racing. Os outros adversários seguem a 300 milhas dos líderes.

Uma vitória na primeira etapa pode ser um bom sinal para Torben Grael e sua tripulação. Nas últimas cinco edições, o barco vencedor da parte inaugural da competição ficou com o título da Volvo Ocean Race.

A segunda etapa da Volvo terá início no dia 15 de novembro. Eles partirão da Cidade do Cabo para rumo a Cochin, na Índia. O ponto final da volta ao mundo será em São Petesburgo, na Rússia, após os velejadores percorrem cerca de 68.500 km, em 10 etapas.


Escrito por fraja8 às 11h59
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Estação Santos-Imigrantes do metrô será inaugurada terça-feira

Governo paulista presenteia o Peixe com uma das novas estações da Linha Verde, que fica próxima à rodovia que liga São Paulo à Baixada Santista

O Santos está sendo homenageado pelo Governo do Estado de São Paulo em uma das mais novas estações de metrô da capital paulista. A estação Imigrantes, que faz parte da Linha Verde do Metrô, passará a se chamar estação Santos-Imigrantes. Na próxima terça-feira, às 11h30m (horário de Brasília), com as presenças do governador de São Paulo, José Serra, do Rei Pelé e de outros craques históricos do clube, haverá a inauguração da estação, localizada na avenida Ricardo Jafet, Zona Sul de São Paulo.O local é apropriado, pois fica no final da Rodovia dos Imigrantes, que liga São Paulo à Baixada Santista.

A data também marcará o início da exposição itinerante Santos Sempre Santos, que ficará 30 dias no local.

O diretor de Marketing do Peixe, José Geraldo Barbosa, vê o projeto como um reconhecimento da importância do Peixe para a cidade de São Paulo.

- Embora tenha nascido e crescido na cidade de Santos, as conquistas e glórias do clube ultrapassam os limites da cidade, do estado e até do mundo, já que revelou grandes craques na história do futebol - comenta. 

Outros clubes paulistas já têm seus nomes homenageados pelo metrô com as estações Palmeiras-Barra Funda, Portuguesa-Tietê e Corinthians-Itaquera. O São Paulo deverá ter seu nome em uma das estações da Linha Amarela, que ainda está em fase de implantação.

Exposição itinerante

A mostra conta com 18 painéis fotográficos. São fotos das décadas do Rei Pele nos anos 50, 60 e 70, de autoria do repórter fotográfico José Dias Herrera, que acompanhou toda a carreira do Rei, além de fragmentos dos títulos santistas alcançados naquele período.

A evolução dos uniformes do Santos ao longo do tempo também é um outro ponto de destaque da exposição, que reúne peças utilizadas pelo elenco desde o início do clube até os dias atuais



Escrito por fraja8 às 11h56
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




'Poderosos chefões' da Fórmula 1 negam atritos com a FIA

a/Divulgação

Dirigentes culpam imprensa por falatório entre equipes e entidade máxima do automobilismo e fazem discussões para tornar a categoria menos cara

GLOBOESPORTE.COM São Paulo

Ao contrário do que grande parte da mídia noticiou nos últimos dias, não há um clima de guerra entre os principais times da F-1 e a FIA (Federação Internacional de Automobilismo), afirmam os chefes das equipes. Os quatro “poderosos chefões” da categoria, que dirigem as melhores escuderias -Stefano Domenicali, da Ferrari, Ron Dennis, da McLaren, Mario Theissen, da BMW e Flavio Briatore, da Renault-, foram enfáticos em dizer que houve exageros na reação da imprensa sobre as propostas feitas pela entidade máxima do automobilismo para o futuro da categoria.

- Nós estamos trabalhando com a FIA, nós não estamos contra eles nem contra Bernie (Ecclestone, da FOM). Todos nós estamos trabalhando juntos para encontrarmos as melhores soluções para o futuro da F-1 - diz Briatore.

A maior polêmica foi causada pela proposta de um único fornecedor de motor –algo que a FIA teria acenado como possibilidade e que os times tradicionais, como a Ferrari, teriam ameaçado boicote à F-1, por ser contra o espírito de competição da principal categoria do automobilismo mundial.

- Vocês (jornalistas) só falam sobre (a história do) motor. Mas a gente está discutindo muito mais, todo o pacote (do carro), na tentativa de reduzir custos – explica o dirigente da equipe Renault.

O discurso foi repetido por Domenicali, Theissen e Dennis em entrevista realizada em Interlagos.

- Sabemos da importância dos valores e do espírito da F-1. E também sabemos que temos que cortar custos, ainda mais em um momento econômico de dificuldade em todo mundo. Por isso, não seremos cegos de não levar estes fatos em consideração em nossas discussões sobre o futuro da categoria - afirma Dennis.



Escrito por fraja8 às 11h51
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Falecimento do pai de Marcos tira o goleiro do clássico da Vila Belmiro

Seu Ladislau, de 73 anos, teve um infarto durante a manhã na cidade de Marília (SP) e será sepultado no domingo à tarde. Bruno assume o gol

O goleiro Marcos, do Palmeiras, não vai jogar o clássico deste domingo, contra o Santos, na Vila Belmiro. Seu pai, Ladislau Silveira Reis, de 73 anos, faleceu às 6h da manhã deste sábado, em Marília, no interior paulista, vítima de um infarto.

Marcos nem treinou e seguiu para Oriente – a 496 quilômetros de São Paulo – logo cedo. O velório será na câmara municipal da sua cidade natal e o sepultamento está marcado para as 18h de domingo. Como o jogo com o Peixe começa às 17h, na Baixada Santista, o goleiro não terá condições de estar em campo. Bruno, seu reserva imediato, assumirá a vaga.

Ladislau, que sofria de diabetes, já estava internado há alguns dias no Hospital Universitário de Marília, onde passou por uma cirurgia no intestino na última terça-feira. Durante a madrugada, porém, teve problemas cardíacos e não resistiu.



Escrito por fraja8 às 11h50
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




McLaren desdenha de crise e "nova" F1

Reuters/Agência

O anÚcio da possibilidade de um motor único ser adotado na próxima temporada da Fórmula 1 gerou reações inconformadas de várias escuderias, incluindo a Ferrari, que ameaçou deixar a categoria. Mas sua principal rival, a McLaren, segue caminho oposto, adota postura cautelosa e fala em adaptação.

"Quaisquer que sejam, as regras têm impacto em todas as equipes. É sempre importante mudar. Eu encaro como um desafio", disse Ron Dennis, CEO do time britânico, em coletiva de imprensa no hotel Hilton promovida pela Johnnie Walker, patrocinadora da escuderia.

A declaração põe fim a um longo silêncio da McLaren em relação à política da Fórmula 1. Desde que se viu envolvida no escândalo de espionagem dos carros da Ferrari, no ano passado, a escuderia inglesa adotou uma postura retraía, mesmo quando todas as suas rivais se posicionam com força contra quaisquer alteração nas regras.

O clima de confiança frente às possíveis mudanças no principal evento de automobilismo do mundo combina com a atitude diante da crise financeira mundial. Mesmo o fato de ter como maior patrocinador um banco (o espanhol Santander), Ron Dennis não demonstra preocupação com o futuro.

"O Santander é um dos nossos melhores parceiros, e tenho certeza que, como toda empresa séria, está avaliando a situação e tomando as melhores providências. Acho que nenhuma empresa está livre da crise, mas temos de reagir e ser responsáveis", concluiu.



Escrito por fraja8 às 11h47
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Cristiane joga Copa Brasil, mas depois vai para os Estados Unidos

Agência/Agencia Estado

Jogadora do Corinthians confirma a jornal que com pouco incentivo ao futebol feminino não tem como continuar no Brasil

GLOBOESPORTE.COM São Paulo

O fato de a atacante Cristiane, uma das melhores jogadores do mundo, ter vindo jogar no Corinthians não foi suficiente para fazer o Brasil ter um calendário definido para o futebol feminino. Por isso, ao fim da Copa Brasil, que começa neste sábado e vai até 10 de dezembro, a jogadora rumará de novo para o exterior.

De acordo com o jornal "Lance", ela estuda um contrato de três anos com o Chicago, da Women's Professional Soccer (WPS), a nova Liga de futebol feminino dos Estados Unidos. Ela considera a Copa Brasil uma boa competição, mas insuficiente:



Escrito por fraja8 às 11h45
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Mulher de Romário revela ter muita fé em que ele se torne evangélico

Divulgação/Divulgação

Isabella afirma a jornal: 'Em nome de Jesus, vai virar. Tenho fé nisso'

GLOBOESPORTE.COM Rio de Janeiro

Há bem pouco tempo poderia soar como piada, mas é Isabella, a própria mulher de Romário que nutre a esperança de vê-lo convertido à religião de nove entre dez jogadores de futebol do Brasil. Segundo disse à coluna "Gente Boa", do jornal "O Globo", Isabella tem muita esperança que o ex-bad boy dos gramados e das noitadas passe a freqüentar com ela a Comunidade Evangélica Zona Sul, no Pepê, Zona Sul do Rio de Janeiro.

Ela afirma que Romário está numa fase "supercaseira", que trocou o celular e quase não sai.



Escrito por fraja8 às 11h44
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





ALVES ALUCINA CON GUARDIOLA

Cree que "perfecciona" su estilo y dice que nunca antes ganó 10 partidos seguidos

Dani Alves está en un gran momento de forma. Tras estrenarse ante el Almería como goleador en el Barça, el entorno culé ya ha empezado a ver al jugadorazo del Sevilla. Ayer, en una entrevista para 'Primer toc' de RAC1, el lateral habló sobre la singular experiencia que está viviendo en el Barça y admitió que "es la primera vez que gano 10 partidos seguidos". "Sin duda es una señal de que estamos trabajando bien, porque creo que las cosas en la vida no son por azar", agregó. El brasileño valoró muy especialmente la labor de su nuevo técnico, Pep Guardiola. "Es un entrenador que sabe expresarse muy bien y su forma de ver y vivir el fútbol es muy positiva para mí, porque, con el trabajo, perfecciona cada día mi manera de jugar". "Es muy inteligente", resumió.

No es de extrañar, por lo tanto, que Alves apunte hacia los máximos objetivos: "Vamos a hacer cosas muy importantes y muy positivas en todas las competiciones. Tenemos que mantener esta línea de trabajo y de compromiso, y seguir con la humildad y la colaboración entre los compañeros".

De todos modos, el '20' azulgrana advirtió que "no es normal que en todos los partidos estemos ganando por tantos goles en el minuto 20. Por eso tenemos que estar preparados para poder ganar por 1-0, porque también eso importa".

Sobre su primer tanto con el Barça, de falta, Alves señaló que "no me di cuenta de lo lejos que estaba, pero fue importante para mí, porque el primer gol siempre es especial". Dani también quiso hacer un guiño a sus compañeros y afirmó que "son fantásticos y da gusto verlos jugar"


Guardiola: "Nos espera un encuentro muy duro"

Guardiola habla con los jugadores durante el entrenamiento
 
Pep avisa de los peligros de un motivado Málaga en un noviembre complicado pero apela al espíritu para seguir la racha
Avisa que hay que llegar bien al diciembre cuando jugarán ante los rivales directos
Preguntado sobre el ganador de Fórmula 1 dice que "¿Alonso va con Massa y es del Madrid? Pues voy con Hamilton"

Pep Guardiola ha comparecido hoy en la sala de prensa para hablar de la preparación del encuentro de mañana en La Rosaleda ante el Málaga. El técnico ha avisado de los peligros de un conjunto que viene con moral y reitera que no será fácil regresar con los tres puntos aunque confía en la actitud mostrado para seguir la senda de victorias.

Sobre el clima de euforia que se intuye en el entorno, Pep asegura que "esas cosas son pasadas, están bien pero es sólo pasado. Veo bien al equipo, hasta ahora no me han dado motivos para dudar, pero yo no puedo controlar lo que dice la gente. Ahora hay que pensar en el siguiente partido". Guardiola ha recordado las cuatro victorias seguidas del Málaga y cree que se encontrarán "con un equipo muy bien en lo anímico, es un bloque fuerte y nos espera un encuentro muy duro".

"Será un partido bonito de jugar"

Guardiola insiste que "será un encuentro bonito de jugar pero hay que ser humildes y trabajar e incidir en los valores que le ponemos ya que sino la victoria costará mucho de conseguir" y, entre sonrisas ha confirmado que "sí, iré con el traje de los últimos partidos".

Guardiola entiende que la afición vea como muy factibles los próximos encuentros antes de los duelos ante los rivales directos pero recuerda que "históricamente siempre nos ha costado más los encuentros con rivales que parecían menores que ante los directos. Yo quiero llegar con buena nota a esos encuentros para poder ser más competitivos".

Quiero a Xavi, es innegociable

Respecto a la noticia que Laporta hubiera tanteado el canje de cesc por Xavi ha sido claro: "Conmigo de entrenador, Xavi se queda y es innegociable".

Habla de Maradona y el final de F1

Pep ha reiterado que "me alegro que Maradona sea seleccionador y estoy seguro que para el fútbol le irá bien" y no ha querido aletargar la polémica sobre su presencia o no en los amistosos: "Queda mucho para febrero y habrá tiempo de hablar; yo quiero que los jugadores estén contentos y está claro que no es lo mismo cuando se juega en Suramerica que en Escocia".

Preguntado por el duelo de Fórmula 1 entre Hamilton y Massa ha apostado por la broma y dice que "¿Alonso va con Massa y es del Madrid? Pues que gane Hamilton..." aunque después ha mostrado más indiferencia.


El Barça quiso vender a Xavi para poder fichar a Cesc

La directiva del FC Barcelona se planteó al final de la pasada temporada traspasar a Xavi Hernández para poder fichar a Cesc Fàbregas. Según pudo saber ONA FM, días antes de que se comenzara la Eurocopa, el presidente del Barcelona, Joan Laporta, acompañado del entonces vicepresidente deportivo Marc Ingla y un tercer representante del club azulgrana, tuvo una reunión-cena con el entorno de Cesc Fábregas en una ciudad del Maresme, que no fue Arenys, para trasladarle su interés en ficharle.

En esa reunión, el Barça comunicó al entorno de Cesc la intención de hacer una reestructuración importante de la plantilla con la marcha de Deco, Ronaldinho y Edmilson, entre otros, y también planteó buscar una salida a jugadores como Xavi o Gudjohnsen para abrir más el camino para que Cesc aceptase venir al Barça. El club catalán estaba dispuesto a asumir el alto coste del fichaje que pediría el Arsenal, aunque no lo hubiera hecho público por el miedo a la reacción del socio por comprar a un precio tan elevado a un jugador salido del fútbol base.

Por este motivo, el Barcelona propuso en esta reunión hacer una operación conjunta con el fichaje de Alexander Hleb y poner un precio global que incluyese a los dos jugadores.

Finalmente, Cesc Fàbregas renovó por el Arsenal hasta el año 2.014 y se ha convertido en el jugador mejor pagado del club londinense


BOJAN - "Mi sueño es retirarme aquí"

Bojan Krkic

Ya ha cumplido la mayoría de edad y comienza a salir del 'cascarón mediático' para ir poco a poco despojándose de la protección a la que somete el club a los jóvenes valores y enfrentarse él solo a lo que rodea el mundo del fútbol, una actividad que Bojan Krkic adora y del que disfruta minuto a minuto. El fútbol como deporte es una cosa y como espectáculo es otra mucho más compleja, pero al delantero no le asustan los focos ni lo que hay detrás. Todo lo afronta con una sonrisa, con ilusión, con muchísimas ganas. Lo hace con la mirada y el corazón de un niño que se va haciendo mayor . Por delante tiene toda una vida que ya ha decidido dedicar en gran parte al Barça.

La última vez que habló usted en rueda de prensa, aseguró que no le preocupaba que no estuviera marcando goles, que estaba seguro que llegarían. Decirlo, jugar de titular, marcarle dos al Basilea y uno al Benidorm ha sido todo en uno...

Estaba tranquilo porque estaba contento con mi rendimiento a todos los niveles, tanto en los entrenamientos como en los minutos que había podido jugar. Que los goles llegaran era cuestión de tiempo y así ha sido.

Se le ve paciente. No marca y no se desanima. No juega y no protesta...

Somos un equipo, muchos jugadores. Hay que saber tener paciencia y cuando se tiene la oportunidad, aprovecharla. Eso no quiere decir que sea un jugador conformista, todo lo contrario. Si fuera por mí, lo jugaría todo. Disfruto con el fútbol, pero soy consciente de que tengo grandes futbolistas por delante y espero mi momento.

¿Noto que tiene una gran autoestima?

Confío mucho en mí mismo y en mis posibilidades, y las cosas me están saliendo bien así.

¿Tendrá usted un objetivo, una meta, un sueño?

Sí. Jugar siempre y algún día retirarme en el Barça. Estar aquí siempre y ganar muchos títulos.

La actual tendencia del equipo le favorece, no así la del año pasado. ¿Cómo se explica un cambio tan radical con prácticamente los mismos jugadores?

El año pasado es el año pasado y prefiero hablar de éste. Me están saliendo muy bien las cosas y se ganan partidos.

¿En qué ha cambiado usted?

El hecho de llevar en el vestuario un año y medio me ha aportado muchas cosas tanto en lo personal como en lo futbolístico.

¿Le gusta jugar en la banda?

Me encuentro bien en cualquiera de las tres posiciones de ataque e incluso jugando como segundo punta. La banda no me resulta incómoda..

¿Se siente más cómodo en el vestuario que el año pasado?

Cada año es diferente y en el fútbol todo cambia, como en la vida. Hay veces que te encuentras mejor y otras peor. No hay que darle más vueltas.

Quizás algún problemilla que pudiera haber se agrandaba porque las cosas no iban bien...

Era mi primer año y las cosas nunca son fáciles, pero insisto en que forman parte del año pasado.

Que haya esta temporada tanta gente de la casa, ¿hace las cosas más fáciles?

Puede ser, aunque tanto los canteranos como los extranjeros son buena gente.

¿Hay alguien con quien se lleve mejor?

Piqué. Es con el que mejor relación tengo. Ya lo conocía de antes. Somos muy buenos amigos.

¿Le ha sorprendido el rendimiento de Sergio Busquets?

Me sorprende no sólo Busquets, sino todos los que han subido, aunque es una sorpresa relativa. Ya conocía el gran nivel futbolístico que tenían. Esto ayuda a que en el futuro salgan más.

¿Le ha impresionado o marcado alguno de sus compañeros actuales en el aspecto futbolístico?

Muchos, dependiendo de las facetas, como Xavi, Iniesta, Eto'o, Henry, Messi. Da gusto jugar con ellos.

¿Y como personas?

Todos son excelentes, pero puedo destacar a Sylvinho o a Puyol.

¿Qué le parece su nuevo entrenador?

Tiene las ideas muy claras, es trabajador y ambicioso.

Se les ve contentos, pero no sólo ahora, sino antes de empezar también ¿Se lo ha transmitido Pep?

Guardiola es un entrenador que no sólo insiste en los aspectos tácticos, sino que consigue que el grupo esté alegre, unido, que haya una buena dinámica y los resultados están acompañando.

¿Se acuerda de Rijkaard?

Sí. Estoy muy agradecido a él. Es un gran entrenador y una gran persona. Con él víví cosas especiales, subir al primer equipo, debutar en Champions...

¿Es consciente de que a sus 18 años es un ídolo para muchos aficionados?

Siempre he estado agradecido a las personas que vienen al estadio. Me facilitan mucho las cosas animándome.

Y a usted lo hacen de una manera especial, distinta a la de otros...

No tengo palabras. Me han aplaudido hasta en partidos en los que no me han salido las cosas bien. No lo olvido nunca.

Menudo peso de encima se ha quitado debutando con la selección.

Así se cerró la polémica y se impuso la realidad. Mi ilusión era debutar con la española.

¿Se ve en el Mundial?

No. De momento, pienso en ir creciendo cada día con mis compañeros, ir aprendiendo cosas. Estaré contentísimo si me convocan para la absoluta, pero también para la sub 21. Lo daré todo igualmente.

¿Quién le animó a ser futbolista?

Mi padre. Desde los cuatro años ya me hizo chutar la pelota y se me dio bien. Tenía una escuela de fútbol en Bellpuig y ahí me formé.

¿Cómo lleva usted lo que se mueve fuera de los terrenos de juego? Hace poco una revista sacó una foto suya con su novia.

Es el precio de la fama. Hay que acostumbrarse lo más rápido posible a este tipo y nivel de vida. No son cosas que me gusten, pero hay que tomarlas con naturalidad, con normalidad.

Y ¿cómo compagina los estudios con el fútbol?

Es muy difícil, pero no pienso dejar de estudiar.

Por último, una curiosidad. ¿Por qué saca la lengua cada vez que chuta?

Cuando lo hago no me doy ni cuenta. Les pasa a muchos jugadores. Debe ser un gesto de fuerza o algo parecido. Por ejemplo, Zambrotta también lo hacía



Escrito por fraja8 às 23h27
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Los internautas se decantan por Alves

Daniel Alves, en forma

Alves lidera un grupo de 'intocables' junto a Valdés, Puyol, Iniesta, Xavi, Messi y Eto'o

Después de un inicio de temporada gris en el que el jugador brasileño llegó a manifestar que en el conjunto azulgrana no se vería al Alves del Sevilla, extremo que luego desmintió, el lateral barcelonista está ofreciendo un nivel al alza que le convierte en un jugador básico para Guardiola y para nuestros internautas.

En la encuesta sobre el 'once' del Barça ante el Málaga, la afición lo tiene claro y apuesta por un grupo de 'intocables' liderados por el ex sevillista. En este sentido, Alves es el jugador más votado (2444) por delante de hombres clave en el esquema del Barça como Xavi (2442) o Messi (2434).

En el grupo de cabeza también figuran otros hombres que están completando un primer tramo de temporada más que notable. Iniesta (2417), Eto'o (2374), Valdés (2358) y Puyol (2354) completan el grupo de 'elegidos'.



Escrito por fraja8 às 23h16
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Massa fecha dia esperançoso: 'Tomara que continue assim'


                Massa comemorou o resultado dos treinos nesta sexta

Piloto espera que resultado do treino se repita na corrida deste domingo

Felipe Massa não foi o mais rápido do dia em Interlagos. Mas o resultado da última sessão de treinos livres foi emblemático para o piloto da Ferrari. Afinal, o brasileiro foi o segundo, enquanto seu rival, Lewis Hamilton, terminou apenas na nona colocação. Fosse este o resultado da corrida, o brasileiro conquistaria seu primeiro título mundial com um ponto de vantagem sobre o inglês - 95 a 94.

- Tomara que continue assim - diz um bem-humorado Massa, em conversa com jornalistas brasileiros no paddock.

O piloto da Ferrari, no entanto, destacou que ainda é cedo para fazer prognósticos para domingo, já que nas sessões de treinos livres as equipes costumam experimentar acertos de carro bastante diferentes -seja por nível de gasolina no tanque, tipo de pneu utilizado, entre outras possibilidades.

De qualquer forma, o bom resultado de outros pilotos também dá ânimo para que sejam maiores as chances de Lewis Hamilton ficar fora do Top-5 no dia da grande final do Mundial de F-1, em Interlagos.

- Vamos torcer para que o Nelsinho, as BMWs, o Kimi e o Alonso continuem na frente (do Hamilton).

A Rede Globo mostra o treino classificatório no sábado, às 14h (de Brasília), e a corrida no domingo, às 15h.



Escrito por fraja8 às 22h33
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Tabelinha entre TRI Mundiais!

por daniel perrone

Volantes, o segredo de Muricy Para ganhar do Botafogo e definitivamente voltar a disputa do Brasileirão 2008, Muricy recorre a um velho truque que o fez bicampeão em 2006 e 2007: Uma boa dupla de volantes. Aliado a uma zaga compacta, os volantes tricolores voltaram a crescer em campo e ditam a partida deste tricolor sem alas e sem um meia de criação. Em 2006 foram Mineiro e Josué. Em 2007 foi Hernanes e Richarlyson. Já neste ano Hernanes ganhou a ótima companhia de Jean. Um garoto que veio da base, ganhou experiência jogando fora do tricolor, parece “veterano” e é muito bom de bola! CT de Cotia, pessoal… e tinha gente indignada com a construção de um CT tão grande…

Arbitragem profissional já! Injusta ou não, a polêmica exacerbada ao limite do gol impedido no Engenhão colocou o São Paulo no réu como “o time da vez beneficiado pelas arbitragens”. Antes do tricolor já foram ao réu Palmeiras, Grêmio, Flamengo, Corinthians, Botafogo e por aí vai. Será que é preciso ser gênio para entender que as arbitragens brasileiras não acompanharam a evolução do futebol no Brasil? Será que árbitros profissionais, com bons salários e melhores condições de treinamento não diminuiriam os erros em praticamente todas as rodadas dos campeonatos no Brasil? As confederações poderiam dar uma atenção a isso!

SPFC Completo! Casa cheia? O time estará completo diante do Internacional, no Morumbi. Já o clube gaúcho, definitivamente mais preocupado com a Sulamericana, pode poupar titulares diante do tricolor. Mesmo assim é páreo duríssimo, pois o time reserva do Inter tem muitos jogadores que jogariam em 80% dos clubes brasileiros. A procura, finalmente, tem sido boa para essa reta final: Até agora foram vendidos mais de 16 mil ingressos para o jogaço. A minha previsão é que pelo menos 40 mil ingressos sejam vendidos. A capacidade é de 68 mil lugares no Morumbi e Muricy pede pelo menos 50 mil tricolores jogando junto com o time. Espero que o torcedor o atenda! São-paulino: Não deixe para comprar seu ingresso na hora. Com certeza a confusão nas bilheterias será grande. Faça um esforço e compre o seu nesta sexta ou sábado. Atualizado2: André Dias não está suspenso e joga.

Mais tricolor! Os são-paulinos de Brasília tem mais um canal de qualidade para participar e comentar os jogos do Maior do Mundo. O Blog “Mais Tricolor”, da Loja Oficial do São Paulo no Distrito Federal, começou a todo vapor e é tocado pelo meu amigo Fabiano Marcolino. Parabéns, Fabiano! Segue o link: http://www.maistricolor.com/blog_lista.php

Placa de caminhão “Deixaram a gente entrar na festa… agora queremos é beijar a noiva!”

http://colunas.globoesporte.com/danielperrone/
 

 
SPFC, tradição uruguaia !

Tricolores,

A pátria uruguaia é quase uma segunda nação para a torcida tricolor, devido a tantas demonstrações de raça, técnica, profissionalismo e emoção oferecida pelos atletas do país da seleção celeste.

A seguir, um histórico dos bravos jogadores que fizeram história honrando e lutando pelo manto sagrado do Mais Querido:

FORLAN

Destacava-se pela garra. Atribuía-se a ele a frase: "O melhor momento de se amedrontar adversários são os primeiros cinco minutos do jogo, quando o juiz nunca dá cartão".  O lateral direito Forlan não queria competir com ninguém, só não gostava de ser mandado. E no campo, queria ver todo mundo dando sangue, como ele fazia. O “Caveira Simpática”, como passou a ser chamados pelos companheiros, se transformava durante as partidas. Se o time estivesse perdendo, corria como um louco, xingava, empurrava os companheiros para a vitória. Se estivesse ganhando, procurava manter os companheiros acesos para garantir a vitória. A verdade é que Pablo Forlan, durante o tempo que jogou no São Paulo foi símbolo de garra. Ajudou a equipe a conquistar o bicampeonato de 1970 e 1971, ao lado de Gérson, Pedro Rocha e outros. Em 1975, voltou para o seu Uruguai.
Nome completo: Pablo Justo Forlan Lamarque
Jogos disputados pelo SPFC: 237
Data de entrada no clube: 18/05/1970
Data de saída: 01/09/1975
Gols marcados no SPFC: 8
Nascimento: 14/07/1945 em Soriano no Uruguai
Títulos conquistados no SPFC: Campeão Paulista de 1970, 1971 e 1975

PEDRO ROCHA

O Verdugo, era seu apelido, porque matava os adversários com sua categoria, seu chute fortíssimo, suas cabeçadas arrasadoras, sua ampla visão de jogo. Uruguaio, veio do Peñarol com um currículo invejável, com títulos como campeão da Libertadores e campeão do Mundo. Chegou em 1971 com 28 anos e brilhou com a camisa do tricolor até os 34 anos. Pelé não escondia sua admiração por Pedro Rocha dizendo que ele era, na sua opinião, um dos 5 maiores jogadores do mundo. Rocha hoje é técnico de futebol.

Nome completo: Pedro Virgílio Rocha Franchetti
Jogos disputados pelo SPFC: 375
Data de entrada no clube: 21/09/1970
Data de saída: 24/09/1979
Gols marcados no SPFC: 113
Nascimento: 03/12/1942 em Salto, Uruguai
Títulos conquistados no SPFC: Campeão Paulista de 1971 e 1975 e Brasileiro de 1977

DARIO PEREYRA

Com apenas 21 anos, Alfonso Darío Pereyra Bueno era o capitão da seleção uruguaia. Ele tinha um vigor fora do comum. Foi contratado pelo São Paulo em 1977, ano de ouro do tricolor, quando o time de Rubens Minelli, enfrentando o favorito Atlético num Mineirão superlotado, venceu nos pênaltis e se sagrou campeão brasileiro pela primeira vez em sua história. No começo, Darío Pereyra teve problemas de adaptação. Não conhecia a capital paulista e estranhava o esquema de jogo praticado pelo tricolor. Era escalado no meio-campo e não conseguia o mesmo rendimento dos tempos do Nacional e da Seleção de seu país. A torcida que o havia recebido no aeroporto como Rei Darío, parecia conhecer o problema e estava paciente, muito diferente dos dias atuais. Afinal, 7 anos antes um outro uruguaio, Pedro Rocha, tido como um dos melhores jogadores do mundo, demorava quase um ano para se adaptar totalmente ao clube. Mas Darío não demorou tanto. Numa emergência, Minelli colocou-o para jogar como quarto-zagueiro. Darío estranhou, mas tentou. Estraçalhou e não saiu mais da posição. A torcida fez a festa e o elegeu um dos "deuses da raça" do Morumbi. Quando Oscar chegou, contratado ao Cosmos de Nova York, formou com ele a melhor dupla de zagueiros do país, senão do mundo.

Nome completo: Alfonso Dario Pereyra Bueno
Jogos disputados pelo SPFC: 402
Data de entrada no clube: 07/12/1977
Data de saída: 20/10/1988
Gols marcados no SPFC: 39
Nascimento: 20/10/1956 em Montevidéu no Uruguai
Títulos conquistados no SPFC: Campeão Paulista de 1980. 1981, 1985 e 1987 e Campeão Brasileiro de 1977 e 1986

DIEGO LUGANO

O último dos uruguaios a passar pelo SPFC, mas certamente, um dos primeiros no coração agradecido da torcida são-paulina. Contratado pelo São Paulo Futebol Clube em 2003, teve sua estréia em 11 de maio no empate contra o Atlético Mineiro por 1 a 1. Integrou a equipe Campeã Paulista de 2005, do tri Libertadores e do tri Mundial de Clubes da FIFA em 2005.

Uma de suas características era a de raramente trocar de camisa com o adversário ao final do jogo, alegando não se sentir confortável com tal ato, em respeito ao torcedor tricolor, para o qual a camisa de seu time é sagrada.

Lugano foi eleito o melhor zagueiro do Campeonato Brasileiro de 2005 por sua força e principalmente sua raça, uma de suas características.

Nome completo: Diego Alfredo Lugano Moreno

Jogos disputados pelo SPFC: 176
Data de entrada no clube: 11/05/2003
Data de saída: 23/08/2006
Gols marcados no SPFC: 11
Nascimento: 20/10/1956 em Montevidéu no Uruguai
Títulos conquistados no SPFC: Campeão Paulista de 1980. 1981, 1985 e 1987 e Campeão Brasileiro de 1977 e 1986

Uruguai, o SPFC sempre agradecerá seus filhos !



Escrito por fraja8 às 22h22
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




US$ 10 BILLION

Esse é o valor estimado que as empresas investem por ano em ações de marketing esportivo nos EUA. Um quarto desse valor vem do atualmente combalido setor financeiro, o que vem causando diversos cortes e gerando medo em todos os clubes das ligas de basquete, beisebol, hockey e futebol americano.



Escrito por fraja8 às 22h17
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Patrocinadora do Flu não vai abrir os cofres para 2009

 
Do UOL Esporte
No Rio de Janeiro
 
O Fluminense tinha como alvo principal em 2008 a conquista da Copa Libertadores. Por isso, investiu pesado e trouxe jogadores de nome, acompanhados de salários bastante generosos, como o meia Conca e os atacantes Washington, Dodô e Leandro Amaral - os dois últimos já deixaram o clube. Contudo, sem o título continental - perdeu a final para LDU-EQU, e com a grave crise financeira que atingiu o mundo no último mês, os tricolores terão de se adaptar à outra realidade.
 
Presidente da patrocinadora do clube, Celso Barros revelou que não pretende e nem tem condições de investir tanto para a próxima temporada. De acordo com ele, a diretoria do clube das Laranjeiras terá de saber administrar com recursos reduzidos.

 
"Não vamos fazer isso de novo. Até porque a realidade era outra. Essa crise dificulta tudo para a gente, pois não temos como conseguir crédito. E isso vai afetar o futebol de uma maneira geral", disse Celso, complementando.

"Os salários não poderão ser tão altos, mas isso não significa nada. Você pode montar um time sem tantas estrelas, mas que se transforma em uma grande equipe. Vamos contratar certo", emendou.

Além do pouco investimento, há o risco de alguns jogadores que fazem "pesar" a folha salarial deixem as Laranjeiras. Washington, por exemplo, teria propostas do Cruzeiro e do Corinthians.

"Não é bom falar disso agora, até porque estamos brigando para fugir da zona de rebaixamento ainda. Mas é claro que já está sendo visto isso, pois é preciso ter um planejamento. Estamos avaliando as renovações e possíveis reforços", encerrou Celso, em entrevista à Rádio Brasil.


Escrito por fraja8 às 22h13
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Ron Dennis minimiza possível fracasso e defende o "vencedor" Hamilton

EFE/Reland Weihrauch
 
Paula Almeida
Em São Paulo
 
Inveja. Para o chefão da McLaren, Ron Dennis, este sentimento é o grande responsável pelas críticas feitas ao inglês Lewis Hamilton. A dois dias do GP Brasil, que pode consagrar uma das apostas do dirigente, o piloto foi enaltecido pelo seu patrão e ganhou, inclusive, a garantia da tranqüilidade, mesmo que perca o título.

"A maioria das críticas vem daqueles que não aceitam o sucesso do Hamilton", disparou Dennis, em entrevista concedida na noite desta sexta-feira no hotel onde a McLaren está hospedada, em São Paulo.

Dennis deu apoio ao piloto de 23 anos e colocou Hamilton no mesmo patamar de campeões mundiais consagrados. "O Ayrton (Senna), o (Michael) Schumacher, o Hamilton todos são criticados porque são vencedores, mas isso não vai nos influenciar, porque nosso objetivo é ganhar", explicou.

O inglês enfrentou duras críticas pela perda do título em 2007, quando tinha 17 pontos de vantagem para o finlandês Kimi Räikkönen e 12 para o espanhol Fernando Alonso a duas provas do término da temporada. Porém, cometeu erros na China e no Brasil, viu o finlandês sagrar-se campeão e só superou Alonso nos critérios de desempate.

Neste ano, Hamilton chega ao último GP novamente com conforto na liderança, e agora seu único rival é Felipe Massa, sete pontos atrás. Mas um novo revés está longe de ser visto por Dennis como um fiasco. "Nós não podemos nos sentir desconfortáveis em nenhum momento, porque ele realizou muita coisa nestes dois anos", garantiu. "Todos esperam que ele ganhe, mas nem sempre é assim".

Na avaliação do dirigente da McLaren, o piloto é um dos grandes nomes da categoria e mostra isso com seu currículo. "Em pouco tempo, ele quebrou muitos recordes. Começou na Austrália no ano passado e desde então marcou mais pontos do que todos os outros pilotos. Nenhum piloto atingiu um nível tão elevado nesta idade", ressaltou.



Escrito por fraja8 às 22h04
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Clubes com as maiores torcidas do Brasil investem em torcedores mirins

As três agremiações mais populares do país possuem projetos específicos direcionados à fidelização dos torcedores mais jovens

Equipe Cidade do Futebol

Apesar da pesquisa do instituto Datafolha apontar que as torcidas do Flamengo, Corinthians e São Paulo são as três maiores do Brasil, esses são os clubes que mais investem em projetos para aumentar a quantidade de pessoas que torcem por suas equipes de futebol. As três agremiações desenvolvem ações consistentem que visam a conquista e a fidelização de torcedores mirins.

O Flamengo, por exemplo, querendo abarcar esse filão da população brasileira está investindo bastante nos conteúdos específicos do seu site para a ala mais nova da sua torcida. Personagens como o Uruba e o Urubinha, em referência ao mascote da equipe (o urubu), são mostras de que as crianças têm um papel importante nos planos do clube carioca.

Em um site agregado ao site oficial do Flamengo existem diversas atividades interativas em que as crianças podem ler sobre a história do mascote do time, baixar papéis de parede, acessar jogos, imprimir naterial, colorir imagens online e até fazer o download de um relógio customizadopara a área de trabalho do computador.

Outra página de internet, também do Flamengo, é a Urubródi. A principal atração desse site são as animações, o conteúdo para celular e os personagens que reproduzem características dos apaixonados pelo futebol. A idéia é disponibilizar um conteúdo altamente interativo, em uma linguagem próxima do universo da crinaça e do adolescente. "No Rio, por exemplo, já temos 53% da torcida", afirmou Ricardo Jorge Hinrichsen, vice-presidente de marketing do Flamengo. "Então, o objetivo maior é tratar bem esse nosso público e trabalhar com uma comunicação de qualidade", completou.

Já no Corinthians, foi anunciado, pelo departamento de marketing do clube, um pacote de projetos que visam o estreitamento de laços com os torcedores mirins. Um exemplo disso será o Acampamento de Férias, com oficinas de futebol e outras atividades recreativas.

Além disso, a agremiação de Parque São Jorge fechou um contrato com o cartunista Ziraldo para a atualização do Mosqueteiro, personagem símbolo do clube, e para a criação da turminha do Corinthians. Segundo Caio Campo, gerente de marketing da agremiação, discute-se com a Editora Abril o lançamento de edições em quadrinhos com esses novos personagens. "Também teremos a Estrela como parceira em um projeto para licenciamento de brinquedos", adiantou.

Outro produto corintiano destinado às crianças é a Certidão de Nascimento do Corintiano. A empresa parceira do clube nesse empreendimento também confecciona o livro “Aconteceu enquanto eu nascia”, no qual traça-se um panorama da época em que a criança veio ao mundo, com destaque para o Corinthians quando o assunto é futebol. Por fim, em acordo com outra empresa de produtos para o público infantil, o time de Parque São Jorge possui 20 diferentes personagens de pelúcia com o uniforme do time.

Em segundo lugar na preferência das crianças entre quatro e 12 anos de idade, atrás apenas do Flamengo, o São Paulo possui um tipo de iniciação da relação da criança com o clube. É o  denominado “Batismo tricolor”, o qual lembra bastante uma cerimônia religiosa e oficializa a adesão dos jovens torcedores. Iniciada em 2006, a atividade ocorre no gramado do Morumbi e já teve a participação de 4,2 mil pessoas. Uma figura de "São Paulo" faz a leitura do compromisso de "são-paulinidade" e, depois, entrega aos batizados a camisa oficial do projeto e um certificado.

De acordo com o departamento de marketing são paulino, a agremiação está sempre atrás de iniciativas de vanguarda em ações dirigidas ao público mirim. "Foi um acontecimento importante, por exemplo, ver o personagem Pernalonga vestindo a camisa do time, o que valoriza nossa marca", disse Julio Cesares, diretor de marketing do clube do Morumbi, em referência ao contrato de licenciamento firmado em 2007 entre o São Paulo e a Warner Bros. que permite a associação da imagem do clube a personagens do Looney Tunes.


Escrito por fraja8 às 21h59
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]






 Felipe Lobo Faro, diretor de negócios de futebol da Traffic Sports, em entrevista exclusiva à Cidade do Futebol.


Cidade do Futebol – A Traffic está montando um projeto que terá como foco a formação de atletas e treinadores de futebol, que recebeu o nome de Academia Traffic de Futebol. Conte um pouco sobre essa iniciativa.
Felipe Faro – Quando nós formamos um time, precisávamos de um centro de treinamento. Em um primeiro momento, alugamos um espaço no Sport Ville para preparar meninos sub-15, sub-17 e sub-20. Esse é um trabalho que nós já fazemos há três anos. Estamos na terceira temporada agora e vamos para a quarta, no ano que vem. Nós participamos do Campeonato Paulista, da Taça BH, Copa São Paulo, enfim, de todos os torneios mais importantes do Brasil.

Desde quando a gente começou o planejamento do projeto, já tínhamos a idéia de montarmos um centro de treinamento próprio. Com o passar dos anos, a gente foi amadurecendo essa idéia, procurando terrenos, buscando prefeituras e entidades com as quais pudéssemos realizar uma parceria.

Por fim, nós compramos um terreno em Porto Feliz e começamos a construir um centro de treinamento que, mais tarde, batizamos de academia. E nesse centro de treinamento, que será inaugurado no final deste ano, existirá tudo que há de melhor no que se refere à preparação para atletas.

Nós continuamos com os nossos times sub-15, sub-17 e sub-20 e, nesse centro de treinamento, nós teremos uma academia com os aparelhos de ginástica top de linha, fisioterapia da melhor qualidade... Enfim, tudo aquilo que for necessário para a formação do atleta, nós vamos ter do melhor nesse local.

Além da idéia de montar essa academia que será inaugurada ainda em 2008, nós estamos estudando a possibilidade de montarmos mais quatro ou cinco unidades espalhadas pelo Brasil, em regiões diferentes, as quais seriam franquiadas à academia máster, que será essa realizada em Porto Feliz. 

Na verdade, não seria um esquema de franquia, mas seria mais ou menos isso, só para ter-se uma idéia. Seriam academias conveniadas, em que seriam passadas para todas elas uma mesma metodologia e todo treinamento dos atletas ficaria sob nossa supervisão.

Cidade do Futebol – Por que foi escolhido o nome de Carlos Alberto Parreira para comandar esse empreendimento?
Felipe Faro – O nome do Parreira surgiu porque, qualquer pessoa que fosse pensar em um projeto desse nível e desse porte, ou em qualquer coisa relacionada com o futebol e quisesse ter uma pessoa com uma vasta experiência, necessariamente todos pensariam nele.

Aliado a isso também estava o fato de que nós temos um bom relacionamento com ele e decidimos realizar esse convite. No entanto, eu acredito que todos no Brasil e até mesmo no mundo, se fossem criar um empreendimento desse nível, iam ver no Parreira uma pessoa para contribuir.

Cidade do Futebol – A revelação e a venda de jogadores de futebol é, atualmente, uma das maiores fontes de renda dos clubes brasileiros, os quais têm muitas dívidas. Um projeto como Academia Traffic de Futebol não pode piorar ainda mais a situação financeira dessas agremiações?
Felipe Faro – Eu acredito que essa nossa iniciativa é algo que já é feito por vários outros clubes. O nosso diferencial é simplesmente que nós faremos com a mesma qualidade que alguns poucos fazem.

Contudo, eu não penso que as coisas vão caminhar da forma como foi colocada. Pelo contrário, acredito que teremos jogadores em melhores condições tanto tecnicamente quanto naquilo que se refere à filosofia de vida, muito mais bem preparados para enfrentarem desafios.

Na verdade, do meu ponto de vista, será mais uma empresa ou mais um clube formando atletas com uma qualidade que, hoje, poucos conseguem ter. Nós seremos apenas mais um nesse ramo de formação de jogadores e não penso que será algo que vá atrapalhar os clubes nos seus projetos relacionados a isso.

Cidade do Futebol – A compra de jogadores e/ou de porcentagens do passe de atletas por parte de empresas é algo que tem se tornado bastante freqüente no Brasil. Como isso pode interferir na modalidade?
Felipe Faro – Primeiramente, temos que salientar que esse é outro business da empresa. Nós estávamos falando da formação de atletas e agora vamos conversar sobre a compra da porcentagem de passe de jogadores. São coisas que lidam com atletas de perfis diferentes. É outra área de negócio também esses atletas que já estão colocados no mercado do futebol e têm uma certa visibilidade, pois já estão encaixados em um time.

Eu penso que essa compra de porcentagens de passes ou de passes completos de jogadores é outra ação que ajuda bastante o futebol brasileiro, pois na medida em que se têm empresas ou investidores com disponibilidade financeira que acreditam em atletas e os deixam mais próximos dos clubes, a tendência é que os clubes fiquem cada vez mais fortes. Isso porque, a despesa da agremiação vai ser com o pagamento de salários somente, deixando de ter gastos com a formação de jogadores.

Além disso, se o clube adquirir o jogador, ao final, quando o atleta for negociado, a agremiação também terá direito de receber uma parcela do montante do dinheiro. Portanto, é um negócio que vai deixar os clubes mais fortes no Brasil, tanto esportivamente como financeiramente.

Cidade do Futebol – Desde 1994, pelo menos, a quantidade de jogadores que são vendidos para clubes do exterior é a cada ano maior (exceto no período entre 2001 e 2002, por conta do ataque terrorista ao World Trade Center). No entanto, os valores da maioria dessas transferências são muito baixos. Como a atuação de empresas como a Traffic pode mudar esse quadro?
F
elipe Faro – Na verdade, eu não vejo o investidor tomando qualquer tipo de atitude que faça o preço do atleta subir ou descer. Isso depende muito da situação em que se encontra o mercado. O jogador vale o que o mercado oferece por ele. Se determinado jogador é vendido por esse ou por aquele valor é o quanto os componentes do mercado acham que faz sentido pagar-se por aquele atleta.

Eu não vejo o investidor tendo qualquer tipo de relação decisiva para aumentar o diminuir o valor de um jogador. Isso depende basicamente do desempenho do jogador e de quanto o mercado está pagando por aquele tipo de atleta.

Cidade do Futebol – O futebol é uma fonte de investimento bastante rentável. No Brasil, porém, existe uma invasão muito grande da paixão pelo esporte na forma de atuar dos dirigentes dos clubes, e a população em geral não está preparada para enxergar a modalidade como um negócio. Quais são as dificuldades de se investir no futebol brasileiro?
Felipe Faro – Em um primeiro momento, a paixão da torcida em relação ao clube é algo essencial para que o negócio corra conforme o esperado.

No entanto, até o presente momento a Traffic nunca teve nenhum tipo de problema relacionado à paixão de algum tipo de dirigente pelo clube. Nunca deixamos de fazer algum negócio porque a pessoa do clube era apaixonado ou não pela agremiação. A paixão dos administradores não chegou nunca a inviabilizar qualquer um dos nossos negócios em termos de aquisição dos direitos econômicos dos jogadores. 

O que, eventualmente, inviabiliza esse tipo de transação são as relações com o clube que quer vender o passe, com o próprio atleta, com o seu procurador. Enfim, negociações comuns, naturais, que às vezes não são possíveis. Mas nunca porque determinado dirigente de clube é apaixonado.

Cidade do Futebol – Os principais compradores de atletas brasileiros são os europeus (principalmente os portugueses). Com a crise financeira pela qual está passando a economia mundial, e que atinge principalmente os países mais desenvolvidos, quais são as perspectivas para o futebol brasileiro no que se refere à transferência de jogadores em 2009?
Felipe Faro – A realidade é que ninguém sabe muito bem o que vai acontecer, quanto tempo vai durar essa crise, e quais serão os seus efeitos colaterais.

O que a gente sabe, relacionado ao futebol, é que os clubes de fora logicamente devem sofrer um impacto, pois muitos desses clubes têm ação nas bolsas. Talvez, os principais clubes compradores de atletas brasileiros tenham ações nas bolsas.

Nós temos que esperar para ver o que irá acontecer. Eu penso que, de fato, vai acontecer uma diminuição dos valores de transferência, como também nas renegociações salariais, isso também seja levado em consideração.

Mas, como eu disse, nós temos que esperar para ver como essa crise vai atingir o mercado do futebol. O natural é que hajam conseqüências, mesmo porque muitos dos principais clubes do mundo têm ações nas bolsas.

Assim como todas as empresas e indústrias estão esperando alguma coisa mais clara, a gente também está. A indústria do futebol está aguardando uma definição, a poeira assentar, para daí fazer uma projeção para a próxima janela de transferências.

Apesar de que a "janela" de janeiro, historicamente, não é uma "janela" forte. Então, provavelmente, nós vamos sentir os efeitos só na próxima janela de junho.

Cidade do Futebol – A entrada de empresas no futebol como donas de clubes foi algo bastante comentado neste ano, principalmente, o caso Manchester City que do dia pra noite tornou-se uma das agremiações mais ricas do planeta. Quais são os bons e os maus aspectos desse tipo de interferência?
Felipe Faro – Eu acho que isso é algo bom. Na verdade, o Manchester City não se tornou o clube mais rico do mundo do dia pra noite, pois o fundo de investimento que o comprou tem dinheiro, mas se analisarmos o seu balanço, não é isso que ele reflete e também não será assim nos próximos anos. Isso porque o cenário vai mudar a partir do momento em que ele começar a disputar a Champions League, ou a ponta do Campeonato Inglês, ou se tornar um clube vendedor de jogadores.

De qualquer maneira, eu acho que a entrada de investimento no futebol é algo natural, porque procura-se sempre negócios com um potencial de crescimento grande e que estejam “virgens”, ou seja, que já não sejam parte do cotidiano dos investidores, passou a ser algo natural a procura por clubes.

Cidade do Futebol – A questão da imagem do atleta é, hoje, um dos pontos mais trabalhados no futebol. Como e quanto isso interfere na carreira e na vida de um jogador? Qual é o limite da empresa que possui uma parte ou a totalidade do passe de um atleta para interferir na sua vida pessoal, uma vez que ele é um “produto”?
Felipe Faro – Eu acho que o investidor não tem nenhuma influência nesse aspecto. O que o investidor faz é, simplesmente comprar um pedaço do jogador, ou um pedaço dos direitos econômicos ou a sua totalidade.

Na maioria das vezes, o que acontece é que o atleta continua com o vínculo federativo preso ao clube. Basicamente, o investidor está recebendo um crédito da agremiação, é como se funcionasse como uma questão de crédito.

Aliás quando algumas pessoas dizem que tal investidor tem percentual de tal atleta e isso pode atrapalhar, é porque, provavelmente essas pessoas não têm conhecimento profundo do negócio, pois não existe nenhuma chance de um investidor influenciar esportivamente a carreira de um atleta. E um atleta de alto nível não se submete a esse tipo de negócio.

O que acontece, às vezes, é o agente do atleta, que nada tem a ver com o investidor ou, em outros casos, é o próprio investidor, ele procura direcionar o jogador da melhor maneira que ele enxerga as coisas, investindo em negócios fora do futebol junto com o atleta, direcionando a carreira e a imagem do jogador, uma vez que, geralmente, os agentes são pessoas de confiança dos atletas.

Cidade do Futebol – Quais são os critérios utilizados para escolherem-se os profissionais dos quais se quer comprar uma determinada porcentagem do passe?
Felipe Faro – No caso da Traffic, o primeiro passo é uma análise realizada por um grupo de observadores. Nós vemos e analisamos todos os jogos do campeonato nacional da série A, da série B, e muitas partidas da série C também, e os principais campeonatos regionais. Esses observadores separam aqueles atletas que se destacam nos confrontos. Independentemente disso, pessoas da nossa confiança nos indicam alguns jogadores e nós vamos acompanhando-os.

Uma vez interessados pelo atleta, nós realizamos uma análise in loco, na partida. Após isso, avaliamos o jogador em termos de personalidade, porque isso é outro critério bastante relevante para que se decida contratar um atleta ou não.

Depois dessas etapas, nós afunilamos o processo até chegarmos à conclusão de que vale a pena ou não, tanto em termos desportivos como no que se refere à personalidade do jogador. Outro aspecto também é o financeiro. Nós sempre analisamos se o custo-benefício vale a pena. Só então é que fazemos uma proposta para o clube.

Então, para que nós façamos uma proposta e, eventualmente, adquiramos parte dos direitos financeiros do jogador, existe um caminho que foi iniciado lá atrás de acompanhamento do atleta nos últimos dois meses, no mínimo, tanto na parte desportiva quanto referente à personalidade fora de campo.

Cidade do Futebol – Esses investimentos são feitos em sempre em jogadores que se pretende como um craque, ou também há casos de compra de parcelas do passe de atletas que já possuem reconhecimento no futebol?
F
elipe Faro – Como investidor a gente quer ter um jogador que possua um determinado perfil: seja novo, tenha um potencial de crescimento muito grande, que esportivamente seja um jogador com características para jogar fora do Brasil, e com uma personalidade boa para se adaptar no exterior.

A maioria dos jogadores com os quais a gente trabalha é de jovens com um grande potencial de crescimento. Nós não investimos em jogadores já consagrados, a não ser que seja uma exceção específica como, por exemplo, o Diego Souza, que foi um dos primeiros com os quais a gente trabalhou. 

Na época, em que iniciamos nossos investimentos nele, falava-se muito no Diego Souza, embora ele não seja um jogador de destaque de nível de seleção brasileira. Mas, acreditamos que ele ainda tem potencial para crescer e ele ainda é muito novo. Ele teve uma passagem pelo exterior e não vingou, mas ainda é novo. Além disso o Diego Souza é um jogador que serviu para mostrarmos credibilidade no nosso negócio e que era bastante disputado na época, além de nos trazer um retorno bastante bom no investimento.

por Marcelo Iglesias



Escrito por fraja8 às 21h52
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Vivo terá cegos em apresentação no WCT

REDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, em São Paulo

A Vivo levará seu projeto de surfe para cegos para uma apresentação no circuito mundial do esporte, o WCT. A ação acontecerá neste sábado na etapa do campeonato que será disputada em Santa Catarina.

Essa apresentação faz parte do projeto Associação Escola de Surf Amigos da Atalaia, que é uma campanha da Vivo para a inclusão de deficientes visuais na prática do surfe.

"Pais e filhos passam um domingo agradável à beira-mar e podem compartilhar novas experiências juntos", afirmou Jailson Fernandes, coordenador do projeto da operadora de telefonia celular.

Além do âmbito social, a Vivo, que é patrocinadora da etapa do WCT, tem como intenção promover campanhas de conscientização dos surfistas da importância de preservar a natureza.




Escrito por fraja8 às 21h39
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Após repescagem, dez brasileiros estão na 3ª fase do WCT Brasil

Nilton Santos/DivulgaçãoKirstin Scholtz/ASP Images
 
Do UOL Esporte
Em São Paulo
 
Após dois adiamentos seguidos, a repescagem do WCT Brasil foi realizada nesta sexta-feira com ondas regulares de 1 m de altura na Praia da Vila, em Imbituba, Santa Catarina. No total, quinze brasileiros competiram nesta fase e cinco avançaram para se juntar na terceira fase aos outros cinco que estrearam com vitórias na terça-feira.
 
Raoni Monteiro derrubou o número 7 do ranking, Adrian Buchan, na segunda bateria do dia. O catarinense Alejo Muniz e o paraibano Jano Belo tiraram mais dois australianos do WCT, Luke Stedman e Kieren Perrow, respectivamente.

Depois, dois brasileiros da elite mundial, o cearense Heitor Alves e o paranaense Jihad Khodr, completaram as vitórias verde-amarelas na sexta-feira.

Dos brasileiros, o único dos dez classificados para a terceira fase do WCT Brasil que está na briga direta para entrar no grupo dos 27 que são mantidos na divisão principal do ASP World Tour é Heitor Alves, que não teve muita dificuldade para despachar o sul-africano Ricky Basnett por 15,83 a 8,50 pontos.

Matematicamente, o gaúcho Rodrigo Dornelles também tinha chances, mas acabou eliminado por uma pequena diferença por outro surfista da África do Sul, Travis Logie, num placar apertado de 11,56 a 10,67 pontos.

 
"Eu estava com uma grande expectativa, porque o mar não está tão bom e o Ricky surfa bem tanto para direita quanto para esquerda. Eu não sabia o que estava acontecendo na bateria, não conseguia ouvir nada por causa do vento, não sabia se estava passando a bateria, então tentei radicalizar ao máximo e deu certo", disse Heitor Alves.
Perto de garantir na elite mundial, o surfista diz não estar nervoso com o momento. "Eu estou bem tranqüilo. Se eu ficar nessa de querer muito o resultado, ele não vem. Esse ano eu aprendi bastante com os melhores surfistas do mundo, pude surfar ondas perfeitas, conhecer o mundo e ver como ele é pequeno, então quero continuar vivendo isso por muitos anos ainda", afirmou Alves.

Com o título mundial já conquistado por antecipação por Kelly Slater, a batalha na parte de baixo da tabela é o atrativo nesta reta final de temporada. Com a classificação para a terceira fase, Heitor Alves pulou para a 28ª posição no ranking que garante os 27 primeiros colocados para o ano que vem.
 
 


Escrito por fraja8 às 21h35
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Juninho Pernambucano já admite que aposentadoria está próxima

Das agências internacionais
Em Lyon (França)
 
O capitão brasileiro do Olympique de Lyon, Juninho Pernambucano, 33, admitiu nesta sexta-feira que a sua aposentadoria está mais próxima. "É necessário se preparar mentalmente para estar bem nesse momento".

EFE/Arquivo
Juninho Pernambucano está no Lyon desde 2001, em transferência do Vasco da Gama
"Estou mais perto do final da minha carreira do que do princípio. Há que se preparar mentalmente sabendo que tudo acabará um dia", disse o brasileiro.

O jogador, que se concentra junto com o Lyon para a partida contra o Le Mans pela 12ª rodada do Campeonato Francês, teve 44 participações pela seleção brasileira, com sete gols marcados. Juninho participou da Copa do Mundo de 2006.

Mas Juninho não precisou quando irá abandonar os gramados. "Tenho que aceitar que o tempo passa e, no dia em que eu decidi parar, não será com a cabeça baixa. Tampouco afirmo se será esta temporada ou não", disse o capitão do time sete vezes consecutivas campeão da França, que completará 34 anos em janeiro do ano que vem.

Juninho chegou a Lyon em junho de 2001 procedente do Vasco da Gama. O brasileiro foi sete vezes campeão da França pelo clube, além de ter conquistado também a Copa da França neste ano.


Escrito por fraja8 às 21h30
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Santos esboça lista de reforços para 2009 e quer Lucio Flavio

Uanderson Fernandes/Ag. O Dia
 
Bruno Thadeu
Em Santos
 
Longe da zona de rebaixamento e também da disputa pelo topo do Brasileirão, o Santos intensificou trabalho para montagem do elenco para a próxima temporada. E o principal nome na lista de reforços elaborada pelo clube é o meia Lucio Flavio, cujo contrato com o Botafogo se encerra no final da temporada.

Os contatos entre Santos e Lucio Flavio já iniciaram, conforme apurou o UOL Esporte. A equipe da Vila Belmiro sabe que o meia está descontente no Botafogo. Lucio Flavio não recebe salário há dois meses (o clube não deposita o FGTS há seis meses), além de ter sido envolvido em um suposto racha no elenco, em que o meia Carlos Alberto seria o líder de outro grupo interno.

Lucio Flavio agrada o técnico Márcio Fernandes, que negocia a extensão do contrato com o Santos. Antes de assumir o comando técnico santista, Fernandes atuou como "olheiro" de Cuca, analisando os rivais do Santos no Brasileirão.

Por ter acompanhado jogadores de outros times, Márcio Fernandes apresentou mais de dez nomes que interessariam ao Santos, dentre os quais Lucio Flavio, após pedido da diretoria do clube paulista.

Principal articulador do meio-campo botafoguense, Lucio Flavio se contundiu na derrota do clube carioca diante do próprio Santos, 1 a 0, no Engenhão. O meia sofreu lesão na coxa esquerda e é dúvida para a partida diante do Estudiantes, da Argentina, no confronto de volta da Copa Sul-Americana, quarta-feira.

Apesar de auxiliar o clube na elaboração do Santos para 2009, Fernandes deixa claro que não quer usar a função de "olheiro" para pressionar o clube a renovar contrato.

"Fui apenas consultado pelo clube sobre renovações para o próximo ano e dei minha opinião. Cabe a mim apresentar nomes de atletas que merecem ser citados", justifica.



Escrito por fraja8 às 21h28
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Tsonga bate Roddick em jogo de 2h48m e mantém chances de ir à Masters Cup

Agência/EFE

Francês vai encarar Blake nas semifinais do Masters Series de Paris

GLOBOESPORTE.COM Paris

Jo-Wilfried Tsonga fez a festa da torcida parisiense, superou Andy Roddick e se manteve vivo na briga por um lugar na Masters Cup. O francês, atual número 11 da corrida, ranking que classifica para Xangai, bateu o americano por 5/7, 6/4 e 7/6(5), em 2h48m, e avançou às semifinais do torneio francês.

Tsonga vai encarar James Blake, nono colocado na Corrida, em briga direta por uma das duas vagas restantes no evento de Xangai. Uma vitória de Blake garantirá o americano na Masters Cup. Tsonga, por sua vez, precisa chegar à final em Paris e torcer para que Nalbandian não faça o mesmo.

O argentino encara, também por uma vaga na final, o russo Nikolay Davydenko. Outro argentino, Juan Martín del Potro, sétimo na Corrida, ainda torce por resultados para ter seu lugar em Xangai assegurado. Ele se classificará com uma derrota de Blake ou de Nalbandian neste sábado.

O francês Gilles Simon, oitavo colocado na Corrida, não tem mais chances, já que será ultrapassado por Blake ou Tsonga - quem vencer a semifinal.



Escrito por fraja8 às 21h27
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Maradona afirma que Argentina é um "um Rolls-Royce coberto em terra"

Miguel Acevedo Riu/AP
 
Das agências internacionais
Em Buenos Aires (Argentina)
 
O novo técnico de futebol da Argentina Diego Armando Maradona afirmou nesta sexta-feira que "a seleção é um Rolls-Royce coberto em terra", referindo-se a incapacidade da equipe alviceleste em mostrar em campo o verdadeiro potencial de seus jogadores.

"A seleção é um Rolls-Royce coberto por terra, temos que limpá-lo", afirmou Maradona em rápidas declarações, às vésperas de viajar neste sábado para a Inglaterra. Em Londres, o treinador começará a observar os jogadores que estarão em sua primeira lista de convocados para a partida amistosa contra a Escócia em Glasgow no dia 19 de novembro. O jogo marca a estréia de Diego à frente da seleção.

Na Inglaterra, ele observará alguns importantes jogadores que vestem a camisa argentina, como Tevez e Mascherano. "Viajo no sábado para ver atuarem Tevez (do Manchester United) e Mascherano (do Liverpool). E na Escócia, irei fazer minha estréia", disse Maradona.

Além da Terra da Rainha, o ex-camisa 10 da Argentina visitará também a Alemanha, Itália e Espanha, outros importantes centros europeus onde atuam alguns selecionáveis da equipe sul-americana.

Oficialmente, a Associação de Futebol Argentino (AFA) irá anunciar Maradona como técnico apenas na terça-feira. O certo para os primeiros amistosos que "Dieguito" fará como treinador é que o meia-atacante do Barcelona Lionel Messi não será convocado, por acordo entre o jogador e a Federação do país.

Depois de encarar a Escócia, os argentinos enfrentam a França, na cidade de Marsella, em outro amistoso marcado para fevereiro de 2009, antes de receberem a Venezuela no final de março pelas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2010.


Scolari quer buscar um reforço que desequilibre no mercado de janeiro

 
Das agências internacionais
Em Londres (Inglaterra)
 
O treinador brasileiro do Chelsea, Luiz Felipe Scolari, quer comprar um jogador que desequilibre em janeiro, depois de perceber como sua equipe sofre para superar os rivais quando atua em seus domínios.

Scolari, que tentou sem êxito fechar com seu compatriota Robinho no meio do ano, busca um jogador com as mesmas qualidades do atleta do Manchester City para obter a inspiração que às vezes falta para o Chelsea.

"Quando comecei no Chelsea, disse que queria um jogador diferente, alguém que tentasse algo diferente quando jogamos contra equipes que jogam fechadas", disse Scolari.

"Para nós é mais fácil jogar longe de casa porque os nossos rivais se abrem mais e nos dão mais opções", complementou.

"Os clubes que jogam no Stamford Bridge defensivamente, atuam com oito oi nove atrás. Vêm para buscar um empate, e se possível, marcar em um escanteio, uma falta e um contra-ataque. Nós não conseguimos criar situações claras de gol contra esses clubes", analisou o técnico brasileiro.

"Quero o que disse quando cheguei aqui. Necessito de dois ou três sistemas para jogar, não só um", continuou Scolari. "Tenho bons jogadores para um sistema, mas às vezes preciso mudar. Para isso, necessito de jogadores diferentes porque às vezes é impossível atacar".


Escrito por fraja8 às 21h26
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Jogos na TV

Sábado

12h55 – Chelsea x Sunderland – ESPN
13h00 – Manchester United x Hull City – ESPN Brasil
14h55 – Reggina x Inter de Milão – ESPN
15h30 – Tottenham x Liverpool – ESPN Brasil
16h55 – Atlético de Madrid x Mallorca – ESPN
17h30 – Juventus x Roma – ESPN Brasil
18h55 – Valencia x Racing – ESPN
22h00 – Atlético de Bilbao x Villarreal – ESPN

Domingo

10h00 – Werder Bremen x Hertha Berlim – ESPN Brasil
11h55 – Lazio x Catania – ESPN
12h00 – Palermo x Chievo – ESPN Brasil
14h00 – Bolton x Manchester City – ESPN Brasil
16h00 – PSV Eindhoven x Willem – ESPN Brasil
17h25 – Milan x Napoli – ESPN



Escrito por fraja8 às 20h53
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




O futebol carioca volta a ser retratado por Rubens Gerchman, desta vez na obra "O futebol Flamengo campeão"


"Futebol x Santos" é o título da obra de José Antonio da Silva


Nelson Lerner assina o quadro "O Timão"


"Barreira do Vasco" é uma obra do artista Rubens Gerchman


Futebol Arte

Do universo popular, o futebol chegou ao rebuscado mundo das artes. Entre as 174 obras, a mostra Brasil Brasileiro no CCBB-SP traz diversas pinturas em que o esporte número 1 do país é o foco principal.
 
O artista Rubens Gerchman, por exemplo, utiliza o Flamengo e o Vasco em duas de suas obras que estão à disposição do público. Santos, Corinthians e Santa Cruz são outras equipes retratadas nas telas.

O CCBB fica na rua Álvares Penteado, 112 – Centro – São Paulo e a entrada é gratuita. Para visitas de terça a sábado é necessário agendamento prévio pelo tel.               (11) 3113-3649       , de segunda a sexta, das 12h às 18h (máx. 45 pessoas por horário e por atividade).

Aos domingos, não há necessidade de agendamento prévio e o atendimento é realizado mediante solicitação no balcão de informações, no térreo.

Horários: de terça a sexta às 9h*, 10h, 14h*, 15h e 16. Aos sábados e domingos às 11h, 15h e 17h.

(Crédito da foto: Divulgação)

Escrito por UOL Esporte


Escrito por fraja8 às 20h48
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Blog elege os mais feios da história da NBA

Em homenagem ao início da temporada da NBA e o Dia do Halloween, que é comemorado nesta sexta-feira, o blog norte-americano Hugging Harold Reynolds elegeu a seleção dos jogadores mais feios da história da competição.

O autor do blog entitulou o prêmio como "1º Prêmio Anual Tyrone Hill Halloween em Memória da Equipe Mais Feia da História da NBA".

Tyrone Hill (na foto, primeiro da esquerda para a direita), pivô que atuou no Philadelphia 76ers e no Cleveland Cavaliers, lidera a lista.

Confira os outros eleitos: (na foto, da esquerda para a direita, depois de Tyrone Hill)

- Popeye Jones
- Sam Cassell
- Chris Kaman
- Danny Ferry

Escrito por UOL Esporte

Cantor lírico será o primeiro “madridista ilustre”

Um dos cantores mais famosos do mundo, o tenor espanhol Plácido Domingo será o primeiro agraciado com o título de “madridista ilustre”, uma homenagem criada pelo Real Madrid e que será dada anualmente a uma personalidade que torça pelo clube.

A escolha foi devido ao fato de Domingo ter sido o intérprete do hino do centenário do Real em 2002 e por ser considerado um torcedor símbolo para o time. Além disso, a idéia é homenagear personalidades por suas trajetórias. Na ocasião, o tenor espanhol participará de uma festa no estádio Santiago Bernabéu, em junho de 2009, em que fará um concerto exclusivamente para sócios do Real Madrid.

Crédito: EFE

Escrito por UOL Esporte
 

Por US$ 100 mil, Phelps volta a dar algumas braçadas

Não é que Michael Phelps precise de dinheiro, principalmente após todos os seus feitos nos Jogos de Pequim. Mas o nadador segue faturando cada vez mais. Depois de receber US$ 1 milhão após seus oito ouros olímpicos e doá-los para uma instituição de caridade, o norte-americano ficou US$ 100 mil mais rico. Como? Ele só precisou nadar alguns metros para entreter a esposa do chefe de uma rede de televisão dos Estados Unidos.

Segundo o jornal The New York Post. Phelps foi contratado para aparecer de surpresa em uma festa, cair na piscina e, digamos, fazer uma exibição de seu trabalho. Sem cansar, Phelps encheu sua carteira e deu passos importantes em uma certa preparação: não para o Mundial de 2009, mas pelo menos para enfrentar a crise econômica que se estende mundo afora.

Crédito: AP

Escrito por UOL Esporte

No way these World Series ratings can be turned around
 
 
The World Series on News Corp.'s Fox network drew the lowest ratings since Nielsen Co. began tracking the audience 40 years ago.

The five-game series, won by the Philadelphia Phillies 4-1 over the Tampa Bay Rays, drew an average rating of 8.4, Fox said today in an e-mailed statement. The lowest previous rating was 10.6 in 2006, according to figures from Nielsen posted on the Baseball Almanac Web site.

Poor weather was a factor, Fox said. The third game of Major League Baseball's championship was delayed until late night and the fifth game was interrupted by rain. Its conclusion last night attracted 19.8 million viewers, the biggest audience of the match-up.

``The rain delay on Saturday and suspended game on Monday, combined with only going only five games, obviously worked against the Series reaching its maximum viewership potential,'' Fox Sports President Ed Goren said in the statement.

A rating point equals 1 percent of U.S. television households. The series also drew the lowest share, or percentage of homes with their TVs on, at 14 percent. Nielsen has tracked series ratings since 1968.

Last night's broadcast was preceded by Senator Barack Obama's half-hour campaign advertisement, watched by 33.5 million viewers, according to figures from Nielsen.

The Phillies secured their first title in 28 years after the two-day rain delay. Viewers this year averaged 13.6 million, down 14 percent from 2006.

News Corp., based in New York, rose $1.27, or 14 percent, to $10.25 today in New York Stock Exchange composite trading. The Class A shares have declined 50 percent this year. (source Bloomberg News)

 


Escrito por fraja8 às 20h36
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Homem que inspirou 'Jerry Maguire' é preso suspeito de estar alcoolizado

Empresário tentava escalar morro acima de concessionária em Newport

Leigh Steinberg, um importante empresário esportivo americano que ajudou a inspirar o filme "Jerry Maguire", foi preso na última semana, em Newport Beach, na Califórnia, suspeito de estar bêbado em público. A polícia local disse que Steinberg gritava e tentava escalar um morro acima de uma concessionária de veículos.

Os policiais detectaram um cheiro forte, e o empresário de 59 anos estava com a fala alterada, mas não foi encontrada bebida alcoólica alguma nas proximidades. Steinberg foi levado à cadeia, onde foi registrada a investigação de intoxicação em público.

Já passaram pelas contas de Steinberg os nomes do boxeador Oscar de la Hoya e dos quarterbacks Troy Aikman, Steve Young e Drew Bledsoe.

Não é o primeiro problema do gênero para Steinberg. Em abril de 2007, ele foi preso para investigação, suspeito de dirigir alcoolizado, após seu carro bater em três veículos estacionados e derrubar um hidrante.



Escrito por fraja8 às 20h28
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Para atender a Muricy, torcida tem que ser três vezes maior do que a atual média

Tricolor ainda não conseguiu colocar 50 mil no Morumbi neste Brasileiro

Logo após a vitória do São Paulo sobre o Botafogo por 2 a 1, na última quarta-feira, Muricy Ramalho exigiu que o Morumbi tenha pelo menos 50 mil torcedores para o duelo deste domingo, contra o Internacional, pelo Brasileiro. Afinal, a equipe briga pelo título, mas não tem tido tanto apoio da torcida em casa. A média de público do Tricolor paulista é de 14.107 por partida, a 13ª no geral e a pior entre os times que ainda lutam pela taça. Para cumprir a solicitação do treinador, os torcedores teriam que mais do que triplicar a presença constatada na atual média, o que ainda não aconteceu neste Nacional.

Média de público dos cinco times na briga pelo título brasileiro
Equipe Média por jogo em casa Posição geral
Flamengo 39.873 (15 jogos)
Grêmio 30.468 (16 jogos)
Cruzeiro 21.239 (15 jogos)
Palmeiras 16.602 (15 jogos)
São Paulo 14.107 (16 jogos) 13º

O melhor público do São Paulo no Morumbi na competição foi justamente contra o Flamengo, líder quando o assunto é torcida em casa. E até mesmo neste jogo o time carioca teve sua parcela de contribuição na numeração total de 29.325 pagantes, pois pelo menos um terço do público no estádio era de rubro-negros.  

Julyana Travaglia/GLOBOESPORTE.COM

Apesar de este ter sido o público mais próximo da meta estabelecida por Muricy de 50 mil, os jogadores acreditam que o torcedor vai comparecer, pois o time merece apoio neste momento.

- Jogando em casa o São Paulo tem tudo pra conquistar estes três pontos diante do Inter e acredito que o torcedor possa lotar o estádio. É um momento diferente da competição, o São Paulo está jogando outro futebol e confio na força da nossa torcida - ressalta Hugo.

O Tricolor disponibilizou 63.818 ingressos para esta partida. E, se não houver casa quase cheia, André Dias pensa que os jogadores é que vão começar a desconfiar da torcida. Ele não vê motivos para o público não comparecer, já que o São Paulo é o vice-líder, com os mesmos 59 pontos do que o Grêmio, mas o time gaúcho tem uma vitória a mais.

- Durante o campeonato todo dissemos que a torcida tinha razão em não comparecer. Mas agora, com o time há 12 jogos sem perder, em um domingo, se o torcedor não for acho que aí a desconfiança passa a ser dos jogadores. Esperamos que o público venha, até porque há vários exemplos de times em oitavo, nono, com mais de 30 mil no estádio - acrescenta o zagueiro



Escrito por fraja8 às 20h24
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




TIMES ONLINE


Luiz Felipe Scolari feels pinch of recession at Chelsea

The Chelsea manager has been told that he must sell before he buys players as his club adjust to economic circumstances

Luiz Felipe Scolari has been told that he will have to sell players if he wants to add to his squad during the January transfer window. The Chelsea manager had expected to be given some of the £28 million that was set aside to sign Robinho in the summer before the club were gazumped by Manchester City on transfer deadline day, but, with Chelsea looking to cut costs across all areas of their business, the money will no longer be forthcoming.

Scolari had shrugged off comments from Peter Kenyon that Chelsea would not be “active” in January, but since the chief executive's remarks at last week's NFL Global Sports Summit the message has been relayed to him internally. The Brazilian may be permitted to make an emergency signing or to take a player on loan if the injuries that have hit his squad badly this season increase significantly, but in the normal course of events he will have to sell before he can buy.

The form of Luís Fabiano, the Seville striker, had been monitored by Scolari with a view to making a move for the Brazilian in January if Didier Drogba's injury problems continue.

This new sense of prudence is a response to the global economic crisis and a renewed determination to operate independently from the largesse of Roman Abramovich, the club's billionaire owner. It is unclear how much the Russian has lost as a result of the worldwide stock-market crash, with his spokesman dismissing estimates of a £12billion fall in his fortune as “arbitrary” and “paper losses”, but there is a general acceptance at the club that his losses have been significant.

Chelsea's stated target is to break even by 2010. That is a tall order given that their most recent published results, for the year ending June 2007, showed losses of £74.8 million, and as the rise in the club's wage bill shows no signs of slowing, curbing transfer spending may be the best way of progressing towards their aim. The club have succeeded in cutting net transfer spending from a peak of £126 million three years ago to £11 million last year and are determined to continue with this policy, particularly taking into account fears that the economic slow-down could cause advertising and marketing revenues to drop. Chelsea's turnover has increased dramatically to £190.5 million over the past few years on the back of lucrative sponsorship deals with Samsung and adidas, but further growth in the future cannot be guaranteed.

Abramovich has also expressed concern at the lack of value to be found in the January transfer window, based on the limited success of previous mid-season signings. Chelsea spent £24 million on Nicolas Anelka and Branislav Ivanovic last January, player expenditure that will show up in their next set of accounts to be published in February, but those players made only limited contributions last season. Anelka scored two goals and missed the penalty that cost Chelsea the Champions League final, while the Serbia defender did not make a single appearance and this campaign has made only one start in the Barclays Premier League.

Unlike José Mourinho, one of Scolari's predecessors, whose furious rows with Abramovich when told he could not sign Tal Ben-Haim two years ago played a crucial role in his eventual departure, the Brazilian has reacted to news of the changed climate with equanimity because he believes that his existing players are good enough to compete for honours and likes to operate with a tightly knit squad.

Scolari hopes that Michael Essien will have recovered from knee ligament damage to be available in January, the midfield player having returned to training earlier than expected, while he would have no shortage of offers for several of his fringe squad members should he opt to raise funds. Wayne Bridge, the left back, attracts offers from Premier League clubs during every transfer window, Roma have a longstanding interest in Florent Malouda, the France winger, and Ivanovic is surplus to requirements.


Sir Alex Ferguson reveals winter break proposal

Sir Alex Ferguson has reiterated his support for a winter break in English football - but is happy to leave the Christmas fixture list in place.

While other top leagues across Europe take a vacation from competitive football over the festive period, it is often the busiest time in the domestic calendar, leading to frequent calls for a break.

Players and managers from the continent are among the most fervent advocates of a winter break, but the Manchester United manager also sees the benefits.

Now he has sketched an outline of how a break could benefit players and retain the traditional festive fixture list.

type=text/javascript>

The Scot told the club’s official magazine, Inside United: “I’ve thought long and hard about this, and I have a plan. You could keep the Christmas fixtures as they are, but stagger one round of 10 league matches throughout January.

“Three games could be played on the first weekend, another three on the next weekend and the final four on the third weekend. TV broadcasters wouldn’t lose out because they can show matches each weekend - and players could rest.”

Ferguson also believes both players and fans would be well served by pushing back the end of the season.

“Last season the league finished on May 11. Why can’t we extend it until the end of that month and take two weeks off in January?” he said.

“The weather is better in May, and there’s no issue with worn-out pitches in modern football. Will it ever happen? Well, I’ve been talking about a winter break ever since I came down to England, 22 years ago. The managers have continually asked for one, but the people in charge still think football is a winter game.”


TheGame - football blog

The ten worst goalkeepers ever

Gomes

Inspired by Heurelho Gomes's run of error-strewn performances for Tottenham, Robert Dineen has compiled a list of the ten worst goalkeepers to grace England's top division. Feel free to suggest your nominations in the comment box below.

10. Paul Jones
Wales international who combined spells of consistency with lapses in concentration. Perhaps most memorable was an impersonation of falling timber while playing for Southampton in 2002 that allowed a shot from Sean Gregan to squirm under his body and into the goal. Almost as bad was a performance that led to a 5-1 defeat for Wales on his 50th international appearance, which he had marked by having that number shaven into his hair. Some thought he was trying to predict the result.

9. Dan Lewis
Another Welshman and one immortalised with a match-losing mistake for Arsenal in the 1927 FA Cup Final when a soft shot trickled under his body and richocheted off his elbow into the net, gifting Cardiff the trophy. Afterwards, Lewis claimed his new wool jersey was to blame, creating a tradition in which Arsenal keepers never wear a new jersey for an FA Cup Final.

8. Peter Enckelman
The former Aston Villa keeper has rehabilitated his career at Cardiff but will be forever defined for his criminal gaffe against Birmingham in 2002 when he allowed a throw-in from Olof Mellberg to roll under his foot and into the goal. One fan was so delighted that he ran on to the pitch to mock the Finn, a gesture for which he was jailed. Villa fans thought Enckelman deserved similar punishment. 

7. Huerelho Gomes
The Brazilian has caught the eye (but little else) with a run of terrible displays for his new club. Weak on crosses and weak on the results of crosses, Gomes showed hints of his Hall of Shame potential by gifting goals to Stoke and Udinese, but confirmed it at the Emirates with a flapping attempt to deal with Mikael Silvestre's headed goal.

6. Bobby Mimms
Nervous, slight and  overrated on his arrival to White Hart Lane, Mimms was the natural predecessor to Gomez. Sold to Blackburn after failing to dislodge the often unreliable Erik Thortsvedt in the Spurs first XI - no easy feat - the former England Under-21 international now coaches Paul Robinson at Blackburn. The mind boggles.

5. Roy Carroll
Northern Irishman who had frequent troubles between the sticks. In four years at Old Trafford, he made headlines only for an arthritic fumble that led to Pedro Mendes's disallowed "goal" from the halfway line and another that gifted Hernan Crespo a goal for AC Milan. Left United, West Ham and Rangers because they couldn't guarantee him first-team football.

4. Allen McKnight
Or to use a nickname coined by West Ham fans, Allen McKnightmare. Signed in 1988, the Northern Irishman played 35 games in his first season, one in the next and none in his last at Upton Park before he found his natural level at Aidrieonians. Remains a fixture on the online nominations for the worst players ever to don the claret and blue.

3. Gary Sprake
No DVD collection of goalkeeping bloopers is complete without an entry from the former Leeds No 1. Perhaps the worst came against Liverpool when he throw the ball into his own net though Elland Road fans still shudder at the memory of the 1970 FA Cup final when he allowed a weak shot from Peter Housemann to slip through his grasp, helping Chelsea to claim a 2-2 draw. They won the replay.

2. Ricardo
What is about Sir Alex Ferguson and cack-handed keepers? The Spaniard made only one first-team appearance in three season at Old Trafford - one spent on loan - but makes our list purely because he was third-choice behind Carroll.

1. Massimo Taibi
Italian who became known as the Blind Venetian in a career with Manchester United that lasted only four games. Chief among his howlers was one that allowed the tamest of efforts from Matthew Le Tisser to trickle under his frame. Taibi was last seen turning fans' stomachs in Serie B.


Martin Samuel

Martin Samuel

Our formidable Chief Football Correspondent. Seven times the Sports Writer of the Year



Escrito por fraja8 às 20h17
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Vitória no Rio faz São Paulo assumir liderança do segundo turno

Tricolor paulista perdeu apenas um dos 13 jogos que disputou na segunda metade do torneio. Exatamente para o Grêmio

Campeão das duas últimas edições do Campeonato Brasileiro, o São Paulo segue firme em sua arrancada para tentar ganhar o título pela sexta vez. Graças à polêmica vitória sobre o Botafogo na quarta-feira ,marcada pela anulação de um gol do time carioca, o Tricolor paulista se igualou ao líder Grêmio em número de pontos (perde apenas no número de vitórias) e se tornou o time com melhor campanha no segundo turno.

Nos jogos disputados na segunda metade de competição, o São Paulo conseguiu sete vitórias e sofreu apenas uma derrota - exatamente para o Grêmio, na rodada de abertura do returno. Invicto há 12 partidas, o Tricolor paulista superou na classificação do segundo turno o Flamengo, que possuía o melhor desempenho até o empate sem gols com o Vitória, também na última quarta.

Quarto lugar na classificação geral, o Palmeiras também avançou na tabela do returno, chegando à terceira posição, seguido por Santos e Cruzeiro. Primeiro colocado no Brasileirão, o Grêmio tem apenas a nona melhor campanha da segunda metade do torneio, com 18 pontos ganhos em 39 possíveis.

Na outra ponta da tabela do segundo turno está Figueirense. Com um jogo a menos, devido à interrupção da partida contra o Fluminense por falta de luz, o time catarinense tem o pior desempenho do returno, com apenas nove pontos.

Classificação do returno do Campeonato Brasileiro:

  Clubes P J V E D GP GC SG TP Posição geral
1 São Paulo 26  13  7  5  1  20 10 10 59
2 Flamengo 25 13 7 4 2 21 14 7 56
3 Palmeiras 24 13 7 3 3 17 16 1 58
4 Santos 23  13  6  5  2  20 12 8 40 12º
 5 Cruzeiro 22 13 7 1 5 17 13 4 58
 6 Goiás 22  13  6 4 3 24 12 12 45 10º
 7 Internacional 22  13 6 4 3  21 18 3 48
8 Botafogo 18  13  5  3  5  16 14 2 49
9 Grêmio 18  13  5  3  5  12 16 -3 59
10 Fluminense 18  12  4  6  2  20 14 6 34 15º
11 Coritiba 17 13  4  5 4 17 18 -1 49
12 Sport 15  13  3  6  4  16 11 5 42 11º
13 Atlético-MG 14  13  3  5  5  18 17 1 38 13º
14 Portuguesa 13  13  3  4  6  14 17 -3 35 14º
15 Vitória 13  13  3  4  6  11 17 -6 45
16 Vasco 12  13  3  3  7  20 25 -5 31 19º
17 Atlético-PR 12  13  3  3  7  15 25 -10 32 18º
18 Ipatinga 12 13  3  3  7 10 22 -12 28 20º
19 Náutico 12  13  2  6  5  13 18 -5 33 17º
20 Figueirense  9  12  2  3  7  13 26 -13 34 16º

J - jogos; P - pontos; V - vitórias; E - empates; D - derrotas; GP - gols pró; GC - gols contra; SG - saldo de gols; TP - total de pontos;



Escrito por fraja8 às 20h04
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Rapidinhas do Timão

São Paulo (SP) - Presidente ou porta-voz?: Mano Menezes foi questionado sobre os possíveis reforços do Corinthians para a próxima temporada. Mas fugiu categoricamente das perguntas e deixou a missão nas mãos de Andrés Sanchez: “O Corinthians tem um regime presidencialista. Então, deixemos o presidente tratar o assunto”.

Visão confortável: Apenas um ponto separa o líder Grêmio do Palmeiras, quarto colocado, na tabela da primeira divisão do Campeonato Brasileiro. O técnico Mano Menezes, que no último sábado conseguiu o acesso com o Corinthians na Série B, aproveita para assistir tranqüilamente à briga pelo título do Nacional: “Ficou mais difícil analisar a tabela depois dessa rodada de meio de semana. O troféu está mais aberto do que nunca. Estou em uma cadeira cativa, que é melhor para olhar a briga sem preocupação”, filosofou o treinador, que preferiu não indicar um favorito à conquista.

Rivalidade gaúcha: O Internacional vem ameaçando colocar uma equipe reserva para enfrentar o São Paulo neste domingo, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro – medida que obrigaria o Grêmio, empatado na liderança do Nacional com o time do Morumbi, a vencer o Figueirense no Estádio Olímpico. “No caso do Inter, não sei se vai interessar muito colocar o time titular”, ironizou ex-técnico gremista, em referência à má colocação do Colorado no torneio: é o oitavo colocado, com 48 pontos e praticamente sem chances de se classificar para a Copa Libertadores de 2009.

Pitaco internacional: Questionado sobre sua opinião a respeito da nomeação do ex-craque Diego Armando Maradona para o comando da seleção argentina, Mano Menezes não hesitou. “Sem experiência, fica uma incógnita. A trajetória como jogador ajuda muito, mas se cria também uma expectativa muito grande. E é difícil para um craque aceitar a falta de capacidade de alguns jogadores”, analisou.

Cautela: Mano Menezes estava mesmo de bom humor no Corinthians. Tanto que não deixou escapar a oportunidade de arrancar gargalhadas na sala de imprensa do Parque São Jorge quando um jornalista informou que tinha uma ‘pergunta de encomenda sobre Maradona’. “Encomenda do Maradona? Tem que tomar cuidado...”, brincou. Até bem pouco tempo atrás, o ex-camisa 10 da Argentina tinha sérios problemas de dependência com cocaína.

Eu não falei!?: Nem mesmo o contestado Dunga escapou das graças de Mano Menezes. “Virou moda técnico sem experiência assumir uma seleção, não é?”, questionou, em clara referência ao técnico da seleção brasileira. “O que penso de outros países é o mesmo para o Brasil: com o Dunga, não me furtei de dizer que um treinador precisava ter currículo para chegar à seleção”.

Travesso: O ídolo corintiano Vampeta compareceu nesta quinta-feira à Rua Javari e acompanhou de perto a vitória de sua ex-equipe, o Juventus, por 4 a 0 sobre o Comercial de Ribeirão Preto, pela Copa Paulista. No intervalo, o ex-volante foi cercado por boa parte do público no estádio paulistano e tirou fotos com os fãs, sobretudo crianças.

Turminha do fundão: Com a missão do acesso à primeira divisão de 2009 cumprida no último sábado, os atletas corintianos estão cada vez mais relaxados. Nesta sexta-feira, enquanto o elenco iniciava em linha um trote em volta do gramado do Parque São Jorge, o atacante argentino Herrera, no final da fila, aproveitava para descontrair o ambiente e acertar algumas boladas nos companheiros.

São Paulo (SP) - Presidente ou porta-voz?: Mano Menezes foi questionado sobre os possíveis reforços do Corinthians para a próxima temporada. Mas fugiu categoricamente das perguntas e deixou a missão nas mãos de Andrés Sanchez: “O Corinthians tem um regime presidencialista. Então, deixemos o presidente tratar o assunto”.

Visão confortável: Apenas um ponto separa o líder Grêmio do Palmeiras, quarto colocado, na tabela da primeira divisão do Campeonato Brasileiro. O técnico Mano Menezes, que no último sábado conseguiu o acesso com o Corinthians na Série B, aproveita para assistir tranqüilamente à briga pelo título do Nacional: “Ficou mais difícil analisar a tabela depois dessa rodada de meio de semana. O troféu está mais aberto do que nunca. Estou em uma cadeira cativa, que é melhor para olhar a briga sem preocupação”, filosofou o treinador, que preferiu não indicar um favorito à conquista.

Rivalidade gaúcha: O Internacional vem ameaçando colocar uma equipe reserva para enfrentar o São Paulo neste domingo, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro – medida que obrigaria o Grêmio, empatado na liderança do Nacional com o time do Morumbi, a vencer o Figueirense no Estádio Olímpico. “No caso do Inter, não sei se vai interessar muito colocar o time titular”, ironizou ex-técnico gremista, em referência à má colocação do Colorado no torneio: é o oitavo colocado, com 48 pontos e praticamente sem chances de se classificar para a Copa Libertadores de 2009.

Pitaco internacional: Questionado sobre sua opinião a respeito da nomeação do ex-craque Diego Armando Maradona para o comando da seleção argentina, Mano Menezes não hesitou. “Sem experiência, fica uma incógnita. A trajetória como jogador ajuda muito, mas se cria também uma expectativa muito grande. E é difícil para um craque aceitar a falta de capacidade de alguns jogadores”, analisou.

Cautela: Mano Menezes estava mesmo de bom humor no Corinthians. Tanto que não deixou escapar a oportunidade de arrancar gargalhadas na sala de imprensa do Parque São Jorge quando um jornalista informou que tinha uma ‘pergunta de encomenda sobre Maradona’. “Encomenda do Maradona? Tem que tomar cuidado...”, brincou. Até bem pouco tempo atrás, o ex-camisa 10 da Argentina tinha sérios problemas de dependência com cocaína.

Eu não falei!?: Nem mesmo o contestado Dunga escapou das graças de Mano Menezes. “Virou moda técnico sem experiência assumir uma seleção, não é?”, questionou, em clara referência ao técnico da seleção brasileira. “O que penso de outros países é o mesmo para o Brasil: com o Dunga, não me furtei de dizer que um treinador precisava ter currículo para chegar à seleção”.

Travesso: O ídolo corintiano Vampeta compareceu nesta quinta-feira à Rua Javari e acompanhou de perto a vitória de sua ex-equipe, o Juventus, por 4 a 0 sobre o Comercial de Ribeirão Preto, pela Copa Paulista. No intervalo, o ex-volante foi cercado por boa parte do público no estádio paulistano e tirou fotos com os fãs, sobretudo crianças.

Turminha do fundão: Com a missão do acesso à primeira divisão de 2009 cumprida no último sábado, os atletas corintianos estão cada vez mais relaxados. Nesta sexta-feira, enquanto o elenco iniciava em linha um trote em volta do gramado do Parque São Jorge, o atacante argentino Herrera, no final da fila, aproveitava para descontrair o ambiente e acertar algumas boladas nos companheiros.


Rapidinhas do Santos

Santos (SP) - 'Acordo de cavalheiros'?- Nesta sexta-feira, surgiu um boato de que o jogador Wendel, emprestado pelo Palmeiras ao Santos, não jogaria o clássico por conta de um ‘acordo de cavalheiros’ firmado entre as duas diretorias na cessão do lateral ao time da Vila Belmiro. Tanto a cúpula santista quanto o atleta negam a versão. “Não há cláusula que impeça. Vou realizar a proeza de jogar o primeiro clássico sendo jogador do Palmeiras (no primeiro turno) e agora pelo Santos”, disse Wendel à Rádio Record. Com Wendel, o Alvinegro Praiano disputou 12 partidas, sendo cinco vitórias, cinco empates e somente duas derrotas.

Mais clássico - Santos e Palmeiras não vão duelar apenas no domingo, pelo Campeonato Brasileiro. No Campeonato Paulista Juvenil, os rivais se enfrentam neste sábado, às 10h45, no Palestra Itália, em confronto válido pela fase de grupos da competição. O time da Vila Belmiro é dirigido pelo ex-jogador Lino, que atuou nos dois clubes nos anos 80.

'Professor Brum'- O volante Roberto Brum, que deve retornar ao Santos no clássico deste domingo, vem agitando os bastidores do CT Rei Pelé. O jogador organizou um amistoso entre funcionários do clube e os jornalistas que cobrem o dia-a-dia do time. O duelo acontece na tarde desta segunda-feira, dia de folga do elenco. Brum já anunciou que comprou fogos de artifício e quatro troféus para serem distribuídos entre os destaques da partida (equipe vencedora, melhor goleiro, melhor jogador em campo e artilheiro). Além disso, promete dar R$ 15 de premiação para cada ‘atleta’ de seu time, caso os funcionários alvinegros derrotem os jornalistas.

Fim de promoção - A diretoria do Santos anunciou que a promoção que vinha sendo realizada até o jogo contra o Figueirense, quando torcedores vinham com a camisa do clube e não pagavam pelo ingresso, está encerrada. Com isto, quem quiser assistir aos duelos contra Internacional (16 de novembro) e Náutico (7 de dezembro), na Vila Belmiro, terão que comprar suas entradas nas bilheterias do estádio santista ou pelo site www.futebolcard.com, onde são feitas as vendas dos ingressos para o novo setor vip da Vila. Para esta área, as entradas custam R$ 55 e R$ 27,50 (meia-entrada).

http://www.gazetaesportiva.net/



Escrito por fraja8 às 20h01
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Mattioni pode acertar com a Juventus

 
Porto Alegre (RS) - O lateral direito Felipe Mattioni está próximo de atuar pela Juventus de Turim. Segundo a imprensa italiana, o jogador deve desembarcar na Europa no começo de 2009. Os direitos federativos de Mattioni foram vendidos pelo Grêmio no começo do mês ao empresário Mino Raiola.

Agora, ele está negociando a ida do lateral para a Juve. A transação giraria em torno dos 6 milhões de euros, cerca de R$ 17 milhões. Semana passada um representante do clube acompanhou a partida entre Grêmio e Sport. A equipe alvinegra também estaria de olho em William Magrão e Douglas Costa. Além deles, o meia Diego também desperta interesse da Velha Senhora.

Mattioni seria o décimo sétimo jogador brasileiro a autuar pela Juventus. No atual elenco juventino, Amauri é o único nascido no Brasil.

Do correspondente Valter Junior



Escrito por fraja8 às 19h56
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Uefa determina que Atlético de Madri jogue com portões fechados contra PSV

O Comitê de Apelação da Uefa determinou nesta sexta-feira que o Atlético de Madri jogue com portões fechados contra o PSV Eindhoven, na quinta rodada do grupo D da Liga dos Campeões.

A partida está marcada para o dia 26 de novembro, e a punição é resultado dos incidentes registrados no estádio Vicente Calderón, no duelo contra o Olympique de Marselha, em 1º de outubro.

A audiência realizada nesta sexta-feira também serviu para confirmar a suspensão do treinador do Atlético, Javier Aguirre, por duas partidas, além da multa de € 150.000.



Escrito por fraja8 às 19h51
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Luxa descarta favorecimento: 'São Paulo teve competência'

Fabio Menotti / Assessoria de Imprensa do Palmeiras

Marcelo Belpiede

São Paulo (SP) - Um dia antes, o diretor de planejamento do Palmeiras, Luiz Gonzaga Belluzzo, denunciou um favorecimento da arbitragem do Campeonato Brasileiro para o São Paulo. Nesta sexta-feira, o técnico do Verdão, Wanderley Luxemburgo, teve uma postura totalmente diferente e garantiu: o Tricolor teve competência para ganhar os três pontos diante do Botafogo, no Engenhão.

Houve muita reclamação no Rio de Janeiro por um gol do Botafogo anulado pelo árbitro Sérgio da Silva Carvalho. No lance, o atacante Wellington Paulista estava em posição de impedimento, mas não tocou na bola arrematada em direção da meta do goleiro Rogério Ceni. Seria o empate do clube de General Severiano.

'Respeito o Belluzzo, mas minha posição é diferente. O São Paulo teve a competência de ganhar em uma rodada importante e está ao lado do Grêmio por merecimento. Agora não tem do que reclamar e devemos correr atrás', disse o treinador após o treino desta sexta-feira na Academia de Futebol. 'Dirigente que reclama agora é oportunista, eu sempre sou do futebol e estou falando de arbitragem', emendou.

Segundo Luxemburgo, erros de arbitragem são normais em qualquer competição. O treinador admite que alguns equívocos dos apitadores já decidiram títulos importantes. Porém, ele prefere ressaltar que o melhor time será consagrado campeão brasileiro no início de dezembro.

Quem decide o título são os jogadores, os times. Erros acontecem em todos os campeonatos, mas o árbitro erra para um lado e também erra para o outro. É complicado tirar os méritos das equipes. A gente reclama porque tem que reclamar, já que estamos no futebol, isso aqui não é farmácia ou hospital”, afirmou o técnico campeão brasileiro.

Para Luxemburgo, o presidente da Comissão de Arbitragem da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Sérgio Corrêa, só precisa de um cuidado na reta final do Campeonato Brasileiro: escalar os árbitros mais experientes nos jogos que decidem o título e o rebaixamento.

“É muito duro apitar com pressão, trabalhar, por exemplo, lá no Olímpico, onde tem muita cobrança mesmo e é normal. Existem alguns que não estão preparados. Mas o erro não é do árbitro e sim de quem escala”, analisou Luxemburgo.


‘Sem reclamar’, Muricy relembra erros contra São Paulo

Luiz Ricardo Fini

São Paulo (SP) - As críticas que o São Paulo recebeu em função do gol anulado do Botafogo não repercutiram apenas na diretoria do clube do Morumbi. Apesar de afirmar que não gosta de falar sobre arbitragem, o técnico Muricy Ramalho também reclamou da ênfase dada à partida do Engenhão.

Não gosto de falar de arbitragem. O lance do Botafogo foi interpretativo e, mesmo assim, houve confusão e todo mundo falou. No jogo contra o Grêmio, sofremos um gol completamente impedido, mas ninguém discutiu porcaria nenhuma, passou batido. Não vou reclamar porque isso é para justificar erros ou pressionar a arbitragem”, afirmou.

A partida entre São Paulo e Botafogo gerou polêmica em função de um gol anulado do time carioca. Até o Palmeiras reclamou do polêmico lance do Engenhão. Muricy Ramalho, porém, reitera que o gol que o São Paulo sofreu na derrota por 1 a 0 para o Grêmio foi muito mais polêmico.

Não falo de arbitragem, não reclamo nem antes e nem depois do jogo. Fomos prejudicados, mas nunca reclamei. Esse lance contra o Botafogo foi interpretativo. Houve um lance muito mais grave contra o Grêmio e ninguém discutiu porque o São Paulo não chiou”, comentou.

O goleiro Rogério Ceni, por sua vez, segue o discurso do comandante e também acredita que as reclamações dos adversários servem apenas para pressionar a arbitragem com vistas aos próximos jogos.

“A pressão sempre é feita visando ao próximo jogo. Os árbitros erram da mesma forma que os jogadores. Não vejo que aconteçam erros por livre e espontânea vontade. Eles podem existir, mas vemos a lealdade nos árbitros, que procuram fazer o melhor”, analisou.



Escrito por fraja8 às 19h49
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Hamilton arruma tempo e curte presença da namorada em Interlagos

Nicole Scherzinger, do grupo Pussycat Dolls, vai ver o GP em São Paulo

GLOBOESPORTE.COM São Paulo

Divulgação/Grelak Comunicação

Às vésperas da decisão do Mundial de Pilotos da F-1, Lewis Hamilton encontra tempo para se dedicar aos assuntos do coração. Nesta sexta-feira, ele foi fotografado ao lado da namorada, a Pussycat Doll Nicole Scherzinger, nos boxes de Interlagos. A cantora está em São Paulo para torcer por Lewis Hamilton

divulgação/Grelak Comunicação

A primeira vez em que os dois foram vistos juntos foi em uma entrega de prêmios realizada em novembro de 2007, na Alemanha. Hamilton chegou a sair com Vivian Burkhardt, a Miss Granada, mas a trocou por Nicole. Na época, a cantora confundia a Fórmula 1 com a Nascar, popular categoria de stock car dos EUA

Agência/EFE

Hamilton teria falado sobre casamento com a namorada durante um evento musical em Londres, em setembro. Uma amiga da cantora afirma que a cerimônia era para ser um segredo, mas Nicole já está comentando com todos. Será em em Las Vegas, nos Estados Unidos, em dezembro deste ano



Escrito por fraja8 às 19h38
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Bayern de Munique faz acordo com Bwin

REDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, em São Paulo

A Bayern de Munique acertou um acordo com uma nova patrocinadora. A empresa que será parceria premium do clube alemão é a Bwin, que tem contratos com Real Madrid e Milan também.

Com isso, a empresa de apostas online será a patrocinadora do clube até o fim da temporada 2009/2010. No acordo, a Bwin utilizará a imagem do Bayern em suas atividades de marketing.

Na Alemanha, a Bwin já fez parceria com Werder Bremen, mas o acordo foi encerrado devido a uma lei do governo do país, que proibia propaganda de jogos de apostas envolvidos no esporte.

Para utilizar o patrocínio da empresa na camisa em jogos nacionais, a Bwin colocará propaganda de um site de apostas gratuito, que não envolve transações financeiras. Em partidas pela Liga dos Campeões da Uefa, o clube usará a marca normal no uniforme.


Corrida fecha com Honda, Dove e Nike

REDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, em São Paulo

O Circuito Vênus, competição feminina de corrida, terá três grandes parceiros no evento. A prova, que acontecerá nos próximos dias 15 e 16, acertou o patrocínio com a Dove, a Nike e a Honda.

Com a expectativa de receber mais de três mil participantes, a prova contará também com yoga, massagens, test-drives e palestras, todas ações realizadas pelos seus patrocinadores.

Além disso, a Nike montará uma loja exclusiva da empresa americana e venderá seus produtos com cerca de 20% de desconto.

Essa será a segunda etapa da competição feminina. Anteriormente, o Rio de Janeiro recebeu uma prova do circuito, que conta com corridas de cinco e dez quilômetros.


Massa na "pole" das apostas na internet

REDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, em São Paulo

O brasileiro Felipe Massa lidera as apostas no site sportingbet.com para o GP Brasil neste fim de semana, em Interlagos. A página mostra o piloto da Ferrari com 38,74% das pessoas confiando em sua vitória.

Em contrapartida, o inglês Lewis Hamilton, da McLaren, que disputa o título com Massa, recebeu 28,41% das apostas.

Apesar disso, caso o resultado da prova reflitas as apostas o brasileiro não ficará com o troféu. Se quiser ser campeão, Massa precisa ganhar a corrida e torcer para que Hamilton chegue abaixo da quinta colocação.

As apostas no site Sportingbet estão em grande volume. A cada R$ 1 apostado em Felipe Massa, o participante ganha R$ 2,20 de volta caso o brasileiro faça sua parte. No caso de Hamilton, a proporção é R$ 1 para R$ 3.


Sika patrocina Cabo Frio de basquete

REDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, em São Paulo

A empresa de impermeabilizantes Sika acertou um acordo com o time de basquete Cabo Frio. Com esse acordo, a agremiação carioca juntará o seu nome com o da marca.

"Desde o ano passado estamos investindo em patrocínios esportivos, sendo que tivemos ótimas experiências como patrocinadora dos campeonatos estaduais de futebol da Bahia e de Pernambuco, além da equipe da Ponte Preta", afirmou Sonia Rogatto, gerente de distribuição da Sika.

O Cabo Frio forma seu time com atletas que vêm das categorias de base, principalmente pessoas formadas nos projetos de inclusão criados pela prefeitura da cidade, que é um mercado importante para a empresa, segundo Rogatto.

"Além disso, o mercado do Rio de Janeiro é muito interessante para a companhia e, por meio deste patrocínio, vamos atingir nosso público-alvo e aumentar a exposição da nossa marca", completou o gerente.


Ministério do Esporte faz fórum olímpico

REDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, em São Paulo

O Ministério do Esporte fará, nesta sexta-feira (31), o 1º Fórum de Desenvolvimento do Esporte Olímpico no Brasil no Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU), em São Paulo.

O evento será realizado até o dia 1º de novembro e contará com a presença de pessoas do Centro de Estudos Olímpicos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, além de secretários ligados ao Ministério do Esporte.

Além da entidade federal e da universidade, o fórum receberá o apoio da Rede Record, do portal Terra e do Conselho Regional de Educação Física.


Centauro acerta com seleção brasileira

REDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, em São Paulo

A Centauro segue sua expansão no futebol do Brasil e agora terá placas de publicidade nas partidas da seleção brasileira. O acordo entre a rede de lojas esportivos valerá para quatro jogos do time no país e um fora.

"Mais que uma ação de marketing, a Centauro pretende estar ao lado do público. É uma forma de a marca participar como torcedora e incentivadora da seleção, estimulando essa paixão do brasileiro pelo futebol", afirmou Ana Paula Roso, diretora de marketing do grupo SBF, dono da Centauro.

Com isso, a rede de lojas terá placas de publicidades nas partidas do Brasil contra Peru, Paraguai, Chile e Venezuela, todos no país pelas Eliminatórias da Copa de 2010. O jogo fora será ante a Argentina.

No futebol brasileiro, a Centauro tem parceria com a Futebol Brasil Associados (FBA), que é responsável pela Série B do campeonato nacional.


Ucrânia "cobra" Polônia sobre Euro-12

REDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, em São Paulo

As declarações do novo presidente da Federação Polonesa de Futebol, Grzerogrz Lato, sobre a possível parceria entre seu país e a Alemanha para a Eurocopa de 2012, não agradaram os responsáveis pela competição na Ucrânia.

"Pedi oficialmente uma explicação do meu colega, o ministro dos Esportes polonês, pelas afirmações que fizeram. Tais comentários não devem ser feitos. Polônia e Ucrânia são um time se preparando para a Euro-2012. Dois países, um torneio", afirmou Yuri Pavlenko, ministro do Esporte da Ucrânia.

A frase do político é uma resposta a Lato, que admitiu uma parceria polonesa com a Alemanha caso a Ucrânia não se organize a tempo para a competição. Já a Uefa preferiu não se pronunciar sobre a polêmica.

A realização da Eurocopa de 2012 por Ucrânia e Polônia já teve momentos conturbados dos dois lados. Na primeira nação, o problema é com as obras dos estádios. Já a segunda teve incidentes devido à influência política.



Escrito por fraja8 às 19h36
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Patrocinador do Bota tenta liminar para que clássico seja realizado no Engenhão

Clube diz que mando de campo foi invertido. CBF alega que transferiu o jogo para o Maracanã devido à posição da PM

A Liquigás, patrocinadora do Botafogo, entrou com uma ação contra a CBF na 5ª Vara Cível do Rio de Janeiro. O motivo da ação é a transferência da partida entre o Botafogo e Flamengo do Engenhão para o Maracanã. A intenção da empresa é conseguir uma liminar para que o Bota possa jogar em seu estádio.

O Alvinegro Carioca segue insatisfeito com a decisão da CBF de mudar o local de realização do clássico. Como mandante da partida, o clube teria o direito de atuar no Engenhão. Porém, a CBF transferiu o jogo para o Maracanã com base na posição da Polícia Militar do Rio de Janeiro, que recomenda que os clássicos cariocas sejam disputados apenas no Maracanã por motivos de segurança. 

- Da forma como foi decidido, além de privar o Botafogo de jogar no seu estádio da mesma maneira que todas as outras equipes jogam em suas praças de desportos, acaba sendo também um benefício ao rival, porque é nitidamente uma inversão de mando de campo – afirma ao site Justiça Desportiva, Aníbal Rouxinol, advogado do Botafogo.



Escrito por fraja8 às 19h22
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Timemania, arrecadação de R$ 97,1 milhões

Futebol & Negócio

Se os impactos da crise financeira global geram dúvidas de como vão afetar os negócios dos clubes de futebol no Brasil, a Timemania já é uma realidade que pode debilitar consideravelmente as finanças dos clubes brasileiros, principalmente as entidades com grandes dívidas com o Governo Federal.

Segundo a Caixa Econômica Federal (CEF), a Loteria que surgiu como alternativa para sanear as dívidas dos clubes brasileiros, até o 34º concurso gerou R$ 97,1 milhões em arrecadação, o que representa um total 48,57 milhões de apostas. Esse montante até o momento é um valor muito abaixo da expectativa inicial da CEF que em 34 concursos projetava arrecadação de R$ 340 milhões ou 170 milhões de apostas.

Atualmente a média de arrecadação por concurso é de apenas R$ 2,86 milhões e apenas como comparação no 1º sorteio mais de 2 milhões de apostas foram realizadas, o maior volume registrado até agora, enquanto que no 34º sorteio a Timemania recebeu 887,2 mil apostas, uma redução de 57%.

Arrecadação Timemania- Até o 34º Concurso

Em milhões

 

 Fonte: CEF

 

Nesse momento, transcorridos boa parte dos concursos de 2008 percebe-se que os clubes terão sérias dificuldades em 2009 se a Loteria não engrenar e as regras definidas sejam mantidas, visto que as dívidas dos clubes são altas e caso os repasses provenientes da Timemania permaneçam no nível atual muitas entidades terão que complementar a parte que falta com recursos próprios.

Um outro dado bastante preocupante é que pela projeção inicial da CEF, os clubes da Série A com dívidas que não ultrapassassem R$ 74 milhões com os órgãos federais, conseguiriam quitar as suas parcelas nos 240 meses, portanto a Timemania seria uma boa solução para equacionar as suas dívidas. Entretanto com a arrecadação atual, esse ponto de equilíbrio foi reduzido drasticamente, fazendo com que nesse novo cenário somente clubes da Série A com dívidas até R$ 21 milhões, não necessitarão complementar recursos para estar em dia com o Governo.

Assim clubes grandes que têm as maiores dívidas com o Governo Federal que podem variar de R$ 30 milhões até R$ 160 milhões terão que a partir de 2009 complementar com recursos próprios a parte que falta de suas parcelas mensais. Isso representa valores que podem chegar, dependendo da dívida do clube, a até R$ 500 mil por mês, o que vai afetar diretamente o fluxo de caixa dos clubes mais endividados.

A dúvida é saber qual será o movimento em torno da possível alteração da Lei que regula a Timemania e como essas possíveis alterações vão ser assimiladas pela opinião pública.



Escrito por fraja8 às 18h38
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




São Paulo rebate 'matemática' do protesto palmeirense

A disputa pelo troféu nesta reta final do Brasileirão está aumentando o clima de rivalidade entre os clubes. Depois de o palmeirense Luiz Gonzaga Belluzzo procurar a imprensa para protestar contra o São Paulo, o diretor de futebol do Tricolor, João Paulo de Jesus Lopes, rebateu as insinuações de que sua equipe esteja sendo favorecida pela arbitragem.

O Belluzzo é muito meu amigo e óbvio que vai defender os interesses do clube dele, da mesma forma que eu faço com o meu. Mas ele está equivocado porque, matematicamente, os fatos não são esses”, afirmou Jesus Lopes. Apesar de o palmeirense apontar números de eventuais erros de arbitragem favoráveis ao São Paulo, o dirigente tricolor discordou da 'matemática' usada pelo rival.

O São Paulo é o clube que teve menos pênaltis, com apenas quatro no Brasileiro. Já o Palmeiras teve nove, e o Flamengo, dez. O Cruzeiro teve oito, e o Grêmio, cinco. Como o São Paulo pode ser favorecido com esses números?”, questionou o dirigente, antes de recordar um erro contrário ao Tricolor.

“A última derrota do São Paulo aconteceu em um gol discutível do Grêmio. Já o Palmeiras teve um controverso pênalti (na vitória com o Goiás). Em campeonatos de pontos corridos, erros acontecem em todos os jogos”, afirmou.

Na entrevista que concedeu na noite de quinta-feira, Belluzzo reclamou da suposta pressão que os são-paulinos exerceram sobre o árbitro Sálvio Spínola Fagundes Filho antes do clássico contra o Palmeiras. No entanto, no entendimento de Jesus Lopes, a pressão em campo partiu dos rivais.

Eu respeito muito o Belluzzo, que é uma pessoa seriíssima, mas, durante o jogo, todo mundo viu que não foi nosso elenco quem pressionou a arbitragem, mas sim a comissão técnica e os jogadores do Palmeiras”, concluiu.


Selton Mello conta em almanaque como nasceu sua paixão pelo São
Paulo


da Folha Online

Você é são-paulino e o ano é 2036. O São Paulo acaba de ganhar seu 12º
título mundial interclubes, com um time formado por incríveis jogadores de
suas categorias de base, contra o Chelsea. Os outros grandes clubes da
capital paulista, como Palmeiras e Corinthians, fecharam suas portas por
problemas administrativos. O tricolor paulista é o único time 12 vezes
campeão do mundo.


Divulgação
O ator Selton Mello revela como nasceu sua paixão pelo São Paulo
 
Este é o futuro brilhante que o ator Selton Mello prevê no livro "O Dia em
que me Tornei São-Paulino", uma viagem ao futuro do time e ao passado do
autor, que conta como decidiu vestir o manto são-paulino para sempre. O
título da Panda Books está disponível no site da Livraria da Folha.

O livro traz um almanaque completo com tudo o que o torcedor precisa saber
sobre o São Paulo: o nascimento do time, o hino, as conquistas, as maiores
goleadas, os melhores craques de todos os tempos, títulos nacionais e
mundiais, partidas e fatos inesquecíveis, os grandes clássicos e muitas
curiosidades.

O leitor encontra no livro, por exemplo, detalhes sobre os dois títulos
mundiais com o "esquadrão" de Telê Santana, em 1992 e 1993, e o último,
contra o Liverpool, em 2005. Os mais novos podem conhecer o famoso primeiro
título brasileiro, em 1978, quando o goleiro Waldir Peres enervou os
jogadores do Atlético Mineiro na cobrança de pênaltis e fez três deles
chutarem para cima.

*
 
Selton Mello é ator, diretor, produtor de cinema e, nunca é demais repetir,
apaixonado pelo São Paulo Futebol Clube.



Escrito por fraja8 às 18h07
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Raúl: "Cuando me han llamado para irme siempre he dicho que no"

Raúl, que ha cumplido los 14 años con el club blanco, desvela en una entrevista publicada en la 'Gazzetta dello Sport' que envejece "con Maldini como ejemplo". "He crecido con Roberto Baggio como ídolo, ahora envejezco con Maldini como ejemplo", explicó el 7 blanco.

Su opinión sobre Baggio es inmejorable: "Cuando lo vi jugar me divertía a morir, pero cuando he tenido la fortuna de conocerlo personalmente he descubierto una persona capaz de transmitir valores a mis cuatro hijos, y eso es más importante que la técnica".

Afirma que ahora su referencia es Maldini:  "Era todavía un niño cuando veía a Maldini alzar la Copa de Europa. He pasado los 30 años y todavía lo veo jugar bien. Es un punto de referencia, por seriedad, profesionalidad y actitud".

Reconoce que le hubiese gustado jugar con Van Basten
En cuanto a su posible salida del Madrid, su respuesta es firme: "Ha habido muchos contactos, pero mi respuesta siempre ha sido la misma. Todos sabían que yo no quería irme del Madrid. Sin embargo, hablando de fantasías, de pequeño cuando pensaba que iba a ser futbolista me decía, 'ojalá un día juegue en el Milan'. Me hubiera gustado jugar junto a Van Basten".

"Fue una pena ver marcharse a Beckham"
De la última adquisición del Milan, el astro David Beckham, Raúl asegura que es "un gran jugador, gran profesional, una pena verlo marchar. Al Milán le puede dar muchísimo juego".

"Capello fue fundamental en mi carrera"
Preguntado por el ex entrenador del Madrid, Fabio Capello, no dudó: "Fundamental para mi carrera. A los 19 años cuando lo encontré necesitaba de alguien que me dirigiera, que me dijera qué tenía que hacer. Lo recuerdo con enorme afecto. Además trajo al Madrid un modo de entrenar y de ver el fútbol diferente".

"Nunca he visto un talento como el de Cassano"
Del ex jugador del club blanco Antonio Cassano, ahora en la Sampdoria, comentó: "Talento increíble, nunca he visto a uno como él. Debe encontrar continuidad y sentirse protegido, amado, cosa complicada en Madrid porque si te equivocas en dos partidos te ponen la cruz".



Escrito por fraja8 às 17h54
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




EL TÉCNICO RESPONDE A LAS DECLARACIONES DEL PRESIDENTE BLANCO EN MARCA

Ferguson: "Calderón dice cosas extrañas cada semana"

Sir Alex Ferguson

Sir Alex Ferguson no se cansa. El técnico del Manchester United sigue teniendo ganas de guerra con el Real Madrid, y más en concreto con su presidente, Ramón Calderón, al que ha acusado este viernes de tendencia a la 'chalatanería' y de decir "cosas extrañas cada semana". Ferguson responde así al mandatario madridista, que el pasado jueves, en MARCA, aseguraba que el veterano técnico escocés "chocheaba".

En concreto, Fergie ha dicho: "A lot of hot air comes out of that man", una expresión que no tiene traducción literal al castellano, pero que viene a expresar que Calderón es propenso a los excesos verbales -'hot air' tiene distintas acepciones que la definen como 'palabrería', 'hablar por hablar' o 'charla exagerada y vacía'-, sobre todo si se tiene en cuenta su frase anterior: "Calderón dice cosas extrañaas cada semana", declaró el técnico del United al 'Manchester Evening News'.

Para Ferguson, la explicación a toda esta polémica está muy clara. "No quiero dejarme distraer por este asunto, pero en el fondo de la cuestión está su decepción por no tener a Cristiano Ronaldo. Yo estoy encantado de poder decir que sigue aquí y voy a seguir repitiéndolo", ha dicho el técnico del United.



Escrito por fraja8 às 17h50
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Viñeta Caye

Pelotazos



Escrito por fraja8 às 17h45
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Para Zico, título do Bunyodkor é histórico

Técnico se empolga e afirma que próximo passo é o campeonato nacional

- Foi uma conquista muito importante para o clube. O primeiro título, contra o grande rival e na casa dele - diz o treinador em seu site oficial.

- Nosso time começou bem, chegou ao gol depois de uma bela jogada do Rivaldo, mas acabamos cedendo o empate no finzinho da primeira etapa.

- Na etapa final, chegamos a criar boas oportunidades, mas o gol não saiu. Na prorrogação, o nosso time sobrou em campo. Jogamos realmente muito bem e o Soliev entrou para decidir o campeonato. Marcou dois e poderia ter feito mais no segundo tempo da prorrogação. 

- Estão todos de parabéns, é um orgulho participar deste momento histórico para o Bunyodkor e agora é manter o ritmo. Nosso time está em grande fase vamos lutar agora pelo título do campeonato nacional, que também é inédito.



Escrito por fraja8 às 17h44
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





Painel FC

RICARDO PERRONE -
painelfc.folha@uol.com.br

Vaquinha

No afã de honrar promessa feita a Vanderlei Luxemburgo de não atrasar salários de atletas, o Palmeiras pegou empréstimo até com sócio remido. Há cerca de dois meses, a diretoria procurou um desses sócios. Ele pediu ajuda a um outro e entregou ao clube R$ 1,4 milhão. O dinheiro foi somado à quantia semelhante emprestada pelo vice Paulo Nobre, também para cobrir a folha salarial. A diferença é que Nobre não cobrou taxa e ainda não recebeu. O sócio foi reembolsado com correção monetária, como havia pedido.

Quase cartolas. Ao menos um dos sócios que ajudaram o Palmeiras faz parte do grupo de empresários que tem participação nos direitos de jogadores do clube.

Reincidente. Na época em que o empréstimo foi feito, o Palmeiras já tinha enfrentado uma crise por causa de um pequeno atraso nos salários dos jogadores, em junho.

Patrono. A intenção de Affonso della Monica de realizar uma assembléia de sócios para aprovar a extensão de seu mandato, rechaçada pelo conselho do Palmeiras, foi apelidada pela oposição de "Operação Eurico Miranda".

O último. O gol anulado do Botafogo atingiu o único aliado na oposição do C13 com quem o São Paulo não tinha rusga. O clube disputa com o Flamengo a "Taça das Bolinhas", tem sido atacado pelo corintiano Andres Sanchez e ouve o Atlético-PR dizer que ainda não é do grupo.

Ainda falta. A melhor oferta de patrocínio que o São Paulo recebeu até agora é de R$ 24,8 milhões anuais, da Philips. A diretoria diz ter estudo que calcula entre R$ 28 milhões e R$ 32 milhões o valor do espaço em sua camiseta. Por isso, ainda não fechou.
Fora da grade. Para executivo da Globo, adequar o calendário brasileiro ao europeu só é viável se os Estaduais sumirem, para que o Nacional ande junto com os torneios lá fora. Por isso, a nova investida dos cartolas deve morrer.

Mordeu a língua. O corintiano Roque Citadini recebeu e-mails com frase que disse na volta do Palmeiras à elite. Comparava a festa ao churrasco de parente que saiu da prisão. "A gente compra carne, cerveja, canta, mas tem vergonha de dizer o motivo".

Dois coelhos. Ao colocar em seu site que não fará loucuras nas contratações, a diretoria do Corinthians joga água fria na pretensão de jogadores que querem aumento, se chegarem reforços a peso de ouro. E põe um freio na expectativa da torcida.

Fenômeno. O Grêmio vendeu um lote com fatias de três atletas a empresários. Na última hora, após acertar o preço, retirou o meio-campista Douglas Costa. Acha que ele se valorizou muito.

Chapelaria. Carlos Alberto Parreira acertou com o Clube dos 13 para a entidade fazer a última assembléia do ano na feira organizada pelo técnico, em dezembro, no Rio.

Dividida

"O São Paulo formou PhDs na matéria chorar prejuízos, atemorizar juízes e faturar pontos"
De LUIZ GONZAGA BELLUZZO, diretor de planejamento do Palmeiras, sobre o erro de arbitragem a favor do São Paulo contra o Botafogo


XICO SÁ

Detalhes tão pequenos


É a vez de outros adotarem as canções do Rei. Marcos, para acordar o time e o chefe, vai puxar "Todos estão surdos"

AMIGO TORCEDOR , amigo secador, depois do "não pára, não pára, não pára", versão de "Amigo", e de "O Portão", também de Roberto e Erasmo, o hino que embalou o mesmo Corinthians de volta à Primeirona, chegou a vez de outros fanáticos adotarem as canções do Rei e do Tremendão como seus motes celebrativos. Tem música para todo mundo, inclusive para o Ipatinga, que pode mandar essa, de cara: "O show já terminou/ Vamos voltar à realidade/ Não precisamos mais/ Usar aquela maquiagem/ Que escondeu de nós/ Uma verdade que insistimos em não ver...".
A galera do Vasco pode refletir sobre o passado maléfico e euricoso e assoviar a canção que motivou o batismo maluco de um dos seus zagueiros: "Essas recordações me matam/ Por isso eu venho aqui". Qualé a música, maestro? "O Divã", óbvio, para lá de ululante, educativo e freudiano. Da Lusa para baixo todos podem cantar em uníssono a genial "Querem Acabar Comigo".
No São Paulo, o Muricy aos poucos conseguiu fazer um encaixe digno do acerto dos corpos dos amantes na letra de "Côncavo e Convexo": "Nosso amor é assim/ Pra você e pra mim/ Como manda a receita/ Nossas curvas se acham/ Nossas formas se encaixam/ Na medida perfeita...".
Se bem que os tricolores já estão ensaiando no banheiro aquela que diz: "Das lembranças/ Que eu trago na vida [os canecos nacionais e as Libertadores]/ Você é a saudade/ Que eu gosto de ter/ Só assim, sinto você bem perto de mim.../ Outra vez...".
Aos gremistas resta uma jovem guarda à guisa de corajosa amostragem de que estão vivos e no jogo.
Que tal "Pode Vir Quente Que Eu Estou Fervendo?" Se bem que "Bebendo Vinho", do Wander Wildner, um clássico do Olímpico, mantém acesa a chama como uma milonga punk-brega capaz de ressuscitar defuntos. Ao Flamengo resta a crença de "A Montanha", afinal de contas tem ao seu lado a alma encantadora das ruas, capaz de mover tabelas e revirar torneios: "Eu vou seguir uma luz lá no alto eu vou ouvir/ Uma voz que me chama eu vou subir...".
Marcos, grande arqueiro do Palmeiras, vai puxar o coro, no meio da massa, de "Todos Estão Surdos", tentativa de acordar de vez o time e o chefe. No Mineirão, a torcida dos meninos que encantam, mas em alguns momentos também pisam nos astros distraídos, segue ao ritmo de "Cavalgada": "Estrelas mudam de lugar/ Chegam mais perto só pra ver/ E ainda brilham na manhã/ Depois do nosso adormecer...". Aos santistas, em um ano cujo épico é apenas não cair, resta uma ecológica: "As Baleias", símbolo do clube.
O Inter parecia favorito, mas foi obrigado a reconhecer que tudo estava certo "como dois e dois são cinco". Algo semelhante perceberam os coxas-brancas. Os rubro-negros da Ilha de Lost só pensam na Libertadores e avisam: "Um Leão Está Solto Nas Ruas", de novo e sempre Sport.
Os botafoguenses chegaram a ensaiar um "pode vir quente que estou fervendo", mas foram atropelados, inclusive pelas arbitragens. O Galo fica na turma do "importante é que emoções eu vivi", nada mais.
E, para fechar, um Roberto especial para o Ronaldo, para o Adriano e todos os bons baladeiros dos campos: "...tudo que eu gosto/ É ilegal, é imoral ou engorda!?".

xico.folha@uol.com.br



Escrito por fraja8 às 17h40
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




GE sets out stall for London 2012



Escrito por fraja8 às 17h35
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




RFU to consider withdrawing 2015 Cup bid

England may withdraw their bid to stage the 2015 Rugby World Cup because of "massive financial risks", according to RFU chief executive Francis Baron.

Baron told the BBC that he believes the International Rugby Board's demands for a guaranteed sum in profits has changed the bid process.
"It puts an absolutely massive financial risk on the bidding union," he said. "Our predictions make it unlikely England could actually make a profit out of hosting a World Cup in 2015. At the moment we just can't make the numbers work because of the scale of the financial guarantee required.”

Australian rugby chief John O'Neill has already criticised the cost of hosting the tournament, believed to be £100 million and £120 million respectively for the 2015 and 2019 events.

Eight different countries have expressed an interest in hosting the 2015 event, including Wales, Scotland and Ireland.


ECB to review Stanford Super Series

England cricket chiefs are to carry out a review of the $20 million Stanford Super Series, according to BBC Sport.

The England and Wales Cricket Board (ECB) signed a lucrative deal with Stanford last June for five matches, but the Twenty20 tournament has attracted criticism for its poor floodlights and slow wicket as well as American backer Sir Allen Stanford's conduct.

Concerns over the manner in which the tournament has been staged, and the impression that Stanford has used the tournament as ‘a play thing’, rather than a serious cricketing week, have reportedly left the ECB seeking assurances that any future tournaments will be differently.

The ECB said that the review it is going to have is nothing special, but it is clear this is not how it wants an England match to be promoted.

England will face the Stanford Superstars - led by West Indies star Chris Gayle - in a showpiece finale on Saturday, a match which will see each member of the winning team become an instant dollar millionaire


NBA China appoint DMG to create brand campaign

China’s largest independent advertising and branded content group, Dynamic Marketing Group (DMG), has been appointed by NBA China to create its first brand campaign.

Under the plans, DMG will work with NBA China to capitalise on the success of the USA basketball team at the Beijing Olympics with an integrated campaign that will initially raise the profile of the NBA China Games. DMG will launch an integrated TV, print, outdoor and online campaign at the same time that the NBA takes over the renamed the NBA Arena, formerly Beijing’s Olympic basketball stadium.

Founder and chief creative officer of DMG, Dan Mintz, said: “We plan to harness the power of the NBA brand and the tremendous energy, enthusiasm and unity among China’s basketball fans. Sports’ marketing in China is different to western markets and the NBA has appointed DMG because of our deep understanding of China, of basketball culture, and our experience of creating and promoting major events for brands. During the past three years DMG has represented Nike and worked with international sports stars such as Kobe Bryant and LeBron James.”

Basketball is China’s number one sport and has approximately 350 million fans. The China Games will be televised live in China and more than 200 countries.


Vancouver 2010 heads toward sell-out

The first phase of ticket sales for the Vancouver 2010 Winter Olympic Games packages are selling out and individual requests are increasing daily, according to Canadian Press reports.

Jean-Paul Modde, president of CoSport, the official hospitality provider for the Vancouver Games said that around 120 packages containing tickets to the gold medal men's hockey game had sold out within two weeks, whilst packages that include tickets to the Opening Ceremony were also selling quickly.

The packages include other event tickets, accommodation, and in some cases transportation and meals and range in price from $3,800 to $34,500. The packages are sold on a first-come, first-serve basis and remain on sale until they are all gone, in comparison to the individual tickets being sold.

Individual tickets are purchased by filling out request forms that are being accepted until November 7. If demand outstrips the number of tickets available they will be allocated by lottery. Once the lottery phase ends people who submitted applications will be able to buy leftover tickets.


London 2012 legacy under threat

President of the International Olympic Committee (IOC), Jacques Rogge, has told the BBC that London 2012's main stadium does not need an athletics legacy.

According to the broadcaster, Rogge said the main concern for London 2012's organisers should be to avoid leaving behind ‘white elephants’. "If the best solution is to transform the track into something else then we would be in favour of that," he said.

"We had the same situation in Atlanta where the Olympic Stadium was changed into a baseball stadium, which kept an interest for sport," Rogge continued, who also confirmed he would be standing for a second term as IOC president next year.

Rogge’s announcement would appear to mark a shift in IOC policy and open the door for a football club moving to the Stratford venue. It had previously been believed the Lausanne-based organisation wanted London 2012's organising committee (LOCOG) to keep its bid promise about having athletics at the heart of its post-Games plans for the stadium.

However, concerns about the implications of such a promise have grown since 2005 and negotiations with potential "anchor tenants" - professional teams who would make the venue financially viable - have failed to find a solution.

Talks with a number of different London-based football and rugby clubs have been dragging on for some time and the BBC reports that it understands the issue of keeping an athletics presence at the stadium continues to deter potential tenants.


http://www.sportbusiness.com/



Escrito por fraja8 às 17h32
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Adebayor desabafa: 'Não dá para ser campeão assim'

Agência/EFE

Atacante do Arsenal não se perdoa pelo empate com o Tottenham

O atacante Emmanuel Adebayor, do Arsenal, questionou a capacidade do seu time de ganhar o Campeonato Inglês. A indignação do jogador é justificada porque os Gunners concederam o empate para o Tottenham na quarta-feira, depois de estar vencendo por 4 a 2 até os 45 do segundo tempo.

- Ser campeão assim? Não dá para ser campeão assim – afirma, em entrevista à BBC.

O técnico Arsene Wenger também ficou furioso com a sua equipe, e por isso Adebayou se sente a vontade para soltar o verbo.

- Estão todos desapontados. Estamos para baixo no momento porque fizemos tudo para ganhar os três pontos, e terminamos com um. Estamos com pena de nós mesmos porque as coisas não estão acontecendo do jeito certo. Foi um dos jogos mais difíceis da minha vida, não consigo entender como estávamos ganhando até os 45 minutos por 4 a 2... não sei como acabamos com um empate.



Escrito por fraja8 às 17h17
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Sport


KRKIC, SEGUNDO AÑO DE UN CHICO PRODIGIO

Bojan: "La fama me cogió descolocado"

Es su segundo año en el primer equipo. Un año, muchas veces, más difícil que el primero. El delantero de Linyola, como siempre, está superándose a sí mismo a base de goles

El tiempo es un grifo que no deja de brotar. Unas veces lo hace gota a gota, lentamente; en otras, el líquido fluye de forma regular. Para Bojan el agua sale a borbotones, y se le escurre entre sus manos sin poder retenerla. Cuando mira sus palmas, sólo quedan gotas, recuerdos de todo lo vivido. A sus 18 años aún es poco. O mucho. Todo es relativo.

¿Qué ve cuando mira atrás?

La verdad es que da vértigo mirar atrás. Los tres últimos años han sido muy ascendentes en muy poco tiempo. Y la verdad es que he ido alcanzando objetivos muy importantes.

¿Le ha cambiado mucho la vida?

Sí, bastante.

¿En qué sentido?

En el sentido de la privacidad. En el hecho de salir a la calle y ya no ser lo mismo que antes, cuando salías con más libertad. Para las cosas que haces ahora las consecuencias son otras.

¿Cómo lleva la fama?

Al principio, al no estar acostumbrado, me cogió un poco descolocado, pero, como todo en esta vida, te acabas acostumbrando.

Lleva ya más de una temporada en el primer equipo ¿Qué ha aprendido en este tiempo?

Bueno... Pues a estar en un vestuario profesional. Es algo que te curte mucho como persona en muchos aspectos.

Como jugador, ¿qué le falta para llegar a su cenit como futbolista?

Creo que estoy aprendiendo mucho compartiendo vestuario con jugadores del nivel que hay aquí. Esto hace que cada día alcances nuevas metas y actitudes, pero no me quiero marcar una meta muy lejana porque el objetivo es mejorar cada día.

Empezó jugando poco. ¿En algún momento llegó a desesperarse?

La verdad es que no. Siempre he estado muy tranquilo y siempre he confiado mucho en intentar aprovechar los muchos o los pocos minutos que pudiera tener. Es cierto que esta temporada empecé con pocos minutos, pero en ningún momento desesperé.

¿Le dio alguna explicación Guardiola?

No, no, no. Yo soy un jugador más de la plantilla. Somos un vestuario con muchos jugadores y no todos tienen que jugar. Todos debemos estar preparados para aprovechar las oportunidades que tenemos.

Bojan está aprovechando sus oportunidades

Tener pocos minutos, de todas formas, podía afectar a su juego, a su rendimiento.

Sí, la verdad es que cuando no juegas tienes aquella ansia de querer demostrar lo que eres en poco tiempo. Y eso te lleva a acciones precipitadas y a un poco de desesperación. Lo que intento es estar lo más tranquilo posible e intentar jugar como lo haría siempre, con toda la confianza.

¿Qué diferencias ve entre la pasada temporada y la actual? ¿Qué razones tiene para explicar esta metamorfosis?

Creo que el año pasado ya no empezamos demasiado bien. Era un grupo que venía de ganar muchos títulos anteriores y este año es un grupo totalmente nuevo, con la mentalidad totalmente diferente. Hemos empezado muy bien.

En una entrevista en TV3 dijo que había muchas cosas del año pasado que este año no le pasarían. ¿A qué se refería?

No sé, creo que el año pasado es un año que ya ha pasado. Hay que olvidarlo. Este año me estoy encontrando muy bien y las cosas me están saliendo muy bien.

La marcha de algunos jugadores que quizás ya habían ganado demasiado y a los que se les había agotado el hambre, ¿puede ser clave en la recuperación del equipo?

No sé, yo exactamente no sé qué ilusión tenían los jugadores del año pasado, yo te hablo como grupo. Y como grupo la verdad es que se transmite alegría y cuando el equipo sale al campo lo hace con ganas de ganar e de ir a por todas, desde el primer minuto hasta el último.

¿Qué diferencias ve entre Frank Rijkaard y Pep Guardiola?

Cada entrenador es un mundo y tiene sus cosas. Los dos son muy buenos entrenadores. Con uno estuve un año y con Guardiola llevo dos meses. Lo que sí te puedo decir es que los dos entienden mucho de fútbol.

¿Qué titulo le haría más ilusión ganar?

No he ganado nunca ninguno (con el primer equipo del Barça). Así que cualquier título que pueda ganar me haría muchísima ilusión.

Sea cual sea, ¿sueña con el hecho de levantar un trofeo, de ser campeón?

Sí, la verdad. Siempre trabajas con el objetivo de llegar al final con la recompensa de ganar algún título. Para mí y para todos mis compañeros sería una satisfacción enorme.

El año pasado marcó doce goles: diez en Liga, uno en Champions y uno en Copa. Este año ya lleva tres. ¿Se marca un objetivo en ese sentido?

No, la verdad es que, por suerte, cada año he marcado bastantes goles. No me marco un objetivo, decir: ‘el año pasado hice doce y este año debo hacer 13’. No, no. Simplemente, intento hacer las cosas bien, que me salgan bien y no obsesionarme con el gol. Después, si llega, mucho mejor.

Si tuviera que escoger, ¿escogería el Balón de Oro o la Bota de Oro?

Son dos premios al trabajo que realizas durante toda la temporada. Yo no trabajo para ganar la Bota de Oro o el Balón de Oro. Yo sólo trabajo para mejorar como futbolista, y como persona también, y si en un futuro llegan estos premios mucho mejor.

¿A quién se lo daría este año?

A Leo. No porque sea mi compañero de vestuario, sino porque es un futbolista diferente. Un futbolista que hace cosas que nadie en el mundo del fútbol hoy en día puede hacer.

¿Cómo explica que, desde el primer momento en el que entró en el Camp Nou, la comunión con la afición sea tan bestia?

No lo sé, la verdad es que es difícil de explicar. Yo estoy muy agradecido a la afición del Barça porque desde el año pasado me han facilitado mucho las cosas. Jugar en un estadio como el Camp Nou con sólo 17 años siempre impresiona. Así que si encima tienes el apoyo de la afición, pues mucho mejor.

¿Qué siente cuando 90.000 personas le ovacionan?

La verdad es que no tengo palabras para explicarlo. Son sensaciones que te ponen los pelos de punta, sensaciones de mucho agradecimiento hacia todos ellos.

Por cierto, ¿cuándo pensó: ‘se me da bien esto del fútbol’?

Volviendo a lo que comentaba antes... Yo nunca jugué en la cantera con el objetivo de estar en el primer equipo, sino para mejorar cada año como jugador, para disfrutar cada semana del fútbol y el mismo fútbol ya me diría donde podía llegar como jugador.

¿Cuáles son sus primeros recuerdos del Barça?

Recuerdo cuando vine a hacer las pruebas aquí. La llamada. Aún no había benjamín, estaba la escuela y en el verano siguiente comenzaban los benjamines. Sólo entraban 20 chavales y me dijeron que yo era uno de ellos. Recuerdo los primeros años de desplazamientos desde Mollerusa para entrenar con el Barça.

Queda lejos.

Muy lejos.

El grifo, desde entonces, no ha dejado de manar. El agua sigue escapándose de sus manos. Bojan intenta retenerla, cuanta más mejor, pero no debe temer. Cada vez que sus pies notan el impacto de una gota, Bojan crece. Sus raíces se hacen más fuertes, más gruesas, preparadas para sostener lo que ha de venir. Lo bueno y lo malo. Lo positivo y lo negativo. Bojan está creciendo, pero aún no ha alcanzado el sol.

 



Escrito por fraja8 às 17h15
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Ronaldo Angelim reclama de favorecimento ao São Paulo na reta final

Fernando Maia/AGÊNCIA O GLOBO

 'Não podemos ficar calados vendo o que está acontecendo'

Eduardo Peixoto Rio de Janeiro

Não foram apenas Vitória e Botafogo, últimos adversários do São Paulo, que reclamaram de erros da arbitragem. O zagueiro Ronaldo Angelim, do Flamengo, fez coro e afirmou que o atual bicampeão brasileiro foi favorecido.

Atualmente na vice-liderança do Brasileirão, com 59 pontos, o Tricolor paulista venceu o Botafogo no Engenhão por 2 a 1, mas os cariocas tiveram um gol mal anulado. Na rodada anterior, no triunfo por 2 a 1 contra o Vitória, o atacante Rodrigão foi empurrado por Rodrigo dentro da área quando o jogo estava 1 a 1. O árbitro Heber Roberto Lopes não marcou o pênalti.

Perguntado sobre qual será o adversário mais temido nas seis rodadas finais do torneio, Angelim disparou.

- O São Paulo, até pelo histórico. Não quero criticar muito a arbitragem, mas nos últimos dois jogos eles foram favorecidos. E numa reta final isso faz muita diferença. O Palmeiras também teve um pênalti em que todo mundo se agarrou e o árbitro deu. Nós sofremos dois pênaltis contra o Vitória e não marcaram. Então isso aí no fim do campeonato acaba pesando. Todo jogo do Flamengo quem apita é árbitro paulista. São coisas que precisamos falar. Não podemos ficar calados vendo o que está acontecendo - desabafa, ao GLOBOESPORTE.COM.

Depois do empate por 0 a 0 em Salvador, o Flamengo saiu do G-4 e ocupa a quinta posição, com 56 pontos.

- Por incrível que pareça a gente saiu do G-4, mas está a três pontos do líder. Só que agora há quatro equipes na nossa frente e temos de torcer para todas tropeçarem. Ficou um pouquinho mais difícil, mas jamais vamos desistir. Se vencermos esses três jogos não é possível que alguém deste meio não vacile - declara Ronaldo Angelim.

O Flamengo retornou na noite desta quinta-feira da capital baiana. Os jogadores se reapresentam no hotel às 11h30m desta sexta. Os dez titulares - a exceção é Bruno - permanecem na concentração e fazem o que o preparador físico Ronaldo Torres classifica como "treino invisível" para recuperar o desgaste. A próxima partida será contra a Portuguesa, sábado, no Maracanã



Escrito por fraja8 às 17h03
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Modelo Zenden

El holandés juega ahora en el Olympique de Marsella

El ex jugador del Barça y su esposa, la modelo Clio Pajczer, son catalogados como ‘la pareja más glamourosa de la Ligue 1’ francesa

Boudewijn Zenden, el ex jugador del PSV Eindhoven, Barça, Middlesbrough, Liverpool y ahora enrolado en el Olympique de Marsella, rival del Atlético en la Champions, no ha dudado en colaborar con su bella esposa, la modelo francesa Clio Pajczer, en un reportaje para ‘myfreesport’ en el que explican cómo se conocieron y cómo llevan su relación.
Clio y ‘Bolo’, calificados como “la pareja más glamourosa de la Ligue 1”, son definidos como “dos jóvenes bellos y supersimpa” que viven “un amor loco”. Zenden ha participado esta temporada en nueve partidos de Liga, Champions y Copa de la Liga del OL marcando dos goles.

Se conocieron en Grecia hace seis años “y cuando la vi grité ¡oulala!”, afirma Zenden. Clio agrega que, visto con perspectiva, está encantada de que Holanda no se clasificara para el Mundial 2002 “porque así él estuvo de vacaciones y nos pudimos conocer”.

En la entrevista, Clio comenta que ‘Bolo’ le enseñó a cocinar “y ahora él no pisa la cocina”, mientras que el futbolista holandés ha cedido en el asunto del idioma: se comunican en inglés y francés -Zenden habla cinco idiomas- y ha aceptado que ella deje un tanto de lado el holandés. En cuanto a los deportes, cuando acaba la temporada “practicamos juntos tenis, vela, catamarán, jet ski... De todo, menos fútbol”, sentencia Clio.


La esposa de Figo hace publicidad en Barcelona

La modelo sueca Helen Swedin, esposa del ex jugador del Barça y del Madrid Luis Figo, actualmente en el Inter, ha pasado unas horas por Barcelona para hacer publicidad de una marca de cosméticos naturales, ‘Ainhoa Bio’. Helen quiere instalarse en España cuando Figo acabe su carrera.


Victoria Beckham anunciará lencería

Victoria Beckham será la nueva imagen de la línea íntima de Emporio Armani, para la campaña de la primavera-verano 2009. La antigua cantante sigue así los pasos de su marido, quien el año pasado firmó un contrato millonario para ser el modelo de una gama de calzoncillos de Armani.



Escrito por fraja8 às 16h50
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Mano deve assinar novo contrato na próxima semana, e cobra planejamento

Nelson Coelho/Diário de S.Paulo

Treinador corintiano quer saber como será o Timão em 2009 e jura que não pediu aumento salarial para permanecer no Parque São Jorge

Carlos Augusto Ferrari São Paulo

Confirmado pelo presidente Andrés Sanches como técnico do Corinthians em 2009, Mano Menezes deverá assinar seu novo vínculo na próxima semana. O treinador espera pelo retorno do dirigente, que está na Europa em busca de reforços, e exige que o planejamento do clube para temporada seja bem feito. No entanto, garante que não exigiu aumento salarial para ficar.

- Não assinamos porque o presidente viajou. Provavelmente, vamos fazer isso no retorno dele. Quando fui assinar o primeiro contrato, não pedi R$ 1 a mais do que o Corinthians ofereceu e também não vou pedir R$ 1 a mais do que o clube propôs pela renovação. Minha permanência requer muito mais do que acertos financeiros - diz.

A preocupação do treinador recai em ter um elenco competitivo no retorno à elite do Campeonato Brasileiro. Ele teme que a crise financeira que se instalou no Parque São Jorge nos últimos anos permita a saída de jogadores importantes e diminua a chance da vinda de peças para fortalecer o grupo que disputou a Série B.

Mano sonha em reconduzir o Timão à Taça Libertadores da América, mas também espera ter seu trabalho evidenciado em 2009, sobretudo para abrir portas no mercado europeu, seu sonho de consumo. Tanto que o novo contrato dele vai até o fim da próxima temporada e uma multa rescisória permite que ele deixe o Alvinegro caso receba ofertas da Europa durante esse período.

- São questões técnicas, de projeção, de como vamos nos comportar para atender à expectativa que será criada. Precisamos falar a mesma língua sobre o que é prioritário para planejar a saída e a entrada de jogadores. É natural que alguns jogadores despertem interesses de clubes de fora. Preciso saber como vamos nos comportar nesse momento - acrescenta.

O treinador, aliás, espera que a cobrança da torcida seja maior, sobretudo para ver o Corinthians brigando por títulos.

- A responsabilidade e a expectativa aumentam. O que o torcedor queria em 2008 era voltar para a Primeira Divisão. E conseguimos. Agora, ele vai querer mais. O treinador precisa ter um parâmetro de como podemos atender isso - completa.



Escrito por fraja8 às 16h39
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Edu Dracena diz que time entrou nos eixos e má fase do Fener acabou

Agência/Reuters

Zagueiro afirma que jogadores demoraram, mas se adaptaram ao esquema e filosofia de jogo do técnico Aragonés

Felipe Carneiro GLOBOESPORTE.COM, no Rio de Janeiro

O Fenerbahçe fez história na última temporada ao ser o clube turco a chegar mais longe na Liga dos Campeões – foi eliminado pelo Chelsea nas quartas - sob a batuta de Zico, e muitos brasileiros torceram pelo time aurinegro. Neste ano, no entanto, o Fener não começou bem, está apenas em nono no campeonato turco e em último no grupo G da Liga dos Campeões, com apenas um ponto em três partidas.

Para o brasileiro Edu Dracena, tudo não passa de uma fase de adaptação à nova filosofia de jogo do clube, agora que o time é treinado pelo espanhol Luis Aragonés.

- A chegada do novo técnico, um novo tipo de treinamento e de tipo de jogo... tudo isso demora um pouco para ser assimilado. No começo da temporada, um monte de gente se machucou, jogadores importantes, titulares, e isso contribuiu também. Mas aqui é time grande e a cobrança é sempre enorme – diz Dracena, em entrevista por telefone ao GLOBOESPORTE.COM.

Perguntado sobre sua relação com Zico, Dracena admite que ninguém no clube queria a sua saída, mas o técnico não chegou a um acordo com a direção e agora o Galinho de Quintino tem a missão de levantar o futebol do Bunyodkr, do Uzbequistão.

- A gente esperava que ele permanecesse com a gente, mas não foi possível. Não houve acerto. Ele precisava trabalhar, e já que ofereceram trabalho no Uzbequistão, na minha opinião ele foi bem e com certeza vai fazer lá o que ele fez no Japão.

Especulações na imprensa turca

O começo ruim na temporada levantou especulações de que Aragonés estaria com a corda no pescoço, e até Vanderlei Luxemburgo foi ventilado como uma possibilidade para seu lugar. Como Edu Dracena, Alex e Roberto Carlos já trabalharam com Luxa, muita gente disse que os brasileiros queriam derrubar o espanhol, mas o zagueiro nega.

- Está sendo muito legal trabalhar com o Aragonés. É um cara de outra nacionalidade, é sempre bom estar aprendendo com outro tipo de técnico. Ele tem muita experiência, não preciso nem falar. Está todo mundo gostando, mas os resultados não estão aparecendo. Mas todos estão empenhados para a fase melhorar. A história do Vanderlei eu só fiquei sabendo pela imprensa mesmo.

De qualquer maneira, Edu se revela um grande fã de Luxemburgo e diz que adoraria trabalhar com o técnico novamente.

- Trabalhei com ele no Cruzeiro, ganhamos muitos títulos. Tenho certeza de que é o melhor técnico do Brasil, e um dos melhores do mundo. Gostaria muito de voltar a trabalhar com ele.

A imprensa turca também noticiou que o Fener planeja demitir alguns jogadores que não tem correspondido às expectativas, mas Dracena garante que tudo não passa de especulação.

- O pessoal especula bastante. Contratações, dispensas... Que a gente saiba, não tem nada, e não tem nem como, já que a janela só abre em janeiro.

Torcida pela Raposa

Para esfriar a cabeça dos maus resultados na Turquia, Eduu Dracena acompanha o Brasileirão de longe, e ainda acredita no título do Cruzeiro.

- Estou torcendo bastante para o Cruzeiro. A vitória em cima do Grêmio ontem (quarta-feira) colocou a Raposa de novo na briga, tomara que venha o bicampenonato! Ainda está muito apertado, qualquer um dos cinco primeiros pode chegar.



Escrito por fraja8 às 16h34
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




A dor é nas costas, mas se as mãos falassem...

Roger Federer desistiu do Masters Series de Paris por conta de uma lesão nas costas. Nadal até tentou, usou antiinflamatórios, mas não se livrou de dores no joelho direito e teve de abandonar sua partida de quartas-de-final. Costas, joelho, ombros.... Mas o que sofre mesmo é a mão de um tenista. Que o diga Federer, como na foto acima, em que mostra alguns de seus ferimentos de batalha.

Sempre com uniformes especialmente feitos por seu patrocinador e faixa nos cabelos, o ex-número 1 do mundo mostra estilo dentro e fora de quadra. Mas tanto cuidado com a aparência parece ter pouco efeito nas mãos calejadas de tanto segurar a raquete e de tanto vencer pontos. Neste caso, foi o croata Marin Cilic quem experimentou os golpes do suíço, que foi arrasador. Fora do torneio francês, ao menos Federer terá um pouco mais de tempo para procurar um bom creme hidratante.

Crédito: Philippe Perusseau/EFE

Escrito por UOL Esporte


Escrito por fraja8 às 16h30
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Por Obama, LeBron improvisa com Jay-Z

Tony Dejak/AP

 

O ala LeBron James, companheiro de Anderson Varejão no Cleveland Cavaliers e astro do Dream Team norte-americano, não apenas declara seu voto no candidato democrata à presidência Barack Obama, mas também se oferece para ser um de seus cabos eleitorais ilustres.

 

Ele e o rapper Jay-Z organizaram na noite de quarta-feira, em Cleveland, um comício-concerto para apoiar a candidatura de Obama. As milhares de pessoas que compareceram à Quicken Loans Arena, mesmo local dos jogos dos Cavaliers, viram LeBron improvisar versos ao lado do músico vencedor do Grammy.

 

Não foi o primeiro ato de LeBron a favor de Obama. O jogador já havia feito uma doação de US$ 20 mil para o comitê da campanha democrata. Muito da popularidade de Obama junto a atletas como LeBron James vem do fato de ele já ter sido jogador de basquete.

Escrito por UOL Esporte


Escrito por fraja8 às 16h29
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Graças à perna ‘ruim’, Love se mantém na artilharia isolada do Campeonato Russo

Divulgação/Divulgação

Vivendo ótima fase, Vagner Love já marcou 17 gols pelo CSKA nesta temporada e é artilheiro do Campeonato Russo, com 13 gols. Dos 17 tentos, sete foram marcados com o pé esquerdo, contra cinco de pé direito e outros cinco de cabeça. O detalhe curioso é que Love é destro.

- Desde pequeno procuro trabalhar muito a perna esquerda e graças a Deus estou tendo sucesso. Além disso, nos últimos jogos a bola tem caído mais no pé esquerdo - analisa o camisa 9.

Outro detalhe importante é que todos os gols de Love nessa temporada foram marcados dentro da área, o que prova a competência do atacante neste setor do campo.

- Sempre procurei trabalhar as duas pernas para quando chegar na cara do goleiro conseguir finalizar com a mesma precisão, seja de perna caindo direita, esquerda ou mesmo de cabeça – completou o ex-palmeirense, que está quatro gols na frente do vice-artilheiro: Bilyaletdinov, do Lokomotiv.



Escrito por fraja8 às 16h28
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Ronaldinho diz que fará rodízio com Beckham em cobranças de falta

EFE/Daniel Dal Zennaro
 
Das agências internacionais
Em Milão (Itália)
 
A confirmação da contratação do inglês David Beckham pelo Milan já começa a causar alvoroço na equipe italiana. Nesta sexta-feira, em entrevista ao jornal Gazzetta dello Sport, o meia-atacante brasileiro Ronaldinho Gaúcho afirmou que irá se revezar com o inglês nas cobranças de falta da equipe.

"Ele (Beckham) é um grande campeão. Eu espero que ele fique feliz conosco. Vamos nos revezar nas cobranças de falta", disse Ronaldinho, que assim como Beckham é especialista na bola parada.

Além de Ronaldinho, Beckham irá jogar com outros brasileiros no Milan, como Kaká, Alexandre Pato, Dida e Emerson. Aliás, a legião brasileira na equipe foi apontada por Beckham como um dos motivos que o levaram a acertar com o Milan.

Segundo a imprensa italiana, Beckham e Milan já flertavam há tempos. No verão de 2003, quando o meia acertou com o Real Madrid, e em julho de 2007, quando se transferiu para o Los Angeles Galaxy, os "rossoneros" já manifestavam o interesse em contratar o inglês.

Beckham se tornará o primeiro jogador da Inglaterra a atuar com a camisa do Milan desde 1987, quando Ray Wilkins e Mark Hateley deixaram o clube. O time de Milão foi fundado pelo inglês Herbert Kilpin, no ano de 1899.

A ida de Beckham do Los Angeles Galaxy para o Milan foi confirmada nessa quinta-feira. O jogador inglês chegará ao clube de Milão no próximo dia 7 de janeiro de 2009 e atuará sob o comando de Carlo Ancelotti até o fim desta temporada italiana. O mais provável é que o atleta fique até o final de abril na Europa, e depois retorne ao Los Angeles Galaxy.



Escrito por fraja8 às 16h25
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Agência / EFE

Massa é batido por Alonso no segundo treino, mas fica bem à frente de Hamilton

GLOBOESPORTE.COM São Paulo

Fernando Alonso superou Felipe Massa na última volta do segundo treino livre para o GP do Brasil. No entanto, o brasileiro da Ferrari, que está sete pontos atrás de Lewis Hamilton no Mundial, ficou sete posições à frente do inglês na sessão vespertina em Interlagos. O italiano Jarno Trulli, da Toyota, foi o terceiro, seguido por Kimi Raikkonen, o atual campeão mundial.

Vale lembrar que, se o GP do Brasil terminasse desta forma, Felipe Massa seria o campeão. O brasileiro superaria Hamilton por apenas um ponto, graças ao segundo lugar que seria obtido. 

Hamilton passou a maior parte do treino fora da lista dos 10 primeiros colocados. Ele marcava tempos quase meio segundo mais lentos que o de Massa, além de travar as rodas constantemente, principalmente no S do Senna. Com os pneus macios, o inglês da McLaren não conseguiu melhorar seu tempo.

Nelsinho Piquet, companheiro de Fernando Alonso, conseguiu a sétima posição no segundo treino livre. Rubens Barrichello, da Honda, foi o 16º, dois postos à frente de Jenson Button, também da equipe japonesa.  

O SporTV transmite o segundo treino livre do GP do Brasil nesta sexta, às 14h (de Brasília). A Rede Globo mostra o treino classificatório no sábado, às também 14h, e a corrida no domingo, às 15h. O GLOBOESPORTE.COM acompanha tudo em Tempo Real.

EFE/Agência 

Confira os tempos da segundo treino desta sexta!

1º) Fernando Alonso (ESP/Renault), 1m12s296
2º) Felipe Massa (BRA/Ferrari), 1m12s353 3º) Jarno Trulli (ITA/Toyota), 1m12s435
4º) Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), 1m12s600
5º) Mark Webber (AUS/RBR), 1m12s650
6º) Sebastian Vettel (ALE/STR-Ferrari), 1m12s687
7º) Nelsinho Piquet (BRA/Renault), 1m12s703
8º) Nico Rosberg (ALE/Williams), 1m12s761
9º) Lewis Hamilton (ING/McLaren), 1m12s827
10º) Kazuki Nakajima (JAP/Williams), 1m12s886
11º) David Coulthard (ESC/RBRl), 1m12s896
12º) Robert Kubica (POL/BMW Sauber), 1m12s971
13º) Nick Heidfeld (ALE/BMW Sauber), 1m13s038
14º) Timo Glock (ALE/Toyota), 1m13s041
15º) Heikki Kovalainen (FIN/McLaren), 1m13s213
16º) Rubens Barrichello (BRA/Honda), 1m13s221
17º) Sébastien Bourdais (FRA/STR-Ferrari), 1m13s273
18º) Jenson Button (ING/Honda), 1m13s341
19º) Adrian Sutil (ALE/Force India), 1m13s428
20º) Giancarlo Fisichella (ITA/Force India), 1m13s691


Felipe Massa afirma: 'Ayrton Senna era como um Deus no Brasil'

Reuters/Agência

Brasileiro ressalta importância do tricampeão para o automobilismo do país

Julyana Travaglia, Rafael Lopes e Rodrigo França São Paulo

Felipe Massa encontrou uma boa forma de evitar qualquer tipo de pressão extra com comparações em relação a Ayrton Senna, o último brasileiro a se sagrar campeão mundial da Fórmula 1, em 1991. O brasileiro da Ferrari ressaltou a importância do tricampeão no automobilismo do país.

- Senna era como um Deus aqui no Brasil. Lembro bem das conquistas dele. É verdade que nosso País é um grande celeiro em de pilotos de F-1. Espero continuar a história brasileira de conquistas. É para isso que estou trabalhando, fazer o meu melhor para concretizar meu sonho. Seria fantástico fazer isso aqui em Interlagos - diz Massa.


Fernando Alonso já renovou contrato com a Renault para a temporada 2009

Agência/EFE

Partes ainda negam, mas fontes próximas ao piloto confirmam o acerto

Rafael Lopes e Rodrigo França São Paulo

Fernando Alonso, bicampeão mundial em 2005 e 2006, já renovou contrato com a Renault para a temporada 2009 da Fórmula 1. Apesar das partes ainda negarem a informação, fontes próximas ao piloto confirmaram ao GLOBOESPORTE.COM que o espanhol já tem um cockpit certo na equipe francesa no ano que vem.

O anúncio oficial de Fernando Alonso só deverá ser feito na semana seguinte ao GP do Brasil, última etapa da temporada 2008. Além disso, a Renault tem grandes possibilidades de repetir a dupla deste ano, com o espanhol e Nelsinho Piquet. O brasileiro teria 90% de chances de renovar com a equipe francesa. Lucas di Grassi, outro piloto do país na briga, já não seria mais uma opção do time chefiado por Flavio Briatore.

Outro brasileiro está em boas condições de entrar na Fórmula 1. Bruno Senna já estaria com uma vaga de titular garantida para 2009. Com US$ 20 milhões em patrocínios, o vice-campeão da Fórmula GP2 em 2008 espera pela decisão da Honda sobre o futuro de Rubens Barrichello. A equipe japonesa é sua primeira opção. A outra seria uma vaga na STR, o que seria facilitado com a verba que seria injetada na equipe por seus patrocinadores pessoais.



Escrito por fraja8 às 16h23
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Novo técnico, Maradona se reunirá com Tevez e Mascherano

AP
 
Das agências internacionais
Em Buenos Aires (ARG)*
 
O primeiro compromisso de Diego Maradona como técnico da seleção argentina de futebol deve acontecer já neste fim de semana. O ex-craque, que esta semana surpreendeu ao assumir o comando da equipe, afirmou que se reunirá no sábado com os ex-corintianos Carlos Tevez e Javier Mascherano.

O encontro será três dias antes do anúncio oficial de Maradona no cargo, já que a Associação Argentina de Futebol deve esperar até terça-feira para confirmar oficialmente a contratação do ex-jogador, que já fala como comandante da equipe. Carlos Bilardo, campeão do mundo em 1986 como treinador, será o diretor da seleção, e a parceria debutará dia 19 de novembro, em amistoso contra a Escócia, fora de casa.

Na quinta-feira, Maradona falou da viagem, mas não expôs os assuntos específicos que serão tratados por eles. "A idéia é viajar sábado para a Inglaterra para me encontrar com Mascherano e Tevez. E no dia 19 estréio como treinador", disse "El Pibe".

Além da Inglaterra, a Associação Argentina de Futebol afirmou que Maradona também deve passar por países como Itália, Espanha e Alemanha, com o objetivo de conversar com outros nomes, como Agüero e Messi, que não participará dos amistosos para descansar.

Neste fim de semana, Tevez deverá estar na equipe titular do Manchester United, que receberá o Hull City por uma vaga entre os quatro primeiros. Já Mascherano, do Liverpool, enfrenta o Tottenham para manter a liderança do campeonato inglês.



Escrito por fraja8 às 16h18
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Bahrein proíbe jogo de vôlei de praia por "indecência"

FIVB/Divulgação
 
Das agências internacionais
Em Manama (Bahrein)
 
Uma partida feminina de vôlei de praia foi cancelada no Bahrein, pois o governo local considerou "indecente" o evento. O confronto seria uma exibição neste sábado e serviria como preliminar da final da etapa masculina do Circuito Mundial.

Mas o evento acabou cancelado pelo governo local, após pedido dos deputados islâmicos, que ocupam 30 das 42 cadeiras do parlamento, segundo informação divulgada pelo jornal Gulf News desta sexta-feira.

"Isso é escandaloso. Não pode ser tolerado um fato desses em Bahrein, com mulheres jogando praticamente nuas e com roupas vergonhosas, que cobrem uma pequena parte do corpo", disse o parlamentar Jasem al Saeedi.

Assim, os torcedores no Bahrein verão apenas partidas da etapa masculina, sendo que o Brasil tem a parceria Alison e Pedro Cunha na grande final.

Nesta sexta, o capixaba Alison e o carioca Pedro venceram com facilidade a dupla polonesa Prudel/Fijalek na semifinal por 2 sets a 0, com parciais de 21-19 e 21-10. No sábado, os brasileiros jogam contra a dupla francesa Cés/Ces na disputa pelo título da etapa.



Escrito por fraja8 às 16h17
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Nadal sente o joelho e abandona jogo

Franck FIfe/AFP
 
Do UOL Esporte
Em São Paulo
 
Poucos minutos após a organização do Masters Series de Paris anunciar que Roger Federer desistira de sua partida de quartas-de-final, o espanhol Rafael Nadal também sofreu com dores e acabou abandonando o duelo contra o russo Nikolay Davydenko. O número 1 do mundo perdia por 4-1, quando reclamou de problemas no joelho direito e apenas acabou o set, encerrado em 6-1.

Enquanto o suíço, vice-líder do ranking mundial, nem chegou a ir à quadra, com dores nas costas, Nadal começou a partida, mas não deu mostras da intensidade que vinha apresentando durante a competição, pela qual já vencera duas partidas.

Depois de permitir uma quebra de saque de Davydenko já no terceiro game, Nadal viu o russo se distanciar no placar. Com outro serviço perdido, no quinto game, a vantagem aumentou para 4-1 e o tenista pediu a presença dos médicos. Após muita conversa, o espanhol pediu os três minutos a que tinha direito, recebeu uma massagem e resolveu voltar à disputa.

Mesmo com as dores, Nadal passou a tentar definir rapidamente seus pontos, fugindo do seu estilo tradicional até partindo para o voleio. O espanhol agüentou até o fim do primeiro set, mas, após levar 6-1, abandonou a partida.

"Eu tive algumas dores no meu joelho ontem. Eu senti muitas dores quando acordei", explicou Nadal, que admitiu ter jogado à base de antiinflamatórios e disse temer pela Masters Cup. "Com certeza. Espero que fique tudo bem... mas não sei."

Com a decisão de abandonar, Nadal preferiu se poupar e ter mais tempo para se recuperar, afinal, tem mais duas competições importantes até o fim da temporada. Garantido na liderança da tabela da ATP até 2009, ele tem pela frente a final da Copa Davis, contra a Argentina, entre os dias 21 e 23 de novembro. Antes, tenta o título da Masters Cup, contra os oito melhores tenistas do ano, a partir do dia 9.

Na semifinal, Nikolay Davydenko terá pela frente David Nalbandian, que passou pelo escocês Andy Murray nesta sexta-feira. Na outra chave, a desistência de Federer colocou James Blake na semi.


Roger Federer abandona o Master Series de Paris

Philippe Perusseau/EFE
 
Das agências internacionais *
Em Paris (França)
 
O tenista suíço Roger Federer, número 2 do mundo no ranking de entrada da ATP, deixou o Torneio Masters Series de Paris antes de sua partida de quartas-de-final contra o norte-americano James Blake, que seria disputada nesta sexta-feira

Federer está sofrendo de uma forte dor nas costas, que já vem o atrapalhando durante toda a semana. A saída do suíço significará sua primeira temporada desde 2003 sem conquistar um torneio Master Series. Neste ano, após um longo período liderando o ranking, o tenista deixou o posto número 1 da ATP, ficando atrás do espanhol Rafael Nadal.

"Minha volta tem sido sofrida nos últimos dias. O tratamento que fiz na noite passada (de quinta-feira), não serviu para nada. Por precaução, e sem estar 100%, eu tomei a difícil decisão de não jogar", explicou Federer através de uma mensagem divulgada em seu site pessoal. O suíço agradeceu ainda aos organizadores e fãs franceses por sua "compreensão e apoio".

"Eu tenho que fazer todas as verificações e análises. Mas, geralmente, as costas é algo que leva alguns dias e vai melhorar de novo", afirmou Federer à imprensa após entregar a vitória para Blake. "Eu tinha uma série de dores nas costas durante todos os anos que jogo tênis, por isso esta não foi a primeira vez".

Assim, James Blake, 10º colocado na Corrida dos Campeões, foi considerado vencedor por W.O. e o primeiro a garantir vaga no Master de Paris. A conquista foi extremamente importante para o norte-americano, que ainda briga por uma vaga na Copa Masters, que reúne os oito melhores tenistas do mundo em novembro, em Xangai, na China.

Apesar da desistência no torneio, o suíço número 2 do mundo disse que espera defender seu título em Xangai, que tem início no próximo dia 9 de novembro. "O vôo está agendado para segunda-feira. Eu espero me recuperar... caso contrário terei que adiar a participação. Estou confiante e acho que melhorarei nos próximos dias".

Federer disse que já havia sentido a dor nas costas durante a partida da segunda rodada do Masters, contra o sueco Robin Soderling. "Quando servia, sentia um enrijecimento nas minhas costas, mas continuei jogando. Eu tomei alguns analgésicos durante o jogo", declarou o tenista


Sá e Melo não resistem a veteranos e dão adeus à Masters Cup

Arquivo/EFE
 
Do UOL Esporte
Em São Paulo (SP)
 
A dupla brasileira formada por André Sá e Marcelo Melo chegou perto da Masters Cup, mas terá de amargar mais um ano fora da competição que reúne as oito melhores parcerias do ano. Nesta sexta-feira, eles foram eliminados nas quartas-de-final do Masters Series de Paris e, sem o título, ficam fora da briga pela vaga.

Os algozes dos mineiros foram dois veteranos que têm se dedicado às duplas, na parceria entre o sueco Jonas Björkman e Kevin Ullyett, do Zimbábue, ambos de 36 anos. A partida acabou no supertie-break, sendo que Sá e Melo tiveram chances de virar a o placar, após começarem atrás: 6-4, 3-6 e 10-7.

No começo da partida, os veteranos, cabeças-de-chave número 5 do torneio, começaram melhor, dando poucas chances aos adversários. Os brasileiros chegaram a ter uma quebra de saque, mas perderam o serviço em duas outras oportunidades.

A segunda parcial parecia seguir pelo mesmo caminho. Björkman e Ullyett conseguiram uma vantagem logo no início. No entanto, os brasileiros reagiram e, com boas devoluções no segundo saque dos rivais, quebraram dois saques e administraram a distância no placar para forçar a disputa do supertie-break.

No desempate, o sueco e o tenista do Zimbábue voltaram a mostrar a força do primeiro set e conseguiram ser superiores no saque dos brasileiros. Assim, passaram à frente com 9-7 e converteram o match-point, garantindo uma vaga na semifinal.

Na semifinal do torneio de duplas, Björkman e Ullyett podem pegar outro brasileiro no caminho. Bruno Soares, que está jogando ao lado do israelense Andy Ram, está nas quartas-de-final e terá de passar pelos franceses Arnaud Clement e Michael Llodra.

Para Melo e Sá, as chances na Masters Cup não dependiam apenas da vitória nas quartas-de-final. Eles precisavam conquistar o primeiro título de Masters Series de suas carreiras e, além disso, teriam de torcer por derrotas de seus concorrentes diretos nas quartas-de-final - os poloneses Mariusz Fyrstenberg e Marcin Matkowski e os sul-africanos Jeff Coetzee e Wesley Moodie. Agora, resta torcer por desistências de rivais e a chance de viajarem como reservas da competição.


Ivanovic é destaque de revista suíça sobre estilo de vida

Site da tenista traz as páginas da revista com belas fotos da atleta e trechos da entrevista

Rodrigo Linhares

www.anaivanovic.com

A musa sérvia, eleita a atleta com o corpo mais bonito em 2008, continua em evidência na mídia. Desta vez, ela aparece em destaque na revista Schweizer Illustrierte.

Além das belas fotografias, a edição da revista suíça exibida em seu site oficial (www.anaivanovic.com) traz perguntas sobre a relação da tenista com o país em que ela mora desde os 15 anos.

Ana se mudou para a Suíça por causa das deficiências da estrutura do tênis na Sérvia. "Lá não existiam facilidades e a associação não nos ajudava. Não havia muitos treinadores. Então, decidi vir para a Suíça, onde meu técnico naquela época morava. Depois, eu tive a chance de ir para os Estados Unidos, mas preferi continuar na Europa", explica a tenista.

www.anaivanovic.com

Para Ivanovic, a Suíça é um país tranqüilo, onde as pessoas respeitam a privacidade dos outros e ela pode descansar. Sobre a Basiléia, a tenista também fez elogios. "As pessoas são relaxadas. Também há boas condições de treinamento e belos parques para se passear", disse a musa do esporte em 2008.



Escrito por fraja8 às 16h15
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Pelezinho pode sair do gibi para ser mascote da Copa 2014

Reprodução
 
Do UOL Esporte
Em São Paulo
 
O Pelezinho, personagem criado pelo cartunista Mauricio de Sousa em 1976 e inspirado no rei Pelé, poderá ganhar fãs no mundo todo se a organização da Copa de 2014 aprovar a sua utilização como a mascote oficial do mundial que será realizado no Brasil.

Mauricio e Pelé vão se reunir na próxima semana para discutir a proposta que será apresentada aos dirigentes. A dupla ainda terá que decidir qual versão do Pelezinho será utilizada - a original, em que ele é reproduzido na fase infantil, mesma idade das personagens da Turma da Mônica, ou a sua versão juvenil.

Uma das vantagens de Pelezinho sobre os outros concorrentes é o seu histórico junto ao imaginário do público. "Como mascote, ele representaria tudo do mundo do futebol, incluindo nosso maior atleta e a lembrança que os estrangeiros têm do Brasil", disse Mauricio de Sousa à colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo.

A idéia surgiu quando Pelé se encontrou com Maurício de Sousa em um evento sobre acessibilidade na última quarta-feira. O cartunista editou uma cartilha sobre a causa, encampada também pelo ex-jogador.

Na ocasião, Maurício apresentou a idéia a Pelé, que achou interessante e prometeu ainda autorizar a reedição do gibi do Pelezinho, com as histórias que foram publicadas nos anos 70 e 80. "A nova geração não conhece esse material", disse o cartunista à Folha.

O cartunista está na Europa, e volta na semana que vem para discutir com Pelé o modelo da mascote que será apresentada ao Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2014.



Escrito por fraja8 às 16h09
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Entrevista: Leonardo Klarnet

GUSTAVO FRANCESCHINI
Da Máquina do Esporte, em São Paulo


Artigo de colecionador há alguns anos, as camisas antigas de clubes e seleções entraram no rol de propriedades de uma agremiação nas últimas temporadas. Principal expoente desse processo, a Liga Retrô comemora o sucesso virtual apesar das dificuldades de negociação com os clubes, e planeja sua atuação em três frentes distintas.

Em entrevista exclusiva à Máquina do Esporte, Leonardo Klarnet, diretor da empresa, explica, além do futuro da marca, a relação com os dirigentes do futebol. A maior dificuldade, segundo o execitivo, é superar a limitação dos clubes, sempre muito presos aos seus patrocinadores oficiais.

"Aqui no Brasil eles são muito amarrados aos fornecedores. Se você quiser fazer um copo, mesmo não sendo da área têxtil, tem de pedir uma autorização. Por contrato é assim. Mas tem grandes barreiras que estamos superando, até pelo crescimento do marketing esportivo", disse Klarnet.

Atualmente, porém, a limitação de produtos não é uma preocupação da Liga Retrô. Com cerca de 80 modelos em seu site oficial, a empresa até consegue pensar em "independência". Em algum tempo, a base comercial do negócio, que hoje basicamente conta com o site e as vendas por atacado, deve ganhar a companhia de lojas físicas.

"Nós já temos uma aqui no Rio de Janeiro, e acho que é um pilar importante para o nosso futuro. Eu só não sei dizer se ele vai acontecer por meio de franquias ou administrações próprias", disse Klarnet.

Leia a entrevista na íntegra a seguir:

Máquina do Esporte: Como surgiu a idéia de comercializar camisas antigas?
Leonardo Klarnet:
Na verdade a gente já tem o projeto há bastante tempo. Tem um pouco de saudosismo aí, de sentir falta da camisa que você se familiarizava. E aí a gente resolveu colocar em prática. Até porque está na hora de resgatar a nossa história. Hoje em dia o retrô está na moda. Você não só atinge o público que viveu a época, mas também os jovens, que vão para o estádio e para festas com essas camisas, além de colecionadores. E o legal do retrô é que as camisas em algodão mantém a característica, com um corte especial.

ME: E quando vocês conseguiram viabilizar essa idéia?
LK:
Ele foi estudado dois anos até definirmos um start-up com clubes e federações. A Liga Retrô lançou o site há aproximadamente dois anos e meio. Depois abrimos para vendas no atacado. Nos dois modos tivemos um sucesso imediato. Com isso, a gente viu que estava no caminho certo. O índice de segunda compra era enorme, e isso é importante, porque não se trata de uma Nike, que a pessoa já conhece. Além disso tem a coisa da internet, que impede que o cliente experiemente. E há um ano abrimos uma loja no Rio, tematizada, que está fazendo bastante sucesso.

ME: E que tipos de produtos vocês tinham na época do lançamento?
LK:
O nosso lançamento foi com cerca de 20 modelos, e atualmente temos mais de 80. E procuramos não ficar restritos às camisas. A gente tem a réplica do capacete do terceiro título do Ayrton Senna na Fórmula 1, uma réplica de bola de couro. E naquele início a gente focou mais em seleções. Nós fizemos um mix de produtos, com seleções conhecidas e outras mais exóticas. Então, além da Itália de 1982 [campeã mundial na Copa da Espanha], da Holanda de 1974 [vice na Copa da Alemanha], nós temos a do Zaire, de 1974, a de El Salvador, de 1982. Fizemos essa mistura com famosas e inusitadas, e algumas que não existem mais, como Alemanha Oriental e União Soviética. E no site tem um campo em que o internauta fala sobre a camisa que ele deseja. Empresas como Nike e Adidas até lançam uma ou outra, só que o fazem durante três meses, com um número "x" de camisas e depois encerram. A nossa idéia é, no futuro, fazer toda a história de uma seleção ou de um time em termos de uniforme. Outra diferença é que essas fabricantes fazem a camisa em poliéster, e na época não era assim. Às vezes, colocam até a marca do patrocinador, o que descaracteriza totalmente o retrô.

ME: Então não dá para pensar em um limite? Porque, como trata-se de um público mais restrito, ele poderia não ter interesse em vária camisas. Tem como seguir vendendo modelos retrô para quem já comprou alguma?
LK:
Com certeza. Isso está atrelado à qualidade. Assim como você lança a oficial e todo mundo quer todas, a retrô pode ser igual, até por ser mais bonita, sem o patrocinador. Hoje você vê diversos tipos de compra no site que são de presentes, que vão com uma embalagem especial. O PVC [Paulo Vinícius Coelho, colunista da "Folha de S. Paulo e comentarista da "ESPN Brasil"] conta a história de cada uma delas ela vai também com a foto de um jogador, para mostrar como ela era de verdade.

ME: E qual o papel da crise financeira nisso tudo? Ela pode atrapalhar, de alguma forma, as vendas?
LK:
Eu acredito que não só em relação ao retrô, mas o vestuário em geral, não vai ser afetado pela crise. Eu acho que tende a vender até mais porque o ticket médio caiu. A média de compra despencou, então as pessoas que iriam para produtos mais caros devem descer o nível de preço, e aí o vestuário passa a ser uma boa opção. E não só a Liga Retrô, mas todo o vestuário em si. Óbvio que existe o caminho inverso, mas essas pessoas não foram tão afetadas pela crise. Eu acredito em um aumento de vendas, que muita gente compraria presentes mais caros. E aí entra o nosso diferencial.

ME: Como vocês analisam a situação atual da Liga Retrô?
LK:
Nós estamos lançando cada vez mais modelos. Tem muito clube nos procurando para licenciar o produto. Nós temos um escritório que cuida só de direitos de imagem e propriedade. E cada camisa tem sua história própria em relação a isso. Tem muitos clubes que não conseguimos. O último modelo que lançamos foi o do Coritiba. A gente deve lançar Santa Cruz e Atlético Paranaense em breve, e no fim do ano o Juventus, de São Paulo. A gente virou referência em camisa retrô. Pelo cuidado, pelo acabamento e o capricho do nosso material. Você viu as réplicas do Museu [do Futebol, em São Paulo, que traz todos os modelos usados pelo Brasil em Copas do Mundo]? Foi a gente que fez. Eles que nos pediram. Hoje nós somos os maiores fabricantes de camisa retrô do país. Estamos com propostas diferenciadas para os clubes. Normalmente, eles praticamente recebem uma mensalidade do licenciamento. A gente já propõe para um adiantamento financeiro à vista, e depois um pagamento de royalties, com o valor variando de clube para clube.

ME: E como funciona essa negociação com os clubes?
LK:
Aqui no Brasil os clubes são muito amarrados aos fornecedores. Se você tiver um copo, mesmo que não sendo da área têxtil, vai ter de pedir autorização. Por contrato é assim. Mas tem grandes barreiras que estamos superando, até pelo crescimento do marketing esportivo. Só que às vezes o clube quer, a Liga quer e o fabricante veta, até por saber que é a gente. Só que a fornecedora veta e não faz igual. Os clubes agora estão nos procurando e dando esse direito para nós.

ME: Até onde essas parcerias com clubes podem chegar?
LK:
Hoje a gente tem em torno de 18. Tem mais oito em andamento de contrato, e a idéia é ter 40 clubes das Séries A, B e C até o fim de 2009.

ME: A CBF entra nessa conta? Vocês têm contrato com ela?
LK:
É uma que nós estamos negociando. Nós já temos a camisa de 1952 em amarelo, quando o Brasil jogou sem escudo, só com o cruzeiro do sul estampado [na Olimpíada de Helsinque]. A CBF que deu autorização para o Museu do Futebol fazer as réplicas e nos indicou.

ME: Em termos de venda, como vai ser o futuro de vocês? A aposta será no virtual e em parcerias ou as lojas físicas devem ganhar espaço?
LK:
A gente analisa o crescimento em três frentes. A primeira é online. O nosso site hoje é visitado por historiadores e outras pessoas interessadas na história dos modelos, além dos compradores. O segundo é o atacado, que são os lojistas que vendem a Liga Retrô. A gente tem o cuidado de colocar em lojas que cuidem da marca, sem jogar o material em qualquer canto. Então sempre que possível, criamos um córner da Liga Retrô, que valorize o material. E o terceiro pilar é o crescimento de lojas físicas, que podem ser próprias ou franquias.

ME: E qual a postura do clube diante do produto? Por todo o histórico confuso com o fabricante, ele faz questão de usar sua força para divulgar, por exemplo?
LK:
Sim. A partir do momento que o contrato está fechado o clube colabora bastante, apóia. Ele sempre dá uma coletiva para a imprensa no lançamento. Colocam os banners nos sites oficiais. O clube tem interesse porque quanto mais camisas forem vendidas mais royalties eles recebem.



Escrito por fraja8 às 16h05
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




São Paulo acerta com Volkswagen

GUSTAVO FRANCESCHINI
Da Máquina do Esporte, em São Paulo

O São Paulo está próximo de fechar mais três parcerias para o seu projeto de cotas menores de patrocínio. Acertado comercialmente, o clube do Morumbi depende apenas da finalização jurídica do contrato com as empresas, sendo uma delas a Volkswagen, para anunciar seus primeiros novos.

Além desses novos acordos, o São Paulo deve anunciar em breve a criação de três setores diferenciados no Morumbi em parceria com a Visa e a Outplan, em projeto semelhante ao existente em outros clubes do país. Os contratos fazem parte do pacote de 25 espaços comerciais que serão negociados para o próximo ano, além da manga e do peito no uniforme de jogo são-paulino.

Atualmente, o grande entrave para o acerto final é a quantidade de propriedades que estão em jogo. Além de negociar, por exemplo, a condição de montadora oficial do clube com a Volkswagen, a diretoria ainda abrirá espaços no andar térreo do Morumbi para as parceiras. Uma loja e um show room estão previstos, mas o marketing são-paulino não revela qual empresa teria cada um dos benefícios.

Atualmente, o pacote de 25 cotas menores conta com apenas dois parceiros. A Coca-Cola, fornecedora oficial de bebidas do clube, e a Life Fitness, fabricante de equipamentos para ginástica e fisioterapia "estrearam" a nova política do São Paulo, que sonha com arrecadação de R$ 100 milhões por ano com o marketing.

A onda de novos acertos ainda deve trazer mudanças ao Morumbi. A parceria com a Visa, que também depende apenas de detalhes jurídicos, vai criar três setores diferenciados no estádio, um no anel inferior inteiro, outro na arquibancada vermelha superior e o último no atual setor VIP Premium.


Senna oferece 30 milhões por Toro Rosso

rEDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, em São Paulo

De acordo com a "Folha de São Paulo", o piloto brasileiro Bruno Senna ofereceu 30 milhões de reais à Toro Rosso para ser um dos pilotos da escuderia em 2009. Ainda que em conversas também com Honda e Red Bull, Senna desejaria um posto como titular na próxima temporada da Fórmula 1.

Bruno, sobrinho de Ayrton Senna, é o atual vice-campeão da GP2 e tem um forte grupo de patrocinadores por trás de si. Ainda que o piloto brasileiro teste com a Honda no próximo mês em Barcelona, a proximidade com Gerhard Berger, co-proprietário da Toro Rosso, pode fazê-lo chegar a um acordo com mais facilidade. Berger foi parceiro de Ayrton por muitos anos.

De acordo com a Toro Rosso, a equipe está envolvida em negociações e ainda não definiu qual será sua dupla de pilotos para 2009. Atualmente, a escuderia italiana é sexta colocada no Mundial de Construtores


Band renova com a Globo e terá Carioca

REDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, em São Paulo

A Bandeirantes confirmou a extensão da parceria no futebol com a Globo por mais dois anos. Além do pacote tradicional, com Brasileiro, Paulista, Copa do Brasil e Sulamericana, o canal paulista terá o direito de transmitir o Campeonato Carioca em 2009 e 2010.

Outra novidade do acordo recém-firmado é a ampliação do número de partidas exclusivas que serão transmitidas pela Band a partir do ano que vem. Os valores do contrato não foram revelados.

Band e Globo assinaram o primeiro contrato no fim de 2006, após o rompimento dos cariocas com a Record, sua antiga parceira no futebol. As restrições em relação aos jogos que seriam exibidos pelo canal de Edir Macedo foram o estopim para o término do acordo.

Segundo a Máquina do Esporte apurou no início do mês, as duas emissoras também negociam a "divisão" dos direitos da Copa do Mundo de 2010, que será disputada na África do Sul.

O Mundial será o último evento de grande porte transmitido pela Globo, no mínimo, até 2014, quando o torneio será disputado no Brasil. Os direitos dos Jogos Pan-Americanos de 2011, que será realizado em Guadalajara, e dos Jogos Olímpicos de 2012, em Londres, pertencem à Record.


Inter de Milão e Nike renovam até 2015

REDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, em São Paulo


A Nike acertou a extensão do contrato de patrocínio à Inter de Milão até 2015, com opção de renovação até 2018, segundo informa a edição desta sexta-feira do jornal "Gazzetta dello Sport". O compromisso vigente venceria em junho do ano que vem.

De acordo com o diário italiano, durante o anúncio da renovação, que será formalizada nos próximos dias, a fabricante apresentará um plano de negócios que não se limitará à área comercial do clube italiano.

Um dos principais alvos da Nike seria o projeto social Inter Campus, além de outras iniciativas fora dos gramados. A "Gazzetta", no entanto, não especificou quais ações serão realizadas pela empresa.

A parceria entre Nike e Inter foi iniciada em 1998. Em seus 100 anos de história, o clube italiano já vestiu uniformes de Umbro, Uhlsport, Le Coq Sportif, Mec Sport e Puma.


 

Procopio Sports faz ação com Cinemark

REDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, em São Paulo

A rede de lojas esportivas Procopio Sports lançou uma promoção em parceria com o Cinemark em São Paulo. Agora, o estabelecimento dará ingressos para filmes nos cinemas da empresa.

Para ganhar as entradas para os filmes no Cinemark, os participantes terão de gastar mais de R$ 200, nos cartões com bandeira da Visa, em produtos nas lojas Procópio Sports.

Essa promoção que já começou terá duração até o dia 30 do mês de novembro. Mas a ação será encerrada antes caso os estoques dos ingressos esgotem.


Presidente do Juventude é reeleito

REDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, em São Paulo

O atual presidente do Juventude, Sérgio André Florian, conseguiu se reeleger ao cargo. A eleição foi feita em assembléia realizada no clube e contou com a presença de 79 conselheiros da agremiação, mas apenas 53 votaram.

No pleito realizado, Florian recebeu 47 votos a favor e apenas cinco contra, sendo apenas um nulo. No próximo dia 15 de dezembro, a nova direção tomará posse do cargo.

Com isso, a agremiação contará com Sérgio Alexandre Bortolatto como vice-presidente, Antônio Ferro como vice de futebol, Sérgio Grillo como responsável pelo setor financeiro, Ivo Dalla'agnol na área de marketing, José Boff cuidará do patrimônio, e Ely Scalabrin Júnior das categorias de base.


Track&Field patrocina Adventure Camp

REDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, em São Paulo

A Track&Field será patrocinadora da última etapa do Circuito Adventure Camp deste ano. A competição acontecerá nos dias 6 e 7 de dezembro na cidade de Paraty.

Esse circuito é considerado um dos principais de corrida de aventura no Brasil. A intenção da corrida é incentivar a prática esportiva por parte das pessoas de forma segura.

Os vencedores da prova ganharão prêmios de três patrocinadores da prova. Além de kits da Track&Field, eles ficarão com troféus Le Design e óculos Endorphine.


Porto Alegre cria secretaria para Copa

REDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, em São Paulo

Reeleito prefeito de Porto Alegre, José Fogaça priorizou os trabalhos para a Copa de 2014 como uma de suas primeiras medidas. Foi anunciado que a capital gaúcha terá o vice-prefeito, José Fortunati, como encarregado da Secretaria Especial da Copa.

A construção do metrô com destino ao Beira-Rio é uma das principais obras previstas, cuja implementação ficará sob responsabilidade da Secretaria. José Fortunati trabalhará, porém, para atender todas as exigências do caderno de encargos da Fifa, como nos setores de hotelaria, trânsito, infra-estrutura, meio ambiente e no estádio.

O novo Secretário admite até que a crise internacional pode inviabilizar a Copa no Brasil. "Concordo que isso pode acontecer. Mas se ela vier para nosso país, garanto Porto Alegre como uma das sedes", apontou, admitindo que as obras de metrô serão prioridade em sua pasta.
 

 

MotoGP pode ter etapa em Cingapura

REDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, em São Paulo

Carmelo Ezpeleta, autoridade da MotoGP, garantiu que Cingapura deve receber uma etapa do circuito em 2011. Segundo Ezpeleta, já foi feito um acordo para a realização do evento quando Changi conseguir finalizar obras e entregar um circuito para a modalidade.

De acordo com o dirigente, estima-se que essas obras demorem três anos. "Queremos uma corrida em Cingapura, pois o país está no centro da Ásia e ela é fundamental para o crescimento da MotoGP", disse Ezpeleta.

Oon Jin Teik, chefe-executivo do conselho esportivo de Cingapura, garantiu o empenho para a construção do circuito, bem como a captação de investidores para o projeto. Segundo informou o governo, um mínimo de 20 hectares serão oferecidos para as obras.
 

 

Lato insinua Euro com Polônia e Alemanha

REDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, em São Paulo

Eleito o novo presidente da Federação Polonesa de Futebol, o ex-jogador Grzerogrz Lato admitiu que, caso a Ucrânia não consiga resolver os problemas em sua preparação, a Alemanha pode substituí-la e sediar a próxima Eurocopa, em 2012, ao lado da própria Polônia.

Em entrevista à imprensa, Lato afastou ainda a hipótese de os poloneses estarem atrasados na preparação. Segundo ele, o país está pronto para a Euro. "Se a Ucrânia não fizer tudo em tempo, então podemos organizar o torneio ao lado da Alemanha", apontou.

Visitas recentes de Michel Platini, presidente da Uefa, até a Ucrânia, já haviam apontado problemas na preparação do país. A crise financeira internacional, diz a imprensa polonesa, estaria prejudicando ainda mais o desenvolvimento necessário em solo ucraniano. Estima-se uma paralisação na casa de 80%.


Escrito por fraja8 às 16h03
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Presidente do Siena oferece R$ 270 mil por gol para ter Ronaldo no seu time

Dirigente italiano garante que já fez a proposta oficial aos representantes do jogador, segundo jornal 'La Gazzetta dello Sport'

Na última segunda-feira, durante o programa Bem, Amigos!, do SporTV, Ronaldo voltou a dizer que o Flamengo é a sua prioridade para recomeçar a carreira como jogador e disse ter outras possibilidades, todas praticamente descartadas. No entanto, o presidente do Siena, Lombardi Stronati, não deu bola para as palavras do Fenômeno. Da Itália, ele avisa que oferecerá um caminhão de dinheiro para convencer o jogador brasileiro a vestir a camisa do seu clube, pagando 100 mil euros (cerca de R$ 270 mil) por cada gol de Ronaldo.

As informações são do jornal italiano "La Gazzetta dello Sport". Segundo o diário, o dirigente já oficializou a proposta.

- Falei com seu agente e fiz uma proposta de 100 mil euros por gol marcado. Seus gols podem salvar o Siena. É uma idéia na qual pensamos seriamente. Disseram-me que ele estava pensando em se aposentar, mas gostaria muito de oferecer a ele uma nova chance - disse.

No momento, o Siena ocupa a 13ª colocação do Campeonato Italiano, com nove pontos, pensando muito mais em não cair do que brigar por vaga nas competições européias.



Escrito por fraja8 às 15h46
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Batista e Brown se juntam a Maradona no comando da seleção argentina

Agência/EFE

Os dois jogaram com El Pibe na campanha do título do Mundial de 1986

Das agências de notícias Buenos Aires

Os treinadores Sergio Batista e José Luis Brown aceitaram o convite para fazer parte da comissão técnica de Diego Maradona na seleção argentina, segundo a imprensa local.

Batista e Brown acertaram os detalhes em reunião com Julio Grondona, presidente da Associação do Futebol Argentino (AFA). Ficou definido que a dupla vai colaborar com Maradona, enquanto Batista também seguirá à frente das seleções de base.

Os dois novos auxiliares atuaram ao lado do astro argentino na campanha do título mundial de 1986, no México. Batista comandou a equipe que conquistou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim, após derrotar o Brasil na semifinal.



Escrito por fraja8 às 15h43
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Seis brasileiros na disputa do prêmio 'Golden Boy'

André Durão /GLOBOESPORTE.COM

Breno, Sidnei, Marcelo, Anderson, Renato Augusto e Alexandre Pato estão entre os 40 indicados para melhor jogador menor de 21 anos da Europa

GLOBOESPORTE.COM Turim, Itália

Seis promessas brasileiras foram indicadas para o prêmio 'Golden Boy', para o maior talento do futebol europeu, entregue pelo jornal italiano "Tuttosport". São eles os zagueiro Breno, do Bayern de Munique, e Sidnei, do Benfica, o lateral-esquerdo Marcelo, do Real Madrid, os meias Anderson, do Manchester United, e Renato Augusto, do Bayer Leverkusen, e o atacante Alexandre Pato, do Milan.

O prêmio é distribuído há cinco anos para jogadores de até 21 anos de idade, e Van der Vaart, Rooney, Fábregas, Messi e Agüero já foram os vencedores.

Trinta jornalistas esportivos de 20 países da Europa vão integrar o júri. Cada um deles vota em cinco jogadores, e os três mais votados serão premiados na segunda semana de dezembro.

Confira a lista dos 40 indicados:

Adu (EUA/Monaco)
Agüero (Argentina/Atlético de Madrid)
Anderson (Brasil/Manchester United)

Bale (País de Gales/Tottenham)
Balotelli (Itália/Internazionale)
Banega (Argentina/Atlético de Madrid)
Bendtner (Dinamarca/Arsenal)
Boateng (Alemanha/Hamburgo)
Breno (Brasil/Bayern de Munique)
Busquets (Espanha/Barcelona)
Derdiyok (Suíça/Basel)
Diego Capel (Espanha/Sevilia)
Di Maria (Argentina/Benfica)
Di Santo (Argentina/Chelsea)
Giovani dos Santos (México/Tottenham)
Jovetic (Montenegro/Fiorentina)
Kaborè (Burkina Faso/Olympique)
Kalinic (Croácia/Hajduk)
Bojan Krkic (Espanha/Barcelona)
Kroos (Alemanha/Bayern de Munique)
Marcelo (Brasil/Real Madrid)
Juan Mata (Espanha/Valencia)
Mchedlidze (Geórgia/Palermo)
Okaka (Itália/Roma)
Ozil (Alemanha/Werder Bremen)
Papastathopoulos (Grécia/Genoa)
Alexandre Pato (Brasil/Milan)

Piatti (Argentina/Almeria)
Pjanic (Bósnia/Lyon)
Rakitic (Croácia/Schalke 04, Cro)
Ramsey (País de Gales/Arsenal)
Renato Augusto (Brasil/Bayer Leverkusen)
Micah Richards (Inglaterra/Manchester City)
Sanchez (Chile/Udinese)
Sarpong (Holanda/Ajax)
Sidnei (Brasil/Benfica)
Simão (Moçambique/Panathinaikos)
Sulejmani (Sérvia/Ajax)
Vela (México/Arsenal)
Walcott (Inglaterra/Arsenal)



Escrito por fraja8 às 15h42
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Zico e Rivaldo sagram-se campeões da Copa do Uzbequistão

Bunyodkor faz dois gols no segundo tempo da prorrogação da grande final

O  Bunyodkor, equipe treinada por Zico, conquistou nesta sexta-feira o título da Copa do Uzbequistão, ao vencer por 3 a 1 o Pakhtakor na final.

O jogo foi realizado no Pakhtakor Central Stadium, casa do rival, e terminou 1 a 1 no tempo normal. Os dois gols do título foram marcados no segundo tempo da prorrogação.

Com a vitória, o técnico conquista o primeiro título de primeira divisão do Bunyodkor, que ainda conta com dois jogadores brasileiros: o meia Rivaldo e o zagueiro Luizão, ex-Vasco.

No comando do Bunyodkor desde o final de setembro, Zico soma sete vitórias e apenas uma derrota.



Escrito por fraja8 às 15h41
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Milan recebe Napoli de olho na liderança

Agência/Reuters

Em Turim, Juventus e Roma fazem o clássico da décima rodada do Italiano

GLOBOESPORTE.COM Milão, Itália

O Milan de Kaká, Ronaldinho Gaúcho e Alexandre Pato recebe o Napoli neste domingo, no estádio San Siro, de olho na liderança do Campeonato Italiano, em partida pela décima rodada da competição.

Após um início irregular, o time rubro-negro se recuperou e já soma sete partidas sem derrota pelo Italiano. Além disso, a equipe poderá ter a volta de Ronaldinho Gaúcho, desfalque na vitória sobre o Siena por 2 a 1 na última rodada, no meio de semana.

O bom resultado da quarta-feira levou o Milan à terceira posição da competição, ultrapassando a rival Inter, que perdeu a liderança ao empatar com o Fiorentina em 0 a 0 no Artemio Franchi.

- A rivalidade com o Inter existe. No entanto, não é o fato de estarmos na frente que me deixa satisfeito, e sim porque jogamos bem - diz o técnico do Milan, Carlo Ancelotti.

O Napoli tem 20 pontos, um a mais que o Milan, e aposta na dupla argentina formada pelos atacantes Ezequiel Lavezzi e Germán Denis - que marcou os três gols da vitória sobre o Reggina na última rodada.

O Inter viaja para enfrentar o lanterna Reggina no sábado e tenta contornar um princípio de crise, provocada pelos maus resultados nas últimas partidas e por problemas disciplinares envolvendo vários jogadores, entre eles o brasileiro Adriano, que foi barrado novamente.

Clássico em Turim


No outro jogo do sábado, o Juventus quer seguir sua recuperação no torneio e subir mais algumas posições na tabela - está em nono, com 15 pontos - enfrentando o Roma, que vive situação delicada, e teve a partida da quarta-feira contra o Sampdoria interrompida em virtude da forte chuva que caiu sobre o estádio Olímpico.

Já no domingo, o líder Udinese tem partida complicada contra o Genoa em casa. O rival vem de boa vitória fora de casa sobre o Catania e ocupa a sétima colocação, com 16 pontos.

- Sinto-me bem em ser o líder, mas somos realistas, há grandes equipes chegando - declara o técnico do Udinese, Pasquale Marino.

Confira os jogos da 10ª rodada do Campeonato Italiano

* horários de Brasília

Sábado

17h30m Juventus x Roma

15h Reggina x Inter de Milão

Domingo

12h Atalanta x Lecce

12h Cagliari x Bologna

12h Lazio x Catania

12h Palermo x Chievo

12h Sampdoria x Torino

12h Siena x Fiorentina

12h Udinese x Genoa

17h30m Milan x Napoli


Mourinho barra Adriano mais uma vez

Agência/EFE

Técnico do Inter lamenta ausência do Imperador, mas justifica atitude em nome do grupo e do clube

Das agências de notícias Milão, Itália

O português José Mourinho, técnico da Inter de Milão, confirmou que o atacante brasileiro Adriano não será relacionado para a partida deste sábado contra a Reggina, no estádio Granillo, pela décima rodada do Campeonato Italiano.

Apesar de ressaltar seu apoio ao jogador, que vem tentando recuperar a imagem e o melhor nível, Mourinho disse que o grupo é mais importante e que Adriano deve se esforçar para entender sua filosofia de trabalho.

- A minha filosofia é a de que os jogadores devem saber se adaptar ao modo de pensar do treinador. Não sei se Adriano entenderá ficando fora. Posso dizer que se alguma pessoa se dedicou a Adriano, de coração, como treinador e companheiro de trabalho, este alguém fui eu – diz Mourinho, na coletiva de imprensa concedida no Centro Esportivo Angelo Moratti.

Na última terça-feira, Mourinho mandou Adriano para casa após o brasileiro chegar atrasado ao treino em Appiano Gentile. O português não escondeu sua insatisfação com o atraso e também com a notícia de que o atacante havia ficado até tarde em uma boate na noite de domingo.

- Não podemos esquecer, e não esqueço nunca, que isto é um grupo. Antes do grupo, vem a equipe. E antes da equipe, vem o clube. É claro que Adriano seria importante para o jogo de amanhã, mas repito: há princípios que estão em primeiro lugar.

Após o empate sem gols com a Fiorentina, a Inter caiu para a quarta posição, com 18 pontos - um a menos que o rival Milan. A Udinese lidera com 20, empatada com o Napoli



Escrito por fraja8 às 15h38
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Real e Barça jogam fora de casa e secam o invicto Valencia

Agência/EFE

Gigantes da Espanha enfrentam Málaga e Almería, respectivamente, mas só chegam à liderança se David Villa e cia. tropeçarem

GLOBOESPORTE.COM Madri

Barcelona e Real Madrid enfrentam fora de casa o Málaga e o Almería, respectivamente, pela nona rodada do Campeonato Espanhol, neste fim de semana, torcendo por um tropeço do líder Valencia, que recebe o ameaçado Racing Santander.

Com 20 pontos, o Valencia segue firme e invicto na liderança do Espanhol, e enfrenta no sábado o Racing, equipe que disputa a Copa da Uefa, mas atualmente ronda a zona de rebaixamento no torneio nacional.

Apenas um ponto atrás do líder, o Barcelona vem de dez vitórias seguidas e visita no sábado o Málaga, que faz campanha surpreendente e está na sexta posição. A equipe catalã, no entanto, não perde no estádio La Rosaleda há mais de trinta anos.

Com os mesmos 19 pontos do Barça, mas com saldo de gols inferior, o Real Madrid enfrenta o Almería, equipe perigosa quando atua em seu estádio. Assim como o Barcelona, o clube merengue só perdeu na estréia do Espanhol, mas terá pela frente o goleiro brasileiro Diego Alves, que vem sendo considerado um dos melhores da competição.

Invicto no Espanhol, o Villarreal tenta se recuperar da surpreendente derrota de 5 a 0 para o modesto Polideportivo Ejido nesta quarta-feira pela partida de ida da segunda fase da Copa do Rei. Quarta colocada com 18 pontos, a equipe do volante brasileiro naturalizado espanhol Marcos Senna enfrenta o Athletic Bilbao no estádio San Mamés, onde não perde há três anos.

Agência/Reuters 

Luís Fabiano é dúvida
Já o Sevilla teve seu bom começo de temporada interrompido por duas derrotas inesperadas - para o Málaga em casa, pelo Espanhol, e para o pequeno Ponferradina fora de casa, pela Copa do Rei. Em quinto no Espanhol, com 17 pontos, a equipe de Luis Fabiano visita o Valladolid, que massacrou o Hércules fora de casa por 5 a 1 pela Copa do Rei e quer se distanciar da zona de rebaixamento no Espanhol. Fabuloso, no entanto, luxou o ombro no treino de quinta e é dúvida.

O Atlético de Madri quer pôr fim a um jejum de quatro jogos sem vencer no Espanhol no duelo contra o Mallorca, no Vicente Calderón. O time da capital espanhola, que investiu muito para tentar chegar ao título que não conquista desde 1996, ocupa apenas a décima colocação, duas posições abaixo do rival do próximo sábado.

Confira os jogos da 9ª rodada do Campeonato Espanhol

* horários de brasília

Sábado

17h Málaga x Barcelona

17h Athletic Bilbao x Villarreal

17h Atlético de Madri x Mallorca

19h Valencia x Racing

Domingo

14h Recreativo x Getafe

14h Valladolid x Sevilla

14h Espanyol x Osasuna

14h Sporting Gijón x Numancia

16h Almería x Real Madrid

18h Bétis x La Coruña



Escrito por fraja8 às 15h33
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Michael Ballack e técnico da seleção da Alemanha selaram a paz, diz jornal

Agência/AP

Diário 'Bild' garante que as partes se acertaram em encontro que durou cerca de duas horas

Das agências de notícias Berlim

O meia Michael Ballack e o técnico da seleção alemã, Joachim Löw, chegaram a um "acordo de paz" na reunião de crise desta quinta-feira, afirmou o jornal "Bild", de modo que o capitão continuará na equipe da Alemanha. O treinador e o jogador se reuniram durante cerca de duas horas e teriam limado suas diferenças, afirma o "Bild", que publica fotos de Ballack chegando ao encontro e indo novamente embora, de avião, para a Inglaterra.

Há dias, a imprensa alemã fala de uma expulsão de Ballack, que viria depois da do atacante Kevin Kuranyi, a quem Löw tirou da seleção por abandonar o estádio durante uma partida.

A reunião de crise foi convocada depois que Ballack fez duras críticas contra os métodos de Löw e que este exigisse desculpas do jogador, além de uma reunião frente a frente. Até agora, não se sabe os resultados da reunião, e espera-se que seja divulgado um comunicado do técnico.

A imprensa alemã afirmava nesta quinta que Ballack renunciaria ao posto de capitão, como solução de compromisso para que possa continuar na seleção até a Copa do Mundo de 2010, apesar da indisciplina cometida.

Ballack criticou abertamente os métodos de Löw em recente entrevista, o que provocou a reação do técnico, que exigiu desculpas. O meio-campo, de baixa no Chelsea devido a uma lesão, pediu desculpas em comunicado, mas até ontem não havia acontecido a reunião com o técnico.



Escrito por fraja8 às 15h30
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Felipão exige que a reação do Chelsea em seu próprio estádio comece neste sábado

Agência/EFE

Técnico está preocupado com o desempenho do time em Stamford Bridge, onde perdeu sete dos 15 pontos que disputou na Premier League

GLOBOESPORTE.COM Londres

O Campeonato Inglês está apenas no começo, mas o técnico Luiz Felipe Scolari, ciente de que é uma competição muito competitiva, já dá sinais de preocupação ao analisar o desempenho do Chelsea em seu próprio estádio, o Stamford Bridge. Segundo Felipão, a equipe precisará melhorar o retrospecto diante da própria torcida para brigar pelo título.

Chelsea foi derrotado em sua casa pela primeira em 87 jogos. Foi contra o Liverpool, por 1 a 0, há duas rodadas. Pior do que o resultado foi o desempenho. Felipão ficou incomodado com o fraco poder de fogo do time, que criou poucas chances. Ainda em Stamford Bridge, a equipe de Londres empatou com Tottenham e Manchester United. O curioso é que o Chelsea é um visitante indesejado. Venceu os cinco jogos que disputou fora, marcando 14 gols.

Neste sábado, o time voltará a jogar em seu estádio, desta vez contra o Sunderland. Scolari quer a vitória.

- Nosso problema é Stamford Bridge. Precisamos de mais qualidade nas finalizações e mais criatividade no ataque. Estamos criando poucas chances de gol em nosso estádio. Em algumas oportunidades, é mais fácil para nós jogarmos fora, porque o nosso adversário tenta jogar mais ofensivamente e dá espaço para jogarmos. Mas sem vitórias em casa, ninguém conquista nada - afirma Felipão.

Depois de chegar à liderança isolada do Campeonato Inglês, o Liverpool tem pela frente neste sábado, pela 11ª rodada, um difícil duelo em Londres contra o lanterna Tottenham, de técnico novo e motivado para se recuperar na competição.

Liverpool tem jogo duríssimo

Em seu melhor começo de temporada dos últimos anos, o Liverpool tem 26 pontos e é o líder invicto e isolado. Mesmo assim, a equipe vem de vitória apertada por 1 a 0 sobre o Portsmouth, graças a um gol de pênalti do capitão Steven Gerrard. O técnico Rafa Benítez aguarda a volta dos lesionados Fernando Torres e Robbie Keane

O Arsenal, agora o terceiro colocado, com 20 pontos, visita o Stoke, que venceu o Sunderland na última rodada e deixou a zona de rebaixamento. O recém-promovido Hull terá agora outra missão difícil, ao enfrentar fora de casa outro poderoso clube inglês, o Manchester United.

Depois de duas boas vitórias - 4 a 0 fora de casa contra o Wigan, e 3 a 2 em casa sobre o Blackburn -, o quarto colocado Aston Villa deverá ter jogo difícil contra o Newcastle, no campo do adversário, na segunda-feira.

Já o Manchester City de Robinho, Elano e Jô não consegue atingir a regularidade necessária para entrar de vez no grupo de cima da tabela. Em oitavo, com 13 pontos, a equipe viaja para enfrentar o vice-lanterna Bolton no domingo.

Confira os jogos da 1ª rodada do Campeonato Inglês
*horários de Brasília

Sábado

10:45 Everton x Fulham

13:00 Chelsea x Sunderland

13:00 Manchester United x Hull

13:00 Middlesbrough x Wet Ham

13:00 Portsmouth x Wigan

13:00 Stoke x Arsenal

13:00 West Bromwich x Balckburn

15:30 Tottenham x Liverpool

Domingo

14:00 Bolton x Manchester City

Segunda-feira

18:00 Manchester United x Newcastle



Escrito por fraja8 às 15h28
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Reprodução/Daily Mail

O meia Frank Lampard realmente é um apaixonado por carros. O craque do Chelsea está de olho em um Ferrari modelo 250 GT Spyder. No entanto, o veículo, que foi fabricado em 1963 e atualmente está exposto em uma feira de automóveis em Londres, tem um preço bastante salgado: 3 milhões de libras (cerca de R$ 10 milhões). Segundo o jornal britânico “Daily Mail”, Lampard já tem uma Ferrari modelo 612 Scaglieti e um Aston Martin DB9.



Escrito por fraja8 às 15h27
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Elano aposta no City: 'Vamos buscar uma vaga na Liga dos Campeões'

Reuters/Agência

'Volante-meia' elogia crescimento do clube e reforça que o lado azul é maior do que o vermelho na cidade de Manchester

Cahê Mota Rio de Janeiro

Enquanto Robinho é a estrela, Elano é o motorzinho do Manchester City. Contratado pelo mais imponente emergente do futebol inglês ainda em 2007, o "volante-meia" se cumpriu bem o seu papel na temporada passada e iniciou a atual como uma das principais referências da parte azul de Manchester.

Xodó de Dunga e cobiçado pelo Inter de Mourinho, o ex-santista não esconde a satisfação de fazer parte do processo de reestruturação de um dos mais tradicionais times ingleses e revela a meta do City na Premier League 2008/2009.

- Vamos buscar uma vaga na Liga dos Campeões. O Campeonato Inglês hoje é um dos campeonatos mais difíceis do mundo. Tem quatro grandes clubes de alta qualidade. Chelsea, Manchester, United, Liverpool e Arsenal, grandes time e de muita qualidade. Fico feliz por saber que o Manchester City está crescendo, está preocupado em trazer mais jogadores e que a gente possa ter um grupo com quase dois times, até porque o desgaste é grande. É muito importante ter peças de reposição.

Com 13 pontos, o City ocupa a oitava colocação do Campeonato Inglês, sete pontos atrás do Aston Villa, primeiro clube na zona de classificação à Liga dos Campeões. Neste domingo, o City encara o Bolton fora de casa em jogo válido pela 11ª rodada do torneio.

“Primo pobre” de Manchester

Destaque nos noticiários nacionais desde a chegada de Robinho, o City acostumou a viver à sombra do rival United nas últimas décadas. Enquanto os Red Devils de Sir Alex Ferguson e Cristiano Ronaldo conquistam o mundo, o time de Elano amargava campanhas medíocres no inglês. Para os mais desavisados, no entanto, o jogador dá o recado e fala que um título que nem Cantona, Beckhan, Rooney e cia conseguiram levar: o de time mais querido de Manchester.

- Até brinco que na cidade de Manchester a torcida é maior do que a do United. O carinho que têm pelo City é muito grande e fico feliz por fazer parte de um clube que quer crescer e fazer o melhor dentro da Premier Legue.



Escrito por fraja8 às 15h26
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Trick or Treat: Scary Athletes

Kimbo Slice

His enigmatic appearance (nicely speaking) seemed to boost Kimbo Slice's short-lived career. While the promotion that made him famous, EliteXC, is now defunct, the once street-brawler is looking to take his game and his beard to Japan.

Greg Oden

The Portland Trail Blazers list his birthday as January 22, 1988, but let's be honest. Oden? Twenty years old? It's scary how aged he looks.

Clinton Portis' alter ego's

He's a one-man Halloween shop with his many alter-ego. The many faces of Redskin running back Clinton Portis includes The Mad Scientist, Southeast Jerome, Dr. I Don't Know, Sheriff Gonna Getcha and Dolla Bill and Kid Bro Sweets, where Portis dons a wig and gigantic green sunglasses shaped in hearts.

Bernard Hopkins

Throughout his boxing career the charismatic Hopkins entered the ring draped in a black robe, costume mask and executioner's hood -- not to mention the accompanying men carrying swords. On Oct. 18, 2008, Hopkins (49-5-1, 32 KOs) revived his "Executioner" persona with a unanimous-decision victory over middleweight kingpin Kelly Pavlik. Here's the scariest thing of all: Hopkins is 43.

Raider Fans

The south end zone of McAfee Coliseum is known as The Black Hole. The fans dress only in black and have been known to, well, distract the opposing team by any means necessary. "Batteries, chicken bones, coins, you name it," Jets center Kevin Mawae told the New York Times in 2003. "I've had it all. You just hope you don't get backed up, and when you do, you keep your helmet on."



Escrito por fraja8 às 02h28
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Os prémios da AFC Champions League

Image:ACLlogo.gif

A Liga dos Campeões Asiáticos (AFC Champions League), pretende aumentar em 2009 a generalidade dos prémios monetários distribuídos às equipas participantes na prova. A AFC (Asian Football Confederation), através do seu presidente Tokuaki Suzuki, divulgou que estarão à disposição dos clubes na próxima temporada, cerca de 10,8 milhões de Euros em prémios. O orçamento total da prova para a época de 2009 será de 15,5 milhões de Euros, estando prevista a distribuição pelos clubes de 70% deste valor.

Prémios da AFC Champions League 2009:

  • Campeão - 1.100.000 €
  • Finalista - 580.000 €
  • Meias Finais - 92.000 €
  • Quartos de Final - 61.000 €
  • Ronda 16 Equipas - 38.000 €
  • Vitória - 30.000 €
  • Empate - 15.000 €
  • Deslocações Fora - 23.000 €

Desta forma as 32 equipas participantes na AFC Champions League, que tal como a UEFA Champions League é disputada através de uma fase de grupos, vêm aumentar as suas receitas, possibilitando também, um aumento na profissionalização de clubes e jogadores.



Escrito por fraja8 às 02h19
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Agência/Divulgação

- O prêmio definitivamente me deixa lisonjeada, mas isso só acontece porque jogo tênis e por causa do que consegui dentro de quadra. É óbvio que toda menina gosta de receber elogios, e eu não sou diferente.


Shaq calls Kobe best player in NBA

Sample1

Shaquille O'Neal sounds youthful and ready to go. He had 15 points and 13 boards in the Suns' win over the Spurs on opening night. Here are the highlights of his interview.

-- Shaq had very nice things to say about Kobe Bryant. He said Kobe was the best player in the league. O'Neal admires Bryant's "ferocity." Shaq would tell his kids to watch Kobe's footwork to learn the game.

-- Shaq is sticking with his new nickname, "Shogun," instead of Dan's "Big Shaq-tus" -- no matter how hard Dan tried to get him to change it.

-- Shaq says he's a lot smarter now. He didn't start winning championships until he slowed down physically. He was able to sit back a little more.

-- Dan asked Shaq if the Suns are too old. O'Neal points out that no youthful teams ever win. Veteran-laden teams seem to have the edge at championship time.

-- Shaq says he wants to own a team some day. And when he does, he'll be a macro-manager -- let people do their job.

-- Shaq agrees with Charles Barkley that Tim Duncan is the greatest power forward of all time.



Escrito por fraja8 às 02h05
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Sport sufoca o Santos, mas fica no empate na Ilha do Retiro

AGENCIA ESTADO/AE

Kléber Pereira abre vantagem na briga pela artilharia em jogo que alvinegros penam para segurar o 1 a 1 fora de casa

Não foi desta vez que o Sport rompeu a seqüência de sete jogos sem vencer no Brasileirão. Mas complicou a vida do Santos no empate por 1 a 1, na Ilha do Retiro, pela 32ª rodada. Fumagalli, de pênalti, e Kléber Pereira, em chute forte de primeira, balançaram as redes em Recife.

Disposto a fazer as pazes com a vitória, o Sport começou pressionando o Santos na base do chuveirinho. Aos 3 minutos, Dutra levantou bola na área, e Carlinhos Bala desperdiçou chance cara a cara com Fábio Costa. Seis minutos depois, Moacir arriscou do meio da rua. A bola passou perto do poste direito do Peixe.

A resposta alvinegra veio ao 20 minutos do primeiro tempo. Kléber Pereira cabeceou por cima do travessão, em posição de impedimento, na primeira finalização dos paulistas na partida. Aos 26, Sidny soltou uma bomba da entrada da área. A bola passou rente à trave esquerda do arqueiro santista, que fez golpe de vista.

Bobeada da zaga santista

Afoito, Adriano deu carrinho em Roger na grande área. O árbitro Leonardo Gaciba não titubeou: marcou pênalti a favor do Sport, aos 30 minutos. Fumagalli bateu penalidade máxima no canto direito, enquanto Fábio Costa pulou no lado esquerdo. Leão 1 a 0, na Ilha do Retiro.

Quando o técnico do Sport, Nelsinho Baptista, já se dirigia para o vestiário, Kléber Pereira demonstrou por que é o artilheiro isolado do Campeonato Brasileiro. Após chute forte de Molina e rebote de Magrão, o centroavante emendou de primeira para a rede. Em sua segunda oportunidade no jogo, o camisa 9 chegou ao 21º tento na competição. Tudo igual: 1 a 1.

Pressão continua rubro-negra

Na volta do intervalo, o Sport mostrou iniciativa para quebrar o jejum de sete jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro. Se não era possível golear o Santos, como fez com o Figueirense (5 a 0) na 25ª rodada, um triunfo apertado diante da torcida rubro-negra estava de bom tamanho. Por isso, aos 2 minutos da etapa final, Sidny mandou bola no cantinho esquerdo de Fabio Costa. Um minuto depois, Júnior Maranhão voltou a testar o reflexo do goleiro do Peixe, que fez defesa de mãos trocadas.

A pressão do Sport ganhou novos contornos com Roger, que bateu rasteiro da entrada da área e a redonda tirou tinta da trave direita, aos nove minutos. Aos 13, Fumagalli recebeu na linha de fundo e encheu o pé de virada. A bola explodiu no travessão de Fábio Costa e saiu pela linha de fundo.

Alterações não surtem efeito

Na tentativa de equilibrar a partida, Márcio Fernandes colocou Fabão no lugar de Adriano, aos 15 minutos. Com sangue novo no time, Fábio Santos conseguiu alçar bola na área. Molina chegou na bola primeiro que Kléber Pereira e cabeceou por cima do gol. Nelsinho Baptista reagiu com Kássio no lugar de Fábio Gomes.

Aos 21 minutos, Carlinhos Bala disptou corrida com Fábio Costa. Melhor para o goleiro do Peixe, que evitou conclusão do atacante. Passados dois minutos, o técnico Márcio Fernandes voltou a mexer no Santos. Desta vez, Michael no lugar de Molina. Assim como o treinador do Leão trocou Fumagalli por Wilson e Carlinhos Bala por Lucio Curió.

Como quem tem Kléber Pereira tem esperança de gol, o Santos quase virou o placar aos 31 minutos. O atacante penetrou na área e chutou cruzado. A bola saiu caprichosamente pela linha de fundo. Na melhor oportunidade dele no segundo tempo


Madson marca um golaço e salva o Vasco diante do Atlético-PR

VIPCOMM

Paranaenses quase calam mais de 22 mil torcedores. Resultado de 2 a 2 mantém ambos em situação delicada

O Atlético-PR jogou uma ducha de água fria nos mais de 22 mil torcedores que compareceram a São Januário nesta quinta-feira. Mas poderia ser ainda pior. Após estar perdendo por 2 a 1, o time da Colina conseguiu a igualdade com um golaço de Madson no finziinho. Até então, o Furacão vencia e quase ampliou o marcador algumas vezes. O resultado mantém os dois times em situação delicada na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. O Vasco tem 31 pontos e está na 19ª posição, e o Atlético-PR, 32, em 18º.

Na próxima rodada, o time da Colina vai enfrentar o Fluminense, no Maracanã. O Furacão pega o Sport, na Arena da Baixada. Os dois jogos vão ser disputados no domingo.

Bobeada da zaga carioca deixa o placar igual

Empurrado por sua torcida, o Vasco tomou a iniciativa do jogo, buscando tocar a bola para chegar ao gol de Galatto. Porém, o AtléticoPR foi quem teve as primeiras chances do jogo. Na primeira, aos 13, após um cruzamento na área, Pedro Oldoni quase marcou de cabeça. Um minuto depois, Netinho arriscou de fora da área e o goleiro Rafael defendeu com tranqüilidade.

O Vasco deu o seu primeiro chute a gol aos 17. Madson passou por um adversário pelo lado direito, entrou na área e chutou à esquerda de Galatto. No lance seguinte, Pedro Oldoni quase marcou para o Furacão. Aos 20 minutos, o atacante aproveitou cruzamento e tocou para o gol cruzmaltino. Rafael fez uma linda defesa, salvando o time da Colina.

A equipe carioca não se encontrava em campo e errava muitos passes, dando a chance do Furacão ter maior posse de bola. Com Leandro Bomfim pouco inspirado, o time sentia dificuldades em criar lances de perigo. Em um lampejo, Madson cruzou para Edmundo, que desviou de Galatto com o bico da chuteira. Por pouco, o Animal não marcar o primeiro.

A partir do lance de Edmundo, o Vasco e a torcida acordaram em São Januário. O Animal fez um lindo lançamento para Mateus já dentro da área. O volante olhou para o lado esquerdo e cruzou para Valmir, que tocou para marcar o primeiro do time da Colina. Festa na arquibancada.

O Atlético-PR voltou a assustar o Vasco em uma cobrança de falta de Netinho. Aos 36, o ala cobrou falta da direita e Rafael defendeu no susto. O lance seguintes, aos 38, Edmundo deu ótimo passe para Alex Teixeira. O meia driblou um adversário e ficou de frente para Galatto. O chute saiu prensado e os cariocas não conseguiram ampliar o marcador.

Em uma jogada bisonha de Jorge Luiz, o Atlético-PR empatou a partida. Mateus recuou de cabeça e o zagueiro ficou protegendo a bola, pensando que o lance era dos cariocas. Em cobrança de escanteio, após bate-rebate na área cruzmaltina, Júlio Santos aproveitou a sobra e empatou o jogo, aos 43.

Pedro Oldoni vira o jogo; Madson empata com um golaço

Reclamando de dores na parte posterior da coxa esquerda, Edmundo nem voltou para o segundo tempo. Na volta do vestiário, sem o Animal, Renato Gaúcho optou pela entrada de Alan Kardec. Além disso, o treinador sacou o lateral-esquerdo Valmir e apostou na entrada de Rodrigo Antônio.

A partida seguiu nervosa, principalmente pela posição das duas equipes na tabela de classificação. Aos seis, Pedro Oldoni bateu prensado e a bola passou à direita de Rafael. Quatro minutos depois, Madson arriscou, Galatto fez uma bela defesa e a bola sobrou para Alex Teixeira. O meia chutou por cima do gol. Os cariocas seguiram pressionando e Mateus quase marcou após um belo chute de fora da área, aos 12.

Em outra bobeada da defesa, desta vez do volante Jonílson, o Atlético-PR virou o jogo. Aos 16, Pedro Oldoni ganhou na corrida, entrou na área e chutou fraco. O goleiro Rafael aceitou: 2 a 1 Furacão. Renato Gaúcho optou por colocar o time ainda mais para frente. O treinador sacou o volante Mateus e colocou o atacante chileno Maurício Pinilla.

Mal arrumado dentro de campo, o Vasco atacava o Furacão de forma desordenada. O lateral-direito Baiano era o único que ainda tentava alguma jogada diferente. Aos 22, ele arriscou de fora da área e o goleiro Galatto fez um milagre em São Januário.

O Atlético-PR teve a chance de matar o jogo, mas a sorte estava ao lado do Vasco. Em dois lances consecutivos, aos 27, a bola só não entrou por falta de capricho dos atacantes do Furacão. O time da Colina assustava em jogadas de bola parada. Aos 31, Madson cobrou falta de fora área e Galatto fez outra bela defesa. No minuto seguinte, Jorge Luiz quase marcou de cabeça em cobrança de escanteio.

Aos 40, Pedro Oldoni invadiu a área sozinho e Rafael fez uma grande defesa, salvando o Vasco novamente. Dois minutos, o alívio para os torcedores que lotaram Sâo Januário. Madson arriscou de fora da área e encobriu o goleiro Galatto, incendiando a Colina. Mesmo empurrado pelos torcedores, o time não conseguiu virar o jogo e frustrou os cruzmaltinos.


Por falta de energia, Figueira x Flu é suspenso e será disputado na quarta

Agência / AGENCIA ESTADO/AE

Partida no Orlando Scarpelli vai recomeçar com 15 minutos do primeiro tempo e com o placar de 1 a 0 para o time tricolor

Não foi por falta de espera. Figueirense e Fluminense aguardaram por 2h15m, no total, para disputarem a partida nesta quinta-feira, pela 32ª rodada do Brasileirão, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis. Mas duas quedas de luz, a segunda com 15 minutos de jogo, quando o Tricolor já vencia por 1 a 0, gol de Arouca, acabaram por interromper definitivamente o duelo. Os 75 minutos restantes serão realizados na próxima quarta-feira, no mesmo local, com o mesmo placar e com as mesmas equipes.

Os problemas começaram antes do apito inicial, quando o Figueirense entrava em campo. A torcida jogou fitas metálicas com as cores do clube no gramado e, como ventava forte, uma delas voou e bateu nos fios de eletricidade que ficam nos arredores do estádio. Isso provocou um curto-circuito e o transformador explodiu, deixando o estádio às escuras.

O árbitro Wilson Luiz Seneme esperou por nada menos que 1h45m. A iluminação enfim foi restabelecida e, com a bola rolando, o Flu perdeu a primeira chance. Com cinco minutos, a bola tocou na mão de Jackson, dentro da área. Pênalti para o Flu, mas Washington cobrou como se fosse um tiro de meta e desperdiçou. Porém, Arouca deixou os cariocas em vantagem aos 12. Após receber passe de Everton Santos, dentro da área, ele tocou no canto direito e venceu o goleiro rival.

Reprodução / GLOBOESPORTE.COM

Mais três minutos se passaram e houve novo apagão, dessa vez mais grave e atingindo uma área maior. O árbitro esperou mais 30 minutos e decidiu, então, por adiar a partida para a próxima quarta-feira. Virgílio Elísio, diretor de competições da CBF, explicou a situação.

- O artigo 38 do regulamento geral das competições estabelece que o jogo prossegue a partir dos minutos já corridos. Ele voltará a ser disputado na quarta-feira que vem. É uma data destinada para os confrontos da Copa Sul-Americana, então não teremos problema. O regulamento manda o jogo ser no dia seguinte, mas o Avaí atuará nesta sexta-feira em Florianópolis, pela Série B, e a PM local não permitiria duas partidas no mesmo dia. Por isso estamos abrindo uma exceção - afirma o dirigente, em entrevista ao SporTV.



Escrito por fraja8 às 01h56
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Igreja Maradoniana aproveita glória do ídolo e festeja 10º aniversário

Márcio Resende
Em Buenos Aires
 
Uma bola de futebol com uma coroa de Cristo e algumas gotas de "sangue", uma árvore de Natal com fotos do ídolo penduradas como "estrela", um terço com uma chuteira no lugar do crucifixo, o nome "Diego" em substituição de "Amém", uma infinidade de objetos e costumes seguidos com devoção por centenas de fiéis da chamada Igreja Maradoniana. Para esta legião de fanáticos existe uma única certeza sobre a face da Terra: Diego Armando Maradona é o Deus Supremo do futebol.

É dia de Natal. Um Natal que se vive como nenhum outro nesses 10 anos de Igreja Maradoniana. Pela primeira vez, Maradona está bem de saúde e volta à seleção argentina, agora como técnico. Nesta quinta-feira, o ídolo completou 48 anos.

"Para os argentinos, o futebol é vivido como uma religião. E como cada religião tem o seu Deus, o Deus do futebol é Diego. É lógica pura", definiu Alejandro Verón, um dos três fundadores da Igreja, ao UOL Esporte.

OS 10 MANDAMENTOS MARADONIANOS
1. A bola não será manchada", baseada na frase célebre de Maradona "La pelota no se mancha" que buscava separar os seus problemas com drogas do terreno esportivo.
2. "Amar o futebol acima de todas as coisas"
3. Declarar o teu amor incondicional por Diego e pelo bom futebol
4. Defender a camisa argentina, respeitando as pessoas"
5. "Difundir os milagres de Diego em todo o universo"
6. "Honrar os templos onde (Diego) predicou e os seus mantos sagrados"
7. "Não proclamar Diego em nome de um único clube"
8. "Predicar os princípios da Igreja Maradoniana"
9. "Levar Diego como segundo nome e colocá-lo no teu filho"
10. "Não ser cabeça de garrafa térmica (não ser mente fechada) e que a tartaruga não fuja (não ser lento)". (frases famosas de Maradona dentro de um contexto de época).

Cerca de 400 pessoas passaram a noite de véspera do Natal Maradoniano reunidas entre orações, demonstrações de fé e festejos numa pizzaria de Buenos Aires. Começou o ano 48 D.D. (Depois de Diego) que coincide com uma nova fase tanto na vida de Maradona quanto destes fanáticos torcedores que irão ver "Deus" tentar reeditar a última conquista mundial argentina de 1986 (Copa do México).

O público, entre brindes e ceia, explode em cantigas. A mais repetida é a preferida de Diego Maradona: "Voltaremos, voltaremos. Voltaremos outra vez. Voltaremos a ser campeões com em 86".

De repente, a procissão irrompe o salão. Apóstolos com túnicas brancas carregam os símbolos representativos daquele considerado na Argentina o maior jogador de futebol de todos os tempos. No centro do cortejo, um presépio apócrifo em forma de igreja com uma réplica em miniatura da estátua de homenagem a Maradona na cidade argentina de Mar del Plata. São 10 os apóstolos. O décimo primeiro seria Maradona para completar o time. Não há décimo segundo.

"Não existe Judas nesta religião do futebol. Nem tudo tem paralelo com o catolicismo. As coisas simplesmente surgem. Isto é o folclore do futebol", conta Verón.

O ritmo do desfile eclesiástico é marcado com uma oração liderada pelos fundadores da "Igreja Maradoniana, a mão de Deus", em alusão ao famoso gol contra os ingleses no Mundial de 86. "Em nome de Dona Totaaaaaaa? de Dom Diegoooo? e fruto desse amoooor", pronunciam em tom de alabança. "Diegooooooo?Diegoooo", ouve-se em tom de amém.

Os olhares são de admiração e de respeito. Não há espaços para brincadeiras.

"Este é um movimento num tom muito sério por mais que alguns queiram definir como uma paródia. Isto nasceu verdadeiramente por amor a um ídolo num momento em que Maradona não estava bem. Em países como a Argentina, o futebol é um fenômeno inexplicável. É sanguíneo. Aqui não se permite nem uma derrota porque o povo fica inabilitado para ser feliz por, pelo menos, uma semana", interpreta o instrutor nacional e diretor técnico de futebol, José Caldeira, autor do livro "Igreja Maradoniana, a mão de Deus", que define a Igreja como um movimento único no mundo que transformou um jogador de futebol numa religião.

Nova era

Diego nosso que estas na terra,
santificada seja a tua canhota.
Venha a nós a tua magia
Façam-se recordar os teus gols
assim na terra como no céu.

Dá-nos hoje uma alegria neste dia,
e perdoa aqueles jornalistas
assim como nós perdoamos
a máfia napolitana.

Não nos deixes manchar a bola
E livra-nos do Havelange...
PAI NOSSO MARADONIANO

Depois de inúmeros natais maradonianos rezando pelo ídolo, diversas vezes internado por problemas cardíacos e pulmonares como conseqüência do consumo de cocaína e álcool, os fiéis se reuniram neste ano sem o temor de perder o craque.

"Incrível seria para qualquer outro mortal. Ele é Deus!", comenta Hernán Amez, um dos fundadores da igreja, referindo-se ao novo período em que o ex-jogador está passando. Apenas 18 meses se passaram entre a última internação de Maradona e a confirmação como treinador da seleção argentina.

"Como treinador, é uma incógnita. Ele tem méritos próprios para estar nesse cargo pelo que fez como jogador. Foi Deus em campo. Tem o crédito aberto, mas terá de demonstrar em outra função", avalia Amez.

"No terreno do futebol, ele foi e será um exemplo. Na sua vida privada, não. Ele tem a sua vida privada e a sua vida esportiva. Na vida esportiva, estamos com Diego até a morte. Na sua vida privada, cada um é responsável pelos seus atos. Nem tudo o que ele faz está bem. Somos conscientes", concorda Alejandro Verón. Mas salienta: "Quando Diego estava mal numa cama e quando todos esperavam que ele morresse, não era fácil ser maradoniano. Nós enfrentamos as balas com o próprio peito. Agüentamos tudo. Fomos fortes. Agora queremos desfrutar", recorda.

 

 Márcio Resende/UOL



Escrito por fraja8 às 01h47
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





Agora é a vez do Liverpool ficar de olho em Keirrison

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes

Curitiba (PR) - Curitiba (PR) – O destino do atacante Keirrison, grande destaque do Coritiba na temporada, ainda não é certo para o próximo ano. Depois de estar próximo do Palmeiras, com a entrada da empresa Traffic na negociação por seu passe, e ser ventilado como substituto de Eto’o no Barcelona, agora é a vez do Liverpool, da Inglaterra, mostrar interesse.

É o que garante o site do jornal britânico Daily Mirror em matéria publicada nesta quinta-feira. O jogador seria um pedido do técnico Rafa Benitez. A publicação ainda confirma que os espanhóis Barcelona e Valencia também estão de olho no K9 para a próxima temporada, corroborando com o que sinalizou o presidente do clube alviverde, Jair Cirino dos Santos.

O dirigente, que tenta negociar da melhor forma possível os 20% pertencentes ao Coxa, não pretende liberar Keirrison por menos de R$ 6 milhões no caso da Traffic. Caso o destino seja a Europa esse valor pode chegar triplicar. A proposta que está nas mãos da diretoria, no entanto, não passaria de R$ 1,5 milhão.



Escrito por fraja8 às 21h24
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Rivaldo volta atrás em promessa de encerrar a carreira no Verdão

São Paulo (SP) - Depois de empolgar o torcedor do Palmeiras e arrancar elogios do técnico Wanderley Luxemburgo afirmando que encerraria a carreira no clube, o meia Rivaldo se arrependeu de ter dados tais declarações. Uma proposta para se tornar dirigente do Bundyokor, time que defende no Uzbequistão e o cargo de presidente do Mogi Mirim fazem com que o jogador abandone a certeza de voltar ao Palestra Itália.

“Por isso que é bom a gente não falar nada”, disse Rivaldo ao Terra TV, se arrependendo: “Eu falei na época em que fui no jogo do Palmeiras que pensava em encerrar a carreira no Palmeiras, então vou deixar bem claro: a gente nunca sabe o dia de amanhã”.

Tenho esse pensamento, esse sonho de jogar no Palmeiras porque é um time com o qual eu me identifiquei bastante, mas não sabemos o que vai acontecer amanhã”, explicou Rivaldo, que revelou proposta para permanecer no Uzbequistão após o término de seu contrato, em 2009, mas para atuar fora de campo, divulgando o futebol local.

Se tiver que voltar, vou jogar no Palmeiras com satisfação. Se não, eu estou feliz aqui, estou com esse projeto do presidente. O país está feliz comigo e eu fico feliz de estar aqui”, disse Rivaldo, que ainda descartou se tornar técnico após o término da carreira, seja no Brasil ou no Uzbequistão.

Eu não pensava nem em ser presidente e hoje já sou. Nunca sabemos do futuro, mas hoje eu acho que não. É muito tempo em concentração, viajando, muito sábado e domingo fora. A vida é rápida e quero curtir, também, um tempo com a minha família”, disse o recém escolhido presidente do Mogi Mirim, clube pelo qual foi revelado na década de 90.


Rapidinhas do Palmeiras


São Paulo (SP) - Mistério: O zagueiro Roque Júnior deu um susto na comissão técnica do Palmeiras. Durante o primeiro tempo contra o Goiás, o jovem Maurício chegou a aquecer para entrar em seu lugar. Depois da partida, o camisa 33 confirmou que sentiu dores, mas evitou dar detalhes da contusão. 'Senti uma dor na perna, mas deu para continuar', afirmou.

Coração divido: Lateral-esquerdo do Goiás, Júlio César admitiu uma ligação familiar com o Palmeiras, adversário desta quarta-feira. 'Minha mãe é conselheira do clube, mas tenho certeza de que ela torceu pelo Goiás hoje', avisou o atleta, que reclamou muito do pênalti que deu a vitória ao Verdão. 'Não fiz falta no Kléber', completou.

Alvo preferido: Kléber teve uma batalha dura com os defensores do Goiás. Durante os 90 minutos, o Gladiador do Palestra sofreu 15 faltas. Mesmo assim, evitou reclamações contra os adversários. 'Eu me movimento muito, então é um número normal de faltas', analisou.

Vilão: A torcida do Palmeiras não esquece a saída conturbada do meio-campista Paulo Baier do Palestra Itália. Mais uma vez, o camisa dez do Goiás sofreu intensas vaias na capital paulista. No ano passado, o jogador deixou o Verdão insatisfeito com os salários atrasados.

Craque como treinador?: O técnico Wanderley Luxemburgo fez uma análise de um polêmico companheiro de profissão: Diego Armando Maradona, o novo comandante da Argentina. Para o treinador do Verdão, o ex-craque terá que superar a falta de experiência no cargo. Mas também pode aproveitar um lado positivo: 'Ele vai levar o nome para a Argentina', analisou Luxemburgo.



Escrito por fraja8 às 21h18
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Corintianos elegem o São Paulo como rival favorito

Helder Júnior

São Paulo (SP) - Com o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro ratificado, derrotar seus arqui-rivais passou a ser uma obsessão para os jogadores do Corinthians. A equipe não venceu nenhum dos três clássicos que fez em 2008, todos pelo Campeonato Paulista. O máximo que conseguiu foi um empate sem gols, em 27 de janeiro, com o São Paulo, adversário predileto do elenco.

Conseguimos voltar à Primeira Divisão. Agora, os clássicos vêm aí. Quero jogar com o São Paulo”, avisou o lateral-esquerdo Wellington Saci, sem conseguir explicar a preferência. “É uma equipe grande do futebol brasileiro, que está disputando um título. Jogar contra eles é um desejo de criança e seria muito legal para mim. Quero esse clássico”, enfatizou.

Saci não defendeu o Corinthians em nenhum dos clássicos disputados neste ano. “Pelo Itumbiara, a nossa rivalidade era com o Atlético-GO. Mas não dá nem para comparar”, sorriu.

Outro jovem lateral da equipe do Parque São Jorge, o destro Diogo revelou a mesma ansiedade na manhã desta quinta-feira. “No Sport, só disputei clássicos com o Náutico, já que o Santa Cruz estava em uma fase ruim. Aqui, a maior rivalidade é entre Corinthians e São Paulo”, elegeu. “Claro que queremos participar desse confronto.”

Por enquanto, porém, os jogadores do Corinthians só podem torcer contra os arqui-rivais na Série A do Campeonato Brasileiro. O zagueiro Chicão fechou a expressão na quarta-feira, quando questionado sobre a possibilidade de o Palmeiras ser campeão brasileiro. E o São Paulo? “Menos ainda”, respondeu.

O goleiro Felipe destoa do elenco. Depois de pular o alambrado do Pacaembu para comemorar o retorno à Primeira Divisão com os torcedores do Corinthians, ele declarou que sente mais vontade de enfrentar o Palmeiras, uma vez que já conseguiu vencer os demais rivais.


Rapidinhas do Corinthians


São Paulo (SP) - Promoção – Durante a partida contra o Paraná, sábado, a loja oficial do Corinthians colocará 24 promotores no Pacaembu para distribuir “aos torcedores alvinegros uma mão gigante, com o indicador apontando o retorno à elite do futebol nacional”, conforme a divulgação. Mais de 10 mil unidades serão entregues aos corintianos.

Lucro – O acesso à Primeira Divisão ajudou o goleiro Felipe a aumentar seus rendimentos. Menos de uma semana depois de fazer média com os torcedores ao comemorar a vitória sobre o Ceará, nesta quinta-feira o jogador assinou contrato de patrocínio com uma multinacional, fornecedora de material esportivo.

Ingrato – O Corinthians só garantiu a sua classificação à Série A no último sábado porque o Barueri perdeu por 2 a 1 para o Paraná, próximo adversário da equipe de Mano Menezes. “Não temos gratidão nenhuma. Eles ajudaram, mas nós fizemos a nossa parte. Buscaremos mais uma vitória agora”, projetou o lateral-esquerdo Wellington Saci.

Boa-praça – Em pouco tempo de Corinthians, o lateral-direito Diogo já se diz ambientado no grupo comandado por Mano. “São todos companheiros, sem exceção. Eles conversam muito comigo para me ajudar, principalmente o Cristian. Só tenho a agradecer”, comentou.

Exorcismo – O Corinthians celebrará o fim do fantasma da Segunda Divisão com uma festa de Dia das Bruxas. O evento acontecerá na noite desta sexta-feira, na pizzaria do Parque São Jorge, “para espantar definitivamente as bruxas após sacramentar a volta à Série A”, como anuncia o site oficial do clube.


Ex-gremista, Hugo espera time misto do Inter no Morumbi
Luiz Ricardo Fini

Foto: Fernando Pilatos/Gazeta Press
Foto: Fernando Pilatos/Gazeta Press

São Paulo (SP) - O meia Hugo conhece muito bem a rivalidade entre Internacional e Grêmio. Ex-jogador do Tricolor gaúcho, o atleta entrará em campo na noite de domingo para defender o São Paulo contra o Colorado, enquanto os demais concorrentes ao título ficam de olho no confronto. Uma vitória do Inter ajudaria o rival Grêmio e, justamente por isso, Hugo acredita que o time do técnico Tite não virá com força máxima à capital paulista.

“Se tratando da rivalidade do Sul, acho que o Inter pode vir com uma equipe mista. Pelo que conheço da rivalidade de lá, se puderem prejudicar um ao outro vão fazer”, analisou.

O São Paulo divide a liderança do Brasileirão com o Grêmio, ambos com 59 pontos. Portanto, o time do técnico Celso Roth terá de torcer justamente para seu maior rival vencer os paulistas no domingo. O problema é que o Internacional não tem mais pretensões de alcançar a Copa Libertadores e nem o título.

Desta forma, além da rivalidade acirrada, Hugo também acha que o fato de estar na disputa da Copa Sul-americana pode motivar o Inter a poupar seus principais jogadores no Brasileirão. Mesmo assim, o meia acredita em um jogo difícil na noite de domingo.

“Depois do empate no jogo passado do Brasileiro (com o Náutico), o Inter ficou distante da Libertadores e acho que vai priorizar a Sul-americana, pois eles já conseguiram um bom resultado com o Boca. Mas vamos aguardar, já que, se tratando do Inter, vai ser um adversário difícil”, ponderou.

Depois de vencer o Boca Júniors em Porto Alegre pela primeira partida das quartas-de-final da Sul-americana, o Colorado viajará na próxima semana à Argentina para fazer o segundo confronto com o adversário.

No entanto, apesar da chance de o técnico Tite ‘guardar’ seus principais atletas para o duelo com o Boca, o meia Hernanes avisa que o Tricolor não poderá esperar tranqüilidade no Morumbi.

“Acho que isso é conversa fiada, é papo furado. Temos de entrar em campo do nosso mesmo jeito. Seja quem vier, precisaremos jogar com humildade para conseguirmos a vitória”, avisou.

O zagueiro André Dias, por sua vez, acredita que os reservas do Internacional poderão dar muito trabalho ao São Paulo. “Eu já estive em situações parecidas e sei que o profissional não entra pensando em não jogar tudo o que pode. Se o jogador não está atuando, vai querer mostrar seu valor quando entrar em campo. Temos de respeitar o Inter para conseguirmos os três pontos, independente de quem venha no time deles”, concluiu


Jean vota nele mesmo para revelação do Campeonato Brasileiro

Agência / VIPCOMM

Volante diz que sempre busca ser o melhor, e já sonha com a seleção

A descoberta do ano de Muricy Ramalho deu as cartas contra o Botafogo. Autor de um lindo gol na vitória por 2 a 1 (assista ao lance ao lado), no Engenhão, o volante Jean ditou o ritmo no meio-campo do São Paulo, marcou, armou e provou as suas qualidades, que, na opinião do próprio jogador, lhe garantem um título: o de revelação do Brasileirão. Perguntado se Jean votaria nele mesmo nesta categoria do Prêmio Craque Brasileirão 2008, o volante não titubeou.

- Com certeza. É isso que eu quero. A cada jogo tenho crescido e mostrado meu trabalho. O principal é ser revelação? Então, é isso que busco. E vou conseguir este título.

Em êxtase, ele não cansava de explicar para a imprensa o lance do gol de cobertura marcado no Rio de Janeiro.

- Quando vi que o goleiro pegou a bola para o lançamento, vi que ele errou e a bola vinha na minha direção. Aí, nem pensei mais no goleiro, porque sabia que ele estava fora do gol, estava morto. Só pensei em acertar o domínio e a batida. Fui corajoso.

Diante de tanta autoconfiança e coragem, qual seria o próximo passo de Jean na carreira?

- Seleção brasileira, com certeza.



Escrito por fraja8 às 21h14
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Fiat criará vagas próprias no Palestra

GUSTAVO FRANCESCHINI
Da Máquina do Esporte, em São Paulo

De maneira independente, a Fiat fará, já nos próximos jogos do Palmeiras no Palestra Itália, um estacionamento próprio para torcedores que possuam carros da montadora. A informação, confirmada pela reportagem da Máquina do Esporte, ainda é tratada como falsa pela assessoria de imprensa da empresa, que nega a ação.

A idéia é facilitar o acesso de clientes à praça esportiva com um espaço privado, em frente à entrada da avenida Francisco Matarazzo. O "Fiat Park" daria gratuidade aos clientes, que costumam encontrar problemas no acesso ao estádio.

A iniciativa, revelada pelo diário "Lance!" nesta quinta-feira, já é conhecida do Palmeiras, que não tem nenhuma participação no acerto da ação. Ainda segundo a publicação, a Fiat poderia estender a promoção aos outros estádios da cidade dependendo do sucesso da ação.


Escrito por fraja8 às 21h08
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




EL CAPITÁN BLANCO ESTÁ A PUNTO DE BATIR DOS RÉCORDS HISTÓRICOS DEL REAL MADRID

Catorce años de Raúl

Ya hace catorce años que un chaval de 17 años debutaba en Zaragoza, en el estadio de La Romareda, con el número 17 a su espalda, dejó impresionados a Valdano y al resto del mundo futbolístico. Era un 29 de octubre de 1994, y aquella promesa hace tiempo que se hizo realidad. Ahora es capitán del Real Madrid y un veterano del fútbol español. Aunque muchos le dan por muerto y desean su retirada, su profesionalidad y su amor propio le hacen seguir al pie del cañón. Esta pretemporada anunció en una entrevista en Radio MARCA que todavía queda Raúl "para tres o cuatro años a un buen nivel".

Raúl es el recordman del fútbol español. Máximo goleador de la Liga en activo, máximo goleador en la historia de la Copa de Europa y máximo goleador de la selección española. Ha batido muchos registros y está a punto de batir alguno más, como ser el máximo goleador de la historia del Real Madrid en Liga. Si todo transcurre con normalidad, Raúl superará a Di Stéfano como el jugador blanco con más goles en la competición liguera. El capitán blanco está a 7 de las 216 dianas que marcó 'La Saeta Rubia' con el escudo del Madrid en el pecho.

Además, Di Stéfano puede ver cómo Raúl le arrebata también el honor de ser el máximo goleador del Real Madrid en todas las competiciones. El '7' blanco puede superar en breve al presidente de honor del club blanco, pues está a tan sólo 11 tantos de grabar su nombre con letras de oro (más brillante todavía) en la historia del Real Madrid.

Un palmarés casi completo

En estos catorce años, Raúl ha conseguido sumar a su palmarés -

6 Ligas, 3 Champions League, 2 Copas Intercontinentales, 1 Supercopa de Europa y 3 Supercopas de España.

A nivel individual -  

 2 Pichichis, ha sido 2 veces máximo goleador de la Champions y en 2001, su mejor año, se llevó el galardón de bronce del FIFA World Player y el Balón de Plata de 'France Football'. El capitán blanco espera seguir añadiendo títulos a este lujoso palmarés.

La espina que siempre quedará clavada en el corazón de Raúl fue la pasada Eurocopa. Uno de los mejores jugadores (para algunos, el mejor) de la historia del fútbol español, vio el primer triunfo de la selección española en 44 años por televisión. Las grandes estrellas del fútbol mundial siempre son recordadas por grandiosas actuaciones con sus respectivas selecciones nacionales. A Raúl le ha faltado este premio. Pero su carácter luchador le impide rendirse. Como dijo él mismo, todavía le quedan tres o cuatro años por delante y nada es imposible.



Escrito por fraja8 às 21h04
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




E agora ? Gremio , Cruzeiro , Palmeiras e Flamengo
A julgar pelo movimento nas bilheterias da capital paulista, no dia de hoje, o jogo entre São Paulo x Inter, no próximo domingo, tem tudo para ter casa cheia. Foram comercializados 15.200 ingressos, quase o público da última partida no Morumbi, contra o Vitória/BA, numa quinta-feira chuvosa.
 
A vitória do São Paulo contra o Botafogo e a derrota do líder Grêmio, contra o Cruzeiro, colocaram o tricolor paulista ao lado dos gaúchos, que têm uma vitória a mais.
 
Torcedores que já haviam adquirido seu ingresso para o jogo de domingo confidenciaram que não tiveram qualquer problema ou demora durante a compra, que levou em média 5 minutos.
 
Não é o que podemos ver na foto tirada hoje, por volta das 11:30, ou seja, meia hora após a abertura das bilheterias do Canindé. A fila tinha cerca de 50 pessoas e à medida em que essas compravam seu ingresso novas pessoas mantinham a mesma média. O fato se repetia dos demais postos de venda espalhados pela cidade, segundo informações de outros torcedores.
 
O pedido do técnico Muricy Ramalho e de todo o elenco parece que finalmente será atendido, apesar de concordar com o Marcello Lima e achar vergonhoso que a maioria só vá mesmo na boa.

Resta saber se o comportamento será o mesmo para as demais partidas e se essa nova geração, mesmo acomodada, verá in loco o São Paulo comemorar o inédito tri.

Por: Carlos Fabiano de Souza botafogoXsaopaulo
 
 
 


Escrito por fraja8 às 20h57
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Calderón: "Todo es falso"

MD83. MADRID, 30/10/08.- El presidente del Real Madrid, Ramón Calderón, muestra su declaración de la Renta durante la rueda de prensa que ha ofrecido esta tarde en el estadio Santiago Bernabéu. EFE/Paco Campos

El presidente del Real Madrid, Ramón Calderón, ha salido al paso de una serie de informaciones difundidas o publicadas por varios medios de comunicación asegurando, en una tensa conferencia de prensa, que "todo, absolutamente todo lo que se indica en las informaciones, es falso o inventado por unos mafiosos, delincuentes y mentirosos".

Apenas un par de horas antes de que el Real Madrid juegue su partido de ida de los dieciseisavos de la Copa, Ramón Calderón ha desmentido "con rotundidad" en el Estadio Santiago Bernabeu la información publicada sobre sus actividades económicas. "Lamentablemente estoy ante ustedes para hacer una declaración formal ante unas informaciones muy graves que esta mañana he puesto en conocimiento de la policía para que inicie las investigaciones pertinentes, que espero den sus frutos en muy breve espacio de tiempo y que han tenido su origen en un grupo de mafiosos y delincuentes", dijo Calderón. "Estos señores han accedido a una serie de cuentas corrientes y de tarjetas de crédito de una manera completamente delictiva, lo que ya está puesto en conocimiento de la policía", abundó el presidente.

Obsesión sobre su figura

El presidente blanco apuntó que "hay una serie de personas con una obsesión permanente por atacarme y me alegro de que estén aquí algunos representantes de esos medios, que no sólo no contrastaron sus informaciones sino que ayer a las ocho y media de la tarde sabían que era completamente falsa; pero parece ser que en este caso se ha preferido hacer válido el dicho de que la verdad no te estropee una buena noticia".

Explicando muchas de las cuestiones suscitadas en la citadas informaciones, el presidente del Real Madrid aclaró que todos los gastos que se reflejan en la información "son provenientes de una cuenta corriente y unas tarjetas de crédito de mi hija Leticia, mayor de edad e independiente económicamente".

Calderón, contundente

Ramón Calderón aseguró que "yo soy un enamorado de la libertad de expresión, pues creo que es uno de los pilares fundamentales de cualquier estado democrático, pero eso no permite que se lleguen a situaciones como ésta, tan graves y de un ataque tan directo contra mi persona y mi prestigio, razón por la cual no he podido hacer más que lo que he hecho". Calderón agregó que no iba a pasar "ni una más, pues no pensaba que pudiese haber gente tan miserable, pero hemos llegado a un punto demasiado lejano".



Escrito por fraja8 às 20h51
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Dynamo e sondagens da Europa dificultam permanência de Kléber

 
Carlos Padeiro
Em São Paulo
 
Apontado como um dos destaques do Palmeiras nessa reta final de Campeonato Brasileiro, Kléber deve retornar para a Europa em 2009. Para ficar com o atacante, o clube alviverde terá que desembolsar US$ 8 milhões ao final do ano, investimento considerado alto, e outras equipes da Europa já estão de olho no jogador de 25 anos.

Na noite da última quarta-feira, um diretor de futebol do Milan esteve no Parque Antarctica, acompanhado do ex-lateral-esquerdo Serginho, representante da equipe italiana no Brasil, e o alvo das observações seria Kléber.

O procurador do atacante, Giuseppe Dioguardi, admitiu que já recebeu sondagens de outros clubes do Velho Continente e afirmou que dificilmente o Dynamo de Kiev, dono dos direitos econômicos do atleta, concordaria em liberá-lo novamente por empréstimo ao Palmeiras.

"O Kléber só sai do Palmeiras se for para uma equipe de ponta da Europa. Ele está em ascensão, seu nome está sendo comentado na Europa, principalmente depois que o Ronaldo [atacante ex-Milan] falou que ele é o destaque no futebol brasileiro, e o jogador sabe que tem peixe grande atrás dele. Ele já demonstrou toda a sua vontade de permanecer, mas está na hora de o Palmeiras tomar a iniciativa", apontou o empresário.

Uma possibilidade, segundo Dioguardi, seria alguma equipe européia adquirir o vínculo de Kléber e emprestá-lo ao Palmeiras até o final da Libertadores.

A alta do dólar complicou a situação - atualmente Kléber vale quase R$ 17 milhões. "Dois ucranianos estiveram aqui para conversar comigo e eu disse que quero ficar. Mas é uma situação muito difícil, e acho que só será resolvida no final do ano, quando acabar o empréstimo. Vamos ver o que vai acontecer, mas é muito difícil", falou o jogador, após a vitória sobre o Goiás, com um certo pessimismo.

Já o Palmeiras afirma que aguarda uma postura oficial do Dynamo de Kiev para negociar. Segundo os cartolas do time alviverde, o representante do jogador ainda não apresentou as exigências do clube ucraniano, porém o valor de US$ 8 milhões é fora dos padrões do futebol brasileiro.

Além do diretor do Milan, também compareceu ao Parque Antarctica, na noite da última quarta-feira, um empresário alemão. "É o mesmo que levou o Thiago Neves para o Hamburgo e o Renato Augusto para o Bayer Leverkusen", informou o diretor de futebol, Genaro Marino. "Mas isso é normal nessa época."


Escrito por fraja8 às 20h43
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Copa do Rei: Real Madrid perde para equipe da terceirona da Espanha

Meia De La Red desmaia durante partida contra o Real Unión e assusta equipe merengue

Agência/EFE
 
Em um jogo cheio de sustos e com um clima de muita rivalidade, o Real Madrid foi a Irún, no País Basco, e voltou com uma derrota na bagagem: 3 a 2 para o modesto Real Unión, time da Terceirona do futebol espanhol. A partida foi válida pela quarta fase da Copa do Rei. 

Jogando em um estádio acanhado, o Real Madrid, que entrou com uma equipe formada na maior parte por reservas, nem teve tempo para respirar. Apoiados pela pequena, mas inflamada, torcida – que possui uma rivalidade política com os clubes da capital espanhola -, o Real Unión abriu o placar logo aos dois minutos com Dominguez. O argentino Higuaín igualou o marcador sete minutos depois.

Aos 13, o susto. O meia De la Red, do Real Madrid, desmaiou em campo e teve que receber atendimento médico ainda no gramado. Exames iniciais, no entanto, revelaram que ele sofreu apenas uma queda de pressão. 
 
Agência/EFE

 Após deixar o campo em uma maca, De la Red foi levado para o vestiário do Real e logo recuperou a consciência. Segundo exame inicial dos médicos do clube merengue, a pressão sangüínea do meio-campista caiu subitamente, causando o desmaio. No entanto, o jogador foi levado para um hospital para passar por novos exames. Segundo a imprensa espanhola, De la Red deve passar a noite internado sob observação médica. 

Para piorar, Dominguez ampliou para os anfitriões aos 20 minutos. Mas coube a outro hermano igualar o marcador novamente para os merengues: Saviola, aos oito minutos. E quando parecia que o Real iria deslanchar, mais uma uma ducha de água-fria. Beristain, após passe de Quero, acertou um chute de canhota sem defesa para o goleiro reserva Dudek.

À frente do placar, o Real Unión, que tem quatro títulos da Copa do Rei (1913, 1918, 1924 e 1927), segurou o placar e fez a festa. Com o resultado, os merengues precisam de uma vitória por dois gols de diferença no estádio Santiago Bernabéu, no dia 12 de novembro, para se garantirem nas oitavas-de-final do torneio que não conquistam desde a temporada 1992/1993.

Confira todos os jogos de ida da quarta fase da Copa do Rei:
Terça-feira

Benidorm 0 x 1 Barcelona

Quarta-feira

Portugalete 1 x 4 Valencia
Athletic Bilbao 2 x 0 Recreativo Huelva
Castellon 0 x 2 Bétis
Celta de Vigo 2 x 2 Espanyol
Elche 0 x 2 La Coruña
Hercules 1 x 5 Valladolid
Málaga 1 x 1 Mallorca
Numancia 0 x 1 Sporting Gijón
Orihuela 0 x 1 Atlético de Madri
Poli Ejido 5 x 0 Villarreal
Ponferradina 1 x 0 Sevilla
Rayo Vallecano 1 x 2 Almería
Murcia 2 x 1 Racing Santander
Getafe 0 x 0 Osasuna

Quinta-feira

Real Unión 3 x 2 Real Madrid



Escrito por fraja8 às 20h36
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Apoio de Rogério Ceni foi fundamental para jovem goleiro do Botafogo

Renan revela que o ídolo fez questão de chamá-lo para conversar após a falha na derrota diante do São Paulo, quarta, no Engenhão

Para qualquer ser humano, receber apoio em momentos ruim é importante. Imagine então quando a pessoa que chega para te dar força é justamente um dos seus ídolos de infância. Foi isso que aconteceu com Renan, quarta-feira, após a falha no primeiro gol do São Paulo, na derrota do Botafogo por 2 a 1, no Engenhão .

Ainda no gramado, o são-paulino fez questão de ir ao encontro do camisa 1 do Glorioso e no meio-campo conversaram por alguns minutos. Nesta quinta-feira, Renan revelou o teor da conversa e sua satisfação.

- Foi bem legal e importante isso aí. Acabando o jogo ele veio falar comigo: "Cara, não ligue para o que os outros venham a falar de você. Não esquenta a cabeça, você é um excelente goleiro". Ele me deu força. Falou da minha reposição de bola e fico feliz por isso. Principalmente por se tratar do Rogério Ceni. Um goleiro de seleção e experiente.

Com 19 anos, Renan será o goleiro titular do Botafogo até o fim da temporada. Uma vez que o uruguaio Castillo se recupera de uma lesão no joelho direito.


'Inteligente e educado', Renan é o dono da posição até 2009

Cezar Loureiro/O Globo

Treinador enumera virtudes do goleiro e diz que ele tem tudo para seguir como titular até mesmo no retorno de Castillo, ano que vem

Cahê Mota Rio de Janeiro

Apesar da falha diante do São Paulo, a condição de titular de Renan no gol do Botafogo segue inabalável. Quem garante é Ney Franco. Segundo o técnico do Botafogo, falhas são rotineiras na vida de qualquer goleiro, e o jovem de 19 anos tem personalidade de sobra para superar o bom momento e seguir como dono da posição, não somente enquanto Castillo se recupera de lesão, mas também em 2009.

- Como qualquer outro na posição, tem que saber passar por esses momentos. Foi visível o erro dele, ele admite isso e a minha fala com ele é de que hoje é o goleiro titular do Botafogo. Vai fechar a temporada nesta posição e tem tudo para iniciar a próxima temporada.

Para Ney, as qualidades do goleiro ultrapassam as linhas do gramado. E essa estrutura extracampo tem sido fundamental para Renan superar a situação ruim.

- No vestiário, após o jogo, eu já tinha tentado elevar o moral do atleta. Além de ser bom jogador e atleta, ele é inteligente, tem uma boa educação familiar e está maduro para viver esta função de goleiro titular em uma equipe de ponta.

Por fim, o treinador fez questão de não ir muito longe para recordar situações em que o próprio goleiro evitou o Botafogo de sofrer algo pior.

- No próprio jogo contra o São Paulo eu me lembro de duas grandes defesas dele, uma em um chute do Jorge Wagner, e pelo passado também quando já fez grandes partidas.

Com 49 pontos, o Botafogo é o sexto colocado no Brasileirão, e encara o Atlético-MG, domingo, no Mineirão, pela 33ª rodada da competição.


Souza dispara o alerta: 'Para ser campeão, precisa melhorar muito'

Alexandre Alliatti/GLOBOESPORTE.COM

Meia não está satisfeito com o futebol do Grêmio. Ele diz que é preciso vencer fora de casa para levantar o caneco

Alexandre Alliatti Porto Alegre

O Grêmio tem plena consciência de que não está jogando bem. E também sabe que precisará melhorar de rendimento se quiser conquistar o Campeonato Brasileiro. O alerta foi dado pelo meia Souza na chegada do líder a Porto Alegre, na tarde desta quinta-feira, após a derrota de 3 a 0 para o Cruzeiro.

- Para ser campeão, precisa melhorar, e muito. Quem quer ser campeão não pode perder confronto direto e também não pode ficar sem vencer fora de casa. Mas temos que olhar para a tabela. Nós ainda somos líderes - afirma o jogador.

Souza bate na tecla da necessidade de vitórias fora de casa. No returno, aí está o grande problema do Grêmio. São três empates e quatro derrotas na segunda metade da competição como visitante. 

 Os líderes dificilmente vão perder pontos em casa em um momento decisivo. Então tem que vencer fora. É fundamental voltar a ganhar fora. Lembro da época em que jogava no São Paulo. Fomos campeões porque nosso aproveitamento como visitante era tão bom quanto em casa - analisa o meia.

O Grêmio tem mais três jogos fora de casa pelo Campeonato Brasileiro: Palmeiras, Vitória e Ipatinga. E ainda recebe o Figueirense (o próximo jogo, domingo), o Coritiba e o Atlético-MG.



Escrito por fraja8 às 20h13
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Ballack chega à Alemanha para conversar com técnico da seleção

Agência/EFE

Imprensa alemã diz que meia não vai mais vestir a braçadeira de capitão

Das agências de notícia Berlim

O meio-campo Michael Ballack chegou nesta quinta à Alemanha para se encontrar com o técnico Joachim Löw, alvo de críticas suas pela forma de comandar a seleção alemã.

Segundo o site do jornal "Bild", o jogador do Chelsea aterrissou em Frankfurt, procedente de Londres, dias após pedir desculpas por escrito pelas polêmicas declarações sobre o treinador.

A federação alemã de futebol não informou quando ou onde será o encontro entre os dois. Também nesta quinta, o jornal "Abenzeitung" afirmou que Ballack deixará de ser capitão da seleção para que possa continuar na seleção até a Copa do Mundo de 2010, apesar da indisciplina. Segundo a publicação, seu sucessor será o lateral Philipp Lahm, do Bayern de Munique.

Ballack criticou abertamente a metodologia de trabalho de Löw em recente entrevista, o que irritou o técnico. Ele exigiu que o meio-campo pedisse desculpas - o que acabou fazendo, mas por meio de um comunicado.

Ambos ainda não se encontraram para falar sobre o assunto, uma exigência de Löw.

A atitude de Ballack foi duramente criticada tanto pelo ex-jogador Franz Beckenbauer, ídolo do futebol no país, como pelo presidente da federação, Theo Zwanziger. Eles consideraram a ação "intolerável". 

A imprensa alemã fala há dias que Ballack seguiria o caminho do atacante teuto-brasileiro Kevin Kuranyi, expulso da seleção por deixar o grupo em plena disputa das eliminatórias alegando falta de oportunidade para jogar.

As críticas de Ballack acentuaram a sensação de caos interno e falta de autoridade na seleção, já que foram acompanhadas das declarações de Kuranyi e do volante Torsten Frings, outro que se sente relegado pelo treinador.


Ex-jogador Lato é o novo presidente da Federação Polonesa

Varsóvia (Polônia ) - O ex-atacante Grzegorz Lato foi eleito presidente da Federação Polonesa de Futebol, nesta quinta-feira. O ex-jogador, artilheiro da Copa do Mundo de 1974, recebeu 57 dos 112 votos, superando Zdzislaw Krecina e Zbigniew Boniek.

A eleição do ex-jogador é importante pelo fato de que, em parceria com a Ucrânia, a Polônia irá sediar a Eurocopa de 2012 e, recentemente, a federação de futebol do país se viu envolvida em vários problemas de administração.

Além disto, o cronograma das obras para a realização da Eurocopa de 2012 está atrasado e por este motivo, a Fifa e a Uefa ameaçaram retirar a competição européia da Polônia.



Escrito por fraja8 às 20h08
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Tela de Hamilton, feita por carrinhos de controle remoto, é exposta em Londres

Agência/VIPCOMM

O quadro gigante de Lewis Hamilton, piloto que pode tornar-se o mais jovem a conquistar o título mundial da Fórmula 1, foi afixado ao lado da ponte de Londres e ficará em exposição até o encerramento do Grande Prêmio do Brasil, no dia 2 de novembro. O quadro, produzido pelo artista plástico Ian Cook, foi desenvolvido com uma técnica diferenciada: carrinhos de controle remoto pintaram a tela de 8mX12m



Escrito por fraja8 às 20h03
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Coria comentará final da Davis na TV

REDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, em São Paulo

Ex-terceiro do mundo no tênis, o argentino Guillermo Coria estará fora das quadras durante a final da Copa Davis entre Argentina e Espanha no próximo dia 5. Sem estar em grande fase, o atleta será comentarista da TyC Sports.

"Já estou nervoso. Aceitei a proposta porque tenho boa relação com Gonzalo Bonadeo, Ale Klappenbasch e Millie Lay González. Vou tentar dizer o que penso e espero que ninguém leve isso a mal", afirmou Coria.

Apesar de ser comentarista na Davis, o argentino descartou encerrar sua carreira e disse que em 2009, o tenista voltará a atuar profissionalmente.

Neste ano, o atleta ficou de fora das competições desde abril para resolver problemas pessoais. Com isso, o argentino caiu para a 578ª posição do ranking da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP).


"UCL" asiática aumentará premiação

REDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, em São Paulo

Os clubes que disputarão a próxima Liga dos Campeões da Ásia ganharão um incentivo a mais na busca pelo título. Os organizadores da competição anunciaram o aumento na premiação do torneio de 2009.

Segundo o anunciado por Mohamed Bin Hammam, presidente da Confederação Asiática de Futebol (AFC), os valores disponibilizados aos clubes em premiações serão de cerca de 10,8 milhões de euros.

O anúncio foi feito em um seminário que teve como objetivo discutir a gestão da competição. O antigo diretor de comunicação da Fifa Andreas Herren e o ex-diretor da Eurosport, Patrick Cotting, estiveram presente no encontro.

"Este seminário é um passo importante no relançamento da Liga dos Campeões da Ásia. Educação e conhecimento são uma prioridade para a AFC e queremos assegurar que todos os gerentes dos clubes que disputam o torneio estão trabalhando para o crescimento profissional de futebol na Ásia", afirmou Hammam.


Torcida "revela" acordo Felipe e Adidas

GUSTAVO FRANCESCHINI
Da Máquina do Esporte, em São Paulo


A comemoração do acesso à Série A do Campeonato Brasileiro teve um gostinho especial para Felipe. Empolgado com a conquista, o goleiro do Corinthians não se satisfez com a festa dos gramados, e foi para as arquibancadas para pular com a torcida. Só que os puxões e agarrões do público revelaram mais que a alegria do camisa 1, que vestia, por baixo do uniforme oficial da Nike, uma camisa branca da Adidas, sua nova patrocinadora pessoal.

O acordo foi cercado de mistério. Depois de meses de negociações com várias empresas, inclusive a própria fabricante norte-americana, Felipe fechou com a Adidas e vem utilizando as chuteiras da empresa alemã nos últimos jogos do Corinthians.

O detalhe, porém, passou desapercebido de toda a imprensa, e só veio à tona no último sábado. Só que o ato intempestivo, que resultou a na perda das duas camisas para a massa exacerbada, não desfez todo o mistério.

A assessoria de imprensa da Adidas confirma o acordo, mas não revela mais nada sobre o contrato com Felipe. A marca faz segredo até sobre o início do compromisso, cuja data final também não é conhecida.

Toda a segurança é explicada pela proximidade da "conquista" do Corinthians na Série B. A Adidas esperava aguardar algumas semana para lançar Felipe como novo contratado em uma ação especial.


 
Canadá deve definir F-1 na sexta

 
REDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, em São Paulo
A participação ou não do GP do Canadá na próxima temporada da Fórmula 1 está perto de ser definido. Na próxima sexta-feira, os responsáveis pelo país e representantes da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) podem anunciar o retorno.

Para que a prova canadense volte a ser disputada na temporada 2009, a entidade máxima da do automobilismo aguarda um anúncio por parte do governo canadense sobre investimentos no GP do país.

Segundo o jornal "The Montreal Journal", o prefeito de Montreal, Gerald Tremblay, e oficiais do governo se reuniram com Bernie Ecclestone, chefe da FIA, para definir os investimentos, mas os valores não foram divulgados.

A decisão da retirada do Canadá da Fórmula 1 foi tomada há pouco mais de duas semanas por parte da FIA. Com isso, a categoria passou a não ter nenhuma prova na América do Norte, o que provocou uma reação das escuderias, que acreditam perder com a ausência de corridas em um dos principais mercados automobilísticos do mundo.



Escrito por fraja8 às 20h01
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




São Paulo fecha com Visa para ter novo setor VIP no Morumbi

 
Thales Calipo
Em São Paulo
 
Depois da concorrência promovida pelo São Paulo para definir qual empresa seria responsável pela criação de um novo espaço VIP no Morumbi, o clube fechou contrato com a Visa. Segundo o UOL Esporte apurou, no entanto, as duas partes ainda irão definir todos os detalhes da nova parceria, e a oficialização deve acontecer apenas em dezembro.
 
Mesmo sem os detalhes definidos, já está acertado que a Visa, em um primeiro momento, será responsável por revitalizar apenas um setor do estádio. O local exato e a quantidade de assentos que serão englobados nesta nova área ainda vão ser discutidos.

"A primeira etapa é modernizar e explorar este setor. A Visa deseja ampliar a participação dela no futebol e o São Paulo está estudando alternativas para isso", afirmou Marcelo Portugal Gouvêa, diretor de planejamento do São Paulo.

Divulgação
 
Assim como acontece nas parcerias da Visa com outros clubes, a empresa não terá nenhuma participação no preço do ingresso cobrado ou mesmo na arrecadação do local. A empresa irá faturar com a utilização do seu cartão, por parte dos torcedores, para acessar essa área VIP.

Com esse novo acordo, o São Paulo será o quinto clube a contar com uma área exclusiva. O projeto-piloto desta empreitada foi feita com o Figueirense e o estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

O maior sucesso, no entanto, foi atingido com o Palmeiras. No Palestra Itália, a média de ocupação do espaço Visa é de 74%. Na seqüência, o Engenhão (Botafogo) e a Vila Belmiro (Santos) foram os estádios que ganharam uma área VIP.


Escrito por fraja8 às 19h51
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Kaká comemora contratação de Beckham e planeja ‘segurar’ o inglês no Milan

‘Ele contribuirá muito com a sua qualidade, profissionalismo e empenho para que possamos conquistar nossos objetivos’, afirma meia brasileiro

O meia Kaká, maior ídolo do Milan, não se mostrou preocupado com a chegada de mais um astro no clube rossonero, no caso, o meia David Beckham. Pelo contrário. O craque brasuca está contente comemorou a contratação do inglês.

- Estou muito feliz com o acerto final entre o Milan e o Beckham, ele contribuirá muito com a sua qualidade, profissionalismo e empenho para que possamos conquistar nossos objetivos – afirmou Kaká, por intermédio de sua assessoria de imprensa.

Segundo o craque do Milan, os jogadores vão tentar convencer o astro inglês a seguir em Milão.

- Tentaremos nesse breve tempo convencer o Beckham a, quem sabe, continuar no clube por mais algum tempo.


                Site do Milan anuncia acerto com Beckham



Escrito por fraja8 às 19h49
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Com legião brasileira, Roma aposta em marketing e peneira no país

Divulgação
 
Thales Calipo
Em São Paulo
 
A grande presença de brasileiros no elenco da Roma fez com que o clube italiano passasse a apostar mais no Brasil. Com isso, a equipe de Julio Baptista, Taddei, Cicinho, Juan, Doni, Julio Sérgio e Artur pretende intensificar os trabalhos de marketing para tornar o seu nome ainda mais conhecido no país e, de quebra, descobrir novos talentos.

Dentro dessa proposta, o time italiano aposta no projeto AS Roma Campus Brasil, uma clínica oficial de futebol do clube para crianças entre 8 e 14 anos. A segunda vez que a equipe realizará esta iniciativa no país será entre os dias 14 e 20 de dezembro, em Barra do Piraí, no Rio de Janeiro.

"O conceito do campus é, primeiramente, ser um espaço de lazer, amizade e socialização entre os participantes, pois eles poderão ficar uma semana sem os pais. Paralelamente a isso, tem a possibilidade de ser escolhido para jogar na Roma", explica o italiano Danielle Monti, responsável pela criação do projeto no país.

Além da quantidade de brasileiros no elenco atual, o Brasil foi escolhido como primeiro ponto da América do Sul a receber o projeto por conta da ligação da equipe com jogadores do passado, como Aldair, Cafu e Antonio Carlos. No restante do mundo, a Roma já realiza um trabalho semelhante na Alemanha, Áustria e Austrália.

Divulgação

Apesar de ser a última a ser criada, a peneira realizada no Brasil já rendeu frutos à equipe italiana. Na primeira edição do projeto, que aconteceu em julho, também no Rio de Janeiro, o garoto Caio Werneck, de apenas de nove anos, agradou aos observadores e, atualmente, treina nas categorias de base da Roma.

"O Ricardo Perlingeiro, que está desenvolvendo o projeto comigo, é brasileiro, mas mora na Itália e trabalha nas categorias de base da Roma. Como ele trabalha com isso, sabe quais meninos podem interessar para o time", completa Monti.

A Roma disponibiliza 60 vagas para o seu campus e, para se inscrever, os interessados devem desembolsar R$ 1.650,00. O valor inclui hospedagem, quatro refeições, além de dois uniformes completos de jogo. Em julho do próximo ano, São Paulo também receberá uma edição do Roma Campus.



Escrito por fraja8 às 19h45
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Nadal supera Monfils e avança em Paris

Agência/Reuters

Número 1 do mundo passa para as quartas-de-final do Masters francês

GLOBOESPORTE.COM Paris

Rafael Nadal não encontrou problemas para bater Gael Monfils por 6/3 e 6/2, nesta quinta-feira, e avançar às quartas-de-final do Masters Series de Paris. Foi a terceira vitória do número 1 do mundo sobre o francês, 16º colocado no ranking mundial, em três jogos.

Todos os triunfos de Nadal sobre Monfils vieram este ano, e o francês jamais ameaçou ganhar um set do espanhol. Os cinco games vencidos nesta quinta foram o melhor desempenho de Monfils contra o atual líder do ranking. Nas duas derrotas anteriores (Australian Open e Masters de Cincinnati), o francês havia conquistado apenas cinco games em cinco sets.

Atual vice-campeão do Masters de Paris, Nadal busca seu nono título nesta temporada. Em 2008, ele já levantou troféus de campeão em Wimbledon, Roland Garros, Monte Carlo, Barcelona, Hamburgo, Londres (Queen's) e Toronto, além da medalha de ouro em Pequim.

O espanhol é também o tenista com mais vitórias na temporada. Ele já soma 82 triunfos, contra apenas dez derrotas.


Roddick se classifica para a Masters Cup

Agência/Reuters

Americano garante vaga ao avançar para as quartas do Masters de Paris

GLOBOESPORTE.COM Paris

Andy Roddick está garantido na Masters Cup, torneio que reunirá, em Xangai, os oito melhores tenistas da temporada. O americano, número 7 do mundo, assegurou seu lugar ao bater, nesta quinta-feira, o francês Gilles Simon (10) por 6/3 e 7/5.

Roddick fez 15 aces para avançar às quartas-de-final do Masters Series de Paris. Será a sexta participação do americano na Masters Cup.

Seu próximo adversário no torneio francês será o local Jo-Wilfried Tsonga (14), que eliminou o sérvio Novak Djokovic (3) em três sets: 6/4, 1/6 e 6/3, em 1h54m.

Em 12º lugar na Corrida, ranking que classifica para Xangai, Tsonga ainda alimenta chances de alcançar uma vaga na Masters Cup.



Escrito por fraja8 às 19h43
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Principal jogador acompanha a queda do Vitória no returno

Eduardo Martins/AE
 
Do UOL Esporte
Em Salvador
 
Assim como o Vitória, Marquinhos não é o mesmo jogador que encantou a torcida e chamou a atenção do País no primeiro turno do Brasileirão. Em 17 jogos disputados na fase inicial da competição, a revelação rubro-negra fez seis gols e deu assistência para outros cinco em 17 jogos disputados. No entanto, nas oito partidas que disputou no returno, ele fez apenas um gol e prestou uma assistência.
 
Além de Marquinhos, a saída de Dinei, artilheiro do time com oito gols, Ramon, também acompanhou a decadência do Vitória: deixou a condição de capitão para a de reserva da equipe, que terminou o primeiro turno em quinto lugar, a um ponto do G-4, e atualmente, em nono lugar, desistiu da luta pela Libertadores e se contentou em brigar por um lugar na sul-americana.

Uma contusão logo na última rodada do returno - goleada por 5 a 0 sobre o Vasco - foi apontada como a responsável pela queda de rendimento de Marquinhos. Mas há quase dois meses recuperado, o atacante jamais conseguiu reeditar a boa performance do início da competição. E as explicações para isso podem estar fora de campo.

Com 30% dos direitos econômicos negociados à Traffic, que em 2009 promete repassá-lo ao Palmeiras, Marquinhos atravessa uma turbulência em sua vida pessoal: No início da semana, o Programa Que venha o Povo da TV Aratu (retransmissora do SBT na Bahia), exibiu entrevista com uma mulher de prenome Alana, que acusa Marquinhos de não querer assumir a paternidade de seu filho, recém-nascido.

A mulher apresentou-se como ex-amiga da noiva de Marquinhos, que está grávida de oito meses, esperando o primeiro filho do casal. O atacante rubro-negro nega ser pai do filho da ex-amiga de sua noiva. O presidente do Vitória S.A, Jorge Sampaio, acredita na palavra do atleta. "Essa é uma denúncia criminosa e infundada. Essa mulher deveria estar presa. Infelizmente ela ainda encontra espaço em alguns setores da imprensa para fazer isso", declarou.

Na ausência de um profissional no elenco para prestar apoio ao atleta em situações desta natureza, Sampaio afirma que ele mesmo vem fazendo o papel de psicólogo. "Tive uma conversa com Marquinhos na última segunda-feira e não foi de presidente para atleta foi mais de pai para filho. Ele está plantado", garantiu.

A torcida do Vitória já viu uma novela bem parecida no ano passado. Revelação do Vitória no Campeonato Baiano e o artilheiro do País no primeiro semestre, com 26 gols marcados, o atacante Índio sucumbiu a uma série de contusões, desencadeadas em meio a uma crise familiar que culminou com o fim de seu casamento.

Quando Índio estava no auge, Sampaio falava que não negociaria o atleta por menos de US$ 4 milhões. Em março deste ano, Índio prorrogou seu vínculo com o Vitória até 2011 e foi emprestado ao Gyeongnam FC, da Coréia do Sul, por dois anos, pelo valor de US$ 500 mil e com os direitos federativos fixados em US$ 2 milhões.

O caso de Marquinhos preocupa a direção do clube porque, mesmo negociado, o jogador continua com a maior parte de seus direitos econômicos vinculados ao clube. Mas ele não é o único caso em que a exposição da vida privada na mídia provoca estragos na imagem. Recentemente, uma denúncia de que jogadores do elenco teriam sido flagrados bebendo cerveja em um bar de Salvador, de madrugada, levou a uma greve de silêncio do elenco. O mais revoltado era o volante Renan, que diz ter estado no local, sem fazer uso de bebida alcoólica.


Escrito por fraja8 às 19h39
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Treinador inventa sinalização peculiar, com prancha, para se comunicar


                Pedro Robalinho dá orientação a Leo Neves

Nas areias da Praia da Vila, em Imbituba, Pedro Robalinho inova na maneira de falar com os surfistas durante as competições

Gabriele Lomba Direto de Imbituba, SC

Quem passa pela Praia da Vila distraído durante uma bateria de Leonardo Neves ou de Rodrigo Dornelles, o Pedra, no Hang Loose Santa Catarina Pro pode até se assustar. Olhando atento para o mar, um rapaz louro larga a filmadora de lado, pega uma prancha que estava no chão e a balança, em diferentes movimentos. Trata-se de Pedro Robalinho, treinador de surfe. Ele inventou uma sinalização peculiar para se comunicar com os seus surfistas.

Por meio de movimentos pré-combinados, o treinador dá as orientações: avisa se o surfista está ganhando, perdendo ou se deve se deslocar para um determinado lado a fim de buscar as melhores ondas.

- Os gringos talvez achem que eu pago mico, mas não me importo. Isso funciona bastante, principalmente em lugares onde o palanque fica longe do mar – diz Robalinho, que até o ano passado treinava Silvana Lima, também integrante da elite mundial.

A técnica deu certo com Leo Neves na estréia do WCT Brasil. Dos quatro brasileiros da elite que estão em Imbituba, ele foi o único a vencer na estréia. Confira abaixo os resultados da primeira fase e as baterias da repescagem.

Primeira fase:

01: 14.83=Taylor Knox (EUA), 14.43=Ben Bourgeois (EUA), 7.50=Fábio Gouveia (PB)
02: 13.27=Marco Polo (SC), 11.34=Royden Bryson (AFS), 10.60=Kieren Perrow (AUS)
03: 16.50-Fredrick Patacchia (HAV), 12.84=Tânio Barreto (AL), 9.83=Rodrigo Dornelles (RS)
04: 14.67=Kai Otton (AUS), 12.23=Jay Thompson (AUS), 7.67=Gustavo Fernandes (RJ)
05: 12.00=Márcio Farney (CE), 11.73=Luke Stedman (AUS), 11.43=Heitor Alves (CE)
06: 16.03=Jeremy Flores (FRA), 14.84=Peterson Rosa (PR), 5.60=Tiago Pires (PRT)
07: 13.67=Mikael Picon (FRA), 12.66=Adrian Buchan (AUS), 10.70=Jano Belo (PB)
08: 14.33=Taj Burrow (AUS), 12.67=Carybean Heleodoro (SC), 7.63=Roy Powers (HAV)
09: 15.33=Bede Durbidge (AUS), 14.57=Raoni Monteiro (RJ), 12.90=Damien Hobgood (EUA)
10: 13.90=Mick Campbell (AUS), 13.03=C. J. Hobgood (EUA), 10.33=Alejo Muniz (SC)
11: 13.17=Leonardo Neves (RJ), 9.33=Tom Whitaker (AUS), 8.93=Pedro Henrique (RJ)
12: 14.83=Hizunomê Bettero (SP), 9.00=Travis Logie (AFS), w.o=Chris Ward (EUA)
13: 10.73=Bernardo Pigmeu (PE), 10.33=Dayyan Neve (AUS), 7.27=Jihad Khodr (PR)
14: 13.07=Daniel Ross (AUS), 12.16=Tim Reyes (EUA), 10.16=Willian Cardoso (SC)
15: 16.00=Aritz Aranburu (ESP), 12.16=Simão Romão (RJ), 0,00=Jordy Smith (AFS)
16: 15.37=Ben Dunn (AUS), 11.47=Bruno Santos (RJ), 10.54=Ricky Basnett (AFS)

Segunda fase:

01: C. J. Hobgood (EUA) x Carybean Heleodoro (SC)
02: Adrian Buchan (AUS) x Raoni Monteiro (RJ)
03: Luke Stedman (AUS) x Alejo Muniz (SC)
04: Kieren Perrow (AUS) x Jano Belo (PB)
05: Tom Whitaker (AUS) x Peterson Rosa (PR)
06: Chris Ward (EUA) x Gustavo Fernandes (RJ)
07: Dayyan Neve (AUS) x Tânio Barreto (AL)
08: Tim Reyes (EUA) x Fábio Gouveia (PB)
09: Jordy Smith (AFR) x Pedro Henrique (RJ)
10: Roy Powers (HAV) x William Cardoso (SC)
11: Damien Hobgood (EUA) x Simão Romão (RJ)
12: Tiago Pires (PRT) x Bruno Santos (RJ)
13: Heitor Alves (CE) x Ricky Basnett (AFR)
14: Jay Thompson (AUS) x Jihad Kohdr (PR)
15: Rodrigo Dornelles (RS) x Travis Logie (AFR)
16: Royden Bryson (AFR) x Ben Bourgeois (EUA) 



Escrito por fraja8 às 19h36
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Confederação Sul-Americana de Futebol lamenta morte de presidente do Boca

http://www.cmc.pr.gov.br/ass_det.php?not=4601

Em comunicado, entidade disse que 'Pompilio honrou seu clube com admirável dedicação'

O presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), o paraguaio Nicolás Leoz, expressou seu pesar ao Boca Juniors pelo falecimento de seu presidente, Pedro Pompilio. O dirigente faleceu nesta quinta-feira, aos 55 anos, vítima de um ataque cardíaco. A informação é da agência de notícias italiana "Ansa".

Em uma carta enviada ao atual vice-presidente do clube e provável sucessor de Pompilio, Jorge Amor Ameal, Leoz se disse "intimamente comovido com a notícia".

O presidente da entidade máxima do futebol sul-americano elogiou o trabalho do argentino, "por seus esforços e dedicação em prol da grandeza desta instituição, expressão genuína do potencial do futebol argentino e sul-americano".

"Pompilio honrou seu clube com admirável dedicação e integridade, e nunca esqueceremos sua enorme contribuição para manter incólumes os princípios de nosso esporte", diz ainda o comunicado, também encaminhado à família do presidente.



Escrito por fraja8 às 18h27
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Nelsinho acredita que resultado no GP do Brasil pode influenciar seu futuro na F-1

Marcos Ribolli/GLOBOESPORTE.COM

Brasileiro diz que energia da torcida pode ajudar nos treinos e na corrida

Julyana Travaglia São Paulo

Nelsinho Piquet esperava uma estréia difícil na Fórmula 1, mas não tanto quanto foi. O brasileiro correu em pistas que não conhecia e passou por problemas com o carro durante a temporada. Além disso, a responsabilidade que assumiu agora não é a mesma de quando atuava como piloto de testes da Renault. Por isso, o resultado no GP do Brasil pode selar o destino do jovem na categoria.

- A corrida não é decisiva, mas pode sim influenciar no meu futuro. Tenho que estar o mais tranqüilo possível. Não tenho como vencer o GP, não tenho carro para isso. Mas quero ficar entre os 10 da temporada e penso que a energia da torcida possa ajudar - diz ele, durante um evento do patrocinador

Surpresa quando ingressou na Fórmula 1, apenas uma. Esta, nunca antes percebida por Nelsinho. Segundo o piloto, ele não imaginava que o espanhol Fernando Alonso, seu atual companheiro de equipe, fosse tão rápido nas pistas.

- Ele é muito mais veloz do que eu pensava, é realmente muito rápido.


Problema de Alonso não é Hamilton. É com a McLaren

Agência/Reuters

Espanhol diz que não gostaria de ver a equipe inglesa campeã no Brasil

GLOBOESPORTE.COM São Paulo

Bem que os jornalistas presentes nesta quinta-feira em Interlagos tentaram arrancar de Fernando Alonso alguma alfinetada com relação a Lewis Hamilton, seu grande rival. O piloto da Renault preferiu minimizar a polêmica com seu ex-companheiro de equipe, mas não poupou seu ex-time, com quem teve um desligamento nada amigável no final de 2007.

- Não é como todos falam (sobre a relação com Lewis). Eu e ele conversamos. Só prefiro que o vencedor seja qualquer equipe que não a McLaren - diz Alonso, alegando se sentir aliviado após sair da equipe comandada por Ron Dennis, em que a pressão por resultados era excessiva.

Sobre seu futuro, Alonso garantiu que tudo será resolvido em um curto espaço de tempo.

- Conversarei com vocês (jornalistas) sobre isso na semana que vem.

O espanhol foi político ao comentar sobre quem seria seu possível companheiro de equipe na Renault – caso se confirme mesmo a permanência do bicampeão mundial em sua atual equipe. Os brasileiros Nelsinho Piquet e Lucas di Grassi estão na disputa desta vaga.

- Tenho um bom relacionamento com os dois. Ambos são grandes pilotos e companheiros: tive um ano bom com Nelsinho, sem nenhum problema entre nós, e também um bom trabalho em todos os testes com o Lucas. Deixo a decisão a cargo da equipe.



Escrito por fraja8 às 18h22
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Prefeito de Salvador é furtado na porta do Barradão

 
Do UOL Esporte
Em Salvador
 
O prefeito de Salvador, João Henrique Barradas Carneiro (PMDB), teve a carteira furtada na chegada ao Estádio Manoel Barradas para acompanhar a partida entre Vitória e Flamengo, disputada na noite desta quarta-feira, em Salvador.

Segundo o próprio prefeito, sua carteira foi surrupiada quando ele foi cercado por torcedores que queriam cumprimentá-lo por sua reeleição, no segundo turno das eleições municipais, no último domingo.

Mesmo de bolsos vazios, João Henrique não perdeu a esportiva e assistiu à partida das tribunas do estádio, onde acompanhou seu time de coração empatar por 0 a 0 com o Flamengo.


Escrito por fraja8 às 18h20
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Valderrama admite seguir os passos de Maradona e treinar a seleção da Colômbia

Fabrício Costa/GLOBOESPORTE.COM

Colombiano elogia 'moda' de ex-jogadores treinando suas seleções

Das agências de notícias Bogotá

O ex-meia colombiano Carlos Valderrama desejou sorte a Diego Maradona, novo técnico da Argentina, e admitiu que gostaria de se tornar treinador da seleção de seu país daqui a alguns anos.

Valderrama afirmou que fará em breve um curso de futebol no Paraguai, ao lado de Jorge Bermúdez, outro ex-jogador da seleção da Colômbia.

- Fazer este curso é motivo de satisfação e alegria. Não me canso de agradecer, já que me dão a oportunidade de seguir crescendo e aprendendo, para continuar vinculado a este esporte – diz Valderrama, em entrevista ao site "Fútbolred.com".

Em relação à possibilidade de comandar a Colômbia, Valderrama disse que isto é um assunto para o futuro.

- Esperemos, esperemos. Para isso, não há pressa - afirma.

Sobre a nomeação de Maradona para o cargo de treinador da Argentina, o ex-capitão da Colômbia se mostrou contente e desejou sorte ao astro.

- Eu estou contente por tudo que Maradona fez no futebol, e agora chegou a sua chance de comandar a seleção, algo que ele esperava há muito tempo. Desejo sorte a Diego e tomara que ele demonstre sua capacidade na hora de dirigir a seleção. 

- Tanto agora, como antes, grandes ex-jogadores dirigiram suas seleções, como são os casos de Dunga, Marco van Basten (ex-técnico da Holanda) e de Jürgen Klinsmann (ex-treinador da Alemanha). São pessoas que tiveram uma chance e fizeram um bom trabalho. Agora é a vez de Diego e espero que ele vá bem - diz.

Por outro lado, o ex-jogador colombiano criticou a falta de meias talentosos nas equipes de seu país.

- Acho que o futebol é criado no meio-campo. Jogadores criativos, que fazem as jogadas dos gols, são muito melhores para o espetáculo. Agora, há mais luta e a parte tática faz a diferença. Não vemos mais jogadores que fazem a diferença em nenhuma equipe. Não existem - conclui.



Escrito por fraja8 às 18h18
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




São Paulo relembra Grêmio e rebate reclamação por gol anulado

Marcia Feitosa/VIPCOMM
 
Jorge Corrêa
Em São Paulo
 
O São Paulo desembarcou na capital paulista na tarde desta quinta-feira depois de vencer na noite anterior o Botafogo por 2 a 1, no estádio do Engenhão, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Mas um dos principais assuntos dos jogadores não era o resultado positivo, mas sim um gol do time carioca anulado no segundo tempo.
 
Para os são-paulinos, mesmo que o assistente - que marcou uma posição de impedimento de Wellington Paulista após chute de Lucas Silva - tenha errado, não é motivo para o Botafogo reclamar. Eles relembraram o próprio São Paulo, que perdeu para o Grêmio por 1 a 0 no início do segundo turno com um gol irregular.

"Foi um lance polêmico, mas estamos há 12 partidas sem perder e a última derrota foi exatamente contra o Grêmio, que fez um gol impedido. Nem por isso o nosso presidente entrou em campo, não reclamamos. A arbitragem sempre tenta fazer o melhor, mas é normal errar. Não cabe a ninguém ficar reclamando", disse o meio-campista Hugo.

O jogador do São Paulo lembrou o fato de o presidente do Botafogo, Bebeto de Freitas, ter entrado em campo para reclamar da arbitragem, além de gritar com o quarto árbitro da partida.
 
"Não esperávamos isso, mas o que aconteceu foi bem-vindo. Agora não é o caso de todo mundo ficar dizendo que o gol foi anulado de forma errada. Quando passamos por essa situação contra o Grêmio, ninguém ficou falando nada. Não deram o gol do Botafogo e não adianta agora ficar lamentando", completou o zagueiro Rodrigo.

Mas os atletas do time do Morumbi acreditam que o gol botafoguense foi bem anulado. "Estava próximo da bola, mas de costas. Não vi o lance na tevê, mas o rapaz estava na frente do Rogério e o juiz acertou em ter anulado", disse André Dias, seguido por Hernanes. "Pelo o que vi na televisão, fica a critério do árbitro. O jogador estava perto da bola e o assistente, que vê o lance lateralmente, entendeu que houve interferência."


Escrito por fraja8 às 18h13
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Milan confirma acerto por empréstimo com inglês David Beckham

Adrian Dennis/AFP
 
Das agências internacionais
Em Roma (Itália)
 
O Milan confirmou nesta quinta-feira a contratação por empréstimo do meia inglês David Beckham, do Los Angeles Galaxy, equipe dos Estados Unidos. O capitão do English Team atuará ao lado dos brasieliros Kaká, Ronaldinho Gaúcho e Alexandre Pato, entre outros, no novo clube.

O jogador inglês chegará ao clube de Milão no próximo dia 7 de janeiro de 2009 e atuará sob o comando de Carlo Ancelotti até o fim desta temporada italiana. O mais provável é que o atleta fique até o final de abril na Europa, e depois retorne ao Los Angeles Galaxy. Beckham havia anunciado que gostaria de seguir atuando para manter sua forma física, já que seu time está fora da fase dos playoffs da Liga nacional norte-americana. O grande objetivo do meia é estar em sua melhor condição de jogo para a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.

O anúncio oficial foi feito em nota publicada no site da equipe milanesa, mas tanto Beckham quanto Adriano Galliani, diretor geral do Milan, já davam como fechada a negociação na última semana. "Eu joguei no Manchester United e no Real Madrid. Sinto falta apenas do Milan", havia dito o inglês, manifestando sua vontade de jogar pela equipe rubro-negra.

O vice-presidente do Milan disse que as negociações estavam marcadas originalmente para o início da próxima semana, mas foram adiantadas para esta quinta-feira, já que os advogados do atleta chegaram a um rápido acordo com o clube. O técnico Fabio Capello, treinador da Inglaterra e com passagem pela nova equipe de Beckham, aprovou a contratação do meia de 33 anos. "O Milan fez uma boa aquisição".

Segundo a imprensa italiana, Beckham e Milan já flertavam há tempos. No verão de 2003, quando o meia acertou com o Real Madrid, e em julho de 2007, quando se transferiu para o Los Angeles Galaxy, os "rossoneros" já manifestavam o interesse em contratar o inglês.

Beckham se tornará o primeiro jogador da Inglaterra a atuar com a camisa do Milan desde 1987, quando Ray Wilkins e Mark Hateley deixaram o clube. O time de Milão foi fundado pelo inglês Herbert Kilpin, no ano de 1899.



Escrito por fraja8 às 18h10
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Alonso revela que, na infância, tinha um pôster de Senna em seu quarto

Agência/EFE

Vinte anos após o primeiro título do brasileiro, espanhol admite admiração

GLOBOESPORTE.COM São Paulo

Em 30 de outubro de 1988, há exatos 20 anos, Ayrton Senna ganhou seu primeiro título mundial na F-1, ao vencer o GP do Japão. E duas décadas depois, ele continua como o principal ídolo da atual geração da categoria – e não só para os pilotos brasileiros. O espanhol Fernando Alonso, bicampeão mundial, é outro fã.

- Ayrton Senna sempre foi meu piloto favorito, não escondo isso de ninguém. Desde a época do kart, quando ainda era criança, ele era minha fonte de inspiração. Lembro até de uma bela foto de seu carro que preguei na parede de meu quarto. A F-1 não era tão acessível para os espanhóis, mas mesmo assim conseguia ver as façanhas de Senna em resumos das corridas na TV - diz Alonso.

Ainda sobre sua relação com o Brasil, Alonso comentou sobre o circuito de Interlagos. O espanhol é fã do traçado.

- Pode se dizer que esta pista é uma de minhas favoritas. Além disso, tenho memórias especiais aqui, ganhei meus dois títulos mundiais em Interlagos e a atmosfera do GP do Brasil é especial. O público brasileiro é bastante fanático pela F-1, dá para notar isso em todos os lugares, no hotel, restaurante, aeroporto...

O SporTV transmite os treinos livres do GP do Brasil nesta sexta, às 10h (horário de Brasília) e às 14h. A Rede Globo passa o treino classificatório no sábado, às 14h, e a corrida, no domingo, às 15h. O GLOBOESPORTE.COM acompanha tudo, em Tempo Real.



Escrito por fraja8 às 18h08
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Coulthard revela pintura especial

Escocês usa última corrida da carreira para divulgar entidade filantrópica

GLOBOESPORTE.COM São Paulo

Agência/EFE

A RBR revelou, na tarde desta quinta-feira, a pintura especial do carro de David Coulthard. O escocês, que fará sua despedida da Fórmula 1 no GP do Brasil, em Interlagos, divulga a 'Wings of Life', entidade que apóia a pesquisa contra lesões na coluna e na medula. Vários pilotos compareceram à cerimônia da RBR



Escrito por fraja8 às 18h07
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Alexandre Kalil é o presidente do Atletico MG

Ele vai comandar o clube alvinegro no próximo triênio (2009-2011)

GLOBOESPORTE.COM Belo Horizonte

O Atlético-MG já tem um novo mandatário. Na eleição desta quinta-feira, Alexandre Kalil foi eleito para presidir o clube no próximo triênio (2009-2011). Ele toma posse ainda hoje. Na votação, realizada entre de 8h às 17h, participaram 403 eleitores. O eleito recebeu 271 votos. Após a divulgação do resultado, Kalil fez agradecimentos e uma promessa.

- Obrigado a todos que compareceram, a toda a torcida do Atlético, a todos que me ajudaram, a voz da rua, a todos que me escutaram. Estou muito emocionado, pois estou pensando em meu pai. Eu só quero ser 10% do que meu pai foi no Atlético (Elias Kalil, que comandou o clube de 1980 a 1985). Que Deus me dê força para nós reconstruirmos o clube. Ele é muito grande. O que vou prometer é trabalho, vassoura e organização - discursa, em entrevista à Rádio Itatiaia

O ex-presidente Ziza Valadares renunciou ao cargo no dia 18 de setembro. Desde então, o presidente em exercício do Conselho Deliberativo, Antônio Silva Passos, é quem responde pelo clube. O vice-presidente do clube será Daniel Diniz Nepomuceno.



Escrito por fraja8 às 18h05
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Mariana Brochado afirma que pode deixar as piscinas no fim deste ano

 

Aos 23 anos, musa da natação brasileira admite intenção de parar

Lydia Gismondi Rio de Janeiro

"Você disse que não sabe se não, mas também não tem certeza que sim". A letra da música que Mariana Brochado aponta como a sua predileta - "Se", de Djavan - parece retratar o momento de dúvidas que a nadadora brasileira está vivendo. O sorriso fácil e a voz doce podem confundir, mas Mariana tem sofrido com um grande dilema: encerrar ou não sua carreira. Aos 23 anos e após a frustração de ter ficado fora do Pan do Rio e dos Jogos Olímpicos de Pequim, a musa das piscinas confessa que pode estar perto de dar suas últimas braçadas. Em entrevista ao GLOBOESPORTE.COM, a carioca da gema e torcedora fervorosa do Flamengo fala sobre a possível aposentadoria, a vontade de se dedicar ao seu curso de Direito e as difíceis escolhas que fez durante a carreira.

A entrevista inaugura a nova página de Esportes Aquáticos, com notícias sobre natação, pólo, saltos ornamentais, nado sincronizado, vela e outras modalidades.

GLOBOESPORTE.COM - Mesmo após ficar fora do Pan do Rio e dos Jogos de Pequim, você traça planos para as Olimpíadas de 2012?

MARIANA BROCHADO - Eu consegui muito mais do que eu esperava. Eu nunca imaginei chegar aos Jogos Olímpicos, conquistar duas medalhas pan-americanas... Mas acho que é muito difícil chegar a um novo ciclo. Ainda mais nas minhas provas (200 e 400m) que você quase não vê atletas mais velhas. Em Londres, eu estaria com quase 28 anos. 

Isto quer dizer que já planeja parar?   

Eu me formo no final do ano que vem em Direito. Não posso me formar sem estagiar. Então, eu teria que trocar minhas prioridades: a natação iria para segundo plano. Mas ainda não tem nada certo. Até o final do ano, vou decidir se vou deixar de me dedicar à natação. 

O que falta para decidir? 

Várias pessoas vêm conversar comigo, dizem que eu sou nova, que eu ainda tenho muita coisa pela frente. Mas tem que partir de mim também, né? Eu tenho que ter essa vontade de continuar. Sei que vou sentir um vazio. Por isso, estou pensando com calma se está na hora de parar ou não. 

Você ficou muito abalada por ficar fora de dois eventos importantes como o Pan do Rio e as Olimpíadas de Pequim? 

A gente fica, né? Fiz um planejamento de quatro anos. Eu queria repetir o ciclo anterior com Mundial, Pan e Olimpíadas, mas desta vez não consegui. O Pan eu perdi na última seletiva, foi uma surpresa. A vaga para Pequim eu sabia que seria mais difícil. Por isso, nem fiquei tão abalada quanto fiquei por estar fora do Pan. Mas eu tenho a consciência tranqüila de que fiz tudo o que podia. 

Como foi a fase depois dessas duas frustrações? 

Depois do Pan, perguntaram se eu não queria um apoio psicológico, mas eu quis enfrentar isso tudo sozinha. Acho que precisava passar por aquilo. Depois, acabei participando como torcedora e como comentarista do SporTV. Quando acabou a competição, eu quis virar a página. 

 
Depois do Troféu Maria Lenk, última seletiva para Pequim, você anunciou que faria mudanças em sua carreira. Quais seriam essas mudanças? Elas já foram feitas? 

Eu achei que estava na hora de trocar de técnico. Foram sete anos com o Marco (Lamah) e, agora, estou com o Jorge Lourenço. Acho que estou treinando até um pouco menos, mas com mais qualidade. Eram pequenos detalhes que acabavam fazendo diferença. Antes, só treinava com duas meninas. Agora, treino até com os meninos. Isso ajuda bastante, um acaba instigando o outro. 

As mudanças param por aí ou você pensou em também trocar de clube? 

Seria só o técnico mesmo. Eu aprendi a nadar no Flamengo, tenho um carinho muito grande por todos de lá, por tudo o que eles fizeram por mim. Seria um sonho também encerrar minha carreira no Flamengo. 

Você acredita que o fato de ter resistido às investidas dos principais clubes de natação hoje, em São Paulo e em Minas, pode ter prejudicado de alguma forma sua carreira? 

Vários cariocas acabaram indo para outros clubes. Mas os meus melhores resultados consegui aqui. Então, acho que depende muito da pessoa. É claro que ter uma grande estrutura é muito melhor. Mas tem o outro lado também. Seria muito difícil fazer uma mudança assim tão radical. Largar tudo, família. Eu nunca tive vontade de mudar e não vai ser por um dinheirinho a mais que vou largar o Flamengo. 

Semana passada você sofreu uma lesão no pé direito. Como foi isso e quanto tempo deve ficar parada? 

Estava fazendo parte física fora d’água. No meio do circuito, um dos aparelhos saiu do lugar bem na hora que eu estava pisando nele. Acabei caindo e torcendo o pé. Na hora, nem senti muito, mas depois vi que estava muito inchado, mal conseguia colocar o pé no chão. Nos primeiros dias, tive que andar de muletas, mas agora já estou melhor. Comecei a fisioterapia essa semana e acho que a partir da semana que vem já vai dar para fazer alguns exercícios dentro d’água.


                Após lesão sofrida no pé direito, Mariana Brochado se
                    recupera fazendo fisioterapia



Escrito por fraja8 às 18h03
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Igreja Maradoniana festeja 48 anos do eterno ídolo argentino

Grupo que cultua Maradona recebeu um telefonema de agradecimento do novo técnico da seleção da Argentina

Ídolo argentino e novo técnico da seleção de seu país, Diego Armando Maradona festeja nesta quinta-feira seus 48 anos com a missão de levar a Argentina para a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.

Para celebrar a data, a Igreja Maradoniana, fundada na Argentina para cultuar o ex-jogador, organizou um banquete na noite da última quarta-feira, em Buenos Aires. Os fiéis receberam do ídolo um telefonema de agradecimento. 

- Obrigado por esta grande manifestação de afeto que, neste momento, é para mim de máxima importância – teria dito o técnico argentino.

Em relação às responsabilidades no comando da seleção, Maradona assegurou que "Deus dará com certeza uma outra alegria, como em 86", referindo-se ao ano em que conquistou o bicampeonato mundial para a Argentina.



Escrito por fraja8 às 17h54
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Musa do softbol estava em lista de encrenqueiros feita por governo chinês

Agência/Reuters

Jennie Finch e outros oito atletas preocupavam organização em Pequim

GLOBOESPORTE.COM McLean, EUA

A musa do softbol, Jennie Finch, outros oito atletas e uma técnica, todas americanos, estavam em uma lista negra feita pelo governo chinês antes das Olimpíadas de Pequim. Segundo o diário "USA Today", oficiais chineses temiam por algum tipo de protesto pelos direitos humanos durante os Jogos.

O "USA Today" alega ter recebido um e-mail interno do comitê olímpico americano tratando do assunto. O texto diz que os americanos estariam na lista porque têm ligações com a Team Darfur, coalizão de atletas comprometidos em lutar pelos direitos humanos na região de Darfur, no Sudão.

Além de Finch, a lista tinha os nomes de Jessica Mendoza, Natasha Watley, Amanda Freed e a técnica Karen Johns, também do softbol, Abby Wambach, do futebol, o ciclista Jonathan Page, Jen Howitt, do basquete paraolímpico, Cheri Blauwet, do atletismo paraolímpico, e a golfista Laura Goodwin.



Escrito por fraja8 às 17h51
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Di Stéfano rebate críticas de técnico do Manchester United

Ex-jogador do Real não gostou de ser associado ao regime franquista

O argentino Alfredo di Stéfano, presidente de honra do Real Madrid, respondeu nesta quinta-feira às declarações do escocês Alex Ferguson, que associou o clube espanhol ao ditador Francisco Franco durante entrevista concedida nesta semana.

- O que Ferguson pode dizer? Nós jogávamos por toda Europa na época do Governo franquista. E daí? O que poderíamos fazer? Tínhamos que ganhar e formávamos uma boa equipe, que deixava as pessoas contentes - disse o ex-jogador, que atuou no clube merengue entre 1953 e 1964.

O regime franquista durou de 1939 até 1975, ano do falecimento de Francisco Franco


Di Stefano sobre Maradona: 'Ele já conseguiu tudo o que tinha de conseguir'

Ídolo do Real Madrid elogia escolha da AFA e afirma que El Pibe tem todas as condições de recuperar a seleção da Argentina

GLOBOESPORTE.COM Buenos Aires

A indicação de Maradona para comandar a seleção da Argentina repercutiu nos quatro cantos do mundo. Depois de ter seu nome aprovado por várias personalidades ligadas ao esporte, El Pibe foi elogiado por Alfredo Di Stefano, um dos maiores ídolos do futebol argentino.

- Estou muito feliz. Falta agora os discípulos ganharem jogos, porque é ali que se cristaliza a atuação do técnico. Na vida acontece de tudo e só faltava isso para Maradona. Ele já conseguiu tudo o que tinha de conseguir - afirmou.

Di Stefano espera que Maradona consiga recuperar a Argentina. Coragem e força ele tem, segundo o ídolo do Real.

- O treinador é a galinha e os demais são filhotinhos. Foi um excelente jogador e sabe como são os treinadores e a comissão técnica. Se fracassam, fracassa ele. Não é preciso caráter para ser treinador, mas sim mão esquerda e mão direita com os jogadores. São eles que ganham partidas - disse.



Escrito por fraja8 às 16h00
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Austrália será o palco da última etapa do Air Race 2008

Agência/Reuters

Os pilotos já estão aquecendo os motores para a última e decisiva etapa do Mundial de Air Race 2008, na Austrália, que será realizada neste fim de semana. Mais de 300 mil pessoas são esperadas às margens do rio Swan, na cidade de Perth, para assisterem ao duelo entre o austríaco Hannes Arch e o britânico Paul Bonhomme pelo título desta temporada. Por enquanto, Arch está dominando o ranking mundial.



Escrito por fraja8 às 15h53
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Roger Federer vence sétimo jogo seguido e avança às quartas no Masters de Paris

Agência/EFE

Número 2 do mundo joga bem e passa sem sustos pelo croata Marin Cilic

GLOBOESPORTE.COM Paris

Embalado desde o ATP de Basiléia, na semana passada, Roger Federer continua impecável. Nesta quinta-feira, ele bateu o croata Marin Cilic, venceu sua sétima partida consecutiva e avançou às quartas-de-final do Masters Series de Paris.

A vitória sobre o número 25 do mundo veio em 1h10m e teve parciais de 6/3 e 6/4. Federer, segundo colocado no ranking mundial, enfrentará na próxima fase o americano James Blake (11), que eliminou, também nesta quinta, o alemão Philipp Kohlschreiber (30) por duplo 6/4.

A boa forma recente do suíço é surpreendente. Federer alegou cansaço mental e quase não disputou o Masters de Madri, há duas semanas. Na última hora, decidiu participar e fez boa campanha, alcançando as semifinais.

Em seguida, jogou o ATP de Basiléia, sua cidade natal, e conquistou o título dando uma aula de tênis a David Nalbandian na decisão. Agora, em Paris, Federer já acumula outras duas vitórias. Nas últimas seis partidas, o suíço não perdeu um set sequer.

Murray também amplia seqüência

Andy Murray está mais embalado ainda que Roger Federer. Com sua vitória nesta quinta sobre o espanhol Fernando Verdasco (6/3 e 7/6), o escocês chega a 14 triunfos consecutivos. Ele não perdeu depois da final do US Open, em que foi superado pelo suíço.

Desde então, Murray acumula duas vitórias na Copa Davis, cinco triunfos que o levaram ao título no Masters de Madri, outros cinco na campanha vitoriosa em São Petersburgo e duas vitórias em Paris.

Nas quartas-de-final, o escocês número 4 do mundo vai enfrentar o argentino David Nalbandian (8), que bateu o compatriota Juan Martín del Potro (9) por 6/4 e 6/0 nesta quinta.

Confira os resultados desta quinta em Paris

[2] R. Federer (SUI) 2 x 0 M. Cilic (CRO) 6/3 e 6/4
[13] J. Tsonga (FRA) 2 x 1 [3] N. Djokovic (SER) 6/4, 1/6 e 6/3
[4] A. Murray (GBR) 2 x 0 [15] F. Verdasco (ESP) 6/3 e 7/6(6)
[7] A. Roddick (EUA) 2 x 0 [10] G. Simon (FRA) 6/3 e 7/5
[8] D. Nalbandian (ARG) 2 x 0 [9] J. del Potro (ARG) 6/4 e 6/0
[11] J. Blake (EUA) 2 x 0 P. Kohlschreiber (ALE) 6/4 e 6/4



Escrito por fraja8 às 15h50
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




UN MILLONARIO LE PAGA 100.000 DÓLARES POR NADAR JUNTO A SU MUJER EN SU CUMPLEAÑOS

Phelps se convierte en el regalo perfecto

Cuando alguien convierte su nombre en leyenda, como Michael Phelps, te salen amigos por todas partes, como rezaba el anuncio de una marca de bollos. Y si no puedes ganar su amistad, siempre quedará el dinero como la vía más rápida para contactar con él. Eso es lo que debe pensar cualquiera que, tras los Juegos de Pekín, se acerca al nadador con una oferta a cada cual más loca y extravagante.

El último ha sido un magnate neoyorquino de la televisión que ha decidido que el ganador de ocho oros en China sería el regalo perfecto para la fiesta de cumpleaños de su esposa.

Dicho y hecho. El empresario se puso en contacto con el entorno del de Baltimore y le ofreció 100.000 dólares por pasarse un rato por su mansión en Los Ángeles y meterse en la piscina junto a su mujer y echarse unos largos junto a ella. Al parecer, Phelps está pensándose la suculenta oferta que se uniría a la cantidad de bolos y apariciones públicas con las que el astro está matando el tiempo hasta que comience de nuevo a entrenar en el mes de enero.



Escrito por fraja8 às 15h43
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





Shevchenko: "Somos los nuevos 'galácticos'"

S. SIGUERO Este jueves se espera la llegada a Italia de la corte de abogados de David Beckham para negociar los términos de su incorporación al AC Milan a partir del mes de enero. Mientras, en Italia se debate si la entidad lombarda se ha convertido en el cementerio de elefantes más exclusivo del fútbol mundial o si el proyecto de Silvio Berlusconi y Adriano Galliani sigue una senda ya explorada por el Real Madrid hace unos años.

Andrei Shevchenko no ha tenido reparos en comparar al actual Milan con el Madrid 2000-06, el de la presidencia de Florentino Pérez. “El Real Madrid de los ‘galácticos’ y este Milan son dos grandes equipos. Creo que este Milan es tan bueno como ese equipo. De hecho, podría llegar a ser el mejor equipo del mundo”, dice el delantero ucraniano, que evita echar un vistazo al DNI de la inmensa mayoría de sus compañeros. Y al propio.

Mientras se espera la llegada de Beckham, el Milan sigue acelerando y ya está por encima del Inter, su enemigo irreconciliable y gran dominador del Calcio desde 2005. Hacía mucho tiempo que los ‘rossoneri’ no estaban por encima de los ‘neroazzurri’, tanto que ni el propio Galliani se acuerda. Pero no ha tardado mucho en lanzar una puyita a sus vecinos. “¿Qué estamos por delante? Normal, somos el Milan”, recuerda el factótum milanista, que tampoco olvida que su equipo ya ha ganado al Inter en el campeonato (jornada 5, 1-0).

Mientras, el presidente del Inter, Massimo Moratti, aunque admite que el Milan es el gran rival en el torneo doméstico (“Esta temporada va a ser como un derbi muy largo”, ha llegado a decir), pone en duda la política de fichajes del Milan. “Tienen esta filosofía. Comenzó con Vieri, y luego vinieron Ronaldo, Ronaldinho y ahora Beckham. No hay nada malo en ello y puede ser divertido para sus aficionados”.

Moratti: "El Inter ha elegido un camino diferente"

Pero el presidente interista está seguro de que el Milan equivoca la apuesta. “Nosotros hemos elegido un camino diferente y no se pueden mezclar filosofías. Tendremos que esperar hasta el final de la temporada para ver qué formula funciona mejor”. Para Moratti, el Milan confunde pasado y presente. Galliani replica. “Ronaldinho tiene 28 años, es muy joven. Está claro que somos el club con más atractivo de Italia. El Milan gusta”.

Moratti no lo tiene tan claro. Algunos medios han especulado sobre la cantidad de camisetas de ‘Dinho’ vendidas por el Milan, barajando cifras escandalosas. Pero el jefe del Inter se pregunta: "¿En tiempos de recesión qué vale más, vender 800.000 camisetas o ganar el ‘Scudetto’? Además, creo que no son tantas, sino 18.000”.




Capello: "El Milan ha hecho bien en fichar a Beckham"

El seleccionador de Inglaterra, Fabio Capello, asegura que el Milan "ha hecho bien" en fichar a David Beckham, cuya cesión no ha sido anunciada oficialmente aunque sí confirmada por ambas partes, ya que es una persona "seria y de bien" y no "un donjuán".

"Es un chico muy serio y una buena persona, un profesional, y lo que se cree sobre su comportamiento fuera del campo, que es un donjuán, no es cierto en absoluto", afirmó el ex técnico del Real Madrid en un mensaje por videoconferencia al Foro Empresarial Mundial de Milan, informan los medios locales.

Capello restó importancia al hecho de que apartara a Beckham de la disciplina del equipo blanco cuando supo que había fichado por el Los Ángeles Galaxy, y señaló que el capitán inglés le demostró con su esfuerzo que merecía reincorporarse al grupo. "Lo aparté del equipo porque había fichado el contrato con Los Ángeles (Galaxy), pero siguió acudiendo al estadio y a entrenarse y lo agregué de nuevo al equipo", dijo.

Tanto Beckham como el vicepresidente del Milan, Adriano Galliani, han confirmado que el centrocampista llegará al club "rossonero" y jugará hasta final de temporada, cedido de forma gratuita por los Galaxy. Sobre la Liga italiana, Capello comentó que el Inter es el favorito, ya que es uno de los mejores equipos de Europay tiene grandes recursos en todas las líneas, y alabó además a su actual técnico, el portugués José Mourinho, "un entrenador con personalidad que hará cosas buenas en Italia". 


El idioma le jugó una mala pasada a Juande

Nadie puede dudar que los resultados del Tottenham en este comienzo de liga fueron los que condenaron a Juande Ramos y pusieron final a su periplo en Inglaterra. Otra cosa sería analizar las razones por las que una plantilla como la de los 'Spurs' dio tan poco rendimiento durante la corta estancia del español esta temporada. Y entre esos motivos, parece que la barrera del idioma pudo jugar un papel crucial en el trabajo del ya ex técnico del conjunto inglés.

Así lo insinuó el presidente del propio club, Daniel Levy en las noticias de la cadena "Sky Sports". El técnico español llegó a White Harte Lane con un bajo nivel de inglés y para sus ruedas de prensa y entrevistas con los medios empleaba un intérprete, señal de lo difícil que a Juande le costaba comunicarse en el idioma del país.

"Pienso que Redknapp es un gran comunicador. Creo que es importante que un entrenador comunique bien. Es algo que he aprendido en los años que llevo en esto. La gente subestima la trascendencia que tiene la buena comunicación entre jugadores y entrenador", señaló Levy.

El máximo mandatario de los 'Spurs', al menos, se deshizo en elogios hacia el técnico español y le deseó toda la suerte del mundo. "Quisimos dar tanto tiempo a Juande como nos fuera posible. Estas cosas nunca son agradables, pero tuvimos que cesarle por el bien del club. Juande era todo un caballero y siempre será bien recibido aquí. Cuando yo hablé con él, lo entendió perfectamente. Por la razón que sea, él no ha podido trabajar el tiempo suficiente aquí para demostrar lo que vale, pero es un buen entrenador y estoy seguro que le irá bien en el futuro".



Escrito por fraja8 às 15h40
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Morre o presidente do Boca Juniors

Agência/AP

Pedro Pompilio tinha 55 anos. Infarto foi a causa do falecimento

Das agências de notícias Buenos Aires

Pedro Pompilio, presidente do Boca Juniors argentino, faleceu nesta quinta-feira aos 55 anos vítima de um infarto, informaram fontes do clube. Pompilio assumiu a Presidência do clube mais popular do país em 1º de junho, ao vencer as eleições com 75% dos votos, e sucedeu no cargo a Mauricio Macri, atual prefeito de Buenos Aires.

O mandato do dirigente, cujo projeto mais ambicioso era ampliar o estádio La Bombonera com obras que começariam no mês que vem, terminava em 2011.

Dirigentes lamentam morte de Pompillo

Dirigentes do futebol argentino lamentaram a morte de Pompillo. Bastante emocionado, o presidente da Associação de Futebol Argentino (AFA), Julio Grondona, falou à rádio "Del Plata".

- Não posso falar. (Era) um filho que vi nascer. Teve bravas lutas, estava sobrevivendo em um clube como o Boca, que não é fácil - disse.

Antonio Alegre, que presidiu o Boca Juniors entre 1985 e 1995, também se mostrou consternado.

- Estou triste e amargurado, porque era uma pessoa excelente. Eu era feliz com o fato de que ele fosse o presidente do Boca. Ele dava tudo pelo clube, tinha uma conduta extraordinária - afirmou à emissora de televisão "Todo Notícias".

Segundo informações da assessoria de imprensa do Boca, todas as atividades do clube foram suspensas



Escrito por fraja8 às 15h16
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Presidente da Inter de Milão defende afastamento de Adriano da equipe

Massimo Moratti afirma que técnico José Mourinho não é rigoroso e que a sua decisão teve como objetivo manter a disciplina

Das agências de notícias Milão, Itália

O presidente da Inter de Milão, Massimo Moratti, defendeu nesta quinta-feira a decisão do técnico da equipe, o português José Mourinho, de afastar o atacante brasileiro Adriano temporariamente do time por indisciplina.

Adriano foi punido por ter se atrasado ao se apresentar para treinar na terça-feira, após passar a noite em uma discoteca. O atacante argentino Julio Cruz também foi punido por motivo semelhante.

Agência/AFP

- Mourinho não é excessivamente rigoroso, apenas deseja manter a disciplina. Tenho uma boa relação com todos os jogadores, além de carinho por cada um deles. Não há preferências. O técnico utiliza o mesmo método com todos, e muda de idéia quando as circunstâncias o obrigam - acrescentou o dirigente, descartando emprestar o brasileiro.

O dirigente pede calma em razão dos maus resultados da Inter nas últimas partidas pelo Campeonato Italiano, os quais justifica afirmando que a equipe ainda precisa se ajustar completamente à chegada do novo treinador e sua metodologia de trabalho.

Moratti disse ainda não estar "muito preocupado" com isso, nem com o fato de a equipe estar em quarto lugar na tabela do Italiano, uma posição atrás do eterno rival Milan.



Escrito por fraja8 às 15h12
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




‘Merece estátua no Palestra Itália’, diz Luxemburgo sobre Marcos

Agência/AGENCIA ESTADO/AE

Treinador explica porque repreendeu o goleiro, apesar de sua admiração

Luiz Ademar São Paulo

A vitória sobre o Goiás parece ter acalmado os ânimos no Palmeiras. Depois de uma semana tumultuada por causa das declarações de Marcos e de Luxemburgo, o técnico fez questão de exaltar as qualidades do goleiro. Nesta quinta-feira, após o treino, o treinador alviverde explicou porque criticou seu comandado. Mas também deixou claro sua admiração.

- Eu sempre trabalhei em cima de fatos que acontecem no clube. Não poderia deixar passar em branco a atitude do Marcos. Houve um desconforto no elenco com as declarações do nosso capitão. Mas isso já é passado. Ele é um grande ídolo do Palmeiras, merece estátua no Palestra Itália, e tenho muito respeito e carinho pelo nosso goleiro - afirma o treinador. 

Na partida contra o Goiás, Marcos foi decisivo para o Palmeiras. Ele fez duas grandes defesas e impediu que o adversário chegasse ao empate. Luxemburgo aprovou a atuação do seu capitão e admitiu que colocou pressão em suas costas.

- O Marcos entrou ligadíssimo em campo. Eu joguei responsabilidade em cima dele. Ele faz a diferença para o Palmeiras como o Rogério Ceni faz para o São Paulo. Mas quem comanda precisa tomar decisões e fiz isso. O importante é que ele jogou muito bem e mostrou o seu valor, assim como todo o grupo - justifica o treinador alviverde.



Escrito por fraja8 às 15h08
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Marketing custará R$ 85 mi à União

REDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, em São Paulo

O ministro do Turismo, Luiz Barreto, revelou que as ações de marketing para promover a candidatura do Rio de Janeiro à sede dos Jogos Olímpicos de 2016 custarão R$ 85 milhões ao governo federal.

O valor incluiu os R$ 595 mil gastos para a promoção do projeto Rio 2016 durante o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, que será disputado neste final de semana em São Paulo.

O anúncio foi feito durante a cerimônia de assinatura do termo de compromisso da rede hoteleira carioca com o projeto olímpico, realizada no Salão Nobre do Palácio Guanabara na manhã desta quinta-feira.

"O Rio é uma cidade muito importante para o Ministério, e este é mais um passo dado para a realização da Olimpíadas. A adesão da hotelaria carioca é fundamental. Essa é uma candidatura, não só de uma cidade, mas de um país como um todo", afirmou Barreto.

"São 27 mil vagas que já têm adesão definitiva, a meta é 40 mil. Vamos atingir com tranqüilidade. Vamos chegar a 55 mil vagas com certeza", completou o ministro.


Clubes mexicanos "eliminam" dólar

REDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, em São Paulo

A crise financeira global segue fazendo suas vítimas. Preocupada com a situação, a Federação Mexicana de Futebol confirmou que não serão realizadas, pelos clubes do país, transferências indexadas pelo dólar.

Ainda de acordo com a entidade, os dirigentes dos clubes mexicanos concordaram em adotar pesos mexicanos como moeda padrão. Nas últimas semanas, a moeda do país se desvalorizou em 40%, tornando uma fonte de problemas os contratos a serem cumpridos.

A medida passa a valer apenas a partir de janeiro de 2009, e deve melhorar a situação dos clubes mexicanos especialmente com relação aos contratos firmados com jogadores e treinadores estrangeiros.



Escrito por fraja8 às 15h05
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




MLB - Hamels named World Series MVP

Cole Hamels is the fifth player to win LCS and World Series MVPs in the same postseason.

PHILADELPHIA (AP) -- Cole Hamels won a World Series MVP award Wednesday night without throwing a pitch.

Only fitting, because he owned October all the way.

Hamels made five postseason starts for the Philadelphia Phillies and went 4-0 with a 1.80 ERA, a dazzling display of pressure pitching that earned him two treasured trophies.

Already the Most Valuable Player of the NL championship series, the lanky lefty duplicated that feat with two terrific starts against Tampa Bay and joined Hall of Famer Mike Schmidt (1980) as the only World Series MVPs in Philadelphia history.

"I feel like a winner now," Hamels said after the Phillies wrapped up the Series with a 4-3 victory in Game 5.

Hamels outpitched Scott Kazmir for a 3-2 win in the opener, then tossed six effective innings Monday night before Game 5 was suspended by rain in the middle of the sixth with the score tied 2-all.

"That was the worst weather I've pitched in in my entire life," Hamels said. "I feel like I succeeded even with all the hard conditions that were thrown my way."

The storm ended Hamels' outing after 75 pitches, but he nearly wound up with a win anyway. When the game resumed Wednesday night, Philadelphia went ahead in the bottom of the sixth on Jayson Werth's bloop single.

That put Hamels in position for a record-breaking victory -- on a night when he never took the mound. But the Rays tied it at 3 in the seventh against Philadelphia's bullpen, leaving the 24-year-old with a no-decision.

No matter. The Phillies pulled it out and Hamels was selected MVP, just as he was in the NLCS against the Los Angeles Dodgers.

"This is something that you have to live for," Hamels said. "Going out there, I knew I had a job to do. I had the support of these fans, I had my teammates behind me and all I had to really do was just go throw a baseball as well I knew how."

Along with the MVP trophy, Hamels took home a new sports car that he planned to give to his wife, who celebrated her 30th birthday Wednesday.

"Definitely going to have to enjoy this moment because there's a lot of times you don't have everything go your way," Hamels said. "To come away with a World Series ring is more important to me than an MVP."

Hamels became the fifth player to win LCS and World Series MVPs in one postseason. The others were Florida pitcher Livan Hernandez (1997), Dodgers ace Orel Hershiser (1988), St. Louis catcher Darrell Porter (1982) and Hall of Fame slugger Willie Stargell (1979) of the Pittsburgh Pirates.

Hamels was a dependable and durable No. 1 starter for the Phillies all season, his third in the major leagues. Philadelphia chose him 17th overall in the 2002 amateur draft -- two spots after Kazmir was picked by the New York Mets.

Going 14-10 with a 3.09 ERA in 33 starts, Hamels threw a career-high 227 1-3 innings during the regular season. That was 44 innings more than his previous high set last year.

But he hardly looked tired in October. He only got better.

Hamels finished 1-0 with a 2.77 ERA in two World Series starts -- almost perfect.

"This is a great situation. I'm even more excited for that guy who's holding the MVP," said 45-year-old teammate Jamie Moyer. "He deserves it. He's the ace."

No pitcher has won five starts in one postseason, though Hamels came close. Francisco Rodriguez won five times out of the bullpen for the 2002 Anaheim Angels, and Randy Johnson had five wins for the 2001 Arizona Diamondbacks -- but one came in relief against the New York Yankees in Game 7 of the World Series.

Copyright 2008 Associated Press. All rights reserved. This material may not be published, broadcast, rewritten, or redistributed.



Escrito por fraja8 às 14h59
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Emmanuelle Chriqui :: Getty Images

We like to be one step ahead of things at Hot Clicks, so we're giving you all your Halloween links today. Actually, that's not true. We just didn't want to wait one more day to feature these Emmanuelle Chriqui photos.

Anyway, without further ado, here are your Halloween links. First up is a must-see from NextRound.net: Athletes In Halloween Costumes: A Photo Essay ... Here's where Emmanuelle Chriqui comes into play: Boosh Magazine looks at "Feminine Fatalities -- Hollywood Hotness Horror Deaths."


Gregg Popovich = Prankster
 
Gregg Popovich :: AP

Shaquille O'Neal recently lashed out at Spurs coach Gregg Popovich for the Hack-a-Shaq treatment he endured in last season's playoffs. The Diesel said "When you're down, I can see using that as a strategy. But when you're up 10, 15 points, there's really no need for that. That's a coward move. And he knows that. I'll make 'em pay for that."

So how did Popovich retaliate last night when the Suns played the Spurs? On a side note, whenever we see Popovich these days, we immediately think of this.


For the Record 
 
 
 
And away we go. The NBA season tips off tonight, and with it a chance for the Celtics to return sports dominance to Beantown. While the C's lost their secret MVP, James Posey, the Lakers get a healthy Andrew Bynum back, Greg Oden arrives in Portland, Jermaine O'Neal moves to Toronto, Ron Artest brings his act to Houston -- there's plenty of compelling plots waiting to play out. So in honor of tonight's tip-off, here are five matchups I can't wait to see...

1. Los Angeles vs. Boston: Kobe vs. Pierce, KG vs. Gasol, Ray Allen vs. Derek Fisher, Doc Rivers vs. Phil Jackson. But best of all, we get last year's champs vs. the team they beat in the Finals. Should be a couple of epic battles. Dec. 25 and Feb. 5.

2. New Orleans vs. Utah: As many great players as there are around the NBA, New Orleans PG Chris Paul and Utah PG Deron Williams are already establishing themselves as two of the greatest players at their position in NBA history, and they're still just kids. Watching these two go at it is worth the price of admission. Jan. 7, Feb. 21 and Apr. 5.

3. Portland vs. Oklahoma City: Not only did the Thunder roll away from the Pacific Northwest, but this matchup should allow the 2007 top draft picks (Oden and Kevin Durant) to finally square off. Unless Oden gets hurt again, I guess. Feb. 6, Feb. 11, Apr. 3 and Apr. 13.

4. New York vs. Toronto: No, not because it's the battle of former Isiah Thomas teams. An Italian friend of mine here in New York is so excited to see Andrea Bargnani and Danilo Galinari on the court against one another that he's already making plans to get to these games. Feb. 20, Feb. 22, Apr. 4 and Apr. 5.

5. Atlanta vs. Boston: Purely a selfish inclusion on my part, but my Hawks pushed the Celts to the edge last year in the first round of the playoffs. Since then, the Hawks have added depth while the Celts have added age. Nov. 12, Dec. 17, Mar. 27 and Apr. 3.

Which NBA matchups are you most looking forward to? Let us know below...

Lang Whitaker is the executive editor of SLAM magazine and writes daily at SLAMonline.com



Escrito por fraja8 às 14h53
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Dia 2/11 teremos a última etapa do mundial de Fórmula 1, o GP Brasil.
E o maldito Hamilton já está com 7 pontos de vantagem sobre o Massa.
Ou seja, basta um quinto lugar minguado pras esperanças brazucas irem
pro espaço.

Mas e o Rubinho?

Sem chances na competição e ja que vai largar a Fórmula 1 ano que vem,
Rubinho pode
ser nossa grande arma secreta no domingo.

Como?

Mole. Basta dar uma porrada bem dada, daquelas que o Hamilton não vai
saber nem de onde veio, para tirar o líder da prova e se tornar herói
nacional.

Juro que o povo brasileiro vai esquecer que vc entregava as vitorias
para o Shumi, que sempre foi um capacho da Ferrari, etc...



Pô, faz isso por nós, brasileiros que nunca desistimos e acompanhamos
até o limite da loucura suas derrapagens e afins.

Talvez seja essa a hora de entrar de vez no coração de todos os que acompanham
a F1 aqui no Brasil.

Pode ser?



E você? Apóia a nossa campanha?

Repasse ate que alguem envie para o Rubinho...



Escrito por fraja8 às 14h43
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Após reação, Muricy cobra torcida e pede 50 mil no Morumbi

 
Do UOL Esporte
Em São Paulo
 
Mais do que nunca o São Paulo está vivo na disputa pelo título brasileiro. Na noite da última quarta-feira o time venceu o Botafogo por 2 a 1 e se aproveitou da derrota por 3 a 0 do líder Grêmio para o Cruzeiro. Dessa forma, a equipe paulista ficou com os mesmos 59 pontos dos tricolores de Porto Alegre, mas com uma vitória a menos apenas.

Com essa reação - já que a equipe chegou a ficar com 11 pontos a menos que o Grêmio - o técnico Muricy Ramalho foi incisivo em pedir a presença em peso da torcida são-paulina na partida contra o Internacional, que acontece no próximo domingo, às 19h10 (de Brasília), no estádio do Morumbi, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro.

"Jogar em casa é muito importante. Temos de tomar cuidado, orientar bem os jogadores, mas o fator campo está fazendo a diferença para nós. Estamos com mais de 80% de aproveitamento lá este ano. Chegou a hora de a torcida fazer a diferença. Espero no mínimo 50 mil pessoas no Morumbi", cobrou o treinador são-paulino.

Para Muricy Ramalho, o time terá ainda mais empolgação se o estádio estiver cheio contra o Internacional. "A torcida entende que tem de empurrar o São Paulo. Não tem nada definido, as outras equipes estão muito perto só que estamos entrando para brigar."

"Chegou a hora da torcida. Sei que até agora não merecíamos, não estávamos jogando um bom futebol, que chamasse os torcedores para o estádio. Mas agora estamos nos superando. Temos apenas de atuar com muita atenção nesse momento. Somos um time que chega firme na hora da decisão e é isso que está acontecendo", completou.



Escrito por fraja8 às 14h31
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Honorato projeta nova 'identidade' e longa carreira em categoria 10 kg acima

Rodrigo Farah
Em São Paulo
 
Com uma prata olímpica em Sydney-2000 e um bronze no Mundial de 2003, Carlos Honorato ostenta um currículo que o coloca entre os grandes judocas brasileiros de todos os tempos. Seu histórico de vitórias no esporte aliado aos 33 anos de idade poderiam fazer o atleta cogitar uma eventual aposentadoria. O adeus ao esporte competitivo, no entanto, parece estar longe da cabeça do lutador.

C. HONORATO ALMEJA LONDRES-2012 COM 10KG A MAIS E 'SEM SOFRIMENTO'
AFP
Em 2000, Carlos Honorato surpreendeu ao conquistar a medalha de prata em Sydney
Reuters
Após um bronze no Mundial, o judoca caiu de rendimento ao defender a seleção brasileira
Reuters
Agora, Carlos Honorato inicia um novo ciclo olímpico 'sem sofrimento' no meio-pesado
Dez quilos acima da categoria que o projetou no judô (médio), Honorato concentra suas forças no início de mais um ciclo olímpico com a intenção de voltar a ser um ícone da modalidade no alto rendimento. Agora no meio-pesado (até 100 kg), o paulistano faz questão de salientar que ainda vê condições de representar o Brasil em uma Olimpíada e destaca suas expectativas para se classificar para os Jogos de Londres-2012.

"Lutarei até quando eu agüentar para poder ir a Londres ou nas próximas Olimpíadas. (...) Isso [aposentadoria] não passa pela minha cabeça. Não planejei nada do tipo e continuarei lutando até a hora que não agüentar mais", afirmou o judoca, confiante sobre seu futuro no esporte.

Em entrevista exclusiva ao UOL Esporte, Honorato fala sobre as expectativas para a seletiva do próximo fim de semana, em Vitória (ES), que pode assegurar sua volta à seleção brasileira. O lutador também revelou o sofrimento que passava para se manter no peso quando lutava no médio e ainda comentou a participação dos brasileiros nos Jogos de Pequim.

Confira os principais trechos da entrevista:

UOL Esporte: Como você encara a disputa da seletiva para a seleção agora no meio-pesado e suas chances de voltar a disputar as Olimpíadas?
Honorato:
Essa é uma grande chance para eu poder retornar à seleção. Acho que por tudo o que fiz, não poderia ter treinado mais e estou muito preparado. Agora é ver se esse treino vai dar certo e torcer para que eu vença.

UOL Esporte: Por que você optou em subir para a categoria meio-pesado e como foi sua adaptação ao novo peso?
Honorato:
Na verdade, já sabia na minha cabeça que eu precisava subir. Sempre soube que precisava lutar no meio-pesado, pois sempre sofria muito para chegar aos 90 quilos. Agora, não tem nada disso e fico muito mais tranqüilo. Até antes eu teimava em ficar no meio-pesado, mas sofria demais e no início do ano coloquei na cabeça de vez que minha categoria era o meio-pesado e que era nela que eu deveria continuar lutando.

UOL Esporte: Essa mudança de peso alterou algo no seu treinamento?
Honorato:
Eu precisei aumentar minha força física porque os judocas dessa categoria são mais fortes. Mas em relação ao treino técnico não precisei mudar quase nada.

UOL Esporte: Você encara essa seletiva como uma última chance de chegar ao topo novamente e disputar as Olimpíadas?
Honorato:
De forma alguma. Encaro o campeonato como uma seletiva importante, que pode me levar de volta à seleção, mas se eu não me classificar não tenho a menor intenção de desistir. No ano que vem haverá outra seletiva e terei outras oportunidades até 2012. Lutarei até quando eu agüentar para poder ir a Londres ou nas próximas Olimpíadas.

No próximo fim de semana, 84 judocas participam da primeira seletiva do Projeto Londres 2012, em Vitória (ES), que começa a garimpar os atletas brasileiros para os próximos Jogos Olímpicos.

Além de Honorato, irão participar do evento outros lutadores mais conhecidos, como Daniel Hernandes (pesado) e a campeã mundial júnior Rafaela Lopes (leve).
1ª ETAPA RUMO A LONDRES
UOL Esporte: Já tem alguma idéia de quando irá se aposentar do judô competitivo?
Honorato:
Isso não passa pela minha cabeça. Não planejei nada do tipo e continuarei lutando até a hora que não agüentar mais.

UOL Esporte: Havia muita expectativa em relação à campanha brasileira em Pequim devido aos três títulos mundiais conquistados no ano passado. Como você analisa a campanha dos brasileiros e o que acha que deu errado?
Honorato:
Os Jogos Olímpicos são assim mesmo. É uma competição totalmente diferente, em que tudo pode mudar. Mesmo sem termos levado nenhum ouro, acredito que essa foi a primeira vez em que todos os atletas da seleção, de todas as categorias, tinham reais chances de medalhar e isso é o mais importante. Todos lutaram bem. Alguns tiveram infelicidades e perderam, mas não faltou determinação. Talvez, com um pouco mais de sorte, o Brasil poderia ter ido melhor.

UOL Esporte: Como você encara as mudanças nas regras que a FIJ que implantar, como a diminuição do tempo de luta para quatro minutos e o fim do koka, por exemplo?
Honorato:
Não dá para ter uma idéia de como algumas dessas mudanças irá afetar o esporte. A diminuição no tempo de luta obriga o judoca a ser bem mais explosivo e ter um condicionamento mais apurado, pois a luta fica mais intensa. Agora, ainda é cedo para avaliar como o fim do koka pode influenciar. Vamos ver com o tempo se essas mudanças serão boas ou não.


Escrito por fraja8 às 14h26
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Mesmo com "apagão", Tsonga dá show e bate Djokovic em casa

AP
 
Do UOL Esporte
Em São Paulo
 
Com amplo apoio da torcida, o francês Jo-Wilfired Tsonga se livrou de vez da imagem da derrota no Aberto da Austrália contra Novak Djokovic. Jogando contra o sérvio, que foi campeão do Grand Slam, em janeiro, o tenista conseguiu uma boa vitória, por 2 sets a 1 (6-4, 1-6 e 6-3) e avançou às quartas-de-final do Masters Series de Paris.

Apesar de dominar Djokovic, terceiro do ranking, Tsonga (14º) teve um "apagão no segundo set". A partida começou bem para o francês, que logo aproveitou um break-point e, com 4-2, administrou até o fim para fechar em 1 a 0.

No entanto, a segunda parcial foi totalmente a favor do sérvio, que deu mostras de seu potencial. Mantendo a pressão e atacando desde o início, conseguiu abrir 5-0 no placar até empatar a partida.

Na virada para o terceiro set, Tsonga pediu a presença dos médicos e recebeu massagem na coxa esquerda. O que poderia ser um sinal de dificuldade para encerrar a partida foi justamente o contrário. Já no primeiro game o francês mostrou à torcida, que gritava seu nome, estar em um grande dia e com seu estilo vigoroso (foram 34 winners) passou à frente. A partir daí, deu show e, mesmo pedindo tratamento mais uma vez, fez belas jogadas e seguiu na frente para avançar no torneio com um ace.

Com a vitória, Tsonga passou à frente na disputa entre os dois tenistas, que começou nada menos do que com a decisão do Aberto da Austrália. Depois da derrota, o francês voltou a enfrentar o sérvio no torneio de Bangcoc e se sagrou campeão. Agora, o confronto está em 2 a 1 para Tsonga.

Quartas
Nas quartas-de-final, duelo de cabeças-de-chave, já que Andy Roddick também venceu nesta quinta-feira e enfrenta Tsonga. O norte-americano, número 7 do mundo e garantido na Masters Cup, enfrentou uma das esperanças da casa, o francês Gilles Simon, por 2 sets a 0, 6-3 e 7-5.

Para o francês, resta "secar" seus adversários, já que ele se encontra na briga para ficar entre os oito melhores que se classificam à Masters. Simon não teve chances, sofrendo com os 89% de pontos vencidos com o primeiro saque de Roddick e 15 aces aplicados.

Outro norte-americano se deu bem em Paris. James Blake bateu o alemão Philipp Kohlschreiber por duplo 6-4 e pode ser o adversário de Roger Federer nas quartas-de-final, caso o suíço passe pelo croata Marin Cilic.


Del Potro quer esquecer Masters. Nalbandian apronta das suas.

Elói Silveira
Enviado especial a Paris

Extenuado e evidentemente triste pela derrota nesta quinta-feira, nas oitavas-de-final do Masters Series de Paris, Juan Martin del Potro pouco quis falar sobre suas chances de classificação à Masters Cup. Mesmo ciente de que mantém boa situação, o tenista de 20 anos admitiu que vai tentar esquecer um pouco a corrida para Xangai e priorizar a recuperação física.

"Não quero ver mais nada sobre a classificação. Eu sei que o Simon e Blake precisam perder", resumiu a revelação argentina, sem se estender. Em sétimo na lista do ano com 369 pontos, Del Potro só deixa a zona do Masters se David Nalbandian for bicampeão em final contra James Blake. Qualquer outra combinação ou derrota dos dois rivais o coloca no evento chinês.

Apesar da queda, Del Potro comemorou o fim da temporada regular e a certeza de que poderá descansar ao menos por uns dias em casa. "O último torneio da temporada é realmente difícil de se jogar. Estou bem cansado e meu espírito está na Argentina já. Preciso antes de tudo de descanso e só depois vou voltar a treinar", explicou.

Em 2008, Del Potro deixou a condição de 80º do mundo e entrou no top 10 como um furacão, tendo vencido quatro torneios seguidos e conseguido ótimas campanhas no US Open e nos torneios em quadras cobertas. Se confirmar a vaga em Xangai, terá dois outros compromissos importantes: o Masters e a final da Copa Davis, ambos em novembro.

Nalbandian emburrado - Nem a vitória e a manutenção do sonho do bicampeonato em Paris mexeram com o humor do carrancudo David Nalbandian. Na entrevista coletiva após o triunfo sobre Del Potro, ele foi confrontado com a possibilidade de rever Andy Murray e fez questão de lembrar que o último confronto entre eles havia sido em 2004 e que "muita coisa de lá para cá havia mudado".

Frente à insistência de jornalistas ingleses em saber em qual ponto o britânico havia evoluído, o argentino se irritou. "Ele sempre teve talento. Talento, talento, o que mais vocês querem que eu diga?", esbravejou. A guerra de perguntas e respostas gerou certo desconforto nos presentes e alguns comentários mal-educados dos jornalistas mais tarde.


Federer acredita em pequeno favoritismo da Argentina na Davis
Suíço espera uma final equilibrada e garante que verá as partidas pela televisão, durante suas férias

José Eduardo Aguiar

Roger Federer recuperou a boa forma neste segundo semestre, vencendo o US Open e o ATP da Basileia. Esta semana, em Paris, já ganhou fácil a primeira partida contra Robbin Sodderling e hoje enfrenta o croata Marin Cilic pelas oitavas-de-final. De bem com a vida, aproveitou para dar uma de comentarista e analisou as chances de argentinos e espanhóis na final da Copa Davis.

 

Ron C Angle/TPL
Federer confirmou presença contra os EUA e tentará levar a Suiça à final da Davis em 2009
O suíço acredita que o confronto será muito equilibrado. "Cada equipe está com 50% de possibilidades, será uma final muito aberta", declarou Federer. Mas o fato das partidas serem realizadas em Mar Del Plata, na Argentina, faz o tenista repensar esta porcentagem. "Embora, por jogar em casa, os argentinos levem uma pequena vantagem", analisou.

 

A final ocorrerá entre os dias 21 e 23 de novembro, fim de semana que, com certeza, o número dois já estará de férias. A Suíça só volta a jogar pela Davis em março, contra os EUA, e o maior ídolo da história do tênis no país já confirmou sua presença.  "Durante a final estarei descansando, seguramente, em alguma praia", contou. Mas se engana quem pensa que Federer não quer saber de tênis durante sua folga. "Certamente vou ver as partidas pela televisão", garantiu o jogador.



Escrito por fraja8 às 14h22
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Interlagos vira "outdoor" para Rio 2016

REDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, em São Paulo

O circuito de Interlagos será palco de mais uma ofensiva do Ministério do Esporte para divulgar a candidatura do Rio de Janeiro a sede dos Jogos de 2016. A pasta de Orlando Silva irá aproveitar a realização do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, neste final de semana, para promover uma série de ações ligadas ao projeto olímpico.

Os 120 mil torcedores esperados para os três dias de evento acompanharão pelos telões do autódromo um vídeo de 60 segundos sobre a candidatura carioca. A peça será veiculada 20 vezes por dia.

Além disso, o ME terá um centro de hospitalidade para recepção de convidados durante treinos e corrida. O local irá receber autoridades como Tessa Jowell, ministra responsável pelas Olimpíadas de 2012, que serão disputadas em Londres. A inglesa tem encontro marcado com Silva para conversar sobre a experiência londrina na condução do evento.

Para aproveitar a audiência dos 380 milhões de telespectadores de 140 países foram fixadas na pista, de frente para as câmeras, duas placas publicitárias com a logomarca Rio 2016 - Cidade Candidata e com o símbolo do governo federal. A revista oficial do GP também conta com um anúncio do Ministério.

"O país que organiza com reconhecida competência o GP Brasil de F-1 quer mostrar ao mundo que será um anfitrião à altura da magnitude das Olimpíadas, do mesmo modo que recepciona com brilhantismo os apaixonados pela velocidade nestes três dias de emoção da prova em Interlagos", disse o ministro Orlando Silva, em comunicado oficial, destacando que o objetivo da iniciativa é mobilizar a opinião pública e angariar apoio internacional.

Segundo informações da edição de segunda-feira da coluna Painel FC, da "Folha de S.Paulo", o custo total da ofensiva é de R$ 595 mil.

A entrega do dossiê de candidatura ao Comitê Olímpico Internacional (COI) está marcada para o dia 12 de fevereiro de 2009. Entre 27 de abril e 3 de maio, a comissão de avaliação da entidade fará a inspeção na cidade. A eleição da cidade-sede dos Jogos de 2016 está marcada para 2 de outubro, em Copenhague, na Dinamarca.



Escrito por fraja8 às 14h09
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Jornal alemão elege as ‘marias-chuteiras’ mais gatas da Liga dos Campeões


                Alena Seredova, Sylvie Van der Vaart e Sarah
                    Brandner: gatas da Liga dos Campeões

Bild afirma que Cherly Cole, mulher do lateral-esquerdo Ashley Cole do Chelsea, é uma das mais belas

O jornal alemão “Bild” elegeu as “wags” (termo inglês que significa mulheres e namoradas dos jogadores de futebol, o popular “Maria-chuteira”) mais bonitas da Liga dos Campeões. De acordo com a publicação, Cherly Cole, mulher do lateral-esquerdo Ashley Cole do Chelsea, é uma das mais belas.

Outras beldades citadas pelo “Bild” são Sylvie Van der Vaart (esposa de Rafael Van der Vaart, do Real Madrid), Alena Seredova (mulher de Buffon, do Juventus), Sarah Brandner (namorada de Schweinsteiger, do Bayern de Munique), Simone Ballack (esposa de Michael Ballack, do Chelsea), Beatrice Trezeguet (namorada de David Trezeguet, do Juventus) e Ilary Blasi, esposa do craque Francesco Totti, do Roma.

 

Reprodução/Reprodução

Ilary Blasi, esposa de Totti, está entre as mais esposas mais gatas de jogadores que disputam a Liga



Escrito por fraja8 às 14h05
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Com aperto de mãos e sorrisos, Massa e Hamilton têm primeiro encontro no Brasil


                Hamilton e Massa se cumprimentam em SP

Pilotos repetem discurso e afirmam que será ‘apenas mais uma corrida’

Eram duas cadeiras em primeiro plano e três logo atrás. Na frente delas, um batalhão de jornalistas esperando os principais personagens da semana em Interlagos. Lewis Hamilton e Felipe Massa, que lutam pelo título mundial de Fórmula 1, sentaram-se lado a lado na manhã desta quinta-feira, no autódromo. Atendendo ao pedido dos fotógrafos, o inglês e o brasileiro apertaram as mãos antes da entrevista e trocaram sorrisos. Atrás deles, David Coulthard, Rubens Barrichello e Nelsinho Piquet repetiram o gesto, provocando risos em quem estava na sala.

A diferença entre Hamilton e Massa é de sete pontos. Para ser campeão, o piloto da Ferrari precisa, no mínimo, chegar em segundo e torcer para que o rival fique em oitavo – ou vencer a corrida e contar com a sexta colocação do inglês. Mesmo assim, o brasileiro prefere reduzir o peso da disputa. 

- É uma corrida como outra qualquer. Quando estou pilotando, não importa se é um kart ou um Fórmula 1. Penso somente em vencer. A motivação é vencer a corrida. É o mesmo agora. Existe a expectativa e pressão, mas quando se está guiando não se pensa nisso - diz Massa, com aparência tranqüila.

Hamilton também demonstrou tranqüilidade para a decisão do campeonato. Após o erro na prova do ano passado, perdeu posições na tentativa de ultrapassar Fernando Alonso e depois ainda teve um problema no câmbio, terminando em sétimo, o piloto da McLaren afirma que não se sente pressionado.

- É só mais uma corrida e não existe pressão. Estou bastante entusiasmado para o domingo.


Kimi reitera: 'Vou ajudar Felipe Massa'

Finlandês diz que pretende completar uma dobradinha no GP do Brasil

O finlandês Kimi Raikkonen voltou a dizer, em entrevista coletiva realizada em um hotel paulista, o mesmo discurso: vai sim ajudar seu companheiro de equipe, Felipe Massa, a lutar pelo título da F-1 no GP Brasil deste domingo. O ferrarista, no entanto, admitiu que o time precisará de um pouco de sorte - e confessou que já teve que responder diversas vezes a mesma pergunta.

- Todo dia me perguntam, a toda hora (sobre a ajuda a Massa). Mas é claro que vou trabalhar para que a Ferrari conquiste os dois títulos na corrida de Interlagos. O que podemos fazer é uma dobradinha, mas além disso precisaremos de um pouco de sorte, já que o Lewis (Hamilton) precisa somente de um quinto lugar para ser campeão - diz Raikkonen.


Barrichello receberá 'Capacete de Ouro' desenhado por estilista de Ayrton Senna

Agência/EFE

Sid Mosca planeja peça para comemorar os 270 GPs do piloto da F-1

GLOBOESPORTE.COM São Paulo

Em homenagem à marca de 270 GPs disputados na Fórmula 1, feito que será alcançado neste domingo, em Interlagos, Rubens Barrichello receberá o Capacete de Ouro, desenhado pelo famoso estilista Sid Mosca, o mesmo que produzia os cascos de Ayrton Senna.

A peça, que será entregue no dia 11 de novembro na tradicional festa que também leva o nome de Capacete de Ouro, terá como base as linhas do casco original de Barrichello.

- Realizar mais esse trabalho com o Barrichello é um motivo de muito orgulho. Ainda mais porque acompanhamos a carreira dele desde o começo no kart. A partir do desenho original, vamos desenvolver uma pintura toda especial, comemorando as 270 provas - diz Mosca, em comunicado enviado pela assessoria do evento.



Escrito por fraja8 às 14h01
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




La contratación de Diego Armando Maradona como nuevo seleccionador argentino ha puesto en alterta al FC Barcelona. El club respeta una decisión ante la que no puede poner ninguna objeción, aunque una figura como Maradona lleva de forma intrínseca una convulsión que crea dudas sobre el efecto que pueda tener sobre el mejor jugador del mundo del momento, Leo Messi.

Las relaciones con la Asociación de Fútbol Argentino (AFA) se habían normalizado tras la polémica por la participación de Leo en los Juegos Olímpicos y la comunión se acabó de certificar en la última visita de una delegación blaugrana encabezada por Txiki Begiristain a Buenos Aires.

Su presidente, Julio Grondona había dado su visto bueno a que Messi siga un plan personalizado, que se le libere de determinados amistosos y, en definitiva, que se tenga un cuidado especial hacia él. Una decisión cerebral que puede contrastar con la visceralidad de Maradona. El ‘10’ ya ha expresado en más de una ocasión que defender a la selección es el orgullo más grande que puede existir para un argentino y no está claro que pueda entender que Messi necesitará descansos durante la temporada en forma de liberación de los amistosos.

No es una cuestión de patriotismo. Se trata de tanto el Barça como la albiceleste puedan disfrutar de un gran jugador durante muchos años con las máximas garantías.

La inquietud que reina en el club blaugrana y entre las personas que más le quieren puede acentuarse o decrecer en función de cual sea la decisión que tome Maradona en el amistoso que el 11 de febrero debe disputar Argentina en Francia. Para el partido más inmediato, del 19 de noviembre, quedó cerrado que Messi se ausentaría en Glasgow. Este compromiso no debería peligrar ya que Diego todavía no se sentará en el banquillo por el compromiso de la AFA con Sergio Batista para que sea el seleccionador por un día como premio por la conquista del oro en Pekín. Otra cosa será a partir del 2009 cuando Maradona tome el mando y las decisiones dependan únicamente de él.

La prioridad debe ser que Diego siga con el plan para mimar al crack

El primer amistoso será en Francia, el 11 de noviembre, cuando quedarán claras las intenciones del nuevo técnico. Posteriormente, Maradona debutará de forma oficial el 28 de marzo en el partido clasificatorio para el Mundial del 2010 ante Venezuela. Tres días más tarde se disputará el segundo encuentro oficial en Bolivia. El calendario de la albiceleste no volverá a activarse hasta que termine la Liga, en junio, con otros dos partidos clasificatorios ante Colombia y Ecuador.

Durante los próximos meses se empezará a vislumbrar si Maradona es capaz de dejar de lado la improvisación que ha marcado su carrera y permite que Messi continúe con las pautas marcadas desde la llegada de Pep Guardiola. El de Santpedor ha instaurado una metodología rigurosa que conduce a Leo a seguir un régimen de trabajo, descanso y alimentación idóneo para sus característicos. De momento, este sistema está dando sus frutos y Messi no ha sufrido ninguna lesión y su rendimiento está resultando excelente.

El objetivo es que el futbolista continúe con esta progresión, que no deba interrumpir su carrera por nuevas lesiones y se presente al Mundial del 2010 como el gran icono del planeta futbolístico. El campeonato de Suráfrica debe llevar inscrito su nombre y, para ello, es fundamental que Maradona asimile que el plan de Guardiola es el que más conviene para el futuro del jugador.


¿Por qué el Barça recela de Maradona?

La designación de Maradona como seleccionador argentino crea dudas en el Barça

La designación de Maradona como seleccionador de Argentina ha creado dudas dentro del club azulgrana en cuanto al futuro de Messi en la 'albiceleste'

1.¿Qué ejemplo puede dar el ex futbolista?

Maradona ha tenido altos y bajos a lo largo de su trayectoria y ha vivido capítulos que no pueden servir de referencia para un joven futbolista al que todavía le queda un largo camino por recorrer. Diego debe ser únicamente un buen ejemplo de ex jugador genial sobre el campo.

2.¿Tratará igual a Leo que al ‘Kun’, su yerno?

La relación familiar que une al Kun Agüero con Maradona ofrece dudas sobre el trato que dispensará el nuevo seleccionador al jugador del Atlético de Madrid y al resto de internacionales, especialmente, Messi, quien es la otra gran estrella del combinado albiceleste.

3.¿Cómo se tomará el acuerdo AFA-Barça?

La cesión de Messi a los Juegos Olímpicos llevó la contraprestación de librarle de determinados partidos amistoso. La AFA dio su palabra, aunque se comprometió con Alfio Basile como seleccionador. Con un personaje del carácter de Maradona el pacto no está tan claro.



Polémico Maradona

Bilardo y Grondona, en la boda de Diego Armando Maradona con Claudia Villafañe

‘El Pelusa’ disfrutará de otra oportunidad. Se trata del último tren futbolístico para un astro cuestionado y que acepta poner su mito en juego

Argentina está que arde. Tampoco podía ser de otra forma. Todo lo que rodea a Diego Armando Maradona enciende pasiones. Y su nombramiento como seleccionador nacional no ha sido para menos.

El astro llevará el timón de la albiceleste en una decisión que ha levantado mil y una polémicas. Nadie cuestiona su pasado como jugador ni su enorme carisma en todo el mundo, pero lo de dirigir a la selección es una historia muy diferente. El currículum de Diego como entrenador está plagado de sombras y apenas si aparece alguna luz. Sus fracasos han sido estrepitosos y el banquillo de Argentina no está para demasiadas aventuras. La entendida hinchada argentina lo sabe y no ha acogido el nombramiento con el clamor que Grondona podía esperar.

El presidente de la AFA ha apostado fuerte. Quería un golpe de efecto y lo ha conseguido con Diego Armando Maradona. Llega amparado por declaraciones grandilocuente, tales como “existe un antes y un después de Maradona en el fútbol argentino”, pero su repercusión puede pasarle una enorme factura. La afición le da la espalda de forma mayoritaria y Julio Grondona deberá asumir el coste de un nombramiento que ha decidido poco menos que de forma personal. Nadie discute el Dios futbolista pero sí se constata que el Maradona entrenador no ha demostrado nada.

Mejor dicho, ha cosechado fracaso tras fracaso. Y, de paso, aunque sea de puntillas, no se puede olvidar que algunas de las actitudes públicas y privadas de ‘El Pelusa’ levantan todo tipo de recelos y no son precisamente un ejemplo digno de reproducir.

Grondona pisa fuerte, aunque como siempre se guarda un as en la manga. Conoce como nadie el fútbol argentino y siempre que arriesga esconde un comodín en la partida. Con Maradona al frente sucede lo mismo. Diego tendrá el mando de la albiceleste aunque Carlos Salvador Bilardo no le perderá de vista. Nombrado como nuevo Director Técnico es el elegido para formar tándem, supervisar y asesorar en lo que haga falta al seleccionador.

Diego Armando Maradona tendrá margen para trabajar, pero todas sus decisiones serán fiscalizadas por millones de aficionados que esperan impacientes por comprobar si al frente de su selección está el mejor jugador del mundo o, simplemente, un entrenador mediocre que vive de los éxitos de su pasado. Carlos Bianchi tendrá que esperar. Sin lugar a dudas, en todas las quinielas previas a la designación, el técnico era el claro favorito entre la afición. Su bagaje ofrece éxitos incontestables y, además, tenía el apoyo y el respeto mayoritario de los futbolistas.

Ya no hay vuelta atrás, y Maradona es el primero en asumirlo. Su imagen ha sufrido múltiples vaivenes pero jamás la ha puesto tan a prueba como ahora. ‘El Pelusa’ también pondrá buena parte de su mito en juego. Un éxito le elevaría a los altares como a ningún otro argentino. En cambio, otro fracaso le devolvería al mundo de los simples mortales. Y ahí el astro futbolístico es del todo imprevisible.

Tras el nombramiento, la prensa argentina ha pulsado la primera respuesta del pueblo con múltiples encuestas. Uno de los rotativos con mayor prestigio resume el sentir mayoritario. El ‘Clarín’, con algo más de 36.000 votos, recogía que el 74% no aprobaba la designación de Grondona. El dato es estremecedor.

Otro de los diarios de referencia indispensables para calibrar el pensar del pueblo argentino, Olé se mostraba algo más comedido pero reflejaba las dos caras más conocidas de Diego Armando Maradona. “Como hincha ilusiona Diego en el banco argentino (...) Pese a la idolatría maradoniana, como entrenador es una incógnita”. Un perfecto resumen de la polémica que siempre acompaña a Diego.


Feliz Cumple Diego ! Un genio al que superó su personaje

Diego Armando Maradona, que hoy cumple 48 años (Buenos Aires, 30 de octubre de 1960), ha sido uno de los mejores futbolistas de la historia del fútbol. La habilidad de su pie izquierdo sólo se podía comparar a su inmenso talento para imaginar las jugadas más prodigiosas, ya fuera una vaselina, un slalom desde el medio campo o una ‘mano de Dios’. Idolatrado en Argentina es el mayor símbolo de su selección a la que llevó a lo más alto en México’86. También se venera su recuerdo en Nápoles, en donde convirtió en potencia europea al modesto club del sur de Italia, siempre a la sombra de los grandes del norte. La grandeza del futbolista acabó engullida por el lado oscuro del personaje. Su adicción a las drogas y algunas lesiones graves condicionaron su paso por el Barça y por el Sevilla, e incluso impidió que su palmarés no se viera engrosado con más títulos que habrían hecho justicia a su calidad. Pese a todo, los escándalos por doping, por consumo de drogas o por agresiones físicas no han impedido que figure en el imaginario futbolístico, por derecho propio, como uno de los más grandes junto a Pelé, Cruyff y Di Stéfano.


Maradona sólo ha logrado tres victorias en 23 partidos como entrenador

La estadística de Maradona como entrenador poco tiene que ver con los éxitos que cosechó como futbolista

Diego Armando Maradona no puede presumir como técnico, todo lo contrario que como jugador, de tener un gran currículum. De hecho, en su corta carrera sólo logró 3 victorias en 23 encuentros dirigidos desde el banquillo

Además, empató 12 y encajó 8 derrotas. Su primera experiencia fue en el Mandiyú de Corrientes. Junto a Carlos Fren dirigió al equipo en 12 encuentros, pero sólo pudo lograr un triunfo. Tras varias discusiones con la directiva, dejó el club. Al final del Apertura del 94 el equipo bajó. Su segunda experiencia fue en un gran de Argentina, el Racing Club. Ganó 2 partidos, empató 6 y perdió 3. De todas formas, pudo sumar el triunfo en su visita a La Bombonera, donde Racing no ganaba desde 1975.

 



Escrito por fraja8 às 13h30
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Sport


Messi: "Si estuvieran Ronaldinho y Deco, sería mejor todavía"

Messi se acordó de Ronaldinho y Deco

Leo Messi asegura que la 'Gazzetta dello Sport' "malinterpretó" sus palabras sobre Ronaldinho y Deco y cree además que el Barça "está funcionando" muy bien con Guardiola y que lo haría aun mejor con sus dos ex compañeros.

"Con Guardiola, el equipo está funcionado y nos están saliendo las cosas, pero si estuvieran Ronnie y Deco sería mejor todavía", afirmó Messi, quien cree que fue "malinterpretado" por el periodista que le entrevistó para 'La Gazzetta dello Sport'.

"No quise decir eso. Yo nunca diría una cosa así de dos amigos, de dos personas que me brindaron todo su apoyo para que yo estuviera bien dentro del vestuario y que fueron todo por mí. Nunca hablaría mal de Ronnie ni de Deco, sino todo lo contrario", insistió.

El internacional argentino se refirió también a la labor de los árbitros, y pidió que "se les deje hacer su trabajo", ya que "cuando un jugador falla, nadie dice nada", mientras que los colegiados también se equivocan, "y hablar siempre de ellos es ponérselo aún más difícil".

Aparcada la polémica arbitral, Leo Messi se refirió, por último, al próximo partido de Liga, que enfrentará al Barcelona con el Málaga en La Rosaleda. "Va a ser complicado, porque el Málaga viene de ganar en un campo difícil y, aunque al principio le costó, ya agarró la racha", explicó el delantero azulgrana.


Control antidoping sorpresa a once jugadores del Barça

Los jugadores del Barça se sometieron a un control antidoping sorpresa

Once jugadores del Barcelona se han sometido este jueves a un análisis de orina, después de que los comisarios de la UEFA acudieran a las instalaciones del Camp Nou para realizar un control antidopaje por sorpresa.

Carles Puyol, Sylvinho, Touré Yaya, Gerard Piqué, Albert Jorquera, José Manuel Pinto, Sergio Busquets, Víctor Sánchez, Pedro Rodríguez, Oier Olazábal y David Córcoles fueron los elegidos por sorteo para pasar el control tras el entrenamiento matinal.

Quien no pasó control antidopaje fue el defensa Eric Abidal, que abandonó el campo del Miniestadi antes del final de la sesión con unas molestias en la rodilla derecha.


AYER SU AGENTE SE VOLVIÓ A REUNIR CON TXIKI PARA SEGUIR NEGOCIANDO SU NUEVO CONTRATO

Xavi, un paso más cerca de la renovación

Xavi es un jugador que tiene todavía mucho futuro

El acuerdo aún tardará en llegar porque existen diferencias, pero la predisposición de ambas partes es muy positiva

Cerrar el nuevo contrato de Xavi Hernández se ha convertido en una de las prioridades más absolutas dentro de la agenda de la secretaría técnica del Barcelona. Ayer mismo se convocó una nueva reunión -evidentemente no será aún la última- entre el agente del jugador, Ivan Corretja, y el director general deportivo, Txiki Begiristain.

Ambas partes continuaron perfilando el nuevo contrato del internacional blaugrana, aunque las diferencias siguen siendo importantes, sobre todo porque el Barcelona ha ofrecido un contrato que el representante del jugador considera del todo insuficiente.

En todo caso, fuentes del club aseguraron que las negociaciones van por muy buen camino, aunque evidentemente un contrato de estas características no se cierra de la noche a la mañana y se ha de ir madurando poco a poco.

El Barcelona, eso sí, tiene muy claro que ha de cerrar el contrato cuanto antes porque quiere ir solucionando otros casos pendientes. Ahora mismo tiene dos casos abiertos -Xavi y Sergio Busquets- que desearía finiquitar en los próximos días, ya que muy pronto tendrá que abordar otros como las renovaciones de Márquez, Puyol y Eto’o, que en principio han de resolverse antes de que finalice la temporada.

El principal problema para cerrar el nuevo contrato de Xavi es que el club hace una valoración diferente a la del jugador sobre su status real en la plantilla.

No hay que olvidar que el de Terrassa cuenta a su favor una fidelidad incontestable a unos colores, una importancia contrastada dentro del equipo con capitanía incluida, una consagración mediática tras conseguir la Eurocopa y el título como mejor jugador, y las muchas ‘novias’ que tiene y que están buscando hacer un hueco en sus plantillas.


Mauro Icardi empieza a despuntar en el Juvenil azulgrana

La joven estrella argentina del Juvenil del Barça, Mauro Icardi ya ha empezado a dar muestras de todo su potencial sobre el terreno de juego. El pasado fin de semana, el delantero argentino estrenó su renta como goleador azulgrana, al marcar dos de los seis goles que el Juvenil B del Barça le endosó al Bellvitge (6-0)

Icardi es una de las últimas promesas con las que el Barça ha reforzado su cantera. Procedente del Vecindario de Gran Canaria, donde rompió todos los récords goleadores, Mauro es un delantero con mucha fuerza y un gran olfato goleador. Es precisamente su corpulencia la que le ha permitido incorporarse al Juvenil azulgrana, pese a que por su edad le correspondería jugar en el cadete.

Y es que el talento de Icardi no ha pasado inadvertido para nadie. El propio Real Madrid quiso ficharlo este mismo verano, aunque el Barça se adelantó y consiguió hacerse con esta nueva perla del fútbol argentino.

Su llegada al club catalán no ha sido sin embargo tan redonda como se hubiera deseado, ya que una inoportuna lesión ha mantenido al joven jugador fuera de los terrenos de juego hasta hace unas semanas. Por suerte, Icardi ya está completamente recuperado. Prueba de ello son los dos goles que consiguió este fin de semana frente al Bellvitge.


Viñeta Caye

Escrito por fraja8 às 13h09
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




BLOG DO PVC - http://blogs.espn.com.br/pvc/


TRICOLOR DE CHEGADA

  1 x 2 

Depois da derrota para o Grêmio, na primeira rodada do segundo turno, o São Paulo ficou a onze pontos de distância do líder. Hoje, está empatado.

Cada vez mais, a campanha do São Paulo faz lembrar a frase clássica do ex-goleiro Gilmar Rinaldi, quando se aproximavam as fases finais de campeonatos, no final dos anos 80. O São Paulo não tinha jeito de campeão e, então, Gilmar abria a boca: “Este time tem espírito de campeão!” Quando falou isso, em 1987 e 1989, por exemplo, o Tricolor chegou.

O São Paulo tem algumas das características para vencer o campeonato. Agora, vence fora de casa, o que os rivais não conseguem. Tem força no meio-de-campo, um estilo de jogo definido, o crescimento na hora de decidir. E até ajuda do árbitro, faz parte do repertório de um time que tem sorte para ganhar a taça.

Não, não ganhou ainda. Olhe a tabela do Cruzeiro - meu candidato - e você verá que não é só o São Paulo quem pode ficar com a taça. Ou ainda o fato de o Grêmio ser o líder, pelos critérios de desempate.

Mas até os adversários mais duros olham para o São Paulo e têm medo. Como diz Muricy Ramalho, deixaram chegar.

O MARACA NÃO É GARANTIA

 0 x 0 

Uma das preocupações do técnico Vágner Mancini era bloquear os lados do campo, evitar que Leonardo Moura e Juan jogassem com liberdade. Conseguiu. Pensou em usar Ramon o jogo inteiro e jogar Jackson em cima de Juan. Preferiu a dupla Willams e Jackson, bloqueando e jogando nas costas dos laterais. Marquinhos, deslocando-se da esquerda para a direita, também levava perigo.

Mas o Flamengo teve chance com Leonardo Moura. Na prática, o empate refletiu a igualdade entre as duas equipes. Pecado rubro-negro que, agora, tem de vencer o clássico contra o Botafogo para voltar ao grupo dos classificados para a Libertadores. Jogar no Maracanã não é garantia de vitória.

MEU LADO ESQUERDO…

 3 x 0 

O Grêmio tem Anderson Pico e Hélder, titulares durante a maior parte da campanha, ora um, ora outro.

O Grêmio também tem Thiego, que pode ser lateral em linha de quatro, como aconteceu contra o Sport. E o Grêmio tem Souza, mais experiente, que fez boa partida atuando como ala, mas…

Mas o passe de Fernandinho apanhou Jonathan entrando em diagonal, exatamente como aconteceu no clássico mineiro, duas semanas atrás. Jonathan dominou, avançou e chutou lindamente, no ângulo do goleiro Victor.

O lado esquerdo do Grêmio também não funcionou ofensivamente. O Cruzeiro jogou pelos dois lados. Com Jonathan, pela direita. Com Wágner, avançando pela esquerda, na jogada do primeiro gol, aos 14 segundos. Não pense que a briga está restrita a São Paulo e Grêmio. O Cruzeiro pode ser o campeão.

A VITÓRIA SEM FESTA

 1 x 0 

O Palmeiras venceu em casa, pegando no tranco, como diz o feliz título do L! desta quinta-feira. Mas o time melhora com quatro no meio-de-campo, em vez do 3-5-2 de Luxemburgo. Evandro e Jumar auxiliaram mais os laterais Fabinho Capixaba e Leandro e isso fez o time jogar mais pelos lados, o que faltava nas partidas contra Figueirense, São Paulo, Argentinos Juniors e Fluminense.Os quatro jogos de jejum de vitórias.

Também acabou a seca de gols de Alex Mineiro, exatamente de quatro partidas, tantas quanto o Palmeiras passou sem vencer. Mas o ponto, para o Palmeiras, é a necessidade de vencer fora de casa. Não ganhar o clássico contra o Santos significa deixar que São Paulo, Grêmio e Cruzeiro se distanciem outra vez. Time que sonha ser campeão precisa vencer fora. Até por isso, o jogo de domingo não é para voltar a usar três zagueiros.



Escrito por fraja8 às 12h42
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





Painel FC

RICARDO PERRONE -
painelfc.folha@uol.com.br

Prévia

A eleição para a presidência do Corinthians, em 2009, já teve o primeiro round na Justiça entre os pré-candidatos Andres Sanchez e Paulo Garcia. O opositor venceu. O clube tentou tirar do ar o site www.procorinthians.com.br, do oposicionista. Alegou que a página fazia cadastramento dos sócios que poderia ser entendido como ação oficial do clube. A Justiça indeferiu o pedido para que o site fosse desativado antes do julgamento final. Então, o Corinthians desistiu da ação. Mas irá pagar as custas.

Empate. Os advogados do Corinthians alegam que desistiram da ação porque Garcia mudou o seu site, desfazendo a confusão. O opositor, que usou dados cedidos por Andres para convocar os sócios, nega tais alterações.

Cascata. A notícia de que Andres foi para o exterior em busca de reforços como Deivid deixou atletas do elenco atual em alerta. Acham que, se o clube está disposto a aumentar a sua folha salarial em 2009, quem ajudou o time a voltar à elite merece reajuste.

Ela voltou. Carla Dualib, que cuidava do marketing corintiano, almoçou nesta semana com Márcio Braga. Foi saber dos projetos do Flamengo e se colocou à disposição do presidente para ajudar.

Desligado. A LG flertou com o Flamengo, mas o negócio não evoluiu. A empresa não topa gastar mais de R$ 20 milhões por ano para estampar a camisa do clube.

Menos um? Ao contrário do que dizem São Paulo, Corinthians, Flamengo e Botafogo, o Atlético-PR afirma que ainda não está no grupo de oposição no Clube dos 13, já chamado de G5. Os paranaenses falam que só conversam sobre o seu possível ingresso.

Ileso. Com parte do dinheiro da venda de Valdivia, o Palmeiras quitou empréstimo no banco Real avalizado por imóvel de R$ 3 milhões do diretor Salvador Hugo Palaia.

Drama. A oposição define o Palmeiras após Affonso della Monica não estender o mandato: o clube é o mar, Marco Polo Del Nero, que voltou a apoiar lado derrotado, é o iceberg, o Titanic é Della Monica. E aliados pulam do navio.

Vingança. Gente que apoiava Della Monica, mas votou contra sua permanência, diz que o presidente fez lista com oito "traidores" a serem afastados. No meio, tem cartola que jura ter sido a favor. Mas o voto era secreto.

Hermanos. Em evento em São Paulo, Pelé disse torcer para Maradona, um "grande amigo", emplacar como técnico da Argentina. "Mas, normalmente, uma grande estrela não se torna um bom técnico", emendou. E citou Luxemburgo como caso inverso.

Por fora. Kimi Raikkonen e Lewis Hamilton ilustram envelopes de ingressos para o GP Brasil. Piloto da casa e postulante ao título, Felipe Massa só aparece em bilhetes.

Colaboraram EDUARDO ARRUDA e LILIAN CHRISTOFOLETTI, da Reportagem Local

Dividida

"Gosto muito do Andres, e essa história de sair pelado faz parte da euforia pela grande conquista do Corinthians [triunfar na Série B]"
De JÚLIO CASARES, vice do São Paulo, sobre o corintiano dizer ao diário "Lance!" que sai pelado se o rival obtiver patrocínio de R$ 30 milhões


JUCA KFOURI

Ainda sobre o mês dos gênios


A coluna que exaltava outubro como mês dos melhores atletas de todos os tempos exige boas correções


O MAIOR equívoco da coluna do último domingo nem foi ter escalado um time com 12 jogadores, coisa que o grande Osmar Santos já tinha feito uma vez, às vésperas da Copa do Mundo de 1986, quando se justificou, ao ser pego no erro, com a presença de espírito que sempre o caracterizou: "Minha seleção brasileira é tão boa, mas tão boa, que não dá para escalá-la só com 11".

Fico, pois, em ótima companhia.
Verdade que a minha seleção, só com os nascidos em outubro, tinha Dunga na lateral esquerda, uma demasia de fato e, para alguns leitores, dupla, porque o atual técnico da seleção brasileira não poderia estar num time de gênios.
Vá lá, embora não se deva cometer a injustiça de considerar Dunga um brucutu, porque não era.
E porque foi fundamental na campanha do tetracampeonato, melhor passador da Copa de 1994, nos Estados Unidos.

Mas nem os 12 nem Dunga foram os maiores deslizes do colunista, que se baseou no "Livro das Datas do Futebol", do jornalista Rodolfo M. Rodrigues, sem parentesco com o extraordinário goleiro uruguaio Rodolfo Rodrigues, de janeiro.

Se na seleção já tinha os três melhores jogadores de todos os tempos - Pelé, Mané Garrincha e Diego Maradona, nesta ordem na modesta opinião do escriba -, nela faltaram dois nomes indiscutíveis, que não estão no livro: o goleiro russo Lev Yashin, de 22 de outubro, para muitos o maior de todos os tempos, apelidado Aranha Negra; e, tão grave como, Mestre Didi, o Príncipe Etíope, eleito o melhor jogador da Copa de 1958, na Suécia, uma Copa que, veja bem, teve Yashin, Mané e Rei Pelé.

Didi nasceu num 8 de outubro. Falta no livro, ainda, o lateral-esquerdo italiano Cabrini, também de 8 de outubro, que torna desnecessária a improvisação de Dunga.

O time, então, ficaria assim: Yashin; Augusto, Elias Figueroa, Darío Pereyra e Cabrini; Bob Charlton, Falcão, Didi e Diego Maradona; Mané Garrincha e Pelé. Correções devidamente registradas, resta deixar uma opinião dessas definitivas e um desafio impossível de ser vencido: não há hipótese de alguém montar um time melhor do que esse; tente, se for capaz.

Sucatão
Se o Engenhão, estádio mais moderno do Brasil, que era para ter custado R$ 60 milhões e custou R$ 380 milhões do seu, do meu, do nosso suado dinheirinho, não serve para abrigar um Botafogo x Flamengo pouco mais de um ano depois de ter sido inaugurado, deve ser imediatamente implodido, porque virou Sucatão. Em seguida, com vistas aos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016, deve ser erguida uma nova arena, com o nome Locupletão. Ou restaure-se a moralidade.

Leia
Chega às livrarias "Doping", cujo subtítulo é auto-explicativo: "E as muitas faces da injustiça. O processo inquisitorial iníquo e violento do sistema de controle vigente", do médico gaúcho Sabino Vieira Loguercio, pela AGE Editora. Quem ler tem a garantia de que nunca mais olhará para os métodos de antidoping em vigor do mesmo jeito. Um soco na hipocrisia.

blogdojuca@uol.com.br



Escrito por fraja8 às 12h29
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Etapa Brasil do WCT tem Cidade do Surf

REDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, em São Paulo


Com o apoio dos patrocinadores Vivo, Nova Schin e Hang Loose, a etapa brasileira do WCT, principal circuito de surfe do planeta, tem uma novidade especial. Trata-se da Cidade do Surf, palco inédito montado na Praia da Vila, na cidade catarinense de Imbituba.

Na etapa intitulada Hang Loose SC Pro, criou-se um espaço temático com praça de alimentação, palco para shows e seções específicas para ecologia e bem-estar. Ocorrerá, ainda, o WCT Music Festival, com show do estadunidense Zach Aston e festas eletrônicas.

No evento, que vai até o dia 05 de novembro, foi separada uma área nobre para ações de patrocinadores, de frente para o mar e com decoração do grafiteiro paulista Zezão. Nova Schin e Vivo ainda preparam outras atrações para o Hang Loose SC Pro.


Escrito por fraja8 às 12h21
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Santos passa a batizar estação de metrô

REDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, em São Paulo

Após as estações Corinthians-Itaquera e Palmeiras-Barra Funda, é o Santos Futebol Clube que recebeu homenagem do Governo do Estado de São Paulo. Assim, a estação anteriormente chamada apenas de

Imigrantes se torna a estação Santos FC-Imigrantes, localizada na Avenida Ricardo Jafet.
Atualmente, o Santos tem aproximadamente 6% dos torcedores na capital paulista. Além disso, a estação que passa a ter o nome do clube é uma das mais freqüentadas pela população que reside na Baixada Santista e vai até São Paulo.

Aproveitando o fato novo, o clube montará ainda a exposição itinerante "Santos Sempre Santos" durante o período de um mês, com fotos e painéis relacionados à grande fase dos anos 50, 60 e 70.


Escrito por fraja8 às 12h17
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Forbes Magazine’s 2008-09 NHL Financial Valuation

 
The 2007-08 season was the National Hockey League's most successful since Forbes began tracking team values 10 years ago.
 
Fueled by higher ticket prices and a stronger Canadian dollar, revenue increased 13%, to an average of $92 million per team, while operating income (earnings before interest, taxes, depreciation and amortization) rose 48%, to $4.7 million per team.
 
A stronger loonie helps teams north of the border, because they take in revenue in Canadian dollars but pay their players in U.S. currency. Last season the value of the Canadian dollar increased 15% relative to the U.S. dollar. The average team value rose 10% during the past year, to $220 million. Five of the six Canadian teams--Montreal Canadiens, Vancouver Canucks, Ottawa Senators, Calgary Flames and Edmonton Oilers--rose in value more than the league average.

Hockey teams, on average, are worth 2.4 times revenue, so the more money teams can rake in from selling tickets to games (43% of the league's revenue) without sacrificing attendance, the more valuable they are. The average non-premium ticket cost $49 for an NHL game during the 2007-08 season, 8% more than the previous year. Meanwhile, attendance increased 2%, to 21 million for the NHL's 30 teams. NHL arenas are filled to 93% of capacity.
 
There are two reasons why hockey teams have been able to increase ticket prices. For one, their customers have the highest average household income ($88,000) in sports. For another, emerging superstars like Sidney Crosby (Pittsburgh Penguins), Alexander Ovechkin (Washington Capitals) and Henrik Zetterberg (Detroit Red Wings), who can skate fast and have the skills to create exciting plays, are exactly the type of players who connect with fans. That said, the economic slowdown is going to make it much more difficult for the NHL to post a gain in ticket revenue this season.
 
 

Rank
1
448
9
35
160
66.4
2
411
12
0
137
30.7
3
334
18
72
139
39.6
4
303
3
0
110
13.4
5
275
13
24
102
-1.8
6
273
8
73
105
14.2
7
263
8
46
97
-3.0
8
236
12
47
107
19.2
9
231
8
21
91
2.3
10
222
14
113
97
1.9
11
217
21
52
94
0.7
12
210
0
87
91
1.2
13
207
12
63
96
4.7
14
205
14
0
79
1.4
15
203
24
15
97
7.4
16
202
3
17
90
1.0
17
200
1
53
84
1.2
18
195
26
51
87
5.1
19
179
9
25
85
2.4
20
175
11
0
85
11.8
21
169
4
30
76
-8.9
22
168
8
54
75
-11.5
23
164
14
49
70
-1.3
24
163
8
49
74
-9.4
25
162
12
74
73
-8.6
26
160
10
43
73
-6.9
27
158
6
44
70
-6.1
28
157
4
29
71
-7.1
29
154
3
65
64
-8.8
30
142
-3
63
68
-9.7

Source Forbes Magazine


Escrito por fraja8 às 12h10
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Nike Prepares for Global Launch of Zoom LeBron VI
 
 
As LeBron James proved in a Gold Medal campaign this past summer in Beijing, he is a basketball player who can do it all and he requires a performance shoe that can keep up with his demanding game.

The Zoom LeBron VI shoe, the most versatile LeBron signature shoe from Nike (NYSE:NKE) and James, will be introduced at retail on Friday, October 31, globally, including the U.S., Asia Pacific, and Europe. It will be available in Canada beginning January 2009.

The Zoom LeBron VI performance basketball shoe represents the essence of LeBron James: team, toughness, passion and vision. James worked with Nike designer Ken Link to create a shoe that meets his performance needs and the needs of players with a powerful, dynamic style of play. The Zoom LeBron VI not only has a full-length Zoom Air unit in the mid-sole for the ultimate responsive ride, but also has a Zoom Air unit double-stacked in the heel. The cushioning system helps the forefoot for transition when jumping. Deep sipes in the shoe allow for natural motion, which means the shoe works with the athletes movement, rather than against it.

The shoes collar has been engineered with a wider opening so its easier to slip on and wear while maintaining a full-length fit feel. On the collar, graffiti art highlights LeBrons mantras passion, family, winning, fearless and vision.

Integrated marketing and communication support for the introduction of the Zoom LeBron VI varies by global region and includes print, digital, out-of-home and broadcast advertising in addition to public relations.

Print imagery capturing James leaping over players wearing the previous five iterations of his signature footwear and labeled The Six, will run in prominent sports and vertical basketball publications and as out-of-home in the U.S. region.

The site Nikebasketball.com has created content that provides an in-depth view of LeBrons signature product.

The U.S. television spot, dubbed Chalk, draws its inspiration from LeBrons pregame ritual of tossing talcum powder into the air at the scorers table before each home and away game. The 15-second Chalk will air over the first few days of the NBA season during nationally televised games.

Asia Pacific captures the unstoppable nature of LeBron James in a series of broadcast spots dubbed Bring Everything (30-seconds) and Try to Stop Me (30-seconds). The spots are scheduled to begin airing November 1.  (source Nike)



Escrito por fraja8 às 11h56
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




NBA All-Star Game headed for the new Cowboys Stadium

 
The Dallas Mavericks and the NBA, in a joint venture with the NFL's Dallas Cowboys, will announce Thursday that the league's 2010 All-Star Game will be played at the new stadium soon to be opened by the Cowboys in Arlington, Texas.
 
Sources told ESPN.com that a formal announcement has been scheduled at American Airlines Center before the Mavericks' season opener Thursday night against the Houston Rockets.
 
The league office declined comment Tuesday.
 
Said Mavericks owner Mark Cuban when reached by e-mail: "You will just have to show up and find out."
 
Word emerged during last season's NBA playoffs that the two Dallas franchises were interested in co-staging the event at the Cowboys' new $1.1 billion facility in Arlington, which is scheduled to open in time for the 2009 NFL season.
 
Cuban had maintained for years that he had no interest in the Mavericks serving as All-Star Game hosts because so many of his season-ticket holders would lose their seats to league control, as the NBA has historically used All-Star Weekend to entertain various sponsors. But in a football-sized stadium, those reservations wouldn't apply.
 
"It's important to me to find a venue that can support all of our season ticket-holders and all of the visitors who would come to Dallas for the game," Cuban told The Dallas Morning News in May. "We are exploring all of our options."
 
The Phoenix Suns will host the NBA All-Star Game this season. The league has not chosen a host city for any other games beyond 2010 and NBA commissioner David Stern recently backed off on the league's interest in staging an All-Star Game overseas.
 
"It would be neat from a player perspective, really neat, to play in either Paris or London or Berlin," Stern said last week of an All-Star Game in Europe. "But the logistics of it ... is at the moment causing us not to rush out and make plans.
 
"I'm not saying never, but we have sort of a domestic agenda to burn off for the moment in a positive way. So I didn't want to sort of suggest that something was in the offing that wasn't.
 
Dallas last hosted the All-Star Game at the soon-to-be demolished Reunion Arena in 1986. The last NBA All-Star Game to be played in a football-sized venue was in 1996 at San Antonio's Alamodome. This was written by Marc Stein and appeared at ESPN.com


Escrito por fraja8 às 11h55
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




NFL reacts to Specter Letter

 
We received a letter from Senator Specter’s staff last night.
 
Senator Specter knows that our television policy regarding NFL Network games this season will be identical to the broadcast pattern we have followed for more than 20 years with our ESPN primetime games.
 
That same television policy makes the NFL the only league that has all of its regular season and playoff games on free TV, including our limited number of cable games that also are televised on free TV in participating team markets.
 
The goal of our NFL Network games is to show them to a national audience. However, that goal has been undercut by several of the largest cable operators that are discriminating against our Network by either refusing to carry it or placing it on a much more costly tier than the sports networks that the cable operators themselves own. These cable operators are denying their consumers fair access to this popular NFL programming.
 
The Federal Communications Commission Media Bureau earlier this month ruled that we indeed had demonstrated that our discrimination charge had merit and rejected the arguments of Comcast, the nation’s largest cable operator based in Pennsylvania. The FCC Bureau also found merit in our complaint that Comcast retaliated against NFL Network, thereby also punishing consumers.
 
We continue to seek a negotiated agreement with Comcast, Time Warner and several other major cable operators so that our fans will not be deprived of our package of eight Network games in the next two months.
 
Any help tha